No início da semana passada foi publicado no Diário Oficial da União (DOM) a nova lei que permite que guardas municipais porte armas de fogo. De acordo com a lei, além da segurança patrimonial, estabelecida pelo Artigo 144 da Constituição Federal, os guardas vão exercer papel de policiais.

Na cidade de Belo Horizonte pode se notar grande volume de guardas municipais concentrados em praças e parques da região central da capital. Após a Copa do Mundo, o número de policiais nas ruas reduziram chegando até não se ver a PM atuando em determinados pontos da cidade. Ao procurar a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) para saber a respeito do assunto e questionar se o armamento por parte dos policiais seria uma forma de suprir a falta de policiais nas ruas depois do mundial, a prefeitura declarou que estas pautas não são discutidas com veículos de comunicação.

Segundo a Prefeitura, a instituição estuda armar seus agentes e está se adequando as exigências do Estatuto do Desarmamento. “Cabe aos agentes da guarda municipal garantir a segurança aos órgãos, serviços e patrimônio do Poder Público Municipal e a orientação e proteção dos agentes públicos e dos usuários dos serviços”, declarou a Assessoria de Comunicação Social da Guarda Municipal de Belo Horizonte.

Texto: Bárbara Carvalhaes
Foto: Retirada do site da PBH

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta