Breaking Bad Review

Breaking Bad Review

0 201

Por Ana Paula Tinoco

Sabe quando você se pega pensando “não vou assistir isso porque é só mais uma modinha? ”, eis que em uma tarde de domingo entediante você se entrega. E o necessário para que se torne uma maratona é tão sútil quanto respirar, é automático.

Breaking Bad foi criada por Vince Gilligan para o canal por assinatura AMC e sua primeira exibição foi em 2008. Bryan Cranston (Walter White), Anna Gunn (Skyler White), Aaron Paul (Jesse Pinkman), Dean Norris (Hank Schrader), RJ Mitte (Walt Jr.) e Betsy Brandt (Marie Schrade) formam o elenco principal da trama. Trama essa que tem como cenário o Estado do Novo México, Estados Unidos.

Elenco Breaking Bad – Foto Divulgação

O enredo a princípio parece mais do mesmo, Walter White (Cranston) é um professor de química frustrado, frustração essa que vem do fato de se ver lecionando para adolescentes no ensino médio e um emprego de meio período em uma lava a jato. Tudo isso após abrir mão de uma carreira bem-sucedida como químico. Na trama White é ganhador de um Nobel, nesse meio tempo ele lida com a paralisia cerebral de seu filho Walter Jr. (Mitte), a gravidez de sua esposa Skyler (Gunn) e dívidas que se acumulam.

Em meio as adversidades, White é diagnosticado com cancro no pulmão. Amedrontado e desesperado com a morte inevitável, ele embarca em uma situação perigosa e entra para o mundo do narcotráfico, situação que se acentua quando ele reencontra seu antigo aluno Jesse Pinkman (Paul) e unindo seus conhecimentos, os dois dão início à maior fábrica de Metanfetamina de que se tem conhecimento.

E é a partir desse encontro que Breaking Bad nos prende, mostrando situações adversas como no episódio “Cat’s in the Bag” da primeira temporada em que os dois tentam “desaparecer” com um corpo usando ácido e uma banheira. O progresso da trama se dá aos poucos. Nessa questão Gillian foi cauteloso em não entregar logo de cara o que viria daquela dupla improvável e de todos que o cercavam. Até mesmo a motivação de Walter, que clamava ter feito tudo aquilo por sua família, aos poucos foi sendo dosada à medida que percebíamos o quanto ele era egoísta.

Aaron Paul (Jesse Pinkman) e Bryan Cranston (Walter White) – Foto Divulgação

As interpretações são fascinantes, não é preciso dizer que Cranston está incrível no papel de White. Sua evolução é gritante, de homem apagado cheio de incertezas, ele parte para uma personalidade forte e implacável quando dá espaço ao seu alter ego Heinsenberg. E essa transição acontece de maneira tão rápida e esplendorosa, que loucura e lucidez se separam e se unem tão rápido quanto ao Flash correndo na velocidade da luz.

Por outro lado, Pinkman é inseguro. Inteligente, ele se perde em situações caóticas e desnecessárias que sempre levam White a intervir para facilitar sua falta de noção, como namorar uma menina ex usuária de drogas, sendo ele um traficante. Mas, aos poucos ele também vai conquistando seu espaço, e Paul entrega interpretações magníficas nas cenas dramáticas. E ao longo da série, seu personagem que é apenas um coadjuvante cresce de tamanha forma que podemos considera-lo também principal.

Porém, não é apenas de Cranston e Paul que a série é feita. Vale a pena destacar a atuação de Mitte, o ator que interpreta Walter Jr., ele que também possuí uma leve paralisia cerebral, se entrega ao personagem e nos permite a sentir angústia como na cena em que ele se despede do pai.

Skyler, interpretada por Gunn, é uma mulher insatisfeita com o casamento e constantemente crítica. No entanto, assim como White, sua personalidade muda quando ela descobre quem é seu marido e o que vemos nos traz um misto de angústia e raiva por ela se permitir viver em uma situação tão desesperadora.

Elenco premiação Emmy 2014

Os outros personagens que fecham esse círculo são Hank Schrader (Norris) e Marie Schrader (Betsy Brandt). Brandt está lá para que sua irmã Skyler possa crescer em cena, o que não desmerece o trabalho da atriz. Seu marido Hank, um investigador da polícia, fica por conta das cenas de tensão de uma possível descoberta da vida dupla de White, é ótima a cena em que ele o ajuda a colocar uma mala no carro e o questiona sobre o peso da mesma e diante da resposta de White que aquilo seria um milhão de dólares, ele ri.

Destaque também para os “vilões”, pode parecer uma forma de estereótipo se levarmos em consideração que todos são latinos, entretanto são eles os responsáveis pelas melhores cenas de stress. E apenas eles conseguem impor respeito quando se trata de White. O melhor deles? Gustavo Fring, também conhecido como Gus. Interpretado por Giancarlo Esposito, é ele o responsável por uma das cenas mais icônicas da TV.

Trecho da morte de Gus

Breaking Bad começou de forma tímida, sobreviveu à greve dos roteiristas e no fim mostrou a que veio, conquistou inúmeros prêmios e é considerada por muitos críticos uma das melhores já produzidas.

Também estão no elenco: 

Bob Odenkirk (Saul Goodman), Jonathan Banks (Mike Ehrmantraut), Jesse Plemons (Todd Alquist), Matt L. Jones (Badger), Raymond Cruz (Tuco Salamanca).

NO COMMENTS

Deixe uma resposta