cidade

As ruas de Belo Horizonte já estão habituadas a quebra de rotina proporcionada pelo carnaval: as buzinas são substituídas pelo som dos bloquinhos, o caminhar apressado dos pedestres fica um tanto quanto mais lento e ritmado. Automóvel, nessa época, só se for o caminhão do trio elétrico.

Nos últimos cinco anos, no entanto, a festa mineira têm tomado proporções maiores, alcançando o título de terceiro maior carnaval do país. Em 2017, de acordo com a Belotur, a expectativa é de que 2,4 milhões de foliões prestigiam a cidade.

Tamanha dimensão tem chamado a atenção para os possíveis empreendimentos proporcionados pela festa. Além do recorde de cadastramento de ambulantes que circularão durante a folia, somando 8.940 vendedores, nas redes sociais foi observado o crescimento da busca e produção de adereços e fantasias feitos artesanalmente.

O Contramão listou logo abaixo 8 produtoras independentes. Escolha sua fantasia e divirta-se!

 

MAHABHUTA ATELIÊ

Instagram: @mahabhuta

Facebook: Mahabhuta Ateliê

O Mahabhuta ateliê estreou sua produção de fantasias este ano, mas a Isabel Guimarães, que administra o projeto ao lado de Cybele Guimarães e Yasmin Kayano, produz fantasias desde 2013. Isabel conta que a idéia de criar o ateliê surgiu após confeccionar fantasias para ela mesma e sua irmã, “como todo mundo gostava muito, resolvi tentar vender e fiquei feliz com a resposta! Estou com muitas encomendas e bastante elogios”, comemora. Um diferencial que tem agradado os consumidores são os bolsos escondidos, para guardar celular, identidade e dinheiro.

 

As fantasias variam de R$ 30,00 à R$ 90,00, dependendo do material e da dificuldade. As peças são feitas sob medidas, e as encomendas são online, através do Facebook, Instragram ou WhatsApp:

(31) 9 9507-0370.

IZZIE FLORIDA

Instagram: @Izzie_Florida

Facebook: Izzie Florida

As irmãs Beatriz e Patrícia Costa criaram a marca especializada em adereços Izzie Florida, após a constatação de que faltava em BH opções diferenciadas e artesanais. Os preços variam entre R$ 25,00 e R$ 45,00, “Tentamos colocar um preço acessível para que todas comprem até mais de um adereço!”, conta Patrícia.

As encomendas podem ser feitas pelo Facebook, Instagram e WhatsApp: (31) 9 8262-9575

ATELIÊ TODOS OS OLHOS

Instagram: @tolhos

Facebook: Ateliê Todos os olhos

Os adereços da Todos os Olhos são confeccionados pela Letícia Rocha e variam entre R$ 15,00 à R$ 30,00. Letícia conta que ela e algumas amigas resolveram criar adereços para usar no carnaval do ano passado, o produto final deu tão certo que este ano elas fizeram até um editorial!

As encomendas são feitas pelo Facebook do ateliê ou da própria Letícia.

ARAMADUM

O Aramadum, até então, era um ateliê apenas de bijuterias, até que a proprietária, Regina Alves, fez um acessório de carnaval para ela mesma e percebeu que poderia ser comercializado, e, garante, “está fazendo o maior sucesso!”.

Os preços variam entre R$25,00 e R$ 35,00. Todos os produtos são todos banhados no ouro. As compras podem ser feitas na Feira Hippie ou diretamente no Facebook da Regina. 

SAGRADO ENTRELAÇADO

Instagram: @sagradoentrelacado

Facebook: Sagrado Entrelaçado

O sagrado entrelaçado é formado pela Leila Girassol e seu companheiro, “um auxilia o outro na produção, por isso temos peças lindas e exclusivas!”, explica. Este é o segundo ano que o casal se dedica a produção e venda de acessórios com temática carnavalesca e os preços vão de R$5,00 á R$ 50,00, dependendo do material e trabalho.

 

Os produtos são vendidos pelas redes sociais, pelas ruas de BH “ou de onde o coração mandar a gente ir!”

MIMOS CARNAVALESCOS

Facebook: Mimos Carnavalescos

A Mimos Carnavalescos também estreou este ano, em janeiro. Quem confecciona os adereços que custam de R$ 20,00 à R$ 45,00 é a Gabi Pacheco, com o auxílio da design de moda Thayane Pacheco.

Os produtos podem ser adquiridos pelo Facebook Mimos Carnavalescos.

PROJETO MIMOS

Instagram: @projetomimos

Facebook: Projeto Mimos

A Paloma Scarpa, do Projeto Mimos, teve uma idéia diferente, ela apostou em itens bastante utilizados nesta época do ano. Foi assim que surgiu o kit com 1 cílios colorido, 2 gliters, 1 stencil, 3 mini cartelas de adesivos e 1 colinha.

As encomendas são feitas pelas redes sociais.

Por: Bruna Dias. 

Foto Divulgação

O carnaval de Belo Horizonte tem crescido cada vez mais ao longo dos anos e em 2017 a folia promete. Com uma programação extensa, serão cerca de 363 blocos desfilando pelas ruas da capital, 30% a mais que ano passado. Os organizadores que esperam 2,4 milhões de pessoas, trarão novidades para o entretenimento dos foliões. Dois palcos serão montados na Avenida Brasil e um na Praça da Estação, além de um escorregador gigante, o “Skolrrega”.

A festa que cresce em proporção pede um policiamento mais intensivo para que todos possam curtir e aproveitar a festa em segurança. Pensando nisso, a Polícia Militar de Belo Horizonte trabalhará em conjunto com outros órgãos, Prefeitura de Belo Horizonte, Polícia Civil, Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros Militar, Ministério Público e Juizado de Menores.

O policiamento contará com todo o efetivo já existente no Comando da Capital, que é formado por 4.472 militares, mais o reforço da Tropa Especializada, Tropa administrativa e militares da Academia de Polícia Militar. A operação intitulada “Operação Carnaval” terá como base diversas ações e operações preventivas e repressivas, feitas de forma a combater o crime e desordem nas ruas durante toda a festa.

A corporação, também em parceria com o Batalhão de Trânsito, trará um reforço para as Operações Blitzen, em especial a Lei Seca. Na tentativa de inibir o uso de bebidas alcoólicas por motoristas que decidirem ir para a folia de carro. E assim, evitar tumultos e acidentes. Com esse reforço e o planejamento prévio já realizado, a PM terá Bases Comunitárias instaladas, além dos postos existentes.

Com esse planejamento e reforço por parte dos órgãos responsáveis por essa grande festa, fique atento e não reaja, proteja-se e procure um policial perto de você ou ligue para o 190. Segurança é tudo.

Por Ana Paula Tinoco

As diferenças entre os metrôs que são administrados pela companhia nacional em outras capitais do país.

A insatisfação com o metrô de Belo Horizonte já é história antiga. Desde sua inauguração, em 1986, as promessas de reforma e ampliação de suas linhas superam as expectativas do esquecimento. A administração do metrô foi transferida do estado de Minas Gerais para a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). A companhia, vinculada ao governo federal desde 2003, por meio do Ministério das Cidades, atua na gestão e operação comercial do transporte de 210 mil passageiros por dia, na capital mineira.

Números do metrô de Belo Horizonte

De acordo com dados apresentados em 2011, por uma pesquisa realizada pela CBTU, do número total de passageiros transportados diariamente, 70,8% deles utilizam o metrô para o trabalho e 45,3% fazem o uso durante cinco dias da semana. Outro número que chama a atenção: 15% dos usuários realizam as viagens originadas de bairros da região metropolitana. Isso mostra a defasagem na atual linha em operação, tendo em vista que apenas o município de Contagem, na região metropolitana da cidade, possui estação de metrô.

Outros dados apontam que, a maioria dos usuários possuem entre 18 e 24 anos e são mulheres. Os horários de maior utilização são das 5 até as 8 horas da manhã e, à noite, das 17 até às 20 horas. Dos 210 mil passageiros diários, 57,2% representam funcionários da iniciativa privada, que dependem do transporte público, para chegar até o seu trabalho.

As linhas da CBTU

Atualmente, a CBTU é responsável pela administração do transporte metroviário das cidades de Belo Horizonte, Recife, Maceió, João Pessoa e Natal. Dentre as cidades, o metrô da capital pernambucana é o mais avançado, em termos de número de linhas e usuários atendidos diariamente. Em Belo Horizonte, de acordo com dados publicados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população estimada para 2016 foi de mais de 2 milhões e meio de pessoas e um quinto da população atendida pelo metrô.

Em Recife, porém, os números demonstram a importância desse tipo de transporte. Por lá, de acordo com o IBGE, a população estimada para o ano de 2016 foi aproximadamente de 1,6 milhões de pessoas. A diferença: o metrô recifense, atualmente, atende o dobro de passageiros em relação à BH e possui 43 Km de linhas a mais construídas.

    

Reportagem anterior:

BH continua na espera pela ampliação do metrô

Fotografia, arte e reportagem: Lucas D’Ambrosio

 

5 anos de mais um capítulo da história de esquecimento do metrô de Belo Horizonte.

Quem transitava pelas ruas de Belo Horizonte no dia 7 de fevereiro de 2012, em pontos como a Praça Sete, irá se lembrar daquele dia. Logo ali, na esquina da rua Carijós com a avenida Amazonas, no coração da cidade, um conjunto de tapumes, maquinários e operários realizavam perfurações para análise da viabilidade geológica do solo. Uma placa afixada revelava o propósito da operação: “O Metrô é a Solução”.

Cinco anos depois, o que restou foi a desilusão da população belo-horizontina. Lá se vão mais de 30 anos desde a inauguração da única linha metroviária da cidade. De 1986 até hoje, planos para reformá-la pairam no imaginário esquecido da capital mineira. Gestão após gestão, promessas não cumpridas, corte de orçamento, jogo de empurra entre prefeitura, empresas administradoras e Governo Federal, criam desculpas que impedem a tão sonhada ampliação do metrô de BH.

Linhas de metrô em Belo Horizonte. Fotografia: Lucas D’Ambrosio

Durante dois anos, a diarista Wanderleia Maria da Silva, 46, utilizou o metrô para trabalhar. No seu trajeto, ela também utilizava uma linha de ônibus para ir da estação em que descia até o bairro do seu trabalho. “Entre metrô e ônibus, prefiro o metrô. É muito melhor, não tem trânsito e é mais rápido”, comenta.

Sobre as obras que ocorreram em 2012, ela se lembra com pesar das promessas não cumpridas pelo então prefeito, Márcio Lacerda. Nas vésperas do pleito eleitoral que o reelegeram, as obras se tornaram uma lembrança para a população. “Lembro que fizeram umas perfurações pela cidade, ali na Afonso Pena. A gente via todos os dias aquele tanto de gente trabalhando, furando o solo. Isso cria uma confiança de que o metrô seria ampliado e até agora, nada. Ninguém fala mais nada sobre isso”, lamenta.

Apesar de ainda ter esperanças da conclusão da ampliação do metrô, ela acredita que não verá as obras prontas. “Entra político, sai político e eles não dão esperança, não dão continuidade em buscar realizar essa obra. Se um começou, o outro deveria dar continuidade. Seria bom para a gente, que precisa desse tipo de transporte, todos os dias para poder trabalhar”, conclui.

A linha solitária

As obras do metrô foram iniciadas no ano de 1981. Cinco anos depois, as operações comerciais foram iniciadas e, na época, englobavam seis estações ao longo da cidade (Eldorado – Lagoinha). O trecho inicial de 10,8 Km iniciou com três trens disponíveis para a população. Entre o final dos anos 1980 até o começo dos anos 2000, a atual linha do metrô foi integrada com outras estações, inclusive de ônibus, e hoje funciona em 19 locais ao longo de 28,2 Km. Diariamente, cerca de 210 mil passageiros são atendidos. O último investimento, realizado em 2015, se deu com a aquisição de 10 novos trens, o que representou um aumento de 40% na frota, que aumentou para 35 unidades, ao custo R$171,9 milhões.

Fotografia e Reportagem: Lucas D’Ambrosio

0
Teste rápido de HIV, Hepatite B e C e Sífilis - Foto:Cristine Rochol / PMPA

O novo Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) será oficialmente inaugurado próximo ao carnaval, mas, já está funcionando. Destinado para diagnóstico e prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), é possível realizar gratuitamente os exames para Hepatite B e C, Sífilis e HIV. O CTA fica localizado no 5º andar dos Centros de Saúde – Centro-Sul da Rua dos Carijós, 508, no centro da capital mineira.

O atendimento no CTA é totalmente sigiloso e tem como objetivo diagnosticar e aconselhar as pessoas sobre as dsts, independente do resultado do exame. Os testes demoram, em média, 45 minutos. Os exames são simples, basta um furo no dedo para coletar uma amostra de sangue para o diagnóstico de Hepatite B e C, Sífilis e HIV. O teste é seguro.

Segundo a coordenadora e farmacêutica do CTA, Rosangela Nascimento, as pessoas com resultados positivos são encaminhadas a um infectologista ou para suceder a exames complementares. “Daqui a pessoa é encaminhada para os serviços de referência. Às vezes, ela vai para a fila do serviço especializado, mas, é orientada até sair a consulta”, explica.

O número de DSTs aumentou nos últimos anos por falta da utilização de camisinha. Em 2016, o estado de Minas Gerais registrou 8027 casos de sífilis. Já em 2015, Boletim Epidemiológico Mineiro (BEM) informa que desde 2010 o número de casos de HIV crescem 10% ao ano. O diagnóstico antes da evolução de um vírus, pode proporcionar uma vida saudável mesmo com uma de qualquer doença.

O CTA começou a funcionar no dia 29 de dezembro e de acordo com Nascimento, como ainda não foi inaugurado, a procura está sendo mais baixa que os outros centros de testagem.  Porém, mesmo que o movimento esteja sendo baixo,ela diz que do dia 29 de dezembro até 17 de janeiro já atenderam quase 200 pessoas.

O horário de atendimento para coletagem é de 08 horas às 12 horas e de 13 horas às 16 horas, mas o CTA fica aberto até as 17 horas.

Texto: Amanda Eduarda

Foto Ana Paula Tinoco

27 de janeiro

  • Unidos da Estrela da Morte – Ensaios Abertos

    Data: de 27.01.2017 até 18.02.2017

    Local: Praça da Liberdade e Granfinos

    O Bloco Nerd formado por fãs de Star Wars é a melhor alternativa para quem não curte um carnaval convencional. Organizado pelo fã clube Conselho Jedi Minas, toca marchinhas próprias, paródias, músicas de videogame, tudo na medida certa para a comunidade geek!
    Venha conferir nossos ensaios:
    Dia 27/01 | 19h | Praça da Liberdade

    Dias 3 e 10/02 | 19h | Praça da Liberdade

    Dia 18/02 | 21h | Granfinos

    E-mail: conselhojedimg@gmail.com

  • Eleição da Corte Momesca do Carnaval de BH

    Data: 27.01.2017 – 19:30

    Local: O Distrital

    Os 22 concorrentes, 11 homens e 11 mulheres, vão desfilar ao som da bateria da Escola de Samba Canto da Alvorada, campeã do Carnaval de BH 2016. Ao final do evento, BH vai conhecer os diplomatas das festividades carnavalescas da cidade: Rei, Rainha e Princesa.
    As candidatas à rainha serão julgadas pela beleza do rosto e harmonia das formas físicas. O Rei Momo do Carnaval será avaliado pela qualidade do samba e alegria. Quesitos como domínio do samba, espírito carnavalesco, simpatia e expressão corporal também contarão pontos para os candidatos (as).

    Entrada Franca

  • Baile da Cidade

    Data: 27.01.2017 – 22:00

    Local: City Hall

    Atrações:
    DJ Mia Siqueira
    DJ Cris
    MC Brisola
    Dilsinho
    MC Lan

    http://www.facebook.com/cityhallbh/

    Telefone: 31 2514-0007

  • Baile Tropical – Orquestra Já te Digo

    Data: 27.01.2017 – 23:00

    Local: A Autêntica

    O Baile Tropical é uma festa itinerante que roda por vários lugares do Brasil e do mundo apresentando o que há de mais interessante nas novas tendências tropicais e afro latinas.
    Nesta edição, o evento em clima de prévia de Carnaval, traz para A Autêntica uma programação Momesca com a Orquestra JÁ TE DIGO! E discotecagem quente, carnavalesca e tropical de Patricktør4 e Rafael, e ainda Paloma a DJ e DJ Zumbre.

    http://www.facebook.com/pg/aautenticabh/

    Telefone: 31 3654-9251

  • I Workshop para Passista em BH

    Data: de 28.01.2017 – 09:00 até 28.01.2017 – 16:00

    Local: Sebrae Minas

    O carnaval de BH cresce a cada ano atraindo milhares de foliões que desfilam nos blocos ou nas escolas de samba. Pensando na qualificação e fortalecimento das passistas e aspirantes a passista, o Blog Carna BH com apoio do SEBRAE/MG promove o 1º Workshop para passistas com a musa da Mangueira Carolynna Assis (RJ).
    O encontro visa oportunizar troca de experiências, novos conhecimentos, além de fortalecer a atividade de passista e potencializar esse mercado. Técnicas de samba, postura, desenvoltura e evolução são algumas das etapas do workshop, além de palestra com o tema: Marketing Pessoal – O Poder da Imagem Profissional, e roda de conversa com o tema: Passista – Responsabilidade e Compromisso.

    http://www.facebook.com/events/714265252066496/

    Telefone: 31 99315-2496

    E-mail: carnabhmg@gmail.com

  • Aki Cê Dança

    Data: de 28.01.2017 – 14:00 até 28.01.2017 – 17:00

    Local: Feira Coberta do Padre Eustáquio

    O vocal andou ensaiando bastante enquanto a bateria estava de férias. Então vamos alinhar tudo e fazer bonito!!!

    http://www.facebook.com/akicedanca/

    Telefone: 31 3335-0012

    Bloco Xibiu | Ensaio

    Data: 28.01.2017 – 14:00

    Local: Praça do Coreto – Rua dos Jornalistas – Alípio de Melo

    Venha conferir nosso ensaio de pré-carnaval.

    E-mail: geraldojunior.mkt@gmail.com

    Entrada Franca

  • Bloco Balai Lama – Ensaios

    Data: de 28.01.2017 – 15:00 até 28.01.2017 – 18:00

    Local: Praça Coronel José Persilva

    Vamos começar a espalhar a alegria de se participar do Bloco sensação de BH!

    http://www.facebook.com/events/1565781190104975/

  • Ensaio Oficial Bloco Gilboísmo

    Data: 28.01.2017 – 15:00

    Local: Gilboa

    Esse sábado ensaio oficial do bloco Gilboísmo, com o batuque da bateria PIPOCA MODERNA, aquele mesmo bloco que você curtiu junto de milhares de pessoas na frente do Jângal no domingo de carnaval do ano passado!
    Além do ensaio, banda Uai Pode mandando muito som pra fazer desse sabadão lendário!

    http://www.facebook.com/gilboaBH/

    Telefone: 31 3646-2433

  • Bloco da Proibida

    Data: 28.01.2017 – 17:00

    Local: Os Desespetados Prado

    Bandas:
    Juliano e Percussão
    Os Baianeiros
    Saideira

    Telefone: 31 3564-4069

  • Bailinho do Distrital – Baianas Ozadas

    Data: 28.01.2017 – 19:00

    Local: O Distrital

    O Carnaval já chegou e você ainda não está sabendo?
    Não fica de fora e aproveita esse Bailinho que vai acontecer lindamente neste sábado no Distrital.
    Vai ter Baianas Ozadas!

    http://facebook.com/ODistrital/

    Telefone: 31 99767-1616 (WhatsApp)

  • O samba bate outra vez

    Data: 28.01.2017 – 22:00

    Local: Music Hall

    Casuarina: Os craques da nova geração do samba carioca, que ajudaram a reocupação cultural da zona boêmia da Lapa, trazem a BH um show especialíssimo: o “CentenáRIO Samba” – um passeio por sambas históricos, costurados pelos sucessos autorais do grupo e por canções do disco “7”.
    Zé da Guiomar: Os mineiros do Zé da Guiomar, não deixam barato, e apresentam grandes clássicos do com novos arranjos feitos com a mesma maestria que os tornaram referência em todo o estado.

    http://www.sympla.com.br/

    Telefone: 31 99957-5294

  • Carnavaliza na FUN!

    Data: 28.01.2017 – 22:00

    Local: Major Lock

    Palco Folia:
    STEREOTONE (SAMBA ROCK)
    FUN CREW (Músicas carnavalescas)

    Palco Kombi do Amor:
    V.Andrade(deepzinho sensual)
    SABNN(Tropical House/Tribal)
    BUBBLE GUN(HIP-HOP/TRAP)
    KADI(FUNK MAROTO)

    http://www.facebook.com/majorlock/

    Telefone: 31 3284-5607

  • Ensaio do Bloco Vexame

    Data: 28.01.2017

    Local: Praça da Seresta – Santa Amélia

    Venha participar do tradicional ensaio aberto do Bloco Vexame!!!! Traga seu instrumento e venha se divertir!

    http://www.facebook.com/blocovexame

    Telefone: 31 99934-0746

  • Bloco Batuque Coletivo | Ensaio

    Data: 28.01.2017

    Local: Praça Diogo de Vasconcelos – Praça da Savassi

    Bloco de Carnaval com a missão de Carnavalizar o mundo!

    Venha conferir nosso ensaio!

    http://www.facebook.com/BatuqueColetivoPage/

    Telefone: 31 99105-1765

    Entrada Franca

  • Bloco Afro Magia Negra | Ensaios

    Data: de 29.01.2017 – 14:00 até 19.02.2017 – 14:00

    Local: Bar Estação Santê e Comunidade Quilombola dos Arturos

    O Bloco Afro Magia Negra surge para reverenciar os valores da cultura afro, dando ênfase à imensa contribuição do povo negro na formação e construção do Brasil.

    Venha conferir nossos ensaios!

    Dia 29/01 – Ensaio Oficina – Bar Estação Santê, Rua Quimberlita, 205 – Santa Tereza (concentração às 14h)

    Dia 05/02 – Ensaio Magia Negra e convidados – Bar Estação Santê, Rua Quimberlita, 205 – Santa Tereza (concentração às 14h)

    Dia 18/02 – Carnaval Afro – Comunidade Quilombola dos Arturos – Rua da Capelinha, 47 – Jardim Vera Cruz  (concentração às 14h)

    Dia 19/02 – Ensaio Oficina – Bar Estação Santê, Rua Quimberlita, 205 – Santa Tereza (concentração às 14h)

    http://www.facebook.com/pg/BLOCOAFROMAGIANEGRA/

    Entrada Franca

  • Domingueira Tropical – com Havayanas Usadas

    Data: 29.01.2017 – 16:00

    Local: A Autêntica

    O repertório traz clássicos do axé dos anos 80 e 90, com músicas que vão de Araketu a Daniela Mercury, Banda Mel a Timbalada, de Caetano Veloso a Netinho e a presença de blocos afro como Olodum e Ilê Aiyê. O bloco tem criação e direção de Peu Cardoso, Débora Mendes, Cris Gil, Maurílio Badá, Heleno Augusto, Rodrigo Boi e Daniel Melão.

    http://www.facebook.com/aautenticabh

    Telefone: 31 3654-9251

    Fonte: Agenda Cultural BH