Cultura

0 339

Férias! Enquanto muitas pessoas viajam, outras ficam a mercê dos programas de fim de semana na TV. Quem prefere aproveitar o tempo buscando um pouco mais de diversão, pode encontrar várias opções de lazer na região da Praça da Liberdade. Bares, teatros, cinema e shows.

Organize-se! E confira a agenda do fim de semana, para diversos gostos:

Cinema:

Programação USIMINAS Belas Artes

Importante do dia 15 ao dia 21 de Janeiro, as sessões das 15h tem preço promocional ( R$4,00)

-Sala 1
Horários: 15h , 17h, 19h e 21h.
A vida íntima de Pippa Lee
Direção de Rebecca Muller

1h 33 min‎‎ – 18 anos‎‎ – Drama‎‎ – Legendado‎
Pode-se dizer que Pippa Lee tem uma vida excelente. Aos 50 anos mora em uma boa casa é casada com um brilhante editor 30 anos mais velho e mãe orgulhosa. Até o dia em que seu marido decide que está na hora da aposentadoria e de sair de Nova York . Para embolar de vez ele também arruma uma amante bem mais jovem do que ela. Mas as coisas realmente fogem ao controle quando ela começa a ter reações tão diferentes das que tinha quando levava uma vida pacata. E agora seu mundo sua vida tranquila sua família tudo  o que ela ama está ameaçando ruir.
mais »

a-vida-intima-de2

-Sala 2
Horários: 14h10, 16h40, 19h10, 21h 30.
– Abraços Partidos
Direção Pedro Almodóvar

2h 8min‎‎ – 14 anos‎‎ – Festival‎‎ – Legendado‎
Há 14 anos um homem sofreu um brutal acidente de carro na ilha de Lanzarote (Espanha) perdendo a visão e Lena a mulher de sua vida. Esse homem usa dois nomes: Harry Caine pseudônimo lúdico com o qual assina trabalhos literários histórias e roteiros e Mateo Blanco seu nome verdadeiro com o qual vive e assina os filmes que dirige. Depois do acidente Blanco se reduz ao pseudônimo e passa a viver graças aos roteiros que escreve e à ajuda que tem de Judit García sua fiel produtora e do filho dela Diego seu secretário datilógrafo e guia. Certa noite Diego sofre um acidente e Harry se encarrega de cuidar dele. Durante os primeiros dias de convívio Diego pergunta sobre a época em que respondia pelo nome de Mateo Blanco. Harry não consegue se recusar e conta o que aconteceu. Inadequações: Este filme contém cenas de consumo de drogas e relação sexual.

abraaos-partidos-com-penalope-cruz

mais »

-Sala 3
Horário: 14h30

– Ervas Daninhas
Direção Alain Resnais

1h 44min‎‎ – 16 anos‎‎ – Festival‎‎ – Legendado‎
Marguerite não podia prever que roubariam sua bolsa na saída da loja. Menos ainda que o ladrão jogaria as coisas que estavam dentro dela em um estacionamento. Quanto a Georges se ele tivesse pensado duas vezes não teria se abaixado para pegá-las.

ervas-daninhas


-Sala 4
Horários: 16h30, 19h, 21h30.
-Lula o filho do Brasil
Direção Fábio Barreto

Livre‎‎ – Drama‎‎ – Legendado‎
1945 sertões de Pernambuco. Menos de um mês depois de seu marido Aristides partir para tentar a vida em São Paulo com uma moça bem mais nova Dona Lindú dá a luz ao seu sexto filho Luiz Inácio da Silva que logo ganha o apelido de Lula. Lula o filho do Brasil é a saga de uma família Silva igual à odisséia de tantas outras famílias Silva deste Brasil. Um filme sobre uma mãe e um filho um menino um sobrevivente um homem que tomou as rédeas da sua vida. Inadequações Este filme contém cenas de assassinato.

lula-o-filho-do-brasil-post

mais »

Em Breve:

o-poder-do-soul

coco-antes-de-chanel1

a-todo-volume-2008

poster_brilho-de-uma-paixao_1

(Foto divulgação)

O Museu de Mineralogia Djalma Guimarães que funcionava no prédio conhecido como Rainha da Sucata desde 2000, funcionará agora no prédio da antiga Secretária de Educação devido ao Circuito Cultural da Praça da Liberdade. Ele se chamará Museu Minas e Metal. Segundo o vigia Geraldo José Mendonça o Museu de Mineralogia Djalma Guimarães fechou suas portas para visitação no dia 30 de dezembro de 2009.
De acordo com Vagner Ferreira supervisor da obra no prédio onde funcionava a Secretária de Educação o Museu dividirá espaço com um teatro, um cinema, um espaço educacional da Vale com a história da empresa e do Brasil e um espaço do Banco do Brasil com a história do banco. O prédio da Secretária de Educação ainda está em obras.

Por: Natália Oliveira

Foto: Débora Gomes

Nesta tarde de quinta-feira o Coral do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) fez apresentação aberta ao público no Ipsemg. O coral fundado há mais de dez anos é composto por funcionários do Instituto e está aberto para todos os servidores públicos de qualquer orgão estadual. Karina Haddad, maestrina, conta que a iniciativa partiu dos próprios servidores em parceria com o Sindicato dos Servidores do Ipsemg (Sisipsemg).

O repertório do coral é variado, com músicas clássicas, populares e natalinas. O grupo realiza sempre apresentações em datas festivas. Licia Teresinha de Souza, 66, aposentada, diz que foi convidada há mais de dois anos para participar e sente alegria em cantar. Ela convidou sua colega Margareth Leocádia, 53, que ingressou este ano. O coral entra de férias hoje e retorna suas atividades na primeira semana do mês de fevereiro. Os ensaios acontecem todas as quintas na Rua Gonçalves Dias, 37, das 13 às 15 horas.

Texto e foto: Camila Sol

12 de dezembro, Belo Horizonte completa 112 anos. Para comemorar o aniversário da capital, uma série de atrações culturais e inaugurações de projetos e obras da prefeitura acontecerá em toda a cidade durante esse mês. Sendo todos os eventos gratuitos. Na região centro sul, Savassi, o Café com Letras, está com a Exposição de Luminárias “Luzes da Cidade”. Realizada pelo Museu do Cotidiano e Instituto Cidades Criativas. A  Exposição, que teve sua abertura no dia 8 de dezembro, se prolongará até 10 de janeiro.

A partir das 9h, neste sábado na Praça da Liberdade, acontecerá  o Programa Viva a Praça, que trará diversas atrações para a população. O Viva a Praça também marca a oitava edição o Dia V ( dia do  voluntário), evento com várias ações cidadãs, que mobiliza toda a população  para fazer alguma atividade em benéficio da comunidade.

Fechado desde outubro de 2007, para reformas, o Centro de Cultura na rua da Bahia reabre suas portas e volta ao circuito cultural de Belo Horizonte. E no dia 14 reabre suas portas ao publico com a Exposição “Rui, Sete e Raul: memórias de praças do hipercentro”. A Exposição contará com as fotos das praças mais famosas da capital, Rui Barbosa, Sete de Setembro e Raul Soares. Será apresentada também uma mostra de curtas – metragens contemporâneos, de 14 a 18 de dezembro. O Centro de Cultura se localiza na Rua da Bahia, 1.149, Centro.

dsc_5387

Texto e foto: Ana Paula P. Sandim

0 441

Depois da correria causada pelas provas de final de ano e vestibular, o movimento nas bibliotecas públicas ainda não caiu. A estudante Camila Silva, 22 anos por exemplo, continua frequentando a biblioteca estadual. “Agora tenho momentos de diversão e lazer. Sempre convido meus amigos para virem também”. Além de livros, computadores e salas de estudo, os estudantes contam ainda com exposições em espaços das bibliotecas. Ontem por exemplo, foi inaugurado a “III Amas Mostra Origens: Culturas em Movimento” que faz parte da comemoração dos 112 anos da capital mineira. Na exposição é possível encontrar estandes do congado feitos em pano e mais 16 telas feitas em óleo, além de painéis de serigrafia pintados por jovens do projeto Vôo Para a Cidadania, uma parceria entre Amas (Assossiação Municipal de Assistência Social) e Infraero. A galeria estará aberta para visitação das 9h às 18h e o endereço é Rua da Bahia, 1889, 2º piso.

 

Texto e foto: Camila Sol

0 284

Hoje e amanhã, dias 09 e 10 de dezembro, os alunos do teatro da PUC apresentarão a peça Romeu e Julieta. Ela faz parte da 18º Mostra de Trabalhos Finais de Curso da Escola de Teatro PUC – MG, a mostra acontece sempre nos meses de junho, julho, novembro e dezembro.  O roteiro de Willian Shakespeare foi dirigido e adaptado por Luiz Arthur.

A entrada é gratuita mediante a 1kg de alimento não perecível. A peça tem ínicio às 20 horas no Espaço Cultural da Escola de Teatro PUC Minas, localizado na Rua Sergipe, nº 790, bairro Funcionários.

Nos dias 12,13,14 de dezembro será apresentada ainda a peça A Morta, do mesmo diretor de Romeu e Julieta, com o texto de Oswald Andrade.  A adaptação também faz parte da mostra e será no mesmo local, horário e também entrada gratuita.

Por: Natália Oliveira

Foto: Gustavo Freitas