gastronomia

1 1359

Por Ana Sandim – Ingrediente da Vez – Parceira Contramão HUB

Receita do dia: Torta de Bis

IMG_7710 copyIngredientes

2 caixas de Bis;
1 1/2 colher (sopa) de manteiga;
2 ovos;
2 colheres de sopa de amido de milho;
1 lata de leite condensado;
200 g de chocolate meio amargo picado;
1 lata de creme de leite;
1 1/2 lata de leite (use a medida da lata de creme de leite);
3 colheres de sopa de açúcar;

Modo de preparo

Preparo da massa: no processador, triture as unidades de 1 caixa de Bis e 1/2 colher (sopa) de manteiga e forre o fundo de uma forma de aro removível. Reserve. Separe as gemas e as claras dos ovos. Reserve 1 gema (descarte a outra) e 2 claras.

Preparo do creme: dissolva o amido de milho no leite e misture o leite condensado, a gema e 1 colher (sopa) de manteiga. Cozinhe os ingredientes até engrossar em fogo baixo e deixe esfriar na geladeira enquanto prepara a mousse. DICA: Para o creme não criar nata, quando levar a geladeira coloque um papel filme cobrindo o creme. Quando o creme estiver frio acrescente sobre a massa de bis.

Preparo da mousse: derreta o chocolate e misture o creme de leite e reserve. Bata as 2 claras em neve junto com o açúcar. Misture as claras batidas ao chocolate reservado.

Por cima do creme branco, distribua o restante do Bis picado e cubra com a mousse. Leve ao freezer por 2 horas e decore com Bis na hora de servir.  Rendimento 10 porções.

0 806

Por Ana Sandim – Ingrediente da Vez – Parceira Contramão HUB

 

Pizza Margherita De Gordon Ramsay

pizza11

Ingredientes Massa:
500 g de farinha de trigo;
7 g de fermento biológico;
1 colher de chá de sal;
100 ml de água morna.

Ingredientes Molho:
250 g de mozarela;
Molho de tomate;
Folhas de manjericão;

Modo de preparo:

Em uma tigela, misture a farinha de trigo com o fermento e uma colher de chá de sal. Trabalhe a massa acrescentando aos poucos a água morna. Vá trabalhando a massa até ela começar a tomar forma. Passe para uma superfície levemente esfarinhada e trabalhe um pouco com as mãos, até a massa ficar macia e elástica. Passe para uma vasilha levemente untada com azeite e cubra com um papel filme e deixe a massa descansar em um lugar quente até dobrar de tamanho.

Para abrir a massa trabalhe um pouco sobre uma superfície esfarinhada e, divida a massa em duas e abra um disco de 20 cm e coloque em uma assadeira untada.

Pré-aqueça o forno a 220 graus. Espalhe o molho de tomate sobre os discos de pizza. Cubra com a mozarela e espalhe algumas folhas de manjericão por cima. Tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto e um fio de azeite. Deixe no forno por 15-20 minutos, até a massa ficar dourada.

0 134

Por Ana Sandim – Ingrediente da Vez – Parceira Contramão HUB

Coco, açúcar e ovo. Três ingredientes que juntos se transformam nas deliciosas cocadas, que no caso, vamos levar ao formo. O doce foi criado pelos escravos já acostumados ao uso do coco e de utensílios, como uma espécie de ralador, em Moçambique, na África. Ao longo dos séculos, ela foi tomando diferentes versões, como a cocada branca, a de coco queimado e a de forno. Para saber mais sobre os doces brasileiros: um doce – história do Brasil

Cocadinha assada

Ingredientes:
75 g Coco ralado
62 g Açúcar refinado
2 Unid. Claras

Modo de Preparo:

Colocar as claras e o açúcar em uma panela e levar ao fogo, mexer até atingir 50ºC. Passar a preparação para uma tigela e adicionar o coco ralado, misture bem. Dispor pequenas porções sobre uma assadeira forrada com papel siliconado e levar ao forno pré-aquecido a 160ºC até dourar. Deixe esfriar e sirva com um café preto <3

Por Ana Sandim – Ingrediente da Vez – Parceira Contramão HUB

Oficialmente, o inverno começou no dia 21 junho, mas, desde o início do mês, as temperaturas andam baixas e os restaurantes e bares da capital já ofertam os famosos caldos e sopas de inverno para a alegria dos belo-horizontinos.

Na história da Gastronomia, a sopa é um alimento presente desde a pré-história, quando o homem encontrou jeitinho de aquecer a água para cozer alimentos. A sopa, se não é, devia ser considerada a primeira comida barata e criativa, já que resulta da mistura de poucos e simples ingredientes. Como se diz por aí: havendo água, até de pedra se pode fazer uma boa sopa.

Brincadeiras a parte, de toda sua rusticidade e riqueza de sabor, o prato entrou para a história da alimentação quando o homem se deu conta que as carnes duras se amaciavam e adquiriam mais sabor quando cozidas em água e ervas. As sopas e os caldos se incorporaram à civilização desde então.

De ingredientes simples até os sofisticados – de recipientes de todas as espécies, do estômago de animais a sopeiras de ouro –, o hábito ininterrupto, de todos os povos, de preparar e de tomar sopas veio para ficar, neste que pode ser o inverno mais frio dos últimos quatro anos.

Fácil de elaborar e de valor acessível, as sopas e caldos já foram à base da nutrição, de praticamente, todas as civilizações, devido seus valores energéticos e nutritivos.

No Brasil, bambá de couve (farinha de milho e couve), caldos de mocotó e feijão são os pratos mais populares e mais consumidos durante as baixas temperaturas além de baratos, são simples de se preparar. Que tal um caldo de mocotó? Aprenda passo a passo da receita do famoso caldo do Nonô, tradição na capital mineira.

Caldo de Mocotó

Foto: Divulgação

O famoso caldo de mocotó do Nonô

Receita

Ingredientes:

1 mocotó, cortado em rodelas, bem limpo e lavado
2 cebolas grandes picadas
3 dentes de alho amassados
Meia xícara (chá) de coentro picadinho
Meia xícara (chá) de salsa picadinha
Pimenta-do-reino e malagueta a gosto
Ovos de codorna crus
Cheiro verde picadinho
Água suficiente para cozimento do mocotó
Sal a gosto

Modo de preparo:

Cozinhar o mocotó na panela de pressão com água e todos os temperos, incluindo o sal, de 50 a 60 minutos, até que os ossos se soltem completamente, desgrudando da carne. Se preciso, separá-los com uma faca, tirando bem toda a carne, que será acrescentada à mistura.
Assim que o caldo estiver apurado e mais consistente, estará pronto. Na hora de servir, quebrar dois ovos de codorna crus em cada caneca, antes de despejar o caldo quente. Decorar com cheiro verde e pimenta.

Onde se aquecer neste inverno

Koqueiros Bar
Avenida Silviano Brandão, 1.273, Sagrada Família
(31) 2510-7025
De terça a sexta, das 18h a 0h; sábado, das 13h a 0h

Néctar da Serra
Rua Santa Rita Durão, 929, Savassi
(31) 3261-2969 ou 3281-1466
Diariamente, das 8h às 22h

Armazém Emporium
Avenida Afonso Pena, 4.034, Mangabeiras
(31) 3281-1277
De terça a sexta, das 11h30 às 15h e das 18h à 1h. Segunda, sábado, domingo e feriados, das 12h às 16h30.

 

0 385

Por Ana Sandim – Ingrediente da Vez – Parceira Contramão HUB

A defumação é considerada um dos processos mais antigos de conservação dos alimentos. Conhecido desde o antigo Egito, é fundamentado no efeito conservante da fumaça mais o calor. O que confere ao alimento a característica de produto defumado são os componentes da fumaça. A mais indicada para o processo é aquela produzida pela combustão incompleta da madeira e, por isso, ela deve ser seca, dura, de alta densidade, descascada e não-resinosa. Sendo assim, a cor e o sabor do produto defumado estão diretamente ligados ao tipo de madeira ou serragem que se usa durante a defumação.

Frango defumado

A defumação de frangos é uma ótima forma de aumentar o preço de venda do produto, agregando-lhe valor e possibilitando sua conservação por um longo período, além de diversificar o mercado, com a oferta de produtos diferenciados. O frango pode ser preparado inteiro, ou utilizando-se somente a carne das coxas ou do peito. Os temperos utilizados são os mesmos já citados. Para facilitar a penetração do tempero de forma homogênea nas aves, fure-as, internamente, com o auxílio de um garfo ou de outro instrumento de ponta, com cuidado para não furar a pele. O frango temperado deve ficar em repouso, aproximadamente, 24 horas, para absorver o tempero.

 

Galeto Defumado com Pimentões

Ingredientes:
1 galeto (já defumado);
2 cebolas medias;
3 dentes de alho;
1 pimentão vermelho médio;
2 colheres de manteiga;
Salsa e ervas finas desidratadas a gosto;
Sal e pimenta do reino a gosto;

IMG_0714

Modo de preparo:

Na panela de pressão acrescente as duas colheres de manteiga, o alho e a cebola. Deixe dourar coloque o galeto já defumado e coloque as ervas desidratas a pimenta do reino e o sal. ATENÇÃO: a carne defumada já tem adição de sal e temperos, prove antes e corrija o sabor. Após dourar ambos os lados do galeto, coloque na panela a salsa e água até cobrir a carne. Deixe na pressão por cerca de 20 minutos, abra, verifique se a carne está cozida e acrescente os pimentões deixando a água que estiver na panela secar um pouco. Sirva com arroz branco.

Harmonizamos o prato com a cerveja artesanal Tianastácia, do tipo Golden Ale, Puro Malte.

0 219

Por Ana Sandim – Ingrediente da Vez – Parceiro Contramão HUB

Na categoria “comfort food” carne moída com bacon, tomates e pimentão são para mim uma daquelas comidas que abraçam a alma.

Para preparar um almoço rápido e simples, você não precisa gastar muitas Dilmas $$. Com aproximadamente R$ 10 reais você compra uma carne de boa qualidade. Para o preparo escolha chã de dentro ou patinho (moído duas vezes e na hora) ou acém bem limpo.

Ingredientes:

1k de chã de dentro moída
50 g de bacon (picado em cubos)
25 g de cebola picada
25 g de pimentão verde (ou de sua preferência)
25 g de tomate sem pele e semente
2 dentes de alho amassados
Sal, pimenta e salsa desidratada a gosto.
50g Molho de tomate
água filtrada.

Modo de preparo:

Doure o bacon e acrescente a cebola, inclua o alho e a carne. Mexa e cozinhe a carne na própria água que ela vai soltar. Caso necessário pingue um pouco de água.

Cozinhe por cerca de 20 minutos, acrescente os tomates e os pimentões deixe cozinhar e acrescente o sal a pimenta e a salsa desidratada. Deixe que a carne apresente uma cor dourada. Finalize com o molho de tomate e uma xícara de água filtrada e deixe que o molho engrosse.

Sirva o preparo junto a uma polenta, massas, batatas ou até mesmo dentro de um sanduíche com pão francês.

#dicas

Maior Rendimento: Para maior rendimento e valor nutritivo substitua 1/3 da carne moída por proteína  de soja, mas não se esqueça de hidratar a soja e adicionar ela apenas no final do cozimento, pois a soja é muito delicada.

Eliminando a Água: A carne moída gelada solta muita água, portanto tire ela da geladeira minutos antes para que fique em temperatura ambiente.

Sem Grumos: Ao fritar a carne moída mexa sempre com uma colher para evitar a formação de grumos.

*O comfort food refere-se à refeições caseiras. São pratos que remetem à infância e à épocas singelas da vida.