Uncategorized

0 467

Acompanhe a cobertura realizada pela equipe do Contramão na 14ª Mostra de Cinema de Tiradentes!

(Trabalho realizado pelos estagiários: Andressa Silva, Débora Gomes, Daniel Lemos e Maria Amélia)

Teve início na noite de terça-feira, 21, a 14 Mostra de Cinema de Tiradentes. Ao todo, são aguardadas cerca de 50 mil pessoas, no ano passado , de acordo com a organizacao do evento, estiveram em Tiradentes 48 mil pessoas que prestigiaram as oficinas, pre-estreias e shows. O grande destaque da primeira noite é a preseça da Ministra da Cultura, Anna de Hollanda e as homenagens aos cienastas Paulo Cesar Saraceni e Irandhir Santos , que lança na mostra, seu novo filme “O Gerente”. Com o tema “Inquietações Políticas” , a edição de 2011 traz filmes de grande repercussão entre o público, como “Tropa de Elite 2″, sucesso de bilheteria no Brasil, além de curtas e documentários de grandes cineastas nacionais e internacionais. O Jornal Contramão acompanha os três primeiros dias de festival e traz, diariamente, novidades sobre as exibições e os bastidores.

Homenagens e pré-estréia marcam abertura da Mostra de Tiradentes

Ministra da Cultura, em seu primeiro compromisso oficial, abre o circuito de festivais do ano defendendo o cinema e a diversidade

dsc_0271-300x1992

A cerimônia de abertura da 14ª Mostra de Cinema de Tiradentes foi apresentada pela atriz Dira Paes, no Cine Tenda, que convidou ao palco a Ministra da Cultura, Ana de Hollanda para abrir oficialmente a mostra enfatizando, em seus discurso, a diversidade cultural do povo brasileiro e a qualidade do cinema produzido no país. O ponto alto da cerimônia, a homenagem ao cineasta carioca Paulo Cézar Saraceni e ao ator pernambucano Irandhir Santos, foi marcada pelo depoimento emocionado do pai do ator. “O meu moleque herdou do avô o gosto pelas artes”, revelou. Já Irandhir Santos, em seu discurso ressaltou a importância dos professores de ensino médio para sua formação como ator. Paulo Cézar Saraceni, visivelmente emocionado, abordou a sua trajetória como diretor e frisou a importância do Cinema Novo para o Brasil, ainda nos dias de hoje. Os homenageados receberam das mãos da Ministra Cultura o Troféu Barroco.

dsc_0189-300x1992Desfile

Após a cerimônia, o estilista mineiro Ronaldo Fraga apresentou a sua criação em homenagem aos 500 filmes patrocinados pela Petrobras, partindo dessaa associação entre a Moda e o Cinema. “As 26 roupas partem da desconstrução do macacão do frentista de posto de gasolina”, explicou. “Moda e cinema como dois vetores culturais, estabelecem um diálogo com outras frentes com muita desenvoltura. Creio que esse é o grande ponto de intimidade entre os dois”, enfatizou. A cor predominante da coleção era a branca, com detalhes em verde e amarelo, as cores da empresa. Ao final, os modelos dispostos de frente para o público compuseram uma tela em que foram projetados os nomes de vários filmes patrocinados pela Petrobras.
Ouça mais detalhes sobre o desfile em entrevista com Ronaldo Fraga:

dsc_03051-300x1991

Pré-estréia

O destaque final da abertura foi a pré-estréia do filme de Paulo cézar saraceni, “O GERENTE”, inspirado num conto de Carlos Drummond de Andrade, estrelado por Ney Latorraca, Joana Fomm, Nelson Xavier e Anna Maria Nascimento.

Longa “Brasil Animado” movimenta o Cine Tenda na manhã de domingo

Combinando cenas de paisagens brasileiras com animações feitas a mão, o primeiro longa produzido no Brasil com a tecnologia 3D, foi exibido na manhã de domingo (23/01), na 14ª Mostra de Cinema de Tiradentes. O filme, dirigido por Mariana Caltabiano faz um passeio pelo Brasil, tendo como guia o empresário Stress e o cineasta Relax, que em busca da árvore Jequitibá Rosa, levam o público a conhecer os cartões postais mais famosos do país.

Confira o vídeo sobre a estréia de “Brasil Animado” em Tiradentes:

Praça lotada para a pré estréia do documentário sobre Elza Soares

Embalados pela energia e musicalidade de Elza Soares, o público vibrou na noite de sábado, 22, com a exibição do documentário dirigido por Izabel Jaguaribe e Ernesto Baldan. O filme, “Elza”, em 70min revela a disposição e a energia peculiares à cantora, além da voz marcante e do talento para interpretar.

elza-foto1Todas as cadeiras e até os canteiros da Praça foram ocupados e quem não conseguiu lugar para sentar, assistiu ao filme de pé. Foi o caso do cineasta Pablo Lobato, que disse ter sido pego por Elza já no meio da exibição. “Tinha muito tempo que eu não via um filme em pé e eu adorei. Eu passei aqui e não era pra ver esse filme. Eu tinha visto outro antes e estava com a sensação dele quando fui pego pela Elza.”, relata.
O documentário conta com a participação de grandes nomes da música brasileira como Caetano Veloso, Jorge Ben Jor, Paulinho da Viola e Maria Bethânia, traçando um diálogo direto com a cantora.

Confira a opinião do cineasta Pablo Lobato sobre o longa:

Ator homenageado na cerimônia de abertura da Mostra fala sobre suas experiências

Esbanjando simpatia e bom humor, o ator pernambucano Irandhir Santos destacou-se na 14ª Mostra de Cinema de Tiradentes. O jovem entrou para o cinema há quase 4 anos e já participou de mais de 10 filmes, entre eles “Olhos Azuis”(2007), “A Morte de Quincas Berro D´agua” (2010) e “Tropa de Elite 2” (2010).
Emocionado, Irandhir Santos falou sobre a relação com seus pais, como se prepara para atuar e da importância dos professores na formação de qualquer pessoa.

Confira a entrevista!

Ex alunos do curso de cinema exibem curta em Tiradentes

O cinema mineiro vem inovando a cada dia com novos diretores e produções independentes. É o caso dos meninos da produtora Filmes de Plástico, que, uniram-se nos tempos da faculdade e desde então, não pararam as produções. Com vários filmes inscritos em festivais e mostras de cinema, os novos cineastas vieram para fazer barulho, recebendo prêmios por suas produções, como o de melhor direção no 43° Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, que aconteceu em dezembro do ano passado.
Em entrevista, os diretores do curta “Contagem”, Maurilio e Gabriel Martins, falam sobre o cinema nacional e as perspectivas futuras, além dos novos planos e projetos para 2011. Confira!

Estilista Ronaldo Fraga fala sobre a coleção criada especialmente para a Mostra

Espetáculo Roda Viva da Trupe Circo movimenta o Cine Praça

166441_193188054027831_100000099137332_730989_8168569_n

Mesmo com o forte sol que acordou a cidade de Tiradentes, o Cine Praça ficou cheio de crianças e adultos na tarde de domingo (23/01), e dessa vez não foi para nenhuma estréia de filme. Com números de mágica e brincadeiras divertidas, os palhaços da Trupe Circo transformaram o Largo das Forras em um picadeiro para a apresentação do espetáculo “Roda Viva”, regado a humor e gargalhadas.

Durante a apresentação, o público também teve a sua vez de artista com participações especiais em vários números. “O público ajuda a gente a fazer o espetáculo”, conta o palhaço Bambu Lino. A aposentada Maria Aparecida Souza, 71, transparece seu contentamento com o espetáculo, aplaudindo e esbanjando sorrisos sentada na primeira fila da platéia. “É bom pra gente rir e ficar bem o domingo todo”, avalia.

O espetáculo durou cerca de uma hora e meia e nem o calor tirou a alegria dos palhaços. “Ficamos tão envolvidos com a arte que nem sentimos tanto calor. Pode ser costume.”, salienta Bambu Lino.

O encontro das artes

Para muitos, fica a pergunta: por que teatro e circo em uma Mostra de Cinema? Quem tem a resposta é o palhaço Popó  e você ouve aqui:

Na tarde desta quarta-feira, 15, um acidente envolvendo um carro e uma moto dificultou um pouco o trânsito na Rua da Bahia, esquina com Bernardo Guimarães.

O motoqueiro Hudson Almeida seguia em uma moto branca, Ronda XR 250, quando colidiu com um Palio Cinza ELX, da motorista Iracema Oliveira. “Quando vi que a moto ia bater eu pulei e caí no chão”, contou Almeida. Segundo ele, a motorista seguia na faixa da direita e deslocou seu veículo para entrar no posto de gasolina, bem na esquina à esquerda. “Eu buzinei para ela, mas como estava correndo um pouco, não consegui frear”, completou o motoqueiro.

A versão de Iracema, porém, foi um tanto diferente. Segundo ela, os dois dirigiam na mesma faixa, e, quando ouviu a buzina freou o carro: “Ele estava muito rápido e quando vi, já estava no chão e meu carro amassado”, relata a motorista.

A policia Militar compareceu ao local e tomou as primeiras providencias em relação ao caso. Um bombeiro que passava pelo local prestou os primeiros socorros ao motoqueiro, enquanto aguardava a viatura do SAMU. A motorista foi encaminhada à delegacia localizada na Rua Olegário Maciel para registrar ocorrência. O motoqueiro teve ferimentos leves e foi encaminhado ao hospital João XXIII.

dsc_0204

dsc_0207

Por Andressa Silva, Débora Gomes e Thaline Araújo

Fotos: Arthur Henrique Costa e Débora Gomes

A antiga Secretaria de Estado da Fazenda cedeu lugar para o Memorial Minas Gerais Vale, terceiro prédio inaugurado no Circuito Cultural Praça da Liberdade. Com apoio da Vale, o Memorial proporciona uma viagem pela cultura e história de Minas Gerais, resgatando a memória e os costumes do povo mineiro.

O memorial abriga 31 salas com vários temas, dentre o Vale do Jequitinhonha, o barroco, o povo africano, indígena e imigrante, além das salas dedicadas a Poetas como Carlos Drummond de Andrade, Guimarães Rosa e Sebastião Salgado.

O prédio, inaugurado na última terça, dia 30, está aberto a visitas agendadas até o dia 28 de janeiro. Após esta data, a visitação estará aberta ao público em geral. Para agendar sua visita, ligue (31) 3343-7317. É permitida a entrada de 90 pessoas por dia, divididas em 3 grupos de 30.

Por Débora Gomes

0 260

Quem passou pela Avenida Cristovão Colombo, na Savassi, na tarde desta quinta-feira, se deparou com a travesti Joana Dark (João Paulo Batista, o JP), 23 anos, dançando e atraindo o público para uma loja da região. Ao som de funk e vestida de Lady Gaga bradava: “Venham conhecer as maravilhas da loja”.

Mas Joana Dark e Lady Gaga são apenas personagens que JP interpreta para descolar uma grana extra nas lojas da cidade e animando festas de aniversário, formaturas e casamentos. “Comecei, há seis anos, nos sinais de trânsito e, hoje, trabalho em até duas lojas por dia”, relata. “No início, a minha família não aceitava a minha opção sexual, minha mãe rejeitava a ideia”, explica.

As pessoas que passam pelo local, olham, param e outros entram na loja, Joana afirma que não sofre agressões de quem passa pela Cristovão Colombo, mas garante que em outras circunstâncias já foi alvo de preconceito devido a sua opção sexual. “Sei que preconceito vem da gente e para não sofrer comecei, em primeiro lugar, a me aceitar”.

Veja os vídeos de Joana Dark no YouTube: http://www.youtube.com/user/JPDANCEECIA

Foto: João Marcelo Siqueira
Texto: Laís Sena e João Marcelo Siqueira

Exposição de Street art (mostra artística desenvolvida no espaço público) migrou das ruas, becos e avenidas direto para a Quina Galeria. Trazendo estilo, traços e cor, o artista Vermelho tomou o cenário da arte contemporânea,  através do Street art, deixando o ambiente da galeria encantador.

Localizada na Rua da Bahia, 1148 slj. 6, a Quina Galeria inaugurou, no dia 6 de Novembro, a exposição “Semântica”, do artista e grafiteiro Vermelho. Na mesma data foi inaugurado o Projeto Parede, que chega com o intuito de deixar as obras dos artistas expostas por mais tempo, pois assim  a população terá mais oportunidade de ver o trabalho dos artistas.

Com a exposição Semântica,  Vermelho foi o primeiro artista a aplicar algumas de suas obras direto na parede da galeria. O trabalho do artista promete muitas surpresas agradáveis ao público, pois nele estão reunidas sutilezas, personalidade e muita variedade.

Esta é a primeira exposição individual que Vermelho apresenta em Belo Horizonte. O artista contou, em declaração para a Quina Galeria, que esta exposição vem com um sentido mais particular e subjetivo: “Trata-se de uma visão do mundo sobre o ponto de vista de um determinado assunto e como enxergamos o mundo de acordo com nossas experiências e referências de vida”, declara Vermelho.

A exposição Semântica segue até o dia 23 de Novembro,  de segunda a sexta-feira de 13h às 19h e sábado de 14h ás 18h. A entrada é franca.

dsc_00921

Por: Iara Fonseca