Comunidade sofre com a falta de assistência no Rio Doce

Comunidade sofre com a falta de assistência no Rio Doce

0 1467
Reportagem realizada em parceria de Lucas D’Ambrosio do Jornal ContramãoBruna Ferreira e Leandro Barbosa, do História Incomum

Uma das comunidades atingidas pelo rompimento da barragem de Bento Rodrigues, em 2015, é a vila Crenaque, no interior de Minas Gerais. Localizada a 17 quilômetros da cidade de Resplendor, a vila está situada entre a linha férrea da Vale e às margens do Rio Doce. 
Quase dois anos após a destruição do rio, a comunidade reivindica auxílio e direitos das empresas responsáveis pelo crime ambiental. De acordo com moradores e representantes comunitários, são quase 130 pessoas que moram no local e que dependem diretamente do rio como fonte de sustento, lazer e economia.

Outro problema que dificulta o diálogo da comunidade com a Fundação Renova – empresa criada pela Samarco, Vale e BHP, responsável pela gestão e reparação dos danos causados pela lama da barragem, é a confusão de nomes entre a vila Crenaque com a aldeia indígena Krenak, que está localizada na mesma região, mas na outra margem do rio.
 
Atualmente, as empresas arcam com o pagamento de um salário mínimo e uma cesta básica para os pescadores registrados. Porém, essa compensação não seria o suficiente, tendo em vista que os danos foram causados a todos da comunidade. Antes do rompimento, a água do rio era utilizada para uso doméstico, na produção, cultivo e para o consumo. Principal fator de reclamação, os moradores alegam que não existe qualquer ajuda das empresas quanto ao abastecimento de água.
 
Atualizado às 18:29 de 26/06/2017:

Em nota, a Fundação Renova alega que a vila Crenaque não é abastecida pelo Rio Doce. Por isso, não há destinação de água para a comunidade. De acordo com a assessoria da empresa, as ações de reparações são realizadas “nos municípios das áreas de abrangência socioeconômica definidas no Termo de Transação de Ajustamento de Conduta (TTAC)”. Dentre os municípios listados, consta a cidade de Resplendor.

 

SIMILAR ARTICLES

NO COMMENTS

Deixe uma resposta