#CRÔNICA: Uma Mulher poema

#CRÔNICA: Uma Mulher poema

0 912
Foto Retirada da Internet

Por Tiago Rodrigues

Mulheres poemas com poesias, compostas entre noites e dias.

Criança ao sorrir, adulta crescida amadurecida dona de si.

Idosa generosa de cabelo nevado, sorridente, um pouco mais experiente.

Toda Mulher é uma poesia, repito toda mulher é uma poesia.

Por toda sua vida. Passando pelos olhares mundanos lendo-as de baixo para cima.

Toda Mulher é uma poema, em cada minuciosidade existe versos, a cada aparecer do sol uma estrofe, quando cai uma lágrima a dor invade as palavras, em cada curva uma rima, rimando a beleza de um sorriso dia após dia, vezes discreto meio indeciso, mas ainda sim um riso.

Chamo-te de poema mulher, talvez abstrato, complexo, custoso de compreender, com verbos infinitos, um jogo de palavras em um liquidificador. Prende a atenção, é importante tentar entender. Impossível.

Todos querem recitar, declamar, gritar, entender, conviver, aprender, suportar e amar. Ler baixinho, ler com os olhos, a luz de vela ou tomando café na janela. Levar para casa, levar para comer, levar para cama, Levar para o altar, ler todas as noites antes de adormecer.

Durante a madrugada acordar para ler um pouco mais só por curiosidade, necessidade vontade, desejo.

Seja cauteloso ao ler, o mistério irá te envolver, se desvendar você corre o risco de se apaixonar. Bobagem minha em dizer isso, quem dera se esse fosse todo risco.

Amar um poema mulher, sentimento cultivado da pureza do olhar que percorrer por suas curvas audaciosas, harmoniosa, entre amor, sexo, brigas, fazer as pazes, abraços, mordida de beijo, amor recíproco e verdadeiro, não de ficção como novela.

Amazona guerreira anjo entre o seu e a terra. Inferno não há.

Espero não ter dito nenhuma asneira, prometo te ler um pouco todas as noites, um poema que se tornara meu livro de cabeceira.

 

 

 

 

 

SIMILAR ARTICLES

0 92

0 184

NO COMMENTS

Deixe uma resposta