Por Auspicioso Acapela – Coletivo parceiro Contramão HUB

Uma menina, curiosa com o mundo. De olhos baixos, apenas observando os ponteiros do relógio. Ela não fala muito, se conversar com ela você perde o controle do tempo. Ela fala sério e também fala algumas bobagens. Te faz rir e às vezes te irrita, mas ela se irrita também. Ela só precisa de uma chance.

Por algum motivo, ela acredita em príncipes encantados. Não aqueles príncipes que aparecem montados em um cavalo branco, prontos para salvar a plebéia em perigo. Ela não é boba. Ela apenas acredita que possam existir pessoas que demonstrem o carinho, o cuidado e o sentimento que esses personagens vivem em seus diferentes cenários. Para ela, essa é a essência que os filmes e desenhos tentam passar. Ou pelo menos, ela os interpreta dessa maneira.

Ela não precisa ser tratada como uma princesa, e nem quer ser salva quando está em perigo. Disso ela dá conta, e muito bem. Alguns duvidam, mas não teste a paciência dessa menina. O mesmo mel que é doce, pode ser amargo. Mas calma, ela odeia mostrar este lado. Ela contou isso apenas para não subestimá-la.

O sonho dela é viver intensamente tudo que essa grande bola azul pode proporcionar. E o que eu vou contar agora, é um segredo. Não conte a ninguém, ela pode se assustar e se encolher. Ela está se transformando, assim como uma borboleta saindo do casulo. Ela decidiu não esperar uma chance, e sim, se dar um chance. O que significa isso? Ela não sabe ainda, mas assim que souber ela conta a vocês. Só uma coisa que não muda, e não a julgue por isso. Ela ainda continuará em busca do príncipe encantado, mesmo ela não sabendo como ele é hoje.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta