Já pensou em morar fora do Brasil?

Já pensou em morar fora do Brasil?

0 516

Muitos jovens têm um sonho de morar fora do país e conhecer outras culturas e ampliar suas opções de currículo. A Feira do Estudante, realizada uma vez por semestre, trouxe para os curiosos e interessados a oportunidade de conhecer de perto sobre os programas, tirar suas dúvidas, além de oferecer workshops, sobre vistos, melhores faculdades e como estudar fora.

Cerca de 30 mil pessoas passaram pela feira durante a tarde e a noite de quinta feira, 25. Segundo Priscila Gomes, gerente de produto da feira do estudante, hámuita procura de brasileiros que querem ir para o exterior e a feira proporciona o contato direto com as agências, que podem explicar melhor sobre os programas. O intercâmbio é possível a partir dos 12 anos de idade e não tem faixa etária máxima.

A estudante Alice Faria, 14 anos, está a procura de um colégio em que possa cursar o ensino médio na Inglaterra. “Escolhi lá porque acho a cultura inglesa fantástica e sempre sonhei em conhecer lá”, diz. Já Vinicius Couto, 23 anos, forma em artes cênicas em no meio de 2015 e já resolveu ir para a Argentina fazer a pós graduação em Cinema.

Do básico ao doutorado

Os valores do intercâmbio variam de acordo com o país, o tempo e o curso que se pretende fazer. Os preços podem vaiar entre R$1.090,00 a ₤10 mil. Cursos de idiomas,  estágios, graduação, pós-graduação, mestrado, PhD, MBA, cursos técnicos, high school, acampamentos de verão e  trabalhos são alguns dos programas que os interessados podem procurar. “Não precisa necessariamente falar outra língua, muitas agências são procuradas para realizar um mês de intensivo de cursos de idiomas no país que escolher, até porque muitas pessoas não tem a oportunidade de ficar mais tempo em um intercâmbio, pois trabalham ou estudam”, explica Priscila.

A oportunidade de aprender e aperfeiçoar outro idioma e a troca de culturas é uma das coisas que mais chama a atenção das pessoas. Pedro Medeiros, 24 anos, acaba de voltar do Canadá e acompanhou sua irmã na feira. “Você volta para o Brasil, mais independente, mais humano e com um diferencial no currículo”, ressalta.

Texto: Lívia Tostes

Foto: Umberto Nunes

SIMILAR ARTICLES

NO COMMENTS

Deixe uma resposta