A mostra INOVA MINAS FAPEMIG chega à sua terceira edição em Belo...

A mostra INOVA MINAS FAPEMIG chega à sua terceira edição em Belo Horizonte

0 437

Por Bruna Valentim e Gabriel Barros, Belo Horizonte.

16/09/2017 01:58h.

Entre os dias 15 e 17 de setembro, o Circuito Liberdade recebeu a terceira edição do INOVA MINAS FAPEMIG, que reuniu na capital mineira, tecnologia, inovação e cultura. Durante os três dias o público teve acesso a várias exposições interativas e educativas como simuladores de realidade virtual, torneio de cubo mágico e diversas oficinas. A mostra INOVA MINAS FAPEMIG (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais) tem como objetivo levar até a população um pouco das inovações do cenário eletrônico e tecnológico que está em crescimento em todo o país.

Carol Ferreira, assessora de comunicação da FAPEMIG, deu mais detalhes sobre quais são os objetivos da mostra.

“A Mostra de Ciência e Tecnologia é organizada pela FAPEMIG e conta com o apoio do governo do estado. O objetivo é mostrar para a sociedade para onde vai o dinheiro que é investido em ciência e tecnologia em projetos de pesquisa. A FAPEMIG fomenta milhares de projetos de pesquisa por ano e a gente mostra nessa exposição os resultados dessas pesquisas financiadas pela instituição.”

Foto Gabriel Barros

A presença de escolas no evento rendeu vários olhares curiosos de crianças de todas as idades em torno das inovações apresentadas ao público. A monitora do colégio Aurélio Buarque e estudante de Engenharia Civil, Laís, relata as experiências e perspectivas das crianças ao terem contato com essas novas tecnologias.

“A mostra é bem legal, pois desperta o interesse tecnológico deles (crianças) em relação a todas as áreas, como eles estão crescendo ainda, tem a curiosidade de saber o que vão ser, e a partir da feira eles acabam encontrando interesse para alguma área ligada a tecnologia.”

O argentino Segundo Bloom, que está de passagem por Belo Horizonte, destacou a participação das crianças e a importância delas para o desenvolvimento de novas tecnologias no futuro.

“Acho interessante, vi muitas crianças aqui e penso que é uma lógica básica para qualquer matéria para as crianças. Estou gostando muito tanto do ambiente de vida cultural da mostra quanto da cidade de Belo Horizonte. Têm várias coisas para adultos aqui, mas enfatizo mais pelo fato das crianças poderem aprofundar mais nas práticas escolares, adulto tem menos tempo para fazer tudo isso.”

Foto Gabriel Barros

Uma das atrações que mais chamou a atenção de todos é a guerra de robôs. O estudante de Produção Mecânica da UNIFEI, João Marcos Cavalheiro, deu mais informações sobre como funcionou a batalhe que conquistou o público.

“São quatro universidades: UNIFEI, USP, UFLA e o CEFET que realizaram uma guerra de robôs. O objetivo básico da guerra são robôs de duas categorias diferentes, 5,5 quilos e 1,4 quilos, se destruírem dentro da arena.”, finaliza.

NO COMMENTS

Deixe uma resposta