Página 2

0
Foto Ingrediente da vez

Por Ana Sandim do Ingrediente da Vez – Parceira Contramão

Lírio-do-brejo, bertalha, mutuquinha, pobre-velho, serralha, capeba, vinagreira, ariá, araruta e ervilha-borboleta são nomes poucos conhecidos, mas que vem atraindo a atenção e o respeito de grandes chefs e comensais.

Conhecidas como Pancs – Plantas Alimentícias Não Convencionais, essas espécies ainda são poucas exploradas nas cozinhas e poucas utilizadas no dia a dia, na maioria das vezes por falta de conhecimento. De acordo com dados das Organizações das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), graças aos interesses comerciais da agroindústria, o número de plantas consumidas pela humanidade caiu de 10 mil para apenas 170.  Segundo a nutricionista e extensionista rural da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais – (Emater) Ângela Márcia Monteiro Tavares, as pancs são extremamente importantes para segurança alimentar, “Além do teor de nutrientes, são muito versáteis no seu preparo o que acaba colaborando para a diversificação da alimentação”, explica.

As pancs são encontradas facilmente nos quintas, hortas e em matas, crescem de forma espontânea e muitas vezes as tratamos como erva daninha, arrancando-as sem dó. No livro “Plantas Alimentícias não Convencionais (panc) no Brasil” de 2014, o biólogo Valdely Kinupp e o engenheiro agrônomo Herri Lorenzi, catalogaram 351 espécies de plantas entre nativas ou não, revelando uma infinidade de sabores e texturas.  Segundo Ângela, entre as plantas catalogadas alguns nomes já são presentes nas cozinhas “Algumas variedades já ganharam espaço em certos nichos de mercado como o ora-pro-nobis em gôndolas de alimentos orgânicos nos supermercados, feiras livres e como tema de festivais gastronômicos”, conta a nutricionista que revela, “A maioria das plantas não são conhecidas do público em geral, a exemplo disso temos o mangarito, a azedinha, a araruta e uma infinidade de alimentos, como as flores que são em sua maioria comestíveis”.

Foto: Ingrediente da Vez

Para não dizer que não falei das flores

Do jardim para a mesa. Assim como as pancs – que invadem os quintais, as flores chegam às cozinhas não só mais em decorações, elas perfumam e enriquem os pratos. Como é o caso da Chaguinha – Capuchinha como é mais conhecida e encontrada nos mercados, feiras e hortas.

Nativa do Peru, a flor foi introduzida na Europa no final do século XVI, e hoje é cultivada em todo o mundo. Com característica picante e de leve amargor, as folhas e as flores lembram agrião e a mostarda, e podem ser adicionadas a saladas, omeletes, empanadas e até mesmo utilizadas em tortas doces.

Rica em vitamina C e minerais, a flor é versátil e enrique as preparações, quando fatiada em pequenos pedaços ela dá sabor aos vinagretes e molhos, já as folhas mais suculentas e com sabor intenso são utilizadas cruas ou salteadas e servidas como guarnições. A magia da flor está nos frutos que são aproveitados como picles que lembram bastante às famosas alcaparras. Além de charmosa, a flor é digestiva e auxilia a limpar o sangue das impurezas dando um charme a mais no prato e na saúde.

Mesmo que lindas e saborosas a nutricionista recomenda “O mais prudente não é ir se aventurando pelo jardim, opte pelas cultivadas de forma orgânica e aquelas mais conhecidas, na dúvida pesquise. Algumas podem ser perigosas para a saúde.”.

Lavanda, amor-perfeito, calêndula, borago, rosa, viola-odorata, alecrim e as flores da abóbora, do manjericão, da cebolinha e do tomilho, além de lindas, são comestíveis e ficam perfeitas em saladas, pratos quentes, sobremesas e drinques, como no caso do Restaurante Rústico Cozinha Internacional, no Buritis, que usa mini rosas no preparo de drinques e das quitandeiras de Congonhas, que em 2015, após um curso de capacitação promovido pela Emater criaram um banco de mudas.

Segundo a nutricionista, após a capacitação o viveiro de mudas está aos cuidados da senhora Solange que cultiva em sua propriedade e vende no Mercado do Produtor Rural e em um balaio que leva até o Centro de Congonhas.  “Após despertar o interesse das quitandeiras através do preparo, agora estamos promovendo acesso local às hortaliças para que a população passe a consumi-las mais frequentemente e envolvendo o setor de saúde e de educação do Município para realizar um trabalho consistente e duradouro de educação nutricional”, finaliza Ângela Tavares.

Para experimentar segue uma receita: Peixinho de Horta

0
Foto Ingrediente da vez

Por Ana Sandim do Ingrediente da Vez – Parceira do Contramão

Dentro das Plantas Alimentícias não Convencionais (Pancs), (leia mais aqui) a planta verde prateada com textura aveludada, é conhecida como lambari ou peixinho da horta, entre outros nomes, ela pertence à mesma família da sálvia, do hortelã e do manjericão. Pode ser cultivada como planta ornamental, possui uso medicinal, é servida como chá, mas já pensou em come-la empanada e frita?

Foto: Ingrediente da Vez

Peixinho da horta frito

Ingredientes:
2 ovos
20 folhas de peixinho
Fubá amarelo para empanar
Óleo pra fritar;
Sal e pimenta a gosto.

Modo de preparo:

Lave bem  as folhinhas e enxugue-as. Numa tigela, bata os ovos e tempere com sal e pimenta. Envolva as folhinhas mergulhando-as nos ovos batidos e no fubá. Frite em óleo quente até ficarem crocantes. Polvilhe com sal e sirva como aperitivo ou elemento decorativo. Ficam bem sequinhas.

0

Por Tiago Jamarino do Start – parceiro do Contramão

O editor Sidney Gusman, da Mauricio de Sousa Produções, divulgou ontem, em suas redes sociais, algumas imagens da Graphic MSP Chico Bento – Arvorada, na qual o quadrinista Orlandeli reinterpreta o garoto caipira da Vila Abobrinha.

Segundo a sinopse, o clássico personagem de Mauricio de Sousa leva uma daquelas lições que a vida de vez em quando dá na gente. Porque nem tudo pode ser deixado pra depois…

O título é uma publicação da Panini Comics e será lançado na CCXP Tour, em Recife, no próximo mês de abril. Após o evento, o álbum, que tem 96 páginas, será distribuído em bancas (capa cartonada) e livrarias (capa dura).

Veja abaixo as imagens divulgadas.

0

Nesta última quinta-feira (16/03) o novo filme em live-action da Disney, Bela e a Fera estreou nos cinemas de todo Brasil. O longa, adaptado da animação de 1991 foi um dos filmes mais aguardados do ano e possui um elenco de peso, com Emma Watson, Dan Stevens, Josh Gad, Luke Evans, Ewan McGregor e Ian McKellen. Dirigido por Bill Condon o filme, por mais que seja uma adaptação bem fiel, ainda assim possui bastante novidades.

O longa relata a história de Bela, uma camponesa muito bonita, porém muito esquisita aos olhos dos demais moradores da vila, filha de um inventor, amante de livros e que sonha viver uma aventura, muito além e muito longe do interior. Bela acaba conseguindo viver tal aventura após se oferecer como prisioneira no lugar de seu pai em um castelo mágico, onde objetos tem vida e onde o rei é uma fera horrenda e impiedosa, exatamente como o desenho clássico. Este novo filme trás uma pegada bem próxima à animação, com o objetivo claro de conseguir atingir seu público antigo e sua geração de pessoas que cresceram usando um lindo vestido amarelo e idolatrando rosas. Emma Watson consegue absorver completamente a garota destemida vista nos filmes, deixando-a ainda mais corajosa e relacionável que a anterior, uma vez que esta nova protagonista também atua como uma mente revolucionária em sua aldeia, já que a mesma luta para conseguir ensinar as meninas a ler.

Tudo é muito extremo nessa adaptação, os personagens se tornam mais excessivos e todas as personalidades são demonstradas sem nenhum pudor ou omissão como retratado em 91. Neste temos um LeFou fortemente demonstrado homossexual e um Gaston bem mais macho alfa e agressivo do que o já visto. Além disso e dos seus 45 minutos de duração a mais, o filme trás duas novas e lindas músicas e uma sustentação maior à história pessoal de seus protagonistas. Aqui temos uma Bela que realmente sente falta da mãe e quer saber o que aconteceu com a mesma  e um Fera que teve a infância destruída por um pai bruto, severo e nada compreensivo, o que claramente causa o temperamento mesquinho e mimado do mesmo antes de sua maldição.

As mudanças estão somente aí, nestes acréscimos de cenas para tornar os personagens mais reais, o restante a história flui e caminha como antes, causando uma nostalgia e uma saudade imensa nos fãs do filme mais querido e promissor da Disney, fator que o deixa até mesmo emocionante. Bela e a Fera foi completamente realizado para agradar seus fãs, já que não trás nenhuma inovação espantosa e diferenciada que faria o mesmo ser comentado, amado, julgado ou elevado. Bill Condon opinou por realizar até mesmo planos parcialmente parecidos para que aquela emoção de 26 anos atrás pudesse ser facilmente retomada, fator que funcionou com êxito. Porém, o ponto alto do filme não chegou a ser nenhum desses e sim a escolha para a composição dos protagonistas, Watson se encaixou perfeitamente na sua personagem, sua voz, sua movimentação e sua nítida paixão casaram e fez com que Bela não se tornasse apenas um papel, mas sim uma mulher sólida, uma vida. Já Dan Stevens se superou, a maior carga emocional do filme inteiro e o maior motivo de emoções está claramente na interpretação do ator, que trouxe aspectos diferenciados que fez seu personagem se tornar mais humano, compreensivo, amado e completamente cativante.

Porém nem tudo são flores, apesar do esforço da Disney para fazer um filme impecável, isso ficou um tanto quanto longe de acontecer se dando pelos efeitos especiais. A caracterização dos objetos animados falhou em certas partes, principalmente na movimentação de seus lábios, que muitas vezes fica incômoda ou incompatível com aquilo que se é escutado. Já o Fera, personagem de maior luta do estúdio para se ter um funcional, também falhou em modos parecidos, uma vez que o mesmo, em algumas certas cenas, também ficou fora do ritmo do filme e bem superficial aos olhos de quem vê, sem contar que não aparenta ser nada cruel, ameaçador, horrendo e medonho, e sim uma criatura diferente que assustaria apenas por ser estranha e sem nenhum conhecimento prévio.

Chega a ser difícil avaliar tal obra, uma vez que o mesmo não se passa de mera cópia para agradar fãs e admiradores, não se tornando especial por si só e somente por dar um ponto mais dito como “real” ao já visto e amado anteriormente. Porém, tal fato chega até a ser justificável, uma vez que Bela e a Fera de 1991 foi um marco muito grande para Disney e para toda aquela geração, superá-lo ou até iguala-lo seria até mesmo impossível, pode-se até se dizer que a decisão de fazer um filme tão fiel se deu pelo fato de que assim, falhar não seria tão fácil, por mais que o mesmo deixe a desejar em vários aspectos, principalmente em sua computação gráfica.

 

Por: Isadora Morandi

17 de março

  • Campeonato de Video Game

Data: 17.03.2017 – 14:00

Local: Centro Cultural Vila Santa Rita (CCVSR)

O telecentro do CCVSR irá promover o primeiro campeonato de vídeo game com jogos diversos e muita diversão!

http://www.bhfazcultura.pbh.gov.br/

Telefone: 31 3277-1519

Entrada Franca

  • BoraLá Food Park – St. Patrick’s

Data: 17.03.2017 – 18:00

Local: BoraLá Food Park: Rua Desembargador Amilcar de Castro, 314 – Buritis

No dia de São Patrício nada melhor do que juntar a galera no rolé mais legal da sua sexta, seja pra fazer seu pré ou pra por a resenha em dia com muito astral. você pode não saber onde sua sexta termina, mas já sabe onde ela começa: #BoraLá!
Programação:
☘️ DJ Starling
☘️ DJ Nader

http://www.facebook.com/boralafp/

Telefone: 31 3286-3155

  • A Cidade e o Sertão

Data: 17.03.2017 – 19:00

Local: Centro Cultural São Bernardo (CCSB)

Espetáculo musical criado por um coletivo de artistas sertanejos de raiz que atuam na região dos bairros Regina e Lindéia.

http://www.bhfazcultura.pbh.gov.br/

Telefone: 31 3277-7416

Entrada Franca

  • Ephigênia Lopes – Meu Violão Amigo

Data: 17.03.2017 – 19:00

Local: Centro Cultural Alto Vera Cruz (CCAVC)

Integrante há 12 anos do folclórico grupo Meninas de Sinhá, do Alto Vera Cruz, em Belo Horizonte, Ephigênia Lopes canta canções do CD intitulado Violão Amigo e traz 15 canções, das quais 14 compostas pela cantora e uma pelo seu falecido pai, Carlos Pereira Lopes.

http://www.bhfazcultura.pbh.gov.br/

Telefone: 31 3277-5612

Entrada Franca

  • Patrick’s Day BH

Data: 17.03.2017 – 19:00

Local: Estação Floresta Espeteria: Avenida Francisco Sales, 120 – Floresta

Para quem não conhece essa tradicional festa europeia que vem ganhando cada vez mais espaço pelo mundo, no mês de março há desfiles pelas ruas das cidades irlandesas onde as pessoas bebem cerveja, vestem-se de verde e pintam trevos em seus rostos.
Atrações:
Beto Rock´n Blues ao vivo
DJ (vários ritmos)

http://www.facebook.com/EstacaoFlorestaEspeteria2016/

Telefone: 31 3658-8186

  • Happy Saint Patrick’s Day

Data: de 17.03.2017 – 19:30 até 18.03.2017 – 19:30

Local: O Distrital

A festa de Saint Patrick é a data mais importante para os divertidíssimos Irlandeses. Mas como também gostamos de nos divertir, vamos entrar nesse ritmo de festa, com muita música maneira, cerveja boa e gelada, gente bonita e do bem!
Dia 17:
Banda Mais 80 (Melhor do pop rock anos 80 e 90)
Banda Rock Machine (The best sound Rock’N’Roll )
DJ Nest (Sexy sem ser vulgar)

Dia 18:
Banda Like5 (The best hits POP atual)
Banda Laranja Mecânica (Clássicos do rock)
DJ Kriok (O DJ mais malemolente e sagaz de BH)

http://www.facebook.com/ODistrital

Telefone: 31 3284-0709

  • Patrick’s Day Los Mariachis

Data: 17.03.2017 – 21:00

Local: Los Mariachis – Mexican Bar

O St Patrick vai dar uma passadinha na casa mais caliente de beagá e vai deixar tudo verde por lá! St Patrick’s Day Los Mariachis! Saca só o que preparamos para vocês curtirem o dia.
Line up:
DJ Nuriely
Laranja Mecânica

http://www.facebook.com/LosMariachisMexicanBar/

Telefone: 31 2516-2649

  • Uai Patrick’s Night

Data: 17.03.2017 – 22:00

Local: A Autêntica

Mas quem foi São Patrick e porque é comemorado nesta data em países diversos como Japão, Argentina, Estados Unidos e, mais recentemente, no Brasil?
Bem esta é uma das perguntas que Karl Mooney, irlandês de Dublin, vai tentar responder durante seu show com a banda The Celtas Ride Again junto ao The Mcminers.

http://www.facebook.com/aautenticabh/

Telefone: 31 3654-9251

  • Patrick’s Day na Fábrica

Data: de 17.03.2017 – 22:00 até 17.03.2017 – 05:00

Local: A Fábrica

Edição especial da festa Saint Patrick’s Day onde nosso duende aqui da Fábrica vem com uma série de novidades.
Aqui na Fantástica Fábrica de Doces vamos ter um evento especial comandado pelo Duende Patrick. Ele não se contenta com pouco e mandou avisar que vai ter Rap, Cerva e muita larica! Pra você que curte Rock n’ Roll, indie rock, rap, hip hop e eletrônico a festa tem vários estilos para celebrar esta data especial na Fábrica. Compre seu ingresso antecipado no Sympla:
https://www.sympla.com.br/saint-patricks-na-fabrica-o-1703-o-sextou__124340

  • Patrick’s Day

Data: 17.03.2017 – 22:00

Local: Amsterdam Pub

Shows:
Anthology
The Pink Floyd Collection
Lurex

http://www.amsterdampub.com.br/

Telefone: 31 3262-0688

  • Patrick’s Day

Data: 17.03.2017 – 22:30

Local: Alambique Cachaçaria

Atrações:
Lívvia Bicalho participação de Isa Santana + Rachel Antonini
DJ Ronan Rossato

http://www.alambique.com.br/

Telefone: 31 3296-7188

18 de Março

St. Patrick’s Day Backer

Data: 18.03.2017 – 12:00

Local: Cervejaria Backer – Pátio Cervejeiro

A festa será no Pátio Cervejeiro da Backer, regada de muita cerveja artesanal.
E mais: Chopp Irish Green, campeonato de chopp em metro, concurso de barba e bigode e melhor fantasia, com presença confirmada dos melhores food trucks da cidade!
Atrações: SEU MADRUGA, TAVERNA, HANS, CA$H feat. Singles, DJ’s NEST e VEOTS.

http://www.facebook.com/CervejariaBacker

Telefone: 31 3288-3068

St. Patrick’s Day BH 2017

Data: 18.03.2017 – 12:00

Local: Mineirão – Estádio Governador Magalhães Pinto

O agito vai tomar conta do Gigante da Pampulha durante 12 horas de festa. O line-up conta com: Emicida, Tianastacia, McMiners, Lagum, Costa Gold, Xeréu, Zeu, Rockaholic, OhShit, KVSH, Balão Vermelho, Lurex, Monkey Wrench, Metallica Cover Brazil, Locomotive, Velotrol, Jaka e Motoca. O ambiente ainda terá decoração temática e a famosa cerveja verde.

http://www.facebook.com/events/233052430489057/

  • St. Patrick’s Day

Data: 18.03.2017 – 20:00

Local: No Ponto Espetaria Bar: Rua Paraíba, 1419 – Funcionários

Os duendes se juntaram para fazer o festejo irlandês. A ordem é receber todos com muita alegria, música, cerveja gelada, além de muito conforto!
Na Folia tem:
• Dj Luiz Araujo – Duende verde com os maiores rits que você quer ouvir
• Pedro Leitte – Galã do sertanejo

http://www.facebook.com/NoPontoSavassi

Telefone: 31 3043-6590

St. Patrick’s Day

Data: 18.03.2017 – 21:00

Local: Lord Pub

No Lord Pub, a comemoração do dia de São Patrício vai ser nessa pegada! No palco, Singles com os petardos especiais do Pearl Jam e U2 Cover Brasil mandando os hinos de Bono e companhia naquele clima irish!

http://circuitodorock.com.br/

Telefone: 31 3223-5979

  • St. Patrick’s Day Experience

Data: 18.03.2017 – 21:00

Local: Jack Rock Bar

http://circuitodorock.com.br/

Telefone: 31 3227-4510

19 de Março

  • 10º St. Patrick’s Day

Data: de 19.03.2017 – 12:00 até 19.03.2017 – 22:00

Local: Rua Tomé de Souza, entre Rio Grande do Norte e Getúlio Vargas – Savassi

A programação será intensa, com atividades para a criançada, shows e diversas opções de gastronomia. As bandas Lurex, Led III e Metamorphosis serão as atrações da festa, com covers três dos maiores nomes da música britânica: Queen, Led Zeppelin e Rolling Stones. Os pequenos vão se divertir com um espaço kids e outras atrações voltadas para eles.
Como em qualquer festa irlandesa o chopp é o carro-chefe, o público contará com uma divertida competição da bebida no metro, além de degustar o chopp verde e algumas das melhores cervejas especiais do mundo, da premiada cervejaria mineira Wäls. Na gastronomia, os protagonistas são os deliciosos burgers do Duke’n’Duke, além de pizza, espetinhos e o tradicional fish and chips.
O evento tem cunho beneficente, sendo que a troca de ingressos é feita mediante doação de 1kg de alimento não-perecível. Os convites poderão ser retirados antecipadamente nas casas participantes: Duke’n’Duke (Savassi, Vila da Serra e Centro), Wäls Gastropub e no Stad Jever.

http://www.facebook.com/WalsGastropub

Telefone: 31 3582-5628

 

Fonte: Agenda Cultural

 

0

Projeto CONTRAMÃO HUB 📢 crescendo!!

E já temos um segundo parceiro ❤️ : o Start. O site foi idealizado pelo aluno do curso de Jornalismo Multimídia da UNA, Tiago Jamarino. Segundo o idealizador do Start, o objetivo do site é: “falar sobre cultura POP em geral, desde animes, músicas, críticas sobre os principais filmes e ate vídeo games”.🎦🎥📼
A ideia do CONTRAMÃO HUB é estabelecer parcerias de conteúdo entre o Jornal Contramão e toda uma rede de canais, blogs, sites e portais criados e alimentados por alunos e ex-alunos do Centro Universitário Una.
Se quiser fazer parte também e ser nosso parceiro, entre em contato com a gente. Mensagem Inbox ou email para contramao@una.br