Orgulho Lésbico | Uma data para não ser esquecida

Orgulho Lésbico | Uma data para não ser esquecida

0 248

Por Hellen Santos

Para lutar contra o preconceito, há 21 anos, durante o 1° Seminário Nacional de Lesbica foi estabelecido agosto como o mês da visibilidade lesbica, com o objetivo de dar voz a essas mulheres e para destacar que as mulheres precisam ser respeitadas, que não pode existir nenhum tipo de preconceito por sua orientação sexual.

A data foi definida para focar no combate contra lesbofobia e na quebra do estereótipo que é construído nas lésbicas por conta de sua aparência masculina, por sua imagem ser ligada ao fetiche dos homens, por falarem que elas são “hétero mal-amada”, estão assim por que um cara não a fez feliz ou para ser “vingar” de uma traição. É por essa falta de informação que existe a luta.

As mulheres lésbicas diariamente são vítimas da violência simbólica, psicológica, verbal, física e em todos espaços sofrem algum tipo de hostilização, provando nas vítimas uma própria negação a sua sexualidade, afastando-as do convívio familiar e acarretando uma vida dupla.

O dia da Visibilidade Lésbica existe para mostrar que lésbicas e bissexuais existem, que amam, casam, tem filhos, trabalham e fazem tudo aquilo que qualquer cidadão faz.  A visibilidade é pouca, mais a lutar vem crescendo todos os dias. Assista ao nosso bate papo com a estudante Inah Argentina.

Evento relacionado: Ser lésbica na cidade

Local: Casa de Direitos Humanos, Avenida Amazonas,558- 8º andar, Centro.

30 de agosto as 18:30hrs

NO COMMENTS

Deixe uma resposta