“A solução é o amor”

“A solução é o amor”

Conheça a história de quem acredita em um futuro melhor através da música

Desde criança, Johnny Kiff, 25, apreciava todo tipo de arte, a música era uma delas, sua primeira banda favorita foi “Mamonas Assassinas”, o jovem conta que gostava também de Cidade Negra e Skank, bandas nacionais que tocavam na adolescência.

Fundador da Banda Revolução em 2009, Kiff é formado em Comunicação Social e  Música Popular pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde se dedicou à literatura e canto. Além disso, ele pode entender a música como manifestação cultural e o seu papel em diversos campos das sociedades ao longo do tempo.

Começou a tocar e dar início a Banda influenciado pela Igreja que frequenta, mas isso não  o torna necessariamente como todos os músicos tradicionais. Além de ser uma banda de Rock, em algumas apresentações, Kiff,  se veste de super-herói, o que muitas vezes causa estranhamento nas pessoas mais conservadoras, ainda assim, não considera esse momento como um preconceito e entende que  muitos não estão preparados para algo fora dos padrões.

Destaca que o motivo de se dedicar a música é o potencial que ela tem pra chamar a atenção das pessoas em diferentes da vida, “O músico pode ser desde um assalariado a uma pessoa que muda a história de um país, e eu no caso estou em busca da segunda alternativa.” completa Johnny ao ser questionado sobre as formas de atuação do músico.

jhonny

O vocalista Jhonny Kiff. (Fotografia: Aloisio Júnior)

Produção independente e força de vontade

Johnny acredita que os moldes do mercado musical encontra-se mais acessível quanto a possibilidade da produção do conteúdo musical qualificado e sua distribuição, “Em vez de reclamar, o músico tem que aprender um pouco de tudo e saber guiar sua carreira”, reflete.

O primeiro CD “Sucessos Desconhecidos”,  foi lançado em 2012, e conta com canções consideradas as melhores por Johnny são elas: Armagedom, Luzes (A Solução é o Amor) e Você Só Pensa Em Dinheiro. Em 2016, lançaram o filme documentário “O último dia de nossas vidas” onde os integrantes contam a história da banda e de cada música gravada. A banda é formada por : Alessandro Araújo ( baterista), Silas Lopes (baixista) e Ekson Wallace (guitarrista). 

“Eu atuo na Revolução, construindo um mundo melhor com poesia e sonhos que vão contra esse mundo sem graça que insistem em nos dar as coisas como elas são. Eu toco, componho, produzo audiovisual, atuo na gestão da banda, na interface com o estado no processo de leis de incentivo, na produção de shows e tudo o que for preciso para fazer a Revolução acontecer e ser atuante.”  completa sobre sua experiência na banda.

banda

Revolução no Rock N’ Nova, show realizado no Teatro do Shopping Estação

(Fotografia: Aloisio Júnior)

A Revolução através de projetos sociais

As ações da Banda vão além dos shows e produções musicais, no Natal deste ano, a Revolução lançou a campanha “Natal Revolucionário” os integrantes estão recebendo livros novos e usados para doação e no dia 18 de Dezembro realizarão um show de celebração na Casa Radar, em Belo Horizonte, onde também irão recolher mais livros.

Mais informações na fanpage da banda:

solidario

Está esperando o que? Dê o play, curta o som da Revolução e espalhe o amor também:

Luzes (A Solução é o Amor”) 

Reportagem: Gabriella Germana.

 

NO COMMENTS

Deixe uma resposta