Tags Posts tagged with "anime"

anime

1 257

Por Ana Paula Tinoco

Hollywood vem dilacerando obras consagradas do mundo dos animes, HQs e games há anos sem a menor consideração, pudor ou pedido de desculpas. Mas, pasmem, a culpada desta vez é ninguém mais ninguém menos que a tão amada e respeitada Netflix.

Antes, é claro, de me aprofundar sobre o assunto que será tema do texto, quero deixar claro que a opinião parte de alguém que não tem familiaridade com a obra original. Dito isso, não posso ser acusada de ser fangirl e sim uma pessoa que se sentiu lesada com o tempo que perdeu diante da televisão. E se por acaso você ainda não descobriu o que virá nessas mal traçadas linhas, sim, falo do Live ActionDeath Note”.

Os minutos iniciais nos vendem uma ideia de um Light Turner (Nat Wolff) inteligente, meticuloso e altamente centrado, mas todos esses adjetivos caem por terra quando ele encontra o livro que dá nome a obra. Sua inteligência se transforma em devaneios e o que vemos é um adolescente transpirando hormônios sem a menor discrepância do que tem em mãos. Sua inocência chega a ser hilária, para não dizer triste, e ainda não citei o seu primeiro encontro com o Shinigami Ryuk.

Mencionado o embate, a coisa se torna tão caricata e tão filme b da época de programas como do Zé do Caixão, que somente fui me atentar ao belo trabalho que fizeram ao criar a entidade no decorrer do filme, não podemos deixar de mencionar aqui o trabalho impecável do consagrado ator Willem Defoe.

Acerto a parte e sem mais delongas continuo a nadar no mar de decepções tão imenso quanto o nosso Oceano Pacífico quando o roteiro apresenta a personagem feminina do longa, Mia Sutton (Margaret Qualley). Mia, que era para ser a versão de Misa Amane, é uma menina fútil, volúvel e mimada. Vendida aos telespectadores como a garota popular da escola (sim, você não leu errado), ela é aquele belo clichê de filmes da sessão da tarde que se aproximam do Nerd da escola em um relacionamento improvável por motivos e interesses que passam longe do verdadeiro amor.

Relacionamento colocado lá para forçar uma identificação que adolescentes não sentiam desde o forçado triângulo amoroso da Saga Crepúsculo. O desenrolar desse “sentimento” é tão raso que aos poucos você nota que aquilo aconteceu para ter um plot twist tão obvio quanto o abandono de Christian Grey por Anastasia no sofrido 50 tons de cinza.

Nesse momento, já havia me esquecido do que era o famoso livro que dá nome ao anime. Consegue mentalizar toda aquela temática de livre arbítrio e a linha tênue que separa vingança de justiça? Ela se perde nos trejeitos de L (Keith Stanfield). O ator está tão caricato e forçado que o fato de não conseguir tirar os olhos da tela a cada momento em que ele aparece não significa um elogio.

A tão aguardada disputa de intelectos entre Light e L mais lembra dois garotos brigando para saber quem salvou a Princesa Peach primeiro. A rivalidade entre eles e o que conduz o desenrolar dos fatos é preguiçosa, os egos que deveriam ser gigantes são reduzidos a brigas de adolescentes em páginas políticas em que a conversa gira em torno da questão: “o Nazismo é de direita ou esquerda? ”. E a tentativa de dar um ar de suspense à perseguição que se segue a partir da descoberta de L seria cômica se não fosse trágica.

Não poderia deixar de fora as mortes, as punições àqueles que merecem ter seus nomes escritos no caderno da morte. Óbito após óbito o meu cérebro foi fazendo uma junção de dois filmes de suspense: Premonição e Jogos Mortais, mas esqueça o glamour dos dois primeiros, menciono os últimos quando a ideia era banho de sangue para uma maior audiência. O restante do elenco não consigo mencionar, porque eles são esquecíveis, sem graça e estão ali para que o cenário em certos momentos pareça cheio ou para cenas deprimentes como a sequência protagonizada por Paul Nakuchi, o Watari.

Mas, antes que você pense: “nossa, não tem nada de bom? ”. Sim, tem. Como disse no terceiro parágrafo, temos o Ryuk.

0 177

Por Tiago Jamarino – Start – Parceiro Contramão HUB

No início desta semana, a notícia quebrou o mundo dos animes é que One Piece estaria recebendo um programa de TV em live-action, e Eiichiro Oda finalmente comentou as novidades. Você pode verificar a declaração do criador abaixo:

 

“Nos últimos 20 anos, a conversa sobre uma adaptação em live-action surgiu muitas vezes. Eu decidi seguir adiante com a adaptação há cerca de três anos. Houve muitas voltas e voltas. Conheci um bom parceiro. Hoje é apenas o 20º aniversário. O anúncio do novo trabalho é, na verdade, apenas uma coincidência. Estou muito feliz. Em primeiro lugar, “nunca vou trair os fãs que me apoiaram há 20 anos”. Esta é a minha condição. Pode haver muitos que estão desconfortáveis, mas, por favor, me dê suas vozes de esperança. Por favor, esteja entusiasmado com os relatórios de acompanhamento. Olhe ansioso para isso!!“

Existem poucos detalhes disponíveis sobre One Piece no momento, mas Adelstein teve algo a dizer sobre a série. O produtor divulgou uma declaração que disse que One Piece seria um dos programas de TV mais caros já feitos, e o Tomorrow ITV terá alguma experiência com adaptações de anime antes que One Piece entre em contato. No início deste ano, o estúdio confirmou que também estava desenvolvendo uma adaptação à TV de Cowboy Bebop.

 

Publicada desde 1997, a série de quadrinhos foi premiada pelo Guinnes Book como a série de quadrinhos com mais cópias publicadas no mundo. A Weekly Shonen Jump é a responsável pela distribuição. No Brasil, o mangá é vendido pela Panini.

A série animada do mangá está no ar desde 1999 e a Toei Animation ainda produziu 13 filmes no universo de One Piece.

 

Fonte:  Comicbook.com 

0 199

Por Tiago Jamarino – Start – Parceiros Contramão HUB

 

Atenção! Spoilers para Boruto: o 13º episódio de Naruto Next Generations está abaixo!

Boruto: Naruto Next Generations pode não ser tão antigo, mas o anime está saindo como um profissional experiente. A sequência caiu pouco depois de Naruto: Shippuden voltou em março, e agora está começando a aprofundar a ação carnuda com seu atual arco de história fantasmagórica. Então, na verdade, chegou a hora em que Kakashi entrou e introduziu um novo jutsu insano.

 

No episódio mais recente de Boruto, os fãs observaram como o arco contínuo do anime teve uma volta importante. Konoha tem sido atormentado com estranhos episódios de chakra fantasma que quase Danzomatam vários ninjas antes que Sai toca suas origens; O ninja descobre que a antiga organização do ROOT de  está envolvida com as aparições de chakra-drenagem, e tudo se mostra quando uma quimera de chakra maciça revela-se a Konoha em uma onda destrutiva. Abrumado, Sai e sua tripulação pedem apoio, e Kakashi é o homem que primeiro atende.

 

Confira o vídeo abaixo:

 

No episódio, os fãs podem assistir enquanto Kakashi toma seu traje tradicional de Jounin, apesar do seu antigo status de Hokage. O antigo usuário Sharingan é visto ajudando os companheiros de Sai a distrair a besta Nue até Naruto chegar, e Kakashi faz isso com um novo jutsu intenso. Os fãs observaram como o ninja alimentava um poderoso ataque de relâmpago púrpura que ele desenvolveu em um romance anterior de Naruto Gaiden. O movimento violento é imensamente poderoso, pois pode causar trovoadas se disparado para o céu, e Kakashi é capaz de usá-lo contra Nue com precisão.

 

O ataque, denominado Lightning Style: Violet Bolt, é representado como substituto de Chidori por Kakashi. O ninja teve que perder o último movimento de seu arsenal depois de perder seu Sharingan durante a guerra contra Madara Uchiha. O novo movimento do relâmpago permite a Kakashi o mesmo tipo de precisão que oChidori Nagashi de Sasuke tem sem precisar de uma espada para conduzir o movimento. E, se a reação de todos ao movimento diz algo, é que você não quer entrar no caminho de Kakashi quando ele executa esse jutsu.

 

0 237
Foto Divulgação

Por Gabriel – Start – Parceiros Contramão HUB

Goku e seus companheiros se aproximarão de começar o Torneio de Poder. Com o line-up para a equipe do Universo 7, mas todos preenchidos, há pouco para Goku fazer agora, exceto a luta, certo?

Esperem ai! Isso é o que Dragon Ball Super gostaria que você pensasse. No entanto, de acordo com o artista da franquia, o anime está prestes a fazer uma grande surpresa para os fãs.

Recentemente,o ilustrador Toyotaro falou com Wired.It sobre seu trabalho em Dragon Ball Super. O site italiano pediu ao sucessor do Akira Toriyama para dizer algo sobre o arco ‘Sobrevivência Universal’ de Dragon Ball Super. Aqui está o que Toyotaro tinha a dizer:

“Só posso dizer isto: não pense que já conhece as equipas definitivas para o próximo Torneio de Poder. Mesmo que já tenham sido revelados. “

Quando o ” O Torneio de Sobrevivência Universal l” foi anunciado, os fãs foram levados a acreditar que Universo 7 e seus contemporâneos já haviam montado suas equipes. A equipe de Goku contará com heróis como Piccolo, Gohan, Mestre Kame, Androide 17, Androide 18,.Kuririn, Majin BooTenshinhan. No entanto, parece que isso pode mudar.