Tags Posts tagged with "Sangue"

Sangue

Por: Rúbia Cely

 

Vemos diariamente diversas campanhas que nos incentivam a aderir a doação de sangue, assim como medula e outros órgãos gerais do corpo. Mas, assim como nós, seres humanos, os animais também demandam de cuidados médicos e uma hora ou outra podem necessitar de doação. Vertente veterinária pouco divulgada, resulta na escassez de sangue veterinário nos estoques do país.

Segundo Rafaela Lima, médica veterinária, existem inúmeras causas que podem fazer o animal vir a precisar de uma transfusão sanguínea, conta que geralmente são doenças que causam anemia profunda, como as transmitidas pelo carrapato, leishmaniose, alguns casos de neoplasia (tumor), em casos de cirurgias, hemorragia aguda ou tudo que gera uma baixa de células no sangue, levando os animais a precisarem da doação.

Lima, que trabalha na Element Vital – Banco de Sangue, revela que eles são o primeiro lugar especializado de Minas Gerais, “Existem clínicas que oferecem bolsas, mas a maioria tem o material para atender as demandas internas, podendo acabar vendendo para outras clínicas, mas especializados, somos apenas nós”.

Por existirem poucos locais que trabalham com a demanda de transfusão em animais e somada a pouca visibilidade que campanhas de doação de sangue para estes tem, os estoques dos bancos são insuficientes. Rafaela revela que a maior dificuldade está em encontrar doadores.

Será que seu animalzinho pode ser um doador?

Atualmente em Minas Gerais, a Element Vital é o órgão que recebe as doações, trabalhando atualmente apenas com sangue de cães, e para ser um doador o animal precisa preencher alguns requisitos.

O seu animal deve:

  • Ter entre 1 e 8 anos;
  • Ter o peso maior ou igual à 25kg;
  • Não ter feito transfusão;
  • Ter as vacinas em dia;
  • Ter o controle das pulgas (desejável);
  • Em caso de fêmea: Não estar gestante ou amamentando;

A dálmata Louie em sua segunda doação de sangue para Element Vital.

 

O sangue canino:

Os cães podem ter mais de vinte tipos sanguíneos, mas somente oito tem uma importância clínica. Os grupos sanguíneos dos cães são classificados em dog erythrocyte antigens – antígenos de eritrócitos de cães (Dea), de Dea 1.1 à 1.3 e de Dea 3 à 8. A tipificação sanguínea apenas para Dea 1.1 e 1.2, pois são o grupo que pode causar mais reação durante a transfusão.

A tipagem é um teste muito caro, em termos de mercado dos laboratórios o valor gira em torno de 200 reais, conta Rafaela, explicando que é necessário realizar os testes com os dois animais, o doador e o receptor. Portanto, o teste de compatibilidade costuma ser a primeira escolha por parte das clínicas e clientes por ser mais acessível financeiramente.

A média do valor da bolsa de sangue aqui em Minas é R$300,00, sem contar com o procedimento e internação do animal, podendo variar de acordo com tamanho e peso do animal. Além da Element Vital, outros dois locais realizam transfusão e atuam como banco de sangue.

Para mais informações sobre tipagem, compatibilidade e para doar, você pode ligar para:

Element Vital – banco de sangue

Contato: (31) 99982-4445

Endereço: R. Platina, 165 – Sala B – Prado, Belo Horizonte – MG, 30410-430

 

Pronto Socorro Veterinário

Contato: (31) 3422-5020

Endereço: R. Jacuí, 891 – Bairro Floresta, Belo Horizonte – MG.

 

Life Hospital Veterinário

Contato: (31) 2552-5694

Endereço: Rua Platina, 165 – Prado, Belo Horizonte – MG.

 

0 383
Foto Divulgação

Com estoque abaixo de 20% Hemominas reforça campanha para doação de sangue

O estoque de sangue do Hemominas encontra-se 20% abaixo do que seria o ideal para atender a toda demanda do Estado e há uma clara necessidade de todos os tipos sanguíneos, mas a maior baixa está entre os fatores negativos sendo o O a maior preocupação entre eles. O sangue O Negativo é essencial no atendimento de vítimas em caso de acidentes quando o tipo sanguíneo é desconhecido e por isso ele exige uma maior demanda. De acordo com a assessoria de imprensa da fundação, o banco encontra-se 44% abaixo do exigido e o fato de ser um tipo raro contribuí para que isso aconteça.

“A maior causa dessa queda é o intervalo entre o período de férias e festividades que afasta dos hemocentros aqueles que colaboram com a causa ou pretendem se engajar”, explica a assessora de imprensa da Fundação Aline Reis. Para reverter esse quadro a fundação oferece um serviço de agendamento que é rápido e simples através do site, o que trás comodidade e facilidade na hora do atendimento.

A Fundação Hemominas tem como estratégia trabalhar com um estoque diário para três dias de atendimento, segundo Reis, para que essa demanda seja alcançada é necessário cerca de cinco mil bolsas, o que equivale a mais ou menos 1.600 bolsas diárias. No momento da doação é retirado 450 ml de sangue o bastante para salvar até quatro vidas.

Foto Divulgação
Foto Divulgação

Como ser um doador

No caso dos homens o prazo é de 60 dias e pode ser feita até quatro vezes por ano e as mulheres 90 dias e pode ser feita até três vezes por ano. Para maiores de 60 anos o intervalo entre as doações, caso o doador já tenha doado antes de completar 60 anos, é de seis em seis meses. O processo de doação é simples e indolor basta ter entre 16 e 69 anos, estar com peso acima dos 50kg, em boas condições de saúde, não ter ingerido bebida alcoólica e estar alimentado. Mas, caso você já tenha doado é necessário observar a data na qual a última doação foi feita.

Para dúvidas acesse ao site: Fundação Hemominas

Por Ana Paula Tinoco