Um pedacinho do Chile em BH

Um pedacinho do Chile em BH

0 116

Belo Horizonte recebeu no último sábado, dia 15, a 2ª Festa Chilena; nem mesmo a chuva atrapalhou o evento, que atraiu ao longo do dia cerca de 200 pessoas

Por Moisés Martins, Kamille Lobato e Helmut Esser

Fotos: Moisés Martins

Nem mesmo a chuva foi capaz de atrapalhar os chilenos. Quem passou pela rua Tenente Brito de Melo, em frente ao prédio da Filarmônica, no Barro Preto, região centro-sul da capital mineira, no último sábado, dia 15, pode entrar em contato com o universo gastronômico e cultural do Chile. A 2ª Festa Chilena de Belo Horizonte atraiu cerca de 2 mil pessoas, segundo dados da organização do evento, mesmo com o dia chuvoso e termômetros na casa dos 22º graus.

A abertura do evento contou com a presença do Consulado do Chile e do Presidente da Belotur Aluizer Malab. “Belo Horizonte precisa ser uma cidade mais alegre. Vida longa à festa chilena”, afirmou Malab na abertura do evento. Os alimentos não perecíveis arrecadados com a festa foram doados para Serviço Voluntário de Assistência Social (SERVAS).

A capital mineira é uma das cidades mais abertas e curiosas em relação à culturas diferentes. “Uma cidade acolhedora como Belo Horizonte deve receber os chilenos de braços abertos, é bacana que a gente colabore para que eles se sintam em casa comemorando suas raízes, é uma troca de experiências e costumes”, avalia Malab.

Várias histórias foram contadas durante o evento, fábulas como “A virada do Mundo” e a “A audiência do capeta”. Além do grande relato da história de uma das adegas mais importantes da América Latina, a Casillero Del Diablo, que produz vinhos apreciados no mundo inteiro.

O tour gastronômico, feito pelo jornal Contramão, começou em uma barraquinha de Paella Mineira. O chef de cozinha Gabriel Trillo propôs uma nova versão do prato valenciano, popularizado na Espanha e em todo mundo. “A intenção é criar uma versão mineira da Paella, onde retirei os frutos do mar e acrescentei produtos da culinária mineira como quiabo, couve, carne de porco e ora-pro-nóbis”, explica Trillo.

Cachorro quente com molho avocado

Nos estandes, com pratos típicos, ainda era possível encontrar algumas iguarias a exemplo dos anticuchos (famosos espetinhos) e empanadas, acompanhados com molho pebre e vinagrete apimentado. Para aqueles que são apaixonados por sanduíches, o festival ofereceu três opções, Choripanes (sanduíche de linguiça), pão francês e molho pebre, e cachorro quente com molho de avocado. Outros quitutes apresentados na festa como o pastel de choclo (um tipo de escondidinho de milho), sopaipillas, chorrillana, afirmaram a variedade enorme de sobremesas.

Terremoto, feito com vinho branco adocicado (Pipeño).

Para se refrescar, a sugestão foi provar um dos drinques mais tradicionais do Chile, o terremoto, feito com vinho branco adocicado (Pipeño). Outras bebidas que não faltaram foi o pisco e cervejas artesanais, além de uma carta de vinhos cuidadosamente elaborada com predominância de rótulos à base das uvas carménère, merlot, cabernet sauvignon e pinot noir.

Música e dança

A dupla musical Marina e Fran.

A culinária diz muito sobre o país, mas outro traço marcante do Chile é, sem dúvidas, a música e dança. Na edição da Festa Chilena este ano, a presença da Banda de Bronces San Pedro, de Valparaíso, Chile, conhecida pelo som potente de trompetes, trombones, tubas e percussão, sacudiu o público com alguns dos mais agitados ritmos andinos. Uma grande apresentação de dança Cueca agitou a festa. Considerada expressão cultural do Chile, a dança apresentada pelo casal Alini Benzatti e Javier Riquelme conquistou o campeonato mundial de Cueca na Argentina.

A dupla musical Marina e Fran era a atração mais esperada do dia e corresponderem à expectativa do público. No palco, o duo apresentou sucessos brasileiros e latino-americanos como “Palpite” de Vanessa Rangel, “La Bamba”, que fez sucesso primeiro com Ritchie Valens, “Veraneio Vascaína”, da banda Capital Inicial, e “Não Quero Dinheiro”, de Tim Maia.

SIMILAR ARTICLES

NO COMMENTS

Deixe uma resposta