vício

vício

0 211

Por Auspicioso Acapela – Coletivo parceiro Contramão HUB

Me vejo presa a um hábito e tento me enganar dizendo que tenho controle da situação. Eu estava e estou sozinha, então ocupo meu vazio com algo que me dá um esporádico prazer, que logo será substituído por arrependimento.

Menti para minha família, marcava datas e datas para ser melhor, abandonei por dias aquilo que me matava aos poucos, mas como em um “bom” relacionamento, sempre voltamos um para o outro.

Tentei por vezes ser uma pessoa melhor, quis ocupar minha mente com trabalhos, amigos, internet, festas. Mas nada consegue mudar o que eu realmente sou, ou melhor, estou, ainda não mudei.

Sinto vergonha por fazer o que faço e posso ver e sentir as pessoas me julgando, se houver uma maneira de me ajudar elas estão fazendo errado. Às vezes quero apenas que elas me deixem, mas também gosto quando se importam comigo.

Para muitos é drama ou falta de amor próprio, mas eu simplesmente não me importo mais, essa mania que as pessoas têm de acharem que sabem tudo sobre o problema dos outros.

Elas destroem uma as outros o tempo inteiro e quando faço algo que não seja saudável a mim elas são as donas da verdade.

 

Tenho consciência dos meus atos e também conheço as consequências, não há nada para refletir, escrevi por esclarecimento e estou bem, não precisa perguntar o tempo todo. Não comecei minha dieta, não parei de fumar, não parei de beber, não parei de me torturar e realmente não sei quando o farei, talvez na próxima segunda.

Por Rúbia Cely

NO COMMENTS

Deixe uma resposta