VOCÊ SE GOSTA?

VOCÊ SE GOSTA?

0 133

Por Larissa Ohana

Em geral é esperado de nós que gostemos muito mais dos outros. Fala-se em empatia, em amor ao próximo e sobre cuidar dos outros. Isso tudo só vale a pena quando vem de dentro, quando o sentimento de fazer bem a si mesmo é tão natural que mal se percebe a real proporção que aquilo atinge ao mundo exterior, contagiando todas as relações que se tem.

Se amar parece tão utópico. De fato é, pensando no sentido de que é preciso sustentar muitas de suas próprias decisões em meio à opinião de tantas pessoas, inclusive muitas que te amam e discordam do seu olhar em relação à vida e à você. É, é difícil sim, mas já ouviu falar em desafio?

Parece que se amar é um fardo. Mas eu te digo, não é! Não é, porque você se sente tão vivo que nem as mortes internas que vivemos diariamente nos afeta. Não é, porque você exercita o “olhar em seus próprios olhos” e enxergar muito mais do que suas características físicas, aprofundando até ver o próprio brilho que ali existe. Não é, porque você para de reclamar do que não tem e passa a valorizar as mínimas conquistas que te fizeram chegar até ali. Sabe porque não é? Porque mesmo triste, a plenitude que toma conta do seu corpo te faz respirar fundo e, perceber os detalhes de tudo com clareza e admiração. A verdade é que não é, porque você sorri tanto (estando sozinho inclusive), que vira simplesmente um hábito fazer coisas para você e com você.

É que a gente sempre se gostou, mas algumas fases da vida fazem isso parecer se esvair, parece que a delícia de “se achar” (ou ter certeza mesmo, e tenha!) passa, ficando bem mais simples perceber com mais frequência as qualidades alheias.

O caminho inicialmente é trabalhoso sim e pode até parecer algo inútil, afinal há quem nunca tenha experimentando a sensação de ter uma auto estima forte. Mas mesmo duvidando, mesmo sem ter certeza, faça o que for em prol dos seus desejos mais loucos (loucos pra quem?), porque esses desejos são só seus, só você sabe o porque deseja aquilo. No fim, você acaba tomando gosto pelas realizações que isso te proporciona, uma vez que traz uma sensação inexplicável de preenchimento. Preenchimento esse que nem mesmo a pessoa mais incrível do mundo vai poder te garantir.

Imagina então, que loucura acordar todos os dias sem ter que esperar nada dos outros porque você mesmo já completa todas as suas expectativas? Não é loucura, é segurança.

SIMILAR ARTICLES

NO COMMENTS

Deixe uma resposta