Belo Horizonte apresenta alta nos índices de roubo

Belo Horizonte apresenta alta nos índices de roubo

Diante da crise econômica que se instala no país nos últimos dois anos, Belo Horizonte vivência um aumento no número de roubos. Em média a polícia registrou cinco ocorrências deste tipo a cada hora na capital. O número de casos subiu em 40% em relação ao mesmo período do ano de 2015.

Segundo dados da Secretária de Estado de Defesa Social (SEDS), os números praticamente dobraram se compararmos com o ano anterior. As estatísticas mostram que houve um aumento de 40,64%, apenas nos dois primeiros meses deste ano. Foram registrados 8.230 roubos consumados, número que foi de 5.852 no mesmo período do ano anterior. Já os dados para furtos consumados na cidade de Belo Horizonte cresceram em 14,94%, fechando com 11.035, enquanto em 2015 esse número foi de 9.601 furtos. A participação da capital com relação aos roubos do estado é de 37,73%, representando 11% da população.

Em Minas Gerais, os dados também apresentaram um crescimento acentuado em comparação com os dois primeiros meses do ano de 2015. Houve um aumento de 32,19% nos casos de roubo consumado em todo o estado, totalizando em 21.808 casos. Os dados de furtos consumados chegaram a 53.569 casos, representando um aumento de 8,63%.

O estado alega que não houve falta no policiamento e coloca empecilhos como o desemprego, à alta na inflação e o descontrole da economia, e garante que esses fatores aumentam a criminalidade. “Os furtos e os roubos na cidade de Belo Horizonte, derivam-se principalmente da reincidência criminal. Os bairros do Centro Sul que de cada 100 pessoas presas, 50 já foram liberadas e já cometeram novamente a mesma modalidade criminosa. No centro de Belo Horizonte esse número é de 100 para 30”, destaca Cabo André, coordenador do Centro de Policiamento da Capital (CPC).

Segundo ele, a PMMG tem trabalhado de maneira efetiva para a segurança dos cidadãos: “Em números podemos esclarecer que nos últimos dois anos (2015 e 2014) e no primeiro trimestre de 2016 a Polícia Militar prendeu e apreendeu 65.211. Desse total 13.980 reincidiram ao crime, cometeram novamente o crime uma ou duas vezes e 2338 foram presos mais de três vezes pelo mesmo crime.”, esclarece.

O jornalista Felipe Bueno foi uma das vítimas de roubo recentemente no centro da capital ao sair de um show no Palácio das Artes: “Eu tenho o hábito de andar a pé pela cidade, é uma escolha minha. Eu gosto desse exercício de caminhar pelas ruas e ser menos dependente possível de qualquer meio de transporte”, esclarece o jornalista.

Para ele foi um momento traumático: “Foi por volta das 23:30 de uma sexta-feira. Eu estava a caminho do ponto de ônibus, de passagem pelo centro de Belo Horizonte, onde os assaltantes me cercaram. Dois deles vieram por trás de mim, enquanto o terceiro caminhava na minha frente, e veio em minha direção quando os outros dois falaram para eu parar e passar o celular”, conta.

Por Raphael Duarte

Crédito da Imagem: Divulgação Internet

SIMILAR ARTICLES

NO COMMENTS

Leave a Reply