BH apresenta seus embaixadores para a Copa de 2014

BH apresenta seus embaixadores para a Copa de 2014

Belo Horizonte é a primeira cidade Sede da Copa de 2014 a apresentar os seus embaixadores locais para o Brasil. O time é formado por onze importantes nomes para o futebol mineiro e brasileiro, são eles: Dadá Maravilha, Éder Aleixo, Gilberto Silva, Julio Baptista, Luizinho, Nelinho, Paulo Isidoro, Piazza, Reinaldo, Ronaldinho Gaúcho, e o argentino Sorin. Sendo eles belo-horizontinos de nascimento ou de coração, a principal ideia é mostrar que todos caminham “juntos no mesmo ritmo” (o slogan do Mundial de 2014 no Brasil).

Todos os embaixadores ganharam do governador Antônio Anastasia e do prefeito Márcio Lacerda braçadeiras e troféus simbólicos representando toda essa importância deles para a cidade.O evento de, hoje, pela manhã, no Mineirão também visava promover a capital mineira e o estado para a atração de turistas de diversas partes do mundo.

O prefeito Márcio Lacerda está bem otimista quanto à preparação da cidade para a Copa 2014. “Tem ainda uma série de ações que estamos trabalhando, a prefeitura, o governo do estado, o governo federal, é um trabalho permanente, e ainda tem obras em andamento para serem conclúidas nos próximos meses. Segundo o governo federal, que acompanha o andamento das cidades, nós estamos bem preparados e eu to otimista”, declara. Lacerda afirma que cidade ainda não está totalmente pronta. Ouça o áudio de minientrevista com o prefeito.

Trilha Sonora

O ponto alto da manhã foi a apresentação da música que será a trilha sonora, que carrega o nome de Sou BH, escrita por Cláudio Venturini e Márcio Borges, da banda 14 BIS. A canção fala da cidade em si, das principais características do estado, e principalmente, o jeito mineiro de ser. Ela foi escrita com o propósito de celebrar a capital mineira, e a sua relação com o futebol.

Homenageados

Durante a cerimônia, também ocorreram homenagens aos voluntários que atuaram em grandes eventos esportivos, como a Copa das Confederações deste ano que teve como principal voluntária Maria das Graças Pinho Tavares, e o Sr. Elmo Cordeiro, voluntário e gândula, ainda aos 12 anos na copa de 1950, que aconteceu também em Belo Horizonte. Veja a galeria de fotos.

 

Texto por Luna Pontone

Foto por João Alves

NO COMMENTS

Deixe uma resposta