CCBB

16ª edição promove troca de experiências e a conexão da Cultura com a Tecnologia

Exposições, palestras, apresentações musicais e audiovisuais compõem a 16ª edição do Festival Eletronika. O projeto que propõe o debate e a prática de cultura contemporânea com o objetivo de levar para o público as novidades da produção cultural mundial, começa nesta quarta-feira 07 e segue até domingo dia 11.

O festival que tomará conta de vários espaços do Circuito Cultural Praça da Liberdade (Memorial Minas Gerais Vale, MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal, Espaço do Conhecimento UFMG e Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa), abre espaço para troca de experiências e reflexões críticas sobre a cultura e suas conexões com a tecnologia.

A plataforma traz em sua programação: o Festival Eletronika, Cidade Eletronika, Fórum Eletronika, Revista Eletronika e o evento parceiro Festa das Luzes, em sua segunda edição, envolvendo artistas nacionais e internacionais nas apresentações pela cidade.

 

Foto do Festival Eletronika 2014
Foto do Festival Eletronika 2014

Festa das Luzes

O projeto propõe intervenções artísticas e espetáculos lúdicos com uso de tecnologia, cores, imagens em movimento, além de sons e técnicas audiovisuais.  Esta edição tem como a realização de uma apresentação audiovisual utilizando a técnica de vídeo mapeamento. As fachadas públicas e históricas se transformarão em telas de projeção onde a própria narrativa e composição de fotografia e cores podem dialogar com elementos das construções, tais como varandas, colunas, janelas e todos os ícones arquitetônicos presentes nelas.

As atrações serão gratuitas, veja a programação:

Cidade Eletronika

O evento, que tem curadoria de Lucas Bambozzi e Natacha Rena, abre a programação – dia 7 a 11 de outubro – e contará com workshops, palestras, mostra audiovisual e shows.

Performance

7 a 11/10 (Quarta a Domingo). 18h – ’KID-NAPPING’ – Brígida Campbell

(Local: Passarela Cultural – Anexo da Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa)

09/10 (Sexta) 21h30 – ‘CINE PLANTA’ – Paola Barreto

(Local: Praça Da Liberdade)

10/10 (Sábado)17h – ED MARTE E FLORA MAURÍCIO

(Local: Praça Carlos Drummond de Andrade)

Palestras

(Local: Memorial Minas Gerais Vale – Auditório)

8/10 (Quinta) 19h – Javier Toret

8/10 (Quinta) 19h30 – ‘POR UMA TECNOPOLÍTICA DO COTIDIANO’ – Antônio Lafuente, Ivana Bentes, Ricardo Fabrino, Natacha Rena e Lucas Bambozzi

9/10 (Sexta) 15h – ‘TECNOLOGIA REVERSA: APROPRIAÇÕES PARA O COMUM’ – Jose Perez de Lama, Ricardo Brazileiro, Felipe Fonseca, Pablo de Soto e Lucas Bambozzi

10/10 (Sábado) 15h – ‘O QUE NOS DIZEM AS REDES’ – Fabio Malini, Fernanda Bruno, Carlos Frederico D´Andrea, Alemar Rena e Natacha Rena

Workshop

7 a 9/10 (Quarta a Sexta) 10h –  ‘TOPOLOGIA DE REDES’ – Fabio Malini e Ana Isabel Anastasia

(Local: Memorial Minas Gerais Vale – Cyber)

7 a 9/10 (Quarta a Sexta) 10h – ‘MEDIÇÕES DO URBANO’ – Gabriel Zea, Guima San, Ricardo Brazileiro e Lucas Bambozzi

(Local: Passarela Cultural – Anexo da Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa)

09/10 (Sexta) 13h – ‘LABORATÓRIOS CIDADÃOS’ – Antonio Lafuente

(Local: Memorial Minas Gerais Vale – Sala do Espetáculo Mineiro)

Audiovisual

9/10 (Sexta) 19h – ‘SOCKET SCREEN’ – Rafael Marchetti E Rachel Rosalen

(Local: Espaço do Conhecimento UFMG – Fachada)

10/10 (Sábado) 20h – ‘CINE FANTASMA’ – Paola Barreto

(Local: Cine Pathé – Fachada)

Show

8/10 (Quinta) 19h – THE INNERNETTES (BH)

(Local: Memorial Minas Gerais Vale – Casa da Ópera)

8/10 (Quinta) 20h – REALLEJO (BH)

(Local: Memorial Minas Gerais Vale – Casa da Ópera)

9/10 (Seta) 19h – ACAVERNUS (SP)

(Local: Praça da Liberdade – Coreto)

9/10 (Sexta) 20h – LUCA FORCUCCI (ITA)

(Local: Praça da Liberdade-  Coreto )

9/10 (Sexta)  21h – ALAN COURTIS (ARG)

(Local: Praça da Liberdade – Coreto)

Fórum Eletronika

O evento vai do dia 09 a 13 de outubro e contará com painéis, workshop e exposição.

Painel

(Local: MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal – Auditório Bateia)

9/10 (Sexta) 10h – Painel 1: ‘Para além das Smart-Cities’- Raquel Rennó  Painel 2: ‘Do Live Cinema ao Cine Fantasma’ – Paola Barreto

9/10 (Sexta) 19h – Painel 3: ‘Cotidiano sensitivo: Interfaces acessíveis e multi-modais’ – Ricardo Brazileiro | Painel 4: ‘EL CINE ES OTRA COSA’ – Gabriela Golder

10/10 (Sábado) 11h – Painel 5: ‘Interações em escala urbana’ – Rafael Marchetti e Rachel Rosalen | Painel 6: ‘Música Visual’ – Jarbas Jácome

Workshop

(Local: MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal – Auditório Bateia)

11/10 (Domingo) 14h – ‘Oficina de criação de instrumentos de música visual’ – Jarbas Jácome

Exposição

9/10 (Sexta) 18h – Abertura com visita mediada pelo artista – ‘Mindscape #L1 – After Dan Flavin’ – Fernando Velázquez

(Local: MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal – Praça de Convivência)

10 a 13/10 (Sábado a Terça)  12h às 18h – Mindscape #L1 – After Dan Flavin’ – Fernando Velázquez

(Local: MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal – Praça de Convivência)

10 e 11/10 (Sábado e Domingo) 10h às 18h – ‘Flor de ilha formosa’ – Jarbas Jácome

(Local: Memorial Minas Gerais Vale – Sala do Espetáculo Mineiro)

Audiovisual

09/10 (Sexta) 18h – Abertura da ‘Mostra Ver y Bim (América Latina)’ e ‘Mostra Alt [AV] 1 E 2‘ – Diversos Artistas

(Local: MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal – Praça de Convivência)

10 e 11/10 (Sábado e Domingo) 20h às 21h30 –  ‘Longe do Teclado’ – Caio Fazolin

(Local: Espaço do Conhecimento UFMG – Fachada)             

10 e 11/10 (Sábado e Domingo) 18h às 22h – ‘Cubic Limit, after Manfred Mhor’ – Fernando Velázquez

10 a 13/10 (Sábado a Terça) 12h às 17h30 – ‘Mostra Ver y Bim (América Latina)’ e ‘Mostra Alt [AV] 1 E 2‘ – Diversos Artistas

(Local: MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal – Praça de Convivência)

Festival Eletronika

O Festival ocupa a Alameda da Travessa – Praça da Liberdade e coroa a programação nos dias 10 e 11, com apresentação de bandas relevantes no cenário musical vanguardista.

Shows

(Local: Praça da Liberdade – Alameda da Travessa)

10/10 (Sábado) 17h – DJ Dolores (PE) e Chico Corrêa (PB)

10/10 (Sábado) 20h – Omulu (RJ)

11/10 (Domingo) 16h – Chancha Via Circuito (ARG)

11/10 (Domingo) 18h – Dengue Dengue Dengue (PER)

11/10 (Domingo) 20h – Quantic (COL)

Eletronika Kids

Direcionado ao público infantil, o mini-Festival acontece exclusivamente no dia 12 de outubro, Dia da Criança, na Praça da Liberdade.

Shows:

(Local: Praça da Liberdade)

12/10 (Segunda) 9h às 18h:

Projeto Aprendendo a Crescer (Discobaby e Espaço Pajezinho)

Festa das Luzes

Projeções audiovisuais na Praça e Palácio da Liberdade nos dias 10 e 11 de outubro.

Audiovisual

10 e 11/10 (Sábado e Domingo) 19h e 21h30 – ‘Procissão’ – Vj 1mpar

(Local: Praça da Liberdade – Alameda da Travessa)

10 e 11/10 (Sábado e Domingo) 19h15 e 21h45 – ‘Vídeo Mapping’ – Vj Spetto (United VJs)

(Local: Palácio da Liberdade)

10 e 11/10 (Sábado e Domingo) 19h30 e 22h – ‘Organismos Públicos’ –  Vj Vigas

(Local: Palácio da Liberdade)

Texto: Victor Barboza

Imagens: Eletronika

Já sabe o que vai fazer no fim de semana? Temos algumas dicas para você aproveitar o que tem de melhor em Belo Horizonte.

Sábado, 19, é o Dia Nacional o Teatro. O Jornal Contramão preparou algumas sugestões para você celebrar o dia.

Inspirado no disco literário Ode Descontínua e Remota Para Flauta e Oboé – De Ariana para Dionísio, de Zeca Baleiro em parceria com a escritora e poeta Hilda Hilst, o Grupo de dança Primeiro Ato apresenta o espetáculo Três Luas no CCBB. O espetáculo que une dança, literatura e música está programado no sábado, ás 20h, e domingo às 19h. Veja mais:

Branca de Neve e os Sete Anões – Projeto TráLáLáLáLi – Teatro Santo Agostinho às 16h.

Chapelzinho Vermelho – Teatro Sesi Holcim – Sábado ás 16h.

Contra o Vento – CCBB – Sábado ás 19h.

Foi Você Quem Pediu pra Eu Contar Minha História – Teatro Sesi Minas, Santa Efigênia – Sábado ás 20h e Domingo ás 19h.

Proibido para Maiores – Cine Teatro Brasil Vallourec – Sábado às 20h30 e Domingo às 19h.

Além do Teatro, o fim de semana na cidade terá outras atrações, como:

Caso você queira divertir ao ar fresco com a família, o Parque Lagoa do Nado, que completa 21 anos no dia 22, conta com uma programação gratuita para a população, que será realizada entre os dias 20 e 27. O espaço recebe atividades variadas de educação ambiental, trilhas ecológicas, eventos culturais e práticas de esportes radicais.

No sábado,19, Jorge Ben Jor e Zé Ramalho são os nomes da estreia da festa MPB – Meu Palco Brasil, no Parque das Mangabeiras. A festa acontece de14h às 22h. No mesmo dia, tem show do Milton Nascimento ás 21h.

Para quem quer assistir um bom filme, veja alguns longas que estão em cartaz nos cinemas da capital:

https://www.youtube.com/watch?v=ps6RomFYnMs

https://www.youtube.com/watch?v=C5Slj4BAm58

https://www.youtube.com/watch?v=uilL9LbbAJ0

https://www.youtube.com/watch?v=hPNoFzKQi78

 

O Cine 104 apresenta o filme Que Horas ela Volta?, com Regina Casé.

https://www.youtube.com/watch?v=Dffs46VCJ_g

Sábado e Domingo – Horários: 17h e 20h30 Entrada R$ 10 / R$ 5 (meia entrada).

 

Texto: Victor Barboza

Foto: Marina Rezende

O fim de semana chegou! Programe-se:

1 º Circuito Gastronômico Fleming

A avenida mais boêmia da cidade recebe o 1 º Circuito Gastronômico Avenida Fleming,  no bairro Ouro Preto. Ao todo, 20 estabelecimentos estão participando, sendo eles: Camarote Music Bar, Bar e Boi, Barolio, Barril 211, Belga Brigaderia, Bistrô Vila Rica, Burgueria, Casarão, Don Carlo La Pizzeria, Dona Breja, Esbetos Espetaria Gourmet, Espeto Beer, Feijuada, Filé, Massas, Nostra Casa, Ochi Sushi, Seu Jorge, Siri, Surubim e Sushi House.

Baixo Centro Cultural

Baixo apresenta Charlie e os Marretas

Com um repertório inspirado na dualidade estética representada pela nova e pela antiga escola do funk, as composições da banda Charlie e os Marretas revelam influências de ícones da velha guarda do gênero, como James Brown, Parliament e The Meters, além de Afrika Bambaataa e DJ Premier. No trabalho desenvolvido pela banda paulista, essas influências convivem com o tempero das novas gerações do jazz-funk e do hip-hop, representadas por RH Factor, Madlib e J Dilla, além de ritmos dançantes contemporâneos como o reggeaton e o dubstep.

Data: 14 de agosto, sexta-feira

Horário: 22h

Ingressos: R$ 15 (promocional) – https://bit.ly/1OAx8Xf

Classificação: 18 anos

Local: BAIXO Centro Cultural – Rua Aarão Reis, 554, Centro

Mais Informações

Eu Não Presto Mas Eu Te Amo

Como sempre, a tradicional Eu Não Presto Mas Eu Te Amo apresenta altas doses de brega sincero, dor de cotovelo honesta e love songs. Musica pra maltratar os corações apaixonados. Os DJs Capitão Ingrato, Hambúrguer Leviano, Lobo Solitário, Kemille Lorraine, Ingrid Gabrielle envolvem a pista de dança com as canções mais inspiradas já feitas sobre amores e desamores e, claro, as inesquecíveis baladas bregas nacionais e internacionais que não saem da nossa cabeça.

Data: 15 de agosto, sábado

Horário: 22h

Ingressos: R$ 15 (promocional) – https://bit.ly/1IXR5sf

Classificação: 18 anos

Local: BAIXO Centro Cultural – Rua Aarão Reis, 554, Centro

Mais Informações

Horário de Funcionamento:

Quinta: das 20h às 2h | Sexta: das 22h às 5h | Sábado: das 22h às 5h

Aniversário CCBB

O cinema também tem espaço na programação de aniversário do CCBB, de 20 a 30 de agosto, acontece a 10ª Mostra Mundo Árabe de Cinema que vai apresentar um panorama social, cultural e político dos países árabes e da região do Oriente Médio e traz, ainda, importantes personalidades do cinema árabe contemporâneo. E de 13 a 16 de agosto será exibido o documentário de Carlos Nader, A Paixão de JL, que contará com a presença do Diretor para um bate-papo com público após a sessão do dia 16. A entrada é gratuita.

Data: 05/08 a 30/08

Diversas atividades envolvendo artes visuais, debates, cinema, teatro, música e ações educativas

Mais Informações  

Por Raphael Duarte

 

Misturando poesia, politica e pipoca o vendedor Washington Silvestre, 40, chama a atenção de quem passa pelo Centro Cultural Banco do Brasil, na Praça da Liberdade, com poesias e contos colados em seu carrinho. O pipoqueiro, que também é escritor e compositor, sonha em gravar um disco independente e publicar um livro com suas obras.

A ideia de colar os textos surgiu, segundo ele, da vontade de fazer com que as pessoas conhecessem os seus ídolos literários e passassem a ler mais, “com isso faço com que as pessoas, conheçam o que há de bom na literatura brasileira e passem a gostar”.


Antes de se aventurar como vendedor o ambulante trabalhava como gari e afirma ser essa sua profissão. Como perdeu seu emprego, Silvestre resolveu então vender pipoca para se sustentar, “Eu corria atrás de caminhão daí perdi o emprego e resolvi vender pipoca deu certo e estou aqui até hoje”, declara.

Recentemente ele encontrou mais um obstáculo para seu trabalho. A fiscalização da Prefeitura de Belo Horizonte o proibiu de trabalhar em dias de grandes eventos no entorno da praça alegando que o local é patrimônio tombado e vendedor nenhum pode ficar num raio de 50 metros, correndo o risco de tomarem o seu carrinho. A solução encontrada por Washington foi organizar um abaixo assinado e entrar com uma ação pedindo uma liminar para trabalhar em eventos maiores, pois segundo ele, tem o dobro de lucro que nos dias normais, “As vezes a fiscalização tira vendedores de outros pontos que vêm aqui somente em grandes eventos e eu acabo sendo prejudicado”.

DSC_0005
Na foto Washington Silvestre e seu carrinho de pipoca.

Washington morou na rua por três anos, onde acabou se envolvendo com drogas, e encontrou na literatura incentivo para retomar sua vida. Além de poesias ele escreve músicas e espera um dia poder gravá-las. Desde que começou a trabalhar como pipoqueiro passou a usar o espaço para divulgar também as suas obras, onde escreve sobre amor e problemas sociais que ele acompanha de perto.

Animado, Silvestre sonha com o sucesso: “ainda vou conseguir viver somente da minha arte, é isso que eu quero”, finaliza.


Texto e foto: Felipe Chagas

A exposição “Cabeça”, do artista carioca Milton Machado, considerada como uma das dez melhores de 2014, pelo jornal O Globo, permanece em Belo Horizonte até o dia 30 de março, no CCBB. O acervo que celebra os 45 anos de carreira do multiartista, reúne mais de 100 obras, desde 1969 até os dias atuais. Fazem parte da exposição: desenhos, pinturas, fotografias, vídeos e esculturas.

O trabalho é apresentado pela organização por elementos em séries, que faz com que os espaços da galeria tenham características de instalações e o público, a sensação de estarem em um labirinto, já que as obras são poligonais.

As obras de Milton Machado questionam nosso entendimento sobre arte e o que esperamos dela hoje. Além de guardar a particularidade de transitar não só entre diferentes linguagens, mas também nas distintas concepções que moldaram a arte das últimas décadas.


O artista

Milton Machado de Assis é pintor, desenhista, escultor, crítico, fotógrafo e professor. Cursou arquitetura e urbanismo entre 1965 e 1970 na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro – FAU/UFRJ. Obteve conquistas como uma medalha de prata no Concurso Internacional de Escolas de Arquitetura em 1969, e o título de mestre em planejamento urbano e regional pela UFRJ em 1985. Em 2000, concluiu o doutorado em artes visuais no Goldsmiths College University of London, e em 2002 passou a lecionar história e teoria da arte na Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro – EBA/UFRJ.

Texto e fotos: Victor Barboza

 

Durante o Carnaval, muitas ruas de Belo Horizonte ficam tomadas por foliões, entre mineiros e turistas. Mas a capital não oferece apenas o melhor carnaval de rua, durante o feriado a cidade está cheia de atrações que fogem um pouco da folia. Para quem quer ficar longe do barulho e da intensa programação de blocos e bailes carnavalescos, o Jornal Contramão listou algumas opções para aproveitar o feriado:

Curtir um bom filme no cinema.

cinquentatonsdecinza_7

Nada de filas, barulhos ou risadas no cinema. Durante o carnaval as salas de cinema que costumam ficar vazias, irão exibir filmes para todos os gostos, como a estreia: “Cinquenta Tons de Cinza”, dirigido por Sam Taylor-Johnson. O longa é baseado na trilogia de livros de mesmo nome, que hoje, é um grande fenômeno de vendas em todo mundo.

Veja outros filmes que estarão em cartaz entre 13 e 18 de fevereiro:

“Bob Esponja: Um Herói Fora d’Água” Assista o trailler:

“Dívida de Honra”; “Um Santo Vizinho”; “James Brown”; “Corações de Ferro”; “O Destino de Júpiter”; “O Imperador”; “Tinkerbell e o Monstro da Terra do Nunca”; “O Duplo”; “Annie”; “Eco Planet 3D” e
“O Jogo da Imitação”

Clássicos do Cinema

Sexta Feira 13? Para os amantes de filmes de terror, a mostra  “O fascínio do medo: terror anos 70”, é prato cheio. A abertura da mostra acontece na sexta-feira, 13, no Cine Humberto Mauro. Serão exibidos os filmes: “O Despertar dos Mortos” (1978), do diretor George A. Romero, “O Exorcista” (1973), do diretor William Friedkin e “Hallowen – a noite do terror” (1977), dirigido por John Carpenter. Prepare-se! O terror é gratuito!

medo310

Passeios ao ar livre

Para valorizar o céu aberto da cidade, existe em BH, ótimos espaços para passear com a família e tomar um ar fresco. Uma ótima opção é o Parque Municipal Renné Giannetti, localizado no centro da capital. O parque tem 180 mil metros quadrados de vegetação e conta, ainda, com quadra de tênis, lagos com barcos a remo e pedalinhos, aparelhos de ginástica, bar, lanchonete, bosques e trilhas com bancos e jardins.

Selecionamos outros locais para um passeio agradável:

  • Jardim Zoológico e Botânico;
  • Praça da Liberdade;
  • Parque Ecológico da Pampulha;
  • Mirante Mangabeiras;
  • Parque Municipal das Mangabeiras;
  • Parque do Inhotim;

Esportes: Que tal acompanhar um jogo de basquete?

resize_18

Mesmo que você não possa mais ver Michael Jordan em quadra, ou ver de perto astros como Lebron James ou Kobe Bryant. Aqui no Brasil você pode acompanhar de perto bons jogos de basquete. Para quem é fã do esporte, no dia 13 de fevereiro, sexta-feira de carnaval, ocorre a disputa entre Minas e Paulistano, às 20:00 hrs na Arena Vivo; Rua da Bahia, 2244, Lourdes. A partida acontecerá pela 23ª Rodada da Liga nacional de Basquete.

Se refrescar em alguma cachoeira próxima a BH.

Minas não tem mar, mas têm cachoeiras. Selecionamos algumas cachoeiras próximas da capital, para você se refrescar durante o feriado.

 

Cachoeira da Ostra –  Brumadinho
Cachoeira dos Marques – Piedade de Paraopeba
Cachoeira dos Carrapatos – Piedade de Paraopeba
Cachoeira Chica Dona – Rio Acima
Cachoeira de Santo Antônio – Morro Vermelho
Cachoeira do Paiolinho – Serra da Moeda
Cachoeira do Bené – Jaboticatubas
Cachoeira do Maluco – Ipoema
Cachoeira Grande – Serra do Cipó
Cachoeira Véu da Noiva – Serra do Cipó
Cachoeira dos Prazeres – Lavras Novas
Cachoeira da serra do Caraça –  Catas Altas
Cachoeira do Chuvisco – Santo Antônio do Rio Abaixo

Exposições de arte

Os amantes de arte, poderão visitar exposições por toda a cidade. O Centro Cultural Banco do Brasil (Praça da Liberdade, 450, Funcionários), traz, do dia 4 de fevereiro a 30 de março, a exposição “Cabeça”, do artista carioca Milton Machado. O trabalho caracterizado pela organização de elementos em série , foi considerado pelo jornal “O Globo”, como uma das dez melhores exposições de 2014. Vale a pena conferir!

Imagem-Destacada-Milton-Machado

Outras exposições espalhadas pela cidade:

João Lelo – Tropikania
Sesc Palladium – Centro

Paulo Werneck – Muralista Brasileiro
Museu de Arte da Pampulha – Pampulha

Mostrar – Mostra de Artefatos 2014
Plugminas – Horto

Demasiado Humano
Espaço do Conhecimento UFMG – Savassi

Texto: Victor Barboza
Imagens: Divulgação