cidade

0 1320

dsc_26271

O colorido das flores chamou a atenção de quem passava pela Praça Sete, no centro de Belo Horizonte de 10 às 12h desta manhã. A mobilização do Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto Juvenil, tem o importante papel de sensibilizar a população para a triste realidade. Para simbolizar o objetivo da campanha, foram distribuídos marcadores de texto e flores que demonstram a infância e a vulnerabilidade infanto-juvenil frente ao abuso e à exploração sexual. A Presidente da Amas (Associação Municipal de Assistência Social – Amas – da Prefeitura de Belo Horizonte) Rosalva Alves Portella comenta sobre a campanha.

dsc_2535dsc_2584

O grupo de dança King´s Kid (Jocum Contagem) atraiu o público com apresentações teatrais e danças que expressam a realidade da vida de crianças que muitas vezes deixam passar despercebida a grave situação.

A campanha foi realizada em conjunto a Associação Municipal de Assistência Social – Amas -, da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal Adjunta de Assistência Social e da Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente, (por meio das Comissões Operativas Locais do Programa de Ações Integradas e Referenciais de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto Juvenil – PAIR). A Presidente da Amas fala sobre a escolha do local, “A Praça Sete é o centro de Belo Horizonte, o coração que pulsa, e a expansão disso é bem maior”.


dsc_26241

Muitas pessoas tiveram a oportunidade de presenciar as atrações da campanha e entenderam o intuito. “É muito importante, ainda mais pra quem é pai de família e tem criança, porque a gente vê pedófilos, funcionários de creche e outros fazendo covardia com crianças e isso corta muito o coração da gente”, afirma Joaquim Barbosa. Sua esposa Maria de Lourdes complementa, “As crianças são muito importante nas nossas vidas, temos que protegê-las de todas as formas”.

A campanha não termina por aqui. A Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais convida para o debate público com tema: “Enfrentamento à violência contra Crianças e Adolescentes: monitoramento e avaliação do Plano Estadual, realizado no dia 23 de maio de 8h30 as 15h no Teatro ALMG.

Rua: Rodrigues Caldas, 30
Bairro: Santo Agostinho – Belo Horizonte – MG

Texto: Thaline Araújo

Foto: Andressa Silva

Áudio: Raphael Jota

Em meio a uma Praça pouco movimentada destaca-se a exposição da mini galeria.

Duas exposições chamam a atenção de quem passa pela Praça da Liberdade, a Mini Galeria e a Detono Graffiti iniciativas culturais que levam à praça obras de vários artistas plásticos e designers mineiros e de outros estados também.

As exposições foram abertas no dia 13 e vão até o dia 19 de maio, sempre das 9h às 19h. Quem apresenta as obras da Mini Galeria, na Praça, é a estagiária Amanda Barbosa de Abreu, 19. “A exposição é uma forma de trazer a arte para a população”, afirma Amanda. “As obras expostas aqui na Praça da Liberdade são apenas para exposição, mas, a menos de dois quarteirões daqui, na Av. Cristóvão Colombo [número 550, sala 27], tem mais trabalhos que podem ser comprados, e outros projetos também”, informa.

dsc_2280

Mais informações pelo site: www.minigaleria.com

Por: Bárbara de Andrade

Foto: Felipe Bueno

O Circuito Cultural da Praça da Liberdade nesta manhã foi cenário para gravação de um comercial de TV e atraiu muitos curiosos. O fluxo de pessoas foi interrompido nos locais de gravação próximo ao Espaço TIM UFMG do Conhecimento.

edu2edu

O comercial foi estrelado pelo ator Eduardo Moscovis e mais nove modelos figurantes. Um dos modelos, Leandro Santos também já fez participação em filmagens com as atrizes Débora Secco e Grazi Massafera. “Considero a experiência muito boa e enriquecedora”, afirma o modelo.

leandro

Segundo Débora Cristina, costureira da equipe de controle de qualidade de uma das lojas em Belo Horizonte, as gravações iniciaram por volta de 07h e o comercial trata-se da coleção outono/inverno.

patracia
Patrícia Barreto - Produtora executiva

“Escolhemos a região e o lugar exatamente pela questão arquitetônica, onde há o contraste do estilo antigo e inovador”.


Texto e Foto:  Thaline Araújo

“Estamos na luta por remuneração digna com reajuste anual de salário”

Esta é uma das frases escritas nas várias faixas para reivindicação para reestruturação salarial. Protestantes da Polícia Civil, Secretaria da Fazenda e outros servidores públicos se concentraram no quarteirão fechado entre as Avenidas. João Pinheiro e Álvares Cabral, no centro de Belo Horizonte, nesta quarta-feira, seguindo para a Praça Sete para encontrar com os manifestantes da área da saúde, que estavam localizados na Av. Alfredo Balena.

dsc_1336

De acordo com o Presidente da comissão dos servidores das carreiras administrativas da Polícia Civil, Francisco José Guimarães, a paralisação dos servidores públicos busca, principalmente, a desvalorização do salário base que é de R$ 470: “Nossa meta é reestruturar as carreiras, havendo valorização principalmente dos cargos. Nossa meta é criar carreiras de nível médio, pois é uma humilhação para nós servidores, trabalharmos nesta condição”, diz.

dsc_1331

Na reportagem passada sobre a reivindicação da Polícia Civil a categoria havia dito que “governo estadual não pode alegar ilegalidade diante das paralisações e deram prazo de 72 horas para que o Governo dê uma solução satisfatória. Caso contrário irá haver outra paralisação onde apenas 30% de toda a corporação continuarão sua atividade. Caso não haja negociação em 20 dias por parte do governo, a classe decidirá pela greve por tempo indeterminado”.

Denilson Martins, Presidente do Sindicato dos Servidores da Polícia do Estado de Minas Gerais (SINDPOL – MG), reuniu ontem, dia 12, com o governo de Minas Gerais: “Fizemos a reunião e agora o governo esta levantando informações para realizar projetos que reestruture e atenda ao pedido dos servidores”, disse.

Texto: Thaline Araújo/ Marina Costa

Foto: Felipe Bueno

Uma equipe formada por estudantes do curso de aprendizagem comercial do SENAC Minas fizeram hoje na Praça da Liberdade, uma abordagem bem diferente com a população. Cada integrante do grupo paravam as pessoas que passavam pelo local e entregavam um bilhete com frases motivacionais e gentis.

A instrutora Sandra dos santos falou sobre o projeto.

A estudante Rariane Rosa (17), disse que o projeto foi muito bom não só para ela, mas para as pessoas também. “Muitas pessoas não conhecem ou não praticam gentileza no dia a dia, nossa intenção foi passar a gentileza para as pessoas de vários modos, por exemplo, um agradecimento, um bom dia e até mesmo uma frase motivacional”, completou.

O intuito do projeto foi mostrar e conscientizar as pessoas sobre a importância de se relacionar bem e o quanto à gentileza faz parte das nossas vidas.

31

A aprendiza Tamires da Silva Nogueira (17), fala da importância deste projeto em sua vida.

Por Raphael Jota

A exposição SÓ DELAS reúne apenas trabalhos de mulheres e surgiu com o objetivo de explorar o universo feminino. “As obras apresentam sutileza, toque, denúncia discreta e forte; o entendimento do trabalho varia de interpretação para interpretação”, diz o fotógrafo e curador Alexandre Lopes.

Ainda de acordo com o curador, a mostra de fotografias reúne diversos estilos, formatos, processos de produção de imagem feitas em Minas Gerais, com o intuito de reforçar a crença através da produção fotográfica mineira, discutir a fotografia e propor novas táticas que acompanham a transformação dos suportes colocando em evidência outros olhares e idéias. A maioria das imagens privilegia as paisagens e aspectos da cultura mineira. A exceção são as fotos de ana Valadares, que tem como tema Machu Picchu (Peru).

De acordo com a fotógrafa Júlia Lego, que tem trabalhos expostos em SÓ DELAS, exposições como estas são muito importante para valorização do trabalho feminino. “Hoje em dia é difícil expor seu trabalho em um espaço”, comenta a fotógrafa.

As obras têm uma proposta comercial, apresentando preços que variam de R$ 800,00 a R$1.500,00. Os preços variam de acordo com o formato, processo e tempo do artista no mercado. O curador Alexandre Lopes afirma que as fotografias foram feitas com papel de longa durabilidade para atender o público comprador com qualidade na produção.

rondaa-020

Não perca tempo e aproveitem para conhecer as obras de perto. A exposição esta na Quina Galeria, no Edifício Maleta, localizado na Rua da Bahia, 1448/Slj.06 no Centro de BH. Horário de funcionamento: de terça à sexta de 13h às 19h. Aproveitem, a exposição ficará no período de 5 de abril a 6 de maio!

rondaa-013

rondaa-007

rondaa-022

Por: Thaline Araújo

Foto: Andressa Silva