Futebol

Por André Duarte

Na tarde deste domingo (24/09), Cruzeiro e Atlético fizeram o duelo pelo jogo de volta das semi, válido pelo campeonato mineiro sub 20. O time alvinegro tinha vantagem de dois gols, após vencer por 3 x 1, no jogo de ida.

No jogo de volta, na Toca da Raposa 2, Cruzeiro repetiu o mesmo placar e levou a decisão para as penalidades. Nos pênaltis, Cruzeiro venceu por 4 x 1, com a cobrança decisiva de Ruan Santos.

PRIMEIRO TEMPO

Cruzeiro começou em cima do rival, buscando sempre o ataque e tentando diminuir a desvantagem. Primeiro ataque de perigo celeste, foi com o meia, Henrique, batendo de fora da área em boa defesa do goleiro atleticano.
Muito acionado na partida, atacante Robert, aos 20 minutos, fez boa jogada e rolou para Arthur, que bateu no alto e abriu o placar.
Cruzeiro continuou uma pressão, mas não foi eficiente. Atlético melhorou e teve algumas chances de empatar ainda na primeira etapa, Alisson duas vezes entrou na área, batendo uma pelo lado de fora e a outra chutando fraco em cima de Otávio. Isaac também teve sua chance, mas chutou por cima do gol.

SEGUNDO TEMPO

Um minuto após o início da etapa final, Cruzeiro voltou com tudo e igualou o placar no agregado, com gol do artilheiro Fernando.
Cruzeiro seguiu dominando a partida e jogando melhor, mas quem chegou ao gol foi o Atlético, em belo chute cruzado de Alisson, descontando o placar e colocando o clube alvinegro parcialmente na final.
Com a vantagem, Atlético recuou e tentou ficar com o resultado, mas, não durou muito. Seis minutos depois, em um lance de bate e rebate, Fernando chutou, bola explodiu no zagueiro e voltou para o atacante Arthur, que fez o gol que levou o jogo para as cobranças de pênaltis.

PENALIDADES

Nos pênaltis, o Cruzeiro foi muito eficiente, 100% de aproveitamento. Já o Atlético, perdeu duas penalidades, Isaac pra fora e Renan parou em Otávio, goleiro cruzeirense.

A GRANDE FINAL

Na final, Cruzeiro enfrenta o Coimbra, outro finalista da categoria. Data, local e o formato ainda não foi definido. Provavelmente, será em dois jogos, diferente do ano passado, que foi final única, no Independência.

0 284

Por Júlia Garcia

Era um domingo de Páscoa. A menina esperava ganhar muitos ovos e chocolates. Além das guloseimas, um almoço especial era desejado por ela. Mas, ao contrário de seus desejos, a garota recebeu bolas. Isso mesmo, bolas! Mas, como assim? Bolas de chocolate como aquelas que ela adorava na infância? Não! Bolas em que os jogadores chutavam nos estádios espalhados pelo mundo. 

Primeiro jogo era um clássico de seu estado. Ela torcia por algum time? Não. Mas decidiu assistir para secar seu rival. Infelizmente seu secador estava com defeito e por isso, trocou de canal e foi assistir outro clássico, este que era de seu estado favorito. FlaxFlu, um clássico digno de pipoca e cerveja. Até mesmo chocolate, que poderia casar com o domingo pascoal. Mas, não havia restado nem a casquinha da barra em que tinha comido logo cedo.

Opa, e o clássico carioca? Voltando nele! Primeiro tempo, dois gols do Fluminense. Aguardava ansiosamente o segundo para saber se dessa vez, um time querido iria ganhar. E não é que deu certo? Fluminense bicampeão carioca. Venceu por 4×1! Mas e o chocolate, será que ela ganhou mais algum?

Conquistando mais adeptos ao longo do tempo, esta edição é a que tem mais figurinhas, páginas e seleções

Por Gustavo Meira

De 20 de julho a 20 de agosto acontece a Copa do Mundo Feminina, que será disputada na Austrália e Nova Zelândia. Presente desde a primeira edição, em 1991, a Seleção Brasileira nunca ficou com o título da competição.

Tradicionalmente em ano de Copa do Mundo, é lançado o álbum com figurinhas para colecionar e lembrar os momentos mais marcantes das partidas e as craques que fizeram e fazem o coração do torcedor vibrar. O álbum de 2023 da Panini, tem recorde de páginas e de figurinhas, devido ao aumento do número de seleções participantes no campeonato, 32.

O álbum conta com 80 páginas, para as 580 figurinhas de 32 países presentes no Mundial a serem coladas, 100 a mais do que na Copa de 2019. Uma versão digital do álbum pode ser adquirida no site da Fifa. Cada seleção é representada em duas páginas por 16 jogadoras, além de uma figurinha dourada da federação do país. Além da trajetória da equipe até a classificação, os jogos do país na Copa deste ano e gols marcados em edições anteriores.

Álbum Copa do Mundo Feminina 2023. Foto: Panini.

No site da Panini, o kit com o Álbum de capa dura com 60 envelopes que contém 5 figurinhas cada, está saindo a R$ 294,90 + frete. Assim como foi na Copa do Mundo masculina do ano passado, cada pacote contém cinco cromos e custa R$ 4,00.

Álbuns de outras edições 

2011 – A primeira edição do álbum de figurinha da Copa do Mundo Feminina foi lançado pela Panini, somente no país sede do torneio, a Alemanha. Este é o álbum mais raro entre os álbuns femininos. Ele não teve grande atratividade, até o início de 2015, seu valor de mercado era relativamente “normal” para um álbum Panini recente. Com o pré-lançamento do álbum da próxima Copa, ele passou a gerar interesse entre colecionadores em todo o mundo. Seu valor de mercado quintuplicou em alguns meses e atualmente seu valor de mercado já não é mais um valor acessível. Hoje é quase impossível completar ou ter este álbum completo.

Álbum Copa do Mundo Feminina 2011. Foto: Panini.

2015 – A edição do torneio aconteceu no Canadá. Com o aumento da popularidade do futebol feminino, a Fifa aumentou o número de seleções participantes para 24. Na Copa anterior foram 16 seleções. A distribuição foi expandida e o álbum foi lançado no Canadá e mais 24 países.

Álbum Copa do Mundo Feminina 2015. Foto: Panini.

2019 – O álbum com 480 figurinhas, 24 seleções, foi lançado na França, país sede do campeonato em  abril. Com o custo de R$ 8,90, a versão capa dura custava R$ 29,90. Cada pacotinho com 5 figurinhas custava R$ 2,50.

Álbum Copa do Mundo Feminina 2019. Foto: Panini.

A Panini não costuma revelar os números do negócio, mas o Brasil consome mais que o dobro do segundo colocado, a Alemanha.

0 1334

Por André Duarte

Depois de um empate por um a um na Espanha, o City de Guardiola recebeu o temido Real Madrid em seus domínios e não tomou conhecimento. A equipe inglesa avança a final com uma vitória de quatro a zero sobre os merengues. Bernardo Silva duas vezes, Militão contra e Alvarez marcaram a favor dos ingleses.

O JOGO

Time reunido no vestuário. Foto: Manchester City

O City sempre no seu estilo, muita posse de bola, agressividade e movimentação. Início muito forte no ataque, fazendo com que o Real Madrid recuasse e ficava atordoado. O artilheiro Haaland tentou duas vezes de cabeça, mas viu o goleiro Courtouis operar milagres. Com os craques do Real Madrid sumido, os craques do City apareceram, Bernardo Silva abriu o placar com uma linda assistência de De Bruyne. Pouco tempo depois, Bernardo Silva ampliou e levou a vantagem de dois a zero para o intervalo.
No segundo tempo, o Real Madrid tentou sair, mas não obteve sucesso, City não deixou os espanhóis jogar nem por um segundo. Com total domínio do jogo, City continuava em cima, em cobrança de falta, Militão jogou contra seu gol e definiu a classificação. Com o placar de três a zero, Pep Guardiola começou a rodar a equipe e mesmo faltando 3 minutos, o atacante Alvarez conseguiu fechar a conta da partida. O City de Guardiola terá como adversário a Inter de Milão, final marcada para o dia 10/06, em, Istambul.

0 1365
Fonte: UEFA - Divulgação
Fonte: UEFA - Divulgação

Por André Duarte

No duelo histórico pelo jogo de ida de Champions League, Inter deixa San Siro vermelho e preto em silêncio. A equipe azul de Milão venceu o confronto por dois a zero, conseguindo uma vantagem enorme para o segundo jogo, no qual tem a vantagem do empate e até mesmo da derrota por um gol de diferença.

O JOGO

Um primeiro tempo de total domínio da Inter. Começou o jogo amassando o rival, o tempo todo buscando o ataque e deixando o Milan todo acuado, sem ter o que fazer. Logo aos oito minutos, em cobrança de escanteio, Dzeko abriu o marcador. Aos dez , a Inter ampliou em gr

Fonte: UEFA - Divulgação
Fonte: UEFA – Divulgação

ande jogada coletiva. O jogo parecia resolvido já logo no começo, Inter continuava em cima e com Milan todo atordoado. O placar ficou barato, além dos dois gols, a Inter teve bola na trave e um pênalti

anulado.

Já no segundo tempo, o time mandante conseguiu equilibrar o duelo. Voltou melhor, porém não conseguiu agredir com eficiência. A Inter mais retraída e usando o contra-ataque ainda era muito perigosa. O tempo foi passando e o jogo ficou mais pegado. Mesmo com chances para ambos, o placar não foi mexido na segunda etapa, dando minutos finais e uma grande vantagem ao time Nerazzurri.

PROJEÇÃO

Inter tem uma grande vantagem de dois gols e vem totalmente embalada, nos últimos seis jogos, são seis vitórias, dezessete gols marcados e apenas um sofrido. Já o Milan, para sair classificado para grande final, vai precisar aplicar três gols de vantagem para classificação direta. Uma vitória por dois gols, leva o jogo para prorrogação. Ao contrário do Rival, o Milan vem oscilando bastante, nos últimos seis jogos são duas vitórias, três empates e uma derrota.

Por João Paulo

No sábado (6), o Cruzeiro enfrentou o Santos no Independência inaugurando a 4° rodada da Série A. O time celeste venceu o Peixe por 2 a 1 com dois gols do atacante Wesle

Foto: Cris Mattos /STAFF IMAGES / CRUZEIRO
Foto: Cris Mattos /STAFF IMAGES / CRUZEIRO

y, enquanto ngelo descontou para a equipe alvinegra.

Com o resultado, o Cruzeiro chegou aos 9 pontos no campeonato e está na 3° posição e

terminará a rodada no G4. Já o Santos fica na 14° colocação, com quatro pontos.

No domingo (7) às 11hrs, o América foi derrotado pelo Cuiabá por 2 a 1 no estádio Independência. Aloísio abriu o placar para o Coelho, já o Dourado marcou com Marlon contra e Ronald de falta, após expulsão do goleiro Matheus Cavichioli.

Foto: Mourão Panda / América
Foto: Mourão Panda / América

O América-MG está na lanterna do campeonato, e ainda não pontuou. Já o Cuiabá, está na 13° colocação com 4 pontos.

Ainda nesse domingo, o Atlético foi derrotado pelo Botafogo por 2 a 0 no Estádio Nilton Santos. Os gols do glorioso foram marcados por Victor Sá e Matheus Nascimento.

Com a derrota, o Galo caiu para a 15° colocação com 4 pontos. O Fogão é líder com 12 pontos e único 100% no Brasileirão.

Foto: Pedro Souza / Atlético
Foto: Pedro Souza / Atlético

PRÓXIMOS JOGOS:

Os três mineiros jogam na quarta-feira (10) pela quinta rodada do Brasileirão.
O América viaja para enfrentar o Bragantino às 19hrs. Já o Atlético jogará contra o Cuiabá também fora de casa às 20hrs. Por fim, o Cruzeiro volta ao Mineirão para pegar o Fluminense às 21h30.