lazer

Lucas D'Ambrosio
  • 70º Exposição de Miniaturas – Miniatura Esporte Clube

Data: 13.08.2016

Local: Xico da Carne – Cidade Nova

Encontro de colecionadores que acontece mensalmente, com a participação de vários colecionadores com miniaturas de diversos temas e escalas. Além da exposição também tem um “mercadinho” de trocas e vendas já famoso entre os colecionadores e o público em geral. A partir das 13:30h até as 18:00h, aberto ao público.

E-mail: miniaturaesporteclube@yahoo.com.br

  • Ainda te pego

Data: de 13.08.2016 até 14.08.2016

Local: Teatro Santo Agostinho

No espetáculo, a atriz Nilmara Gomes interpreta a personagem Maria Lúcia, uma mulher solitária que está prestes a conhecer pessoalmente Fernando, seu namorado virtual. O momento que antecede este encontro é contornado por momentos de ansiedade, loucura e romantismo, além de “algumas” doses de calmantes, que rende muito humor ao público.

Informações Adicionais:

Sábado às 21h, dom. às 19h.

https://www.teatrosantoagostinhobh.com.br/home

Telefone: 31 2125-6810

  • Cine Sesc – Precisamos conversar (+) sobre o Brasil

Data: de 13.08.2016 até 03.09.2016

Local: Sesc Venda Nova

Este ciclo de filmes nacionais nos oferece a possibilidade de conversar mais sobre nossa história do ponto de vista de uma cinematografia contemporânea, que tem algo importante a dizer sobre nosso passado, presente e o que almejamos para o futuro.

Informações Adicionais:

Sessões os sábados às 15h.

https://www.sescmg.com.br/

Telefone: 31 3270-8100

Entrada Franca

  • Mercado Minas Áfricas Aki – Exposição temática

Data: de 13.08.2016 até 31.08.2016

Local: Centro Cultural Liberalino Alves de Oliveira (CCLAO )

Aqui o público terá chance de conhecer a história, o rol de produções atuais e as novas tendências da moda e da arte afro-brasileiras. Artistas expositores: Bruna França (MG): trajes, João Sales (BH): fotos, Wander Marcilio (MG): biojoias em cerâmica. Curadora de Vanicléia Santos (UFMG). O Mercado contará também com cerca de vinte marcas de produção em moda afro-brasileira.

Informações Adicionais:

2ª a 6ª das 8h às 17h.

https://www.bhfazcultura.pbh.gov.br/

Telefone: 31 3277-6077

Entrada Franca

  • Dia dos Pais

Data: 13.08.2016 – 10:30

Local: Mercado Central

Em homenagem ao Dia dos Pais, o Mercado Central irá oferecer um curso de preparação de churrasco e harmonização de cervejas com Chef Penninha.

https://mercadocentral.com.br/

Telefone: 31 3274-9434

Entrada Franca

  • Gaby Winehouse – Tributo a Amy

Data: 13.08.2016 – 19:00

Local: Teatro Marília

O Teatro Marília receberá um show em tributo a Amy Winehouse, com Gaby Winehouse.
Criada em 2015, a banda interpreta as músicas da cantora inglesa Amy Winehouse na voz de Gaby Winehouse (personagem criado por Gabriel Freitas: idealizador do projeto)

https://www.sympla.com.br/

Telefone: 31 3277-4697

  • Gigantes pela Própria Natureza

Data: 14.08.2016

Local: Praça Floriano Peixoto

O espetáculo recria artisticamente o sincretismo das encanteiras, cerimônias semelhantes à pajelança nas quais seres espirituais denominados moços encarnam em médiuns, os ditos aparelhos.
Trata-se de uma orquestra de rua sobre pernas de paus, formada por artistas e integrantes da Companhia. No repertório, música popular, danças dramáticas e teatro musicado. Inspirado nas músicas tradicionais indígenas, africanas e europeias, referência a obra do modernista Mário de Andrade, transbordando para realidade urbana e fazendo um paralelo entre a tradição e contemporaneidade. O roteiro propõe explorar coisas, pessoas, plantas, bichos e invenções
tomando Albert Einstein e Mário de Andrade por faróis.

Informações Adicionais:

Às 11h e às 16h.

https://www.facebook.com/events/159801517759437/

Entrada Franca

  • Manhãs Musicais

Data: 14.08.2016 – 11:00

Local: Fundação de Educação Artística

Especialista em Ernesto Nazareth (1863-1934), Maria Teresa Madeira dedica-se à obra do compositor desde a década de 1980. Em 2013, foi agraciada com o Prêmio da Música Brasileira da FUNARTE para gravar toda a sua obra para piano. São 215 obras divididas em 12 CD’s, registrando composições famosas como Odeon, brejeiro, apanhei-te cavaquinho, Batuque, e obras raras e inéditas como Encantador, Capricho, Polca para mão esquerda, entre outras. O concerto tem como finalidade apresentar esse trabalho feito com grande dedicação e homenagear o compositor que fez tanto à musica Brasileira.

https://www.fundacaoeducacaoartistica.org.br/

Telefone: 31 3226-6866

Lucas D'Ambrosio

O estado de Minas Gerais é uma das referências nacionais quando o assunto é música popular brasileira. Também conhecida como MPB, o gênero, considerado um reflexo daquilo que existe de original da cultura musical nacional, feita e pensada por aqui, é aquele que consegue alcançar diferentes gerações entre os seus adeptos. Belo Horizonte, capital do estado e berço de movimentos musicais como o Clube da Esquina, ainda mantém de forma pulsante, os tons desse gênero lançando, por exemplo, nomes como os de Clara Nunes, João Bosco, Milton Nascimento, Paulinho Pedra Azul e Marcus Viana, assim como outros mais recentes, como Paula Fernandes, Aline Calixto e Flávio Renegado.

O projeto Quatro Cantos Coral na Praça, idealizado pelo BDMG Cultural, foi criado para divulgar o canto coral de Minas Gerais e promoverá o encontro de coros infanto-juvenis mineiros na noite desta quarta-feira, 10, a partir das 19h30. O palco será a Basílica de Nossa Senhora de Lourdes, localizada na região centro-sul da capital mineira. O encontro irá reafirmar a importância da música popular como forma de expressão cultural, além de demonstrar sua importância na formação de crianças e adolescentes. No total, serão quatro grupos de coros: Jovem Sesc, Gotas da Canção, São Geraldo e Raio de Luz. De acordo com Leila Lúcia Gregório, coordenadora do Coral BDMG o projeto surgiu “para que existisse um espaço para apresentação dos coros e uma agenda cultural que servisse tanto para divulgar, como interação cultural da cidade de Belo Horizonte”. Sobre a edição desta quarta-feira, Leila Gregório explica que será uma edição excepcional, trazendo coros exclusivamente infantis e infanto juvenis. “No entanto, as apresentações do evento Quatro Cantos contam com corais de todas as faixas etárias”, ressalta.

João Paulo Cunha, presidente do BDMG Cultural destaca a importância do incentivo à música como plano de apoio ao aprendizado de crianças e adolescentes, “O incentivo à cultura é reconhecido com um dos caminhos mais produtivos para a inclusão de crianças e adolescentes. A música, por suas características, é uma das artes que mais se aproxima dos valores sociais que desejamos levar aos jovens. Por meio da música os jovens se socializam, desenvolvem projetos coletivos, entram em contato com a cultura e têm ainda oportunidade de profissionalização”, finaliza.

Coral Raio de Luz

O coral Raio de Luz, foi criado no ano de 1998 e está vinculado ao projeto social Obras Educativas Padre Giussani. Nele, participam quarenta crianças que vão dos 9 aos 13 anos de idade. No repertório, além de músicas e cantos tradicionais da Igreja Católica, as crianças interpretam clássicos da MPB. Vanderlúcia Balsamão, 48, é supervisora da socialização e explica que a ideia do projeto do coral surgiu com o intuito de oferecer às crianças “Coisas belas que pudessem alargar os seus horizontes”. Balsamão acredita que a música, bem como a arte em todas formas de expressão, é um direito universal. “Infelizmente, a acessibilidade a cultura é precária em nosso país, principalmente para a população de baixa renda. Nesse sentido, percebemos a importância de criar canais de cultura que possibilitem às crianças escolher o que lhes encanta e edifica como seres humanos”. ressalta a supervisora que falou sobre a importância de incluir projetos culturais no processo de formação das crianças e adolescentes que participam do projeto.

Todo semestre, seleções são realizadas pelo coral para incluir novos participantes e cantores. Um teste é realizado para avaliar a saúde vocal dos concorrentes, além da experiência musical de cada um dos interessados. Nas apresentações, todo o repertório é organizado e elaborado pelo maestro Daniel Rezende Lopes e pelo músico Marco Aurélio, responsáveis pela condução do coral, que mesclam as músicas entre aquelas que “querem ser ouvidas” com as que estão presentes na realidade individual de cada uma das crianças.

Projeto Quatro Cantos Coral na Praça – BDMG Cultural

Dia: 10 de Agosto

Hora: 19h30

Local: Basílica de Lourdes – Rua da Bahia, 1596 – Lourdes/BH

 

Reportagem e Fotografia: Lucas D’Ambrosio

Imagem internet/ Divulgação

Sendo um dos grandes nomes no mundo do entretenimento da atualidade, Shonda Rhimes é responsável por quebrar paradigmas e ajudar outras mulheres a fazer história no Showbiz. Afinal, foi o papel escrito por ela que deu a grande Viola Davis o Emmy de melhor atriz em uma série dramática. E assim, Davis se tornou a primeira mulher negra a vencer nessa categoria da premiação.

Dona da produtora “ShondaLand”, Rhimes possuí, hoje, uma programação especial intitulada “Thank God It’s Thursday” (Graças a Deus hoje é quinta em português) para suas séries no canal ABC, entre elas: “How to get away with murder”, “Scandal”, “Grey’s Anatomy” e “The Catch”. Fazendo, também, parte dessa terra de criação de RhimesPrivate Practice”, o spin-off de “Grey’s Anatomy”, que após a sexta temporada foi finalizada.

Grey’s Anatomy é sem dúvida um sucesso. O drama médico acompanha os autos e baixos de um grupo de médicos residentes, que quando não estão fazendo história na medicina provam que a vida não é fácil para ninguém. A série que é a de maior duração na carreira de Rhimes foi renovada para uma 13ª temporada.

Mas, deixando um pouco de lado o drama da vida desses personagens. Você já parou para analisar os títulos de cada episódio? Não? Então vamos lá: Se você olhar título por título, no inglês, você perceberá que eles têm mais em comum do que apenas fazer parte da mesma série. Eles obedecem a um padrão, ou seja, todos eles são títulos de música.

Alguns exemplos:

  • 1ª temporada: “A Hard Day’s Night” (The Beatles) – episódio 1;
  • 2ª temporada: “Losing My Religion” (R.E.M.) – episódio 27;
  • 3ª temporada: “Time After Time” (Cyndi Lauper) – episódio 20;
  • 4ª temporada: “Piece of My Heart” (Janis Joplin) – episódio 13;
  • 5ª temporada: “Stand By Me” (Ben E. King) – episódio 18;
  • 6ª temporada: “I Like You So Much Better When You’re Naked” (Ida Maria) – episódio 12;
  • 7ª temporada: “I Will Survive” (Gloria Gaynor) – episódio 21;
  • 8ª temporada: “Poker Face” (Lady Gaga) – episódio 6;
  • 9ª temporada: “Remember The Time” (Michael Jackson) – episódio 2;
  • 10ª temporada: “Get Up, Stand Up” (Bob Marley) – episódio 12;
  • 11ª temporada: “With or Without You” (U2) – episódio 17;
  • 12ª temporada: “Unbreak My Heart” (Tony Braxton) – episódio 11.

Em cada temporada você pode encontrar ainda títulos de músicas de bandas e artistas como: Led Zeppelin, Pink Floyd, Sheryl Crow, Nirvana, The Rolling Stones, entre outros.

Reportagem: Ana Paula Tinoco
Imagens: Internet/ Divulgação

Trecho de "O Eixo" - Fotografia/Divulgação

Revivendo os áureos tempos das telas de cinema projetadas ao ar livre, o evento Mini Festival de Webfilm irá preencher a noite de sábado, 16, em pleno inverno belo-horizontino. Idealizada pelo Coletivo Luminária, a primeira edição do festival reunirá webfilmes produzidos por nomes do cenário independente nacional e internacional. As projeções serão realizadas na calçada, na escadaria e no quintal do espaço do BDMG cultural, localizado na rua da Bahia 1600, no Circuito Cultural da Praça da Liberdade, região centro sul da capital mineira.

Com entrada franca, as projeções do festival terão início às 18h e irá proporcionar ao público a oportunidade de conhecer 40 trabalhos de animações, curta metragens, documentários, fashion filmes, ficções e vídeo performances nacionais e internacionais, todos com classificação Livre. De acordo com a organização do evento, o principal objetivo deste festival é a ocupação do espaço urbano através da utilização de formas audiovisuais criativas além da consolidação de um ponto de encontro para os apreciadores dos trabalhos audiovisuais.  

Em meio à programação, uma série desses trabalhos foram produzidos por autores de Belo Horizonte. Dentre eles, o curta “BH no Ritmo da Luta”. Com produção e direção de Dandara Andrade, nele é abordado o contexto do carnaval da cidade que, a partir do ano de 2009, voltou a receber os tradicionais bloquinhos de rua. Com um engajamento político, os bloquinhos tomaram novamente o espaço urbano e ultrapassaram os limites da Avenida do Contorno, hipercentro da cidade, para alcançar novos espaços da região metropolitana de BH.

Dandara Andrade é formada em comunicação social e jornalismo, especializada em cinema e iniciou os trabalhos com audiovisual na emissora Rede Minas. Atualmente, é diretora de produção da Gabiroba Vídeo e produz documentários e vídeos educativos. Ela comenta sobre o processo criativo de direção do curta, “eu já era stalker do carnaval de rua de BH e a Mariana Fantini, que trabalhava conosco e teve participação fundamental no projeto, também estava ligada na importância e militância que a juventude vinha desenvolvendo antes e durante o feriado festivo. A ideia foi buscar a resposta para uma pergunta que estava se tornando comum por aqui: de onde veio esse carnaval? Queríamos mostrar que aquela festa nunca tinha morrido e ia muito além da folia e do entretenimento. Desejávamos mostrar como o carnaval de rua era, na verdade, de luta.”, completa.

Assim como outros eventos da cidade, o carnaval de BH se tornou um momento de representatividade política e social que, a partir dos anos de 2008 e 2009, voltou a mobilizar uma quantidade significativa de adeptos. ela explica um pouco da importância política na abordagem desse tema em um trabalho audiovisual, “acho que BH no Ritmo da Luta é um registro muito útil para nos lembrar sempre, enquanto cidadãos-foliões, de onde viemos, para quê viemos, porque e onde queremos chegar com esse movimento e suas revoluções e, consequentemente, com a relação que construímos com a cidade.”, comenta Andrade sobre o papel em que o documentário pode atender.  

Mini Festival de Webfilm

O festival é uma oportunidade, também, para os adeptos e apreciadores do estilo. A utilização da internet para a promoção e divulgação dos trabalhos realizados de forma independente é tido como uma alternativa de acesso ao mercado. Andrade pontua, “Coletividade. Juntar a sua turma, unir suas experiências, técnicas e estruturas, em busca de uma produção que traga sentido para sua vida e toque de verdade aqueles que terão acesso a ela – acredito que esse seja o primeiro passo. É óbvio que o fomento governamental ao audiovisual está crescente, mas, não podemos ficar dependentes dele, por isso, ter atitude de pegar e fazer é extremamente importante. Acho interessante também que quebrem o mito da glamourização do cinema e da direção e abram a cabeça para a internet, para as “lentes sociais” e para a responsabilidade que temos ao registrarmos e exibirmos algo. Nesse caso, a mensagem é mais importante que o meio.”, finaliza.  

Fotografia/Divulgação
Divulgação

Reportagem: Lucas D’Ambrosio

Foto: Lucas D'Ambrósio

SÁBADO 09/07

Virada Cultural BH

Locais e programação: https://viradaculturalbh.com.br/2016/programacao/

Entrada Franca

4ª Edição da Feira Singular

Rua Grão Mogol, 662 – Sion

Das 10:00 as 18:00

Entrada Franca

Feira Experimente – Cerveja e Gastronomia

Praça dos Quatro Elementos, s/n – Jardim Canadá

11:00

Entrada Franca

Gastrô BH – Festival Gastronômico de inverno

Arena BH (Av. Prof. Clóvis Salgado, 1300 – Bandeirantes)

Das 10:00 as 22:00

Entrada Franca

Circuito Gastronômico Aproxima

Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537 – Centro)

11:30 as 00:00

Preço sob consulta: https://www.soubh.com.br/especial/circuito-aproxima/

Arraiá de Santa Tereza

Praça Duque de Caxias

As 18:00

Entrada Franca

Arraiá da São José

Igreja São José (Avenida Afonso Pena, s/n – Centro)

As 18:00

Entrada Franca

DOMINGO 10/07

Virada Cultural BH

Locais e programação: https://viradaculturalbh.com.br/2016/programacao/

Entrada Franca

2º Inverno das Artes

Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537 – Centro)

10:00 as 21:00

Informações: https://fcs.mg.gov.br/programacao/inverno-das-artes-2/

Exposição: Delírios para Telas de Descanso

Galeria de Arte Sesiminas (Rua Padre Marinho, 60)

09:00 as 18:00

Entrada Franca

40º Festival de Teatro Popular Permanente

Teatro Sesiminas (Rua Padre Marinho, 60)

As 11:30

Entrada Franca

Domingueira

Jângal (Rua Outono, 523 – Cruzeiro)

As 14:00

R$ 15

Reportagem: Yuran Khan

Foto: Lucas D’Ambrósio

0 457

O equipamento essencial da Casa da Moeda do Brasil (CMB) para a produção de passaportes está com uma falha técnica, o que impede a produção dos passaportes. Devido a esse ocorrido, a emissão dos passaportes comuns e de urgência está temporariamente suspensa.   A Polícia Federal, responsável pela emissão do documento, informou estar buscando uma alternativa para agilizar a retomada da produção do mesmo e avisou que não será possível cumprir os prazos de entrega inicialmente previstos nos postos de emissão devido à espera da peça, que será importada da Alemanha.

A espera para a emissão do passaporte, após esse incidente, pode levar até 45 dias, quando o prazo normalmente é de uma semana.  Uma taxa de R$ 77,00 (além das R$ 257,00 habituais) foi imposta pela Polícia Federal perante a esse problema, para quem vai viajar nos próximos quatro meses e precisa agilizar a expedição do passaporte.

Via @JornalEstadodeMinas

Foto: g1.globo.com