Crônica: Ressaca de Covid

Crônica: Ressaca de Covid

0 130

Por Bianca Morais

Quinta-feira, dia 20 de janeiro de 2022. 

Depois de quase dois anos de Covid-19 o mundo agora começa a receber a terceira dose da vacina e finalmente chega minha vez, duas doses de Astrazeneca e agora Pfizer, me sinto preenchida e protegida, ah que maravilha!

Sexta-feira, dia 21 de janeiro de 2022.

Já cheguei até essa altura de uma das piores pandemias mundiais, com vinte exames de Covid e nunca tive, sabia que depois de tanta má sorte na vida eu estava sendo beneficiada pelo universo e saindo ilesa.

Sábado, dia 22 de janeiro de 2022.

Pelo meu olhar de bartender nas horas vagas, vejo jovens entrando e saindo do bar, rodada dupla de caipirinha? Só se for agora. Que bom ver as pessoas finalmente poderem se divertir e encontrar seus amigos em um sábado a noite sem medo de ser feliz, depois de meses isolados em casa, amém segunda dose, a terceira já chega para vocês também.

Domingo, dia 23 de janeiro de 2022.

Trabalhadora sim, filha de Deus também, depois de meses ralando sem uma folga mereço um pagodinho com a minha turma. Já tenho três doses, não tem como dar errado. Cerveja gelada e samba no pé. 

Segunda-feira, dia 24 de janeiro de 2022.

Acordar de ressaca, quanto tempo não tenho essa sensação. Banho gelado, porque a semana acabou de começar e não tem tempo para corpo mole.

Terça-feira, dia 25 de janeiro de 2022. 

Nossa mas que ressaca ferrada, segundo dia acordando com corpo ruim.

Quarta-feira, dia 26 de janeiro de 2022. 

Dor de garganta e febre alta, estranho.

Quinta-feira, dia 27 de janeiro de 2022. 

120 reais, parcela de duas vezes, por favor.

Positivo para Covid. Vacina você prometeu.

Sexta-feira, dia 28 de janeiro de 2022. 

Isolada, chateada, acabada, desolada.

Sábado, dia 29 de janeiro de 2022. 

Sem trabalho, sem rolê, sem nada.

Domingo, dia 30 de janeiro de 2022. 

Vacina você prometeu e você cumpriu, estou positiva mas estou viva, estou com o corpo cansado, mas meus olhos estão abertos e estou assistindo minhas séries favoritas, porque eu estou viva e isso é o maior presente que eu poderia receber.

Vacina salva vidas, bora se vacinar.

NO COMMENTS

Leave a Reply