Desafios do novo cenário econômico são discutidos em BH

Desafios do novo cenário econômico são discutidos em BH

Foto: Ana Paula Tinoco

Começou ontem dia 30, o XXV Congresso Mundial UNIAPAC e o 10° Seminário Internacional de Sustentabilidade, realizados pela parceria entre Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG) e União Internacional de Dirigentes Cristãos de Empresa (UNIAPAC), o evento está sendo sediado no Palácio das Artes, em Belo Horizonte. Este ano a discussão gira em torno do tema “Empresas, Governo e Sociedade Civil trabalhando juntos para o bem comum”.

A programação que continuará até o dia 02 de outubro conta com palestrantes de grande importância no cenário internacional político e econômico, como Christina Carvalho Pinto, presidente e sócia do Grupo Full Jazz de Comunicação, eleita duas vezes a mulher mais influente do Brasil no setor de Marketing e Publicidade, além de ter sido a primeira mulher na América Latina a presidir um grande grupo multinacional, Ricardo Guimarães, fundador da Thymus Branding, o Jornalista e Repórter Caco Barcellos, a ex-candidata à presidência, ex-ministra de Meio Ambiente e professora associada da Fundação Dom Cabral Marina Silva e Yves de Talhouet, representante residente do PNUD no Brasil.

O evento surge como uma oportunidade de discussão, tendo em vista esse novo cenário econômico turbulento e em constante mudança, sobre a importância da inclusão de temas como diversidade, sustentabilidade, inovação e responsabilidades éticas e sociais no meio empresarial, pensando no bem-estar de todos e na necessidade da parceria entre Governos, Empresários e outras organizações civis para uma ação mais relevante, percebendo dentro deste cenário a grande incidência de impactos ambientais e o aumento das desigualdades sociais.

A grande dificuldade é fazer com que essas questões sociais e ambientais evoluam junto a um desenvolvimento econômico de produção em constante ascensão. Como continuar produzindo sem impactar o meio ambiente e sem ferir os direitos humanos, agindo de forma inclusiva e ética. Sobre esse desafio discutido Marina Silva comentou durante sua palestra: “O desafio desse momento é que nós queremos ser socialmente justos, queremos ser economicamente prósperos, queremos ser politicamente democráticos, queremos ser ambientalmente sustentáveis, queremos ser culturalmente diversos, com esse ideais identificatórios nós temos que traduzir nas nossas leis, dentro da cultura e das noções dos produtos materiais da nossa empresa, dentro da remuneração e das licitações que fazemos, aquilo que dá ideia do lucro admirável.  Para Silva, não se pode sacrificar os recursos de milhares de anos produzidos por nós mesmos, nem os recursos produzidos pela natureza em bilhões de anos em função do lucro de apenas algumas décadas. “Não é o dinheiro pelo dinheiro, não é o poder pelo poder, isso tudo são ferramentas, que com certeza precisam ser traduzidas naquilo que é o nosso ideal identificatório, de um mundo que seja solidário, de um mundo que seja justo” ressalta.

Sobre a valorização da diversidade no meio empresarial Linda Murasawa, Superintendente Executiva de Sustentabilidade do Banco Santander destaca que as diferenças são fundamentais. “Precisamos ter diferentes visões, essas diferentes visões vêm de diferentes culturas, diferentes formas de se viver, diferentes religiões e uma série de questões que compõem os seres humanos como um todo, então a diversidade é a maior riqueza que nós temos”.

Para Murasawa, as empresas que valorizam a diversidade, empresas que trazem a diversidade no seu dia-a-dia e na sua estratégia, que trazem uma visão inovadora e uma visão que atende os anseios da sociedade. “Isso com certeza só traz benefício, além de tudo você está trazendo o que é essencial para o ser humano, porque vocês já imaginaram um mundo totalmente igual? Teríamos robôs, não teríamos humanos, e a diferença está aí, nos nossos sentimentos, nos nossos pensamentos que contribuem para cada vez mais, mudarmos e levarmos esse mundo e o empresariado precisa entender e praticar tudo isso no seu dia-a-dia” finaliza.

Texto por Gael Benítez

SIMILAR ARTICLES

NO COMMENTS

Leave a Reply