Grevistas tomam trânsito da região Centro-sul

Grevistas tomam trânsito da região Centro-sul

0 601

Nesta quinta-feira, o Sindieletro reuniu os eletricistas da Cemig em uma passeata pelas ruas da capital. Com o lema “Uma outra Cemig é possível com a adesão de todos à greve!”, cerca de 400 funcionários e dois carros de som iniciaram a manifestação, na Av. Barbacena, em frente à sede da Cemig. A passeata prosseguiu até a porta do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na Av. Getulio Vargas, onde aconteceu uma reunião de conciliação para o Dissídio Coletivo e aumento salarial.

De acordo com os grevistas, a manifestação busca uma negociação que garanta evolução no Plano de Cargos e Remuneração, fim da terceirização, participação nos lucros e resultados de forma linear e aumento real. Segundo Rogério Henrique Cardoso, 40, que se identificou apenas como sendo um funcionário da Cemig, a greve visa reconhecimento. “Reivindicamos um aumento salarial de 6%, mas só tivemos 0,98%”, explica.

A greve já dura 14 dias e segundo os grevistas só terminará quando tiver um acordo que atenda às reivindicações. O eletricista que se identificou apenas como Argemiro conta que foi aberto concurso público para apenas um funcionário. O que, segundo ele, é injusto. “Tem que abrir concurso para todos os funcionários”, afirma.

Em uma carta aberta enviada para o governador Antônio Augusto Anastásia, para a diretoria e para o quadro gerencial da Cemig; a Sindieletro-MG afirma que caso não se chegue a um acordo, vários consumidores comerciais e residenciais vão ficar sem luz por várias horas e, até, por dias devido à falta de mão de obra provocada pela greve.

Foto: João Marcelo Siqueira
Texto: João Marcelo Siqueira
Laís Sena

NO COMMENTS

Leave a Reply