Malabares na Praça da Liberdade

Malabares na Praça da Liberdade

0 507

Respeitável público! O céu azul da tarde ensolarada de Belo Horizonte, contrasta com as claves coloridas e o verde das folhas das árvores da Praça da Liberdade. No “palco” as mãos rápidas de Felipe Cardoso, 20, controlavam as claves levando sorrisos às crianças e encantamento aos adultos, enquanto ele aguardava alguns amigos para um encontro de malabaristas.
Morador da região da Praça da Liberdade, Cardoso é malabarista há dois anos. Influenciado por amigos, começou a fazer malabares por hobbie até se apaixonar realmente pela arte depois de participar de uma convenção de malabaristas. Então deixou estudos e emprego com carteira assinada para se apresentar nos bares, parques e sinais da capital.
Nas manhãs de domingo, ele se apresenta por conta própria na Praça da Liberdade: “Não é um espetáculo divulgado, não tem incentivo, não tem nada, é um espetáculo de rua. Todo domingo 11 horas, eu venho e passo o chapéu”. Ele diz ainda que prefere se apresentar em bares, pois as pessoas nos carros param nos sinais por uma obrigação e não para assistir uma manifestação artística, o que Felipe Cardoso julga como uma situação incomoda para ambos.
Aos poucos, foram surgindo mais malabaristas, no encontro planejado por Cardoso com a intenção de reunir os amigos para treinar e conversar. Ele pretende tornar freqüente este encontro na Praça da Liberdade nas tardes de segunda-feira.

Por: Débora Gomes

Fotos: Natália Oliveira

1

2

NO COMMENTS

Deixe uma resposta