Page 361

0 846

O feriado de comemoração da Independência do Brasil reuniu uma multidão de pessoas no coração da Savassi, mas não era nenhuma manifestação política. Pelo contrário, essa reunião tinha um motivo cultural: a música, mais precisamente o encerramento do Savassi Jazz Festival: Jazz & Lounge.

Essa foi a sexta vez que as ruas da Savassi substituiu o trânsito caótico pelo Festival. Mas não foram só as ruas desse bairro: alguns cafés e praças da cidade também foram invadidos pelo Jazz. O evento durou cinco dias e aconte ceu entre 3 e 7 de setembro. Segundo o site “Divirta-se uai”, 130 artistas participaram do Festival. O ingresso foi um quilo de alimento, que posteriormente será doados aos necessitados.

Confira nossa galeria.

Por: Natalia Oliveira, Ana Paula Sandim

0 532

Começa hoje a nona edição do Indie, Mostra Mundial de Cinema. Serão exibidos 121 filmes de 29 países, divididos em 184 sessões. As mostras vão até o dia 10 de setembro. O evento acontece desde 2001 em Belo Horizonte e nesses nove anos lotou as salas de cinema com 170.000 espectadores. Em 2009, as telinhas serão ocupadas por  mostras divididas em sete temas: Cinema Mundial, Premiére, Indie Brasil, Música do Underground, Indie Retro, Cinema de Garagem e Retrospectiva.

A Mostra Mundial apresenta filmes de novos diretores. O programa Premiére apresenta pré-estréias do circuito comercial em Belo Horizonte. O Indie Brasil conta com filmes nacionais. Música do Underground traz documentários sobre  rock e hard core. O Indie Retro é uma chance de rever os clássicos da sétima arte. Cinema de garagem traz filmes experimentais de baixo custo. Para completar a programação o Retrospectiva exibe filmes de três diretores que já ganharam vários prêmios pelo mundo: o filipino Brillante Mendoza, a japonesa Naomi Kawase e o francês Philippe Grandrieux.

O Cine Belas Artes, o Usina Unibanco de Cinema, o Cine Humberto Mauro, e o Cineclube Savassi serão palcos para o Indie. Ao todo são sete salas exibindo as sessões. A entrada é franca e os ingressos devem ser retirados na Bilheteria de cada cinema, 30 minutos antes do início de cada sessão.

Mais informações no  site do evento.

Confira o endereço dos cinemas que exibem o Indie 2009:
Visualizar Cinemas que Exibirão o Indie em um mapa maior

0 401

A exposição na Praça da Liberdade já está reaberta. Ela havia fechado em consequência da chuva. A exposição passou por uma manutenção, no dia 24 de agosto,  no teto e no chão que haviam sido danificados pela água. Porém ela já foi reaberta ao público que pode acompanhar como ficará o futuro Centro Cultural da Praça da Liberdade. A exposição funcionará até o dia 30 de setembro.dsc_24861

img_00192Numa quinta-feira fria, faixas, balões e panfletos decoraram a praça da liberdade em Belo Horizonte. O motivo foi uma campanha contra a privatização do sistema prisional mineiro e a construção de novos presídios em Ribeirão das Neves. A manifestação contou com a participação do Grupo de Amigos e Familiares de pessoas em Privação de Liberdade e o Conselho Reginal de Psicologia Minas Gerais. O grupo alegou que a com a privatização do sistema prisional o modelo carcerário torna-se um negócio visando apenas o lucro. O jornalista Rodrigo, 37, coordenador do protesto, respondeu as perguntas do jornal O Tempo, argumentando seus principais quisitos. Rodrigo sugeriu o método APAC como melhor solução para os problemas do sistema carcerário. Entre eles “a desvalorização humana e a falta de assistência jurídica ao detento” para ele o modelo APAC é mais efetivo ” o índice de reincidência da APAC é de 5% ao coimg_00102ntrário do sistema comum que é em torno de 90%”. Ao final da entrevista Rodrigo reforçou ” não queremos um carandiru aqui em minas!”

Por:

Mara Rodrigues e Matheus de Azevedo

Para conferir a entrevista com Rodrigo Torres:

rodrigotorres1

rodrigotorres2

No cruzamento das ruas Gonçalves Dias com Bahia, o Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual (Sindifisco) protesta contra o governo de Minas. Jovens estendem uma faixa e distribuem panfletos a fim de divulgar a ação. Segundo o sindicato, o governo fezimg_00592 cortes em investimentos sociais como saúde, educação e segurança, enquanto as despesas como o  pagamento da dívida crescem. No panfleto podemos ler: “Nos últimos anos, a dívida do Estado cresceu de R$ 35 bilhões para R$ 60 bilhões e o governo, agora, faz um empréstimo de mais R$ 1 bilhão. O Centro Administrativo, projeto pessoal do governador, orçado em R$ 500 milhões em 2006, já atingiu a cifra de R$ 1,5 bilhão”.

A Assessoria de Impresa do Governo de Minas Gerais rebate as acusações e revela que o custo para a construção da Cidade Administrativa é de R$ 949 milhões, valor inferior ao que estava previsto no início da obra. Sobre os cortes nas áreas públicas, apontados pelo sindicato, o governo garante que continua mantendo os investimentos, mesmo com as perdas sentidas após a crise econômica.

por Mara Rodrigues e Hélio Monteiro

Foto: Hélio Monteiro

1 445

tempofriu-0122De acordo com o site climatempo, o tempo ficará chuvoso até quinta-feira em Belo Horizonte. Isso explica o grande número de pessoas vestidas com blusas de frio pela capital. Entretanto, com a queda da temperatura há quem se arrisque no verso. “Por mais que eu saia agasalhado, por ser um poeta, nunca me sinto agasalhado”, poetiza Bacabau de Cascobel.

por: Hélio Monteiro e Mara Rodrigues