População tenta se proteger do calor intenso na capital

População tenta se proteger do calor intenso na capital

As temperaturas em Belo Horizonte têm atingido níveis históricos. É comum ao andar na rua ver pessoas reclamando da sensação de calor. No ano passado, um cidadão japonês criou uma roupa com sistema de ar condicionado, para se proteger do calor causado pelo terremoto que devastou seu país. E aqui em Belo Horizonte? O que a população está fazendo para se proteger do calor?

O micro-empresário Clayton Batista Coelho diz que, para enfrentar o calor, tem ingerido bastante água e usado roupas mais leves.  “Tento permanecer em ambientes ventilados e, quando vou sair, uso o protetor solar com maior frequência”, relata.

Já a estudante de biomedicina Gabriela Vilas Bôas diz que está sofrendo muito com o calor. “Nada do que eu faço está conseguindo aliviar. Nem ventilador está ajudando”, brinca a estudante.

Aumento nas vendas

Para alguns comerciantes, quanto mais calor melhor. Quem trabalha com sorvete está bem feliz com o clima. “As vendas melhoraram bastante, porém nos horários em que o calor está mais brando. Com o sol forte, as pessoas nem animam sair na rua”, explica a gerente de uma sorveteria de Justinópolis, cidade da região metropolitana de Belo Horizonte.

Gerente de uma loja de fast food na região da praça da liberdade, na capital mineira, Marcelo Freitas aponta que o aumento da temperatura trouxe também aumento nas vendas de bebidas. “O impacto principal foi no aumento das vendas dos milk shakes, sorvetes e, principalmente, água”, informa.

Por Ana Carolina Vitorino e João Vitor Fernandes

Foto: João Vitor Fernandes

NO COMMENTS

Deixe uma resposta