São vários os motivos para relembrar

São vários os motivos para relembrar

0 890
Reprodução Site Guiame, Maria Mendes

Memória: Substantivo feminino que nada mais é que: faculdade de conservar e lembrar estados de consciência passados e tudo quanto se ache associado aos mesmos.

As lembranças são nossas companheiras, não é muito difícil se pegar pensando em algo que aconteceu e rindo sozinho. Às vezes a lembrança é tão marcante que você sente a necessidade de dividi-las com amigos e familiares. E em tempos de rede sociais ficou muito fácil partilhar e compartilhar esses momentos.

Hoje no Dia da Lembrança conversamos com algumas pessoas e perguntamos:

 Qual é aquela lembrança que te faz feliz? Rir, chorar de emoção ou chorar de rir, frio na barriga ou saudade? Afinal, nada melhor do que uma boa memória para recordar.

  • Victor Melo Pereira, estudante, 19 anos

Victor Melo

A melhor memória que eu tenho da minha vida é da infância, igual todo mundo. Na roça de Lagoa Dourada com meu primo, quando a gente construiu uma jangada para descer no rio.  Construímos com madeira que achamos caída pela estrada por que éramos muito novinhos e não conseguíamos cortar uma tora de árvore.  Amarramos com cipó que meu tio cortou e na metade do rio ela afundou, molhamos muito e enchi de lama e sanguessuga, mas foi ótimo. Super engenharia gambiarra! ”.

  • Bruna Ribas Morato, Publicitária

11430152_787334358030818_3562951898843442884_n

A maior lembrança que tenho é, o meu avô Roberto que se foi há 14 anos. Ele era meu companheiro, cuidava de mim, me levava e buscava na escolinha, passeava comigo todos os dias! Tanto que até hoje aqui no meu bairro, me param e perguntam se eu sou neta de Roberto, que lembra muito dele me levando para passear quando eu era bem pequena. Ele me ensinou a comer jiló hahah me ensinou a viver as pequenas e simples coisas da vida. A brincar, mas também a ajudar ele em alguma situação; a respeitar todo tipo de pessoa, começando a dar bom dia para o gari que estava limpando a rua; ao porteiro; a quem quer que passasse pelo nosso caminho do passeio de manhã. Esse senhor foi e sempre será meu exemplo de vida! Um homem trabalhador, que como todos ser humano errou, e passou por trancos e barrancos, mas que cuidou e educou seus 4 filhos, sempre esteve presente na vida de suas netas, e me ensinou o que é o amor e o verdadeiro sentido da vida! Eu o amo para sempre e choro até hoje pelo seu adeus! Vovô Roberto, assim como eu o chamava, eu te amo daqui a eternidade, você estará para sempre no meu coração como a mais linda lembrança que eu tive a oportunidade de vive -lá!

  • Maria Júlia Alvarenga Lay, 19 anos, Estudante

14199192_1051354788305002_7505054700460353373_n

Quando eu fiquei sabendo que ia morar em Belo Horizonte de novo com MINHA MÃE e estudar no COLÉGIO SANTO ANTÔNIO. Simplesmente o sonho de qualquer garota belo Horizontina de 15 anos de idade.

  • Wendell Diego Silva Sousa, 23 anos, estudante

12509458_935167163242290_6657711881097244936_n

Tenho memória boa não, nasci pobre. Pobre não tem muito momento bom não, só conta para pagar.

  • Marcos Vinícius Tinoco Teixeira, 26 anos, estudante

11081119_851970318203418_6471959780547840082_n

O segundo gol do fenômeno em 2002, no final da Copa do Mundo.

  • Edson Silva, 30 anos, vendedor independente da empresa Azenka Cosmésticos

15338684_1247453215322178_3799220004299480123_n

Uma vez quando eu estava voltando de uma festa quem tem na outra cidade que eu morava, uma exposição agropecuária junto com um amigo meu depois de beber muito, eu encontrei ele na saída da festa. Estávamos voltando para casa juntos e lembro que chovia muito… estávamos conversando com coisas aleatórias, quando eu vi alguma coisa no meio de um matagal. Aí falei: “espera aí que eu já volto”, pulei no mato e voltei para a rua com uma bicicleta, ele falou: “essa bicicleta deve ser de alguém”, então, eu falei: “ Pedro, se escondeu aqui é porque pulou o muro sem pagar a entrada. Agora ele vai paga com a bicicleta”.  Falei para ele montar no cano e voltamos para casa bêbados, de bicicleta e rindo muito. Debaixo de chuva ainda.

Por Ana Paula Tinoco

NO COMMENTS

Leave a Reply