#CRÍTICA ESPECIAL GOLDEN GLOBE

#CRÍTICA ESPECIAL GOLDEN GLOBE

0 540

O Golden Globe Awards (Prêmios Globo de Ouro em tradução livre) é uma série de premiações que ocorre todo ano nos Estados Unidos que possui como objetivo prestigiar os profissionais do cinema e da televisão que se sobressaíram ao longo do ano anterior. Ele é entregue desde 1944 pela Associação de Correspondentes Estrangeiros em Hollywood (ACEH) e é considerado membro da trindade hollywoodiana, sendo este, o maior prêmio da crítica. Junto ao Golden Globe encontra-se o Oscar (exclusivo para cinema) e o Emmy (exclusivo para a televisão).

Os prestigiados são escolhidos por 93 membros da ACEH que estão diretamente associados com a mídia fora do país sede. O jantar de premiação ocorre em Los Angeles, no hotel Bervely Hilton, em Bervely Hills. Dentre as categorias possui-se 15 voltadas ao cinema e 11 voltadas para a televisão. Neste ano foi celebrado o 74º Golden Globe, que ocorreu da tarde para a noite do domingo, dia 08 de janeiro, possuindo o ator e apresentador Jimmy Fallon como host

A premiação não trata-se apenas de um momento para prestigiar os melhores profissionais do ano, mas também serve como uma oportunidade para estilistas e grifes desfilarem e mostrarem sua marca, através de trajes belíssimos feitos sob medida para cada estrela que passará no famoso tapete vermelho, tal fator causou a criação de dois prêmios voltados ao público que seria o de famosidade mais bem vestida e mais mal vestida. Segundo diversos sites de fofocas os prêmios ficaram para Lily Collins, que vestia Zuhair Murad e Anna Chlumsky que vestia Roland Mouret respectivamente.

A festa deste ano não possui muitas polêmicas, tendo como exceção somente o belíssimo discurso de Meryl Streep a respeito da posição dos estrangeiros em Hollywood. A estrela citou diversos nomes que estão por aí sendo bastante prestigiados, calando a boca de qualquer xenofobista e mostrando que Hollywood precisa de uma pitada do mundo inteiro para ficar a cada ano mais completa do que já é. O discurso de Streep foi um desabafo a respeito do presidente eleito Donald Trump que é contra a imigração e obteve uma bela repercussão, milhares de internautas aplaudiram e enalteceram a atriz. Entretanto, tal fator não agradou muito o presidente que deu uma resposta bem grosseira e criticada em seu Twitter. Trump alegou que Meryl seria uma atriz supervalorizada pela mídia e lacaia de Hilary Clinton, em palavras diretas utilizando tradução livre o presidente disse: “Meryl Streep, uma das atrizes mais supervalorizadas de Hollywood, não me conhece mas me atacou na noite passada durante a cerimônia do Globo de Ouro. Ela é uma lacaia de Hilary que perdeu de longe.”. Além de citar o problema com a imigração, Streep durante seu discurso, onde não citou nomes, lembrou de uma ocasião envolvendo o político que havia desrespeitado um jornalista com necessidades especiais. Trump também tentou desmentir este fator no Twitter alegando que jamais faria qualquer piada a respeito do rapaz, que apenas o mostrou como foi errado ao modificar de maneira rasteira uma história de 16 anos atrás.

Além deste momento de certa forma tenso entre Meryl e Trump, uma outra polêmica, mas desta vez cômica, foi o não esperado beijo entre Ryan Reynolds (Deadpool) e Andrew Garfield (Até o Último Homem). Tal fator se deu após a divulgação de um dos prêmios de Garfield, o ator havia perdido a categoria e com isso Reynolds lhe deu um beijo de consolação, enlouquecendo os fãs de quadrinhos de todo o mundo, uma vez que existe uma certa paixão do público com um envolvimento entre o personagem de Reynolds, Deadpool e um dos personagem de Garfield, Homem-Aranha. O romance não é consumado nos quadrinhos, porém é muito esperado e idealizado pelos fãs.

Deixando a polêmica de lado vamos aos principais ganhadores da noite, que não foi de nenhuma surpresa ao público, uma vez que a maioria foi dada aos filmes que realmente já haviam se destacando pela crítica e cotados como favoritos não somente ao Globo de Ouro, mas também ao Oscar. Dentre eles temos o musical “La La Land: Cantando Estações” de Damien Chazelle que ganhou os prêmios “Melhor Filme de Comédia ou Musical”, “Melhor Diretor”, “Melhor Ator de Comédia ou Musical” com Ryan Gosling, “Melhor Atriz de Comédia ou Musical” com Emma Stone, “Melhor Roteiro”, “Melhor Trilha Sonora” e “Melhor Canção Original’”. O longa “Moonlight” de Trevante Rhodes levou “Melhor Filme de Drama”, “Elle” de Paul Verhoeven ficou com “Melhor Filme Estrangeiro”, “Zootopia” de Byron Howard e Rich Moore com “Melhor Animação”, a série “The Crown” da Netflix ganhou os prêmios de “Melhor Série de Drama” e “Melhor Atriz em Série de Drama” com Claire Foy e “Atlanta” da FX levou “Melhor Série de Comédia” e “Melhor Ator em Série de Comédia” com Donald Glover.

Após um Golden Globe Awards cheio de glamour, famosidades, conquistas, acontecimentos e cultura vamos nos preparar para o considerado prêmio americano mais esperado do ano, o Oscar e para o maior prêmio inglês, o BAFTA, onde muitos dos filmes citados também estão na lista dos indicados.

Por: Isadora Morandi

NO COMMENTS

Leave a Reply