Tags Posts tagged with "Amas"

Amas

Buzinaço em vários pontos de Belo Horizonte, a formação de um banner humano na Praça da Estação e uma “blitz” na Ceasa marcaram as manifestações do Dia Nacional Contra o Abuso e a Exploração Sexual Infanto Juvenil, na última sexta-feira, na capital mineira. As atividades fizeram parte da campanha “Minas alerta: proteja nossas crianças”, mobilização iniciada em 2008 para combater a violência doméstica e sexual contra crianças e adolescentes.

A mobilização, de cunho nacional, teve também outro objetivo: pedir a revogação de uma decisão do STJ, que inocentou um homem acusado de estuprar três crianças de 12 anos, sob a alegação que as crianças já se prostituiam. Em termos históricos, o dia 18 de Maio marca um acontecimento que ganhou proporções nacionais. Em 1973, a pequena Araceli Cabrera Sanches, de apenas 8 anos, foi violentada e morta em Vitória (ES). Os culpados por esse crime hediondo nunca foram punidos.

Ouça no podcast a entrevista com a assistente social Jaine Aparecida Gomes sobre a manifestação.

Por Hemerson Luiz dias de Morais

Foto: Assessoria de Comunicação AMAS

0 1019

dsc_26271

O colorido das flores chamou a atenção de quem passava pela Praça Sete, no centro de Belo Horizonte de 10 às 12h desta manhã. A mobilização do Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto Juvenil, tem o importante papel de sensibilizar a população para a triste realidade. Para simbolizar o objetivo da campanha, foram distribuídos marcadores de texto e flores que demonstram a infância e a vulnerabilidade infanto-juvenil frente ao abuso e à exploração sexual. A Presidente da Amas (Associação Municipal de Assistência Social – Amas – da Prefeitura de Belo Horizonte) Rosalva Alves Portella comenta sobre a campanha.

dsc_2535dsc_2584

O grupo de dança King´s Kid (Jocum Contagem) atraiu o público com apresentações teatrais e danças que expressam a realidade da vida de crianças que muitas vezes deixam passar despercebida a grave situação.

A campanha foi realizada em conjunto a Associação Municipal de Assistência Social – Amas -, da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal Adjunta de Assistência Social e da Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente, (por meio das Comissões Operativas Locais do Programa de Ações Integradas e Referenciais de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto Juvenil – PAIR). A Presidente da Amas fala sobre a escolha do local, “A Praça Sete é o centro de Belo Horizonte, o coração que pulsa, e a expansão disso é bem maior”.


dsc_26241

Muitas pessoas tiveram a oportunidade de presenciar as atrações da campanha e entenderam o intuito. “É muito importante, ainda mais pra quem é pai de família e tem criança, porque a gente vê pedófilos, funcionários de creche e outros fazendo covardia com crianças e isso corta muito o coração da gente”, afirma Joaquim Barbosa. Sua esposa Maria de Lourdes complementa, “As crianças são muito importante nas nossas vidas, temos que protegê-las de todas as formas”.

A campanha não termina por aqui. A Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais convida para o debate público com tema: “Enfrentamento à violência contra Crianças e Adolescentes: monitoramento e avaliação do Plano Estadual, realizado no dia 23 de maio de 8h30 as 15h no Teatro ALMG.

Rua: Rodrigues Caldas, 30
Bairro: Santo Agostinho – Belo Horizonte – MG

Texto: Thaline Araújo

Foto: Andressa Silva

Áudio: Raphael Jota

A Associação Municipal de Assistência Social (AMAS) em parceria com o Programa de Ações Integradas e Referenciais de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil (PAIR), com a Prefeitura de Belo Horizonte, os nove Conselhos Tutelaras da cidade, entre outras entidades, promoveu no dia 25 de fevereiro o lançamento da Campanha de enfrentamento da exploração sexual no carnaval. O evento foi realizado no Complexo Esportivo do Aglomerado da Serra – Estádio Mario Ferreira, o Baleião.

Autoridades Municipais, a Comissão local da Copa 2014, atores da rede de proteção, atletas, empresas do trade do turismo, marcaram presença no evento para fortalecer o objetivo da campanha, que visa promover o debate nacional para proteção dos direitos humanos de crianças e adolescentes, além de buscar a sensibilização da sociedade para que as denúncias sejam feitas.

“Através do esporte temos condições de fazer mais por essas crianças, orientando, alertando para que não possam ir para o caminho perdido. E se por acaso alguém presenciar este acontecimento com as crianças, denuncie para que a gente possa acabar com essa vergonha”, comentou o ex-jogador da seleção Brasileira e os eternos ídolos da torcida atleticana Paulo Isidoro, que prestigia a campanha.

Durante o evento, os jovens atendidos pelo Projeto socioeducativo AMAS/ BHTrans trouxeram alegria ao evento, ao apresentarem uma animada bateria de samba e performance circense, com pernas de pau. Dançaram ao ritmo de músicas carnavalescas, mostrando que lugar de crianças e adolescentes não é nas ruas sendo vítimas de exploração sexual. Segundo o ex-jogador do Cruzeiro e tri-campeão mundial em 1970 Wilson Piazza, “é preciso ajustar a forma conveniente para que a gente chegue até essas crianças, protegendo-as, orientando-as, assistindo-as, seja na saúde, no esporte, na educação, do lazer, para que a gente possa em um futuro não muito distante, termos cidadãos conscientes e mais respeitados”.

Outras atividades estão sendo desenvolvidas durante esta semana, como nas rodovias (em parceria com a Polícia Rodoviária Federal), nos aeroportos (em parceria com a Infraero) e na Estação Rodoviária de Belo Horizonte.

Este é o foco da Campanha, não fique de fora, denuncie! Disque 100 ou entre em contato com o Conselho Tutelar da sua cidade.

Faça você parte desta campanha! Violência sexual é crime!

Texto: Thaline Araújo

Foto: Andressa Silva

0 529

Música, animação e muita alegria tomaram conta da mobilização para defender os direitos das crianças e dos adolescentes. A ação realizada pela Prefeitura de Belo Horizonte, na tarde do dia 5 outubro, começou na Praça da Estação e foi até o Parque Municipal reuniu varias crianças, adultos e professores, totalizando cerca 2 mil pessoas.


As crianças e adolescentes foram os grandes responsáveis pela festa, engajados no projeto Escola Integrada, no qual os estudantes recebem incentivo para aprender, entre as modalidades dos saberes estão teatro e música.


Os alunos das escolas públicas de Belo Horizonte se concentraram no Centro de Referência da Criança e do Adolescente (antigo Miguilim Cultural) ao lado da Praça da Estação e se direcionaram em um belo cortejo passando pela Avenida dos Andradas até chegar a Praça do Sol, localizada no Parque Municipal.


Bastante entusiasmados com a apresentação, as crianças e adolescentes dançavam ao som de tambores e soltavam gargalhadas ao ver as apresentações de teatro. “É importante esse momento de socialização, encontrar com outros estudantes, ainda divulgando as atividades que são realizadas com tanta dedicação. O resultado é fantástico” declara a vice-diretora da Escola Municipal Professor Tabajara Pedroso, Ângela Garcia, da região de Venda Nova.


Em sua primeira edição o evento também contou com apresentações do Corpo de Bombeiros e seus cães, teatro Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) e grupo de teatro Associação de Municipal de Assistência Social (Amas).A ação enfatizou os principais direitos das crianças e adolescentes de acordo com Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que neste ano comemorou 20 anos.

O cortejo, além da Prefeitura de BH, foi organizado pela Amas e pelo Conselho Social da Criança e Juventude.

Confira o video:


Texto: Iara Fonseca