Tags Posts tagged with "Brasil"

Brasil

Faltando oito dias para o inicio da “tão esperada” Copa do Mundo no Brasil, fica evidente que a capital mineira não anda muito animada em receber o Mundial e consecutivamente os turistas que desembarcarão na cidade neste período. Diferente dos mundiais anteriores (2010 e 2006) as ruas, as lojas e os restaurantes não estão enfeitados ou em clima de copa – aquela agitação pré-mundial. Só se vê por ai, a promessa de uma grande manifestação no dia 12 de junho, abertura oficial do evento.

Apesar do desanimo dois restaurantes estrangeiros instalados na capital decidiram enfeitar o local em comemoração à Copa. O restaurante, Soléa e a Pizza Sur, ambos restaurantes estrangeiros.

Restaurante Pizza Sur

A escola de dança espanhola Soléa abre as portas para o almoço e jantar, sendo considerado um restaurante espanhol. O local já possui tema da Espanha, mas para agradar a todos turistas, eles enfeitaram o ambiente com faixas em verde amarelo, simbolizando o Brasil. Já a Pizza Sur, desde o Mundial de 2006 é toda enfeitada com artigos do país argentino.

O argentino e proprietário, Gustavo Romano, explica que em toda Copa do Mundo eles enfeitam o restaurante com artigos argentinos, “Nosso restaurante é famoso entre torcedores da argentina, ele se tornou uma fortaleza para os clientes latino-americanos”.  Romano ainda ressalta que, “enfeitar o restaurante é como se estivesse em casa, além de agradar muita gente”.

Texto e foto: Juliana Costa
 

Escola de dança e restaurante Soléa 

1 622

Na 8° edição do Projeto E, a nova equipe do Jornal Contramão discute o jogo entre Brasil e Chile que ocorreu na última quarta-feira. O especial da Seleção traz as observações da equipe que acompanhou o embarque dos passageiros nos ônibus disponibilizados pela Bhtrans para o transporte até o Mineirão e o movimento dos bares na região do Campus Liberdade.

Veja abaixo a linha do tempo do embarque dos passageiros para o Mineirão, incluindo a cobertura da reação dos torcedores no Bar e Restaurante Assacabrasa.

 


Apresentaçao: Ana Carolina Vitorino

Comentários: Hemerson Morais, João Alves e Tiago Magno

Edição: Hemerson Morais

Arte: Marcelo Fraga

Musica: Eu quero ver gol – O Rappa

Agradecimento especial a Tiago Mattar e Raphael Emílio Viola Silva

0 623

O Conselho Federal de Psicologia promove no MAO (Museu de Artes e Ofícios) até o dia 15 de Agosto a exposição “Psicologia, 50 anos de profissão no Brasil”.

A mostra faz uma contextualização histórica da psicologia em nosso país ao longo dos anos. Muitas pessoas não sabem, mas a prática está presente aqui desde o período colonial, quando ela era de responsabilidade dos padres da chamada Companhia de Jesus.

No século dezoito, com o surgimento do iluminismo, a psicologia foi agregada as práticas médicas e no século seguinte, com a vinda da família real portuguesa para o Brasil, surgem as faculdades de medicina no Brasil, e os saberes psicológicos passam a ser produzidos nas escolas de medicina e dentro da educação.

O período posterior vem como período de afirmação para a área, foi nessa época que a psicologia começou a entrar nas faculdades como disciplina. Surgem aí grupos que buscam a regulamentação da profissão.

E na década de 60 pouco antes do golpe militar de 64, a psicologia é reconhecida como profissão, a lei federal  4.119 de 27/08/1962 regulamenta a prática. Com o golpe militar, insurge entre os psicólogos e estudiosos da época, uma crítica as teorias psicológicas vindas de fora, elas eram consideradas por muitos inadequadas para o contexto de nosso país.

Psicologia completa 50 anos de regulamentação no Brasil

A exposição segue depois para a rodoviária, ficando aberta a visitação entre os dias 16 e 28 de agosto. A entrada é gratuita.

Por Hemerson Morais

Fotos: Rute de Santa

0 516

Nessa tarde de quinta-feira foi possível visitar os principais pontos turísticos de cidades brasileiras sem nem mesmo sair da Savassi. Um projeto (Road show Destino Brasil) realizado pelo Instituto Cia do Turismo com apoio do Ministério do turismo, trouxe para a Avenida Pernambuco o caminhão Destino Brasil, adaptado com salas de cinema 3D e recursos multimídia que permitem ao visitante conhecer por meio de uma tela de TV os pontos mais atrativos do nosso país, que espalhados por muitas cidades convidam e encantam os olhos daqueles que as visitam mesmo que através de uma tela.

O projeto sem fins lucrativos tem e intenção de promover os pontos turísticos brasileiros e incentivar a população a conhecer seu próprio país antes de planejar as viagens internacionais. O projeto também dispõe de orientações para os profissionais da área de turismo, e de um cadastro para proporcionar benefícios para esses profissionais.

O caminhão fica em média três dias em cada cidade e nas capitais cerca de quatro dias. Quem quiser visitar o projeto, a entrada é gratuita e ficará na Savassi até amanhã (11/06) seguindo depois para a Pampulha. Ao todo serão percorridas dezoito cidades e seis estados do Sul, Sudeste e Distrito Federal.

dsc_00491

dsc_00192

dsc_0031

dsc_0032

dsc_0025

Por: Danielle Pinheiro

Fotos: Danielle Pinheiro

Belo Horizonte começa a entrar em clima de Copa do Mundo. A 23 dias da abertura do evento que movimenta o mundo inteiro, alguns estabelecimentos já preparam os enfeites verdes a amarelos, incentivando os brasileiros a vestir as cores do seu país.

O ambulante Geraldo Silva, 42, vende bandeiras de times de futebol. Há um mês, começou a vender bandeiras do Brasil em diversos sinais e esquinas de Belo Horizonte. Mesmo faltando ainda alguns dias para a copa, Silva afirma que as vendas estão crescendo cada dia mais. “Optei por vender bandeiras da seleção por causa da Copa e vejo hoje que não foi um mau negócio”, explica o comerciante.

As lojas de roupas e tecidos também se preparam para atender os clientes. Com um estoque grande de bolsas e camisas de diversos modelos, procurando atender a todos os gostos, várias lojas na Rua Cristovão Colombo enfeitam suas vitrines com as cores do Brasil. A vendedora Cláudia Ferrer, diz que a procura por artigos para a Copa iniciou há mais de um mês. “Época da Copa é muito Brasil”, conta a vendedora, ressaltando ainda que num prazo de 15 dias, Belo Horizonte receberá uma loja especializada da Copa, com acessórios, blusas, bolsas, vestidos, perucas, tudo para incentivar e incrementar a torcida mineira.

Os bares e padarias também entraram no clima do futebol. Comidas típicas do Brasil e os tradicionais enfeites verdes e amarelos chamam a atenção dos clientes. A estudante Marina Alves, 16, acha interessante a iniciativa dos estabelecimentos: “É bom, porque não tem jeito de esquecer a Copa. Vem comprar um pão na padaria e logo já vê tudo verde e amarelo”. Além dos enfeites, alguns estabelecimentos aderiram também a uniformes, comprovando que Belo Horizonte está atenta na torcida pela seleção brasileira na Copa 2010.

dsc_0141

dsc_0140

dsc_0142

Por: Débora Gomes

Fotos: Débora Gomes e Natália Oliveira