Tags Posts tagged with "concurso de gastronomia"

concurso de gastronomia

Pela segunda vez consecutiva, faculdade ganha o desafio e faz parte da programação do Arraial de Belo Horizonte 2022. 

Por Keven Souza

Consolidando destaque no setor gastronômico do 43° Arraial de Belo Horizonte, o curso de Gastronomia da Cidade Universitária Una (CDU) está entre os cinco ganhadores da 3° edição do Concurso Prato Junino, finalizado no último dia 16 de julho. “Porcobá” é o nome do prato dos cinco estudantes da Una que levaram o prêmio de R$ 5 mil e terá o alimento comercializado a preço popular durante a festividade, que ocorre de 29 a 31 de julho e também nos dias 6, 7, 13 e 14 de agosto. 

“O concurso é importante para alinhar todo o conhecimento técnico, criativo e interpessoal dos alunos das universidades de gastronomia, para operar em um grande evento de rua como o Arraial de Belo Horizonte”, diz Raquel Oliveira, gerente de marketing da Belotur.  

Nesta 3º edição, a competição reuniu além da Una, alunos das faculdades Uninassau-Univeritas, Promove, Estácio de Sá e Senac, desafiados a criar novas versões de receitas que valorizam a cultura junina e fazem parte da memória afetiva da culinária do estado. Foram elaboradas mais de 30 receitas ou releituras de pratos tradicionais com a temática ‘As Origens da Gastronomia Mineira’. 

Um júri técnico formado por especialistas avaliou e elegeu os cinco pratos vencedores, um de cada universidade. Foram consideradas ideias disruptivas na produção das receitas, o grau de valorização da culinária territorial, além da projeção de custo a ser vendido no dia do evento. 

Segundo Amanda Almeida, uma das juradas da competição, com boa nota nesses quesitos, os estudantes de Gastronomia da Una ganharam destaque pela receita criativa que uniu o porco junto com o fubá. “Cada faculdade tem um estilo próprio e formas diferentes de apresentar os pratos. Na Una, a criatividade e a diversidade do Porcobá foi muito grande, fico feliz pelo nível dos profissionais que estão chegando no mercado. Foram incríveis!”, afirma. 

Grupo Porcobá na apresentação do prato para o juri técnico. Foto: Mateus Felix/ Una

A estudante Julia Menezes, integrante do grupo Porcobá, explica que toda a construção do prato parte não só do esforço de seus colegas, como também do colaborativismo e parceria da instituição. “Todo mundo ajudou no desenvolvimento, dando muitas ideias. Nosso professor de panificação, Renato, ajudou na construção da broinha. A Mariana, que é nossa professora de cozinha brasileira, auxiliou nos conceitos da mineridade do prato. E já o Sinval, nosso professor de jornada do curso, estava sempre presente dando conselhos importantes. A partir disso, chegamos a conclusão do que tirar, do que colocar, e qual seria o melhor modo de preparo”, explica. 

Julia ressalta ainda que terem vencido o concurso é o ensejo de mostrar suas expertises e aumentar o portfólio. “Ter o nosso prato, criado por nós alunos, em um arraial que vai ter tamanha visibilidade com tantas pessoas reunidas, acho que é incrível para nossa vida profissional e também pessoal”, comenta. 

Grupo Porcobá na preparação do prato nos laboratorios de Gastronomia da Una. Foto: Mateus Felix/ Una.

De acordo com o professor de jornada de Gastronomia da Una CDU, Sinval Espírito Santo, o Concurso Prato Junino é uma vitrine de oportunidade que coloca o estudante em contato com profissionais renomados da Gastronomia. 

Para ele, a Una ter vencido pela segunda vez a competição demonstra a qualidade do curso em relação às necessidades do mercado. “Para nós do curso de Gastronomia da Una, é um orgulho enorme ter conseguido essa participação. No último arraial o vencedor também foi aqui da faculdade, então é uma responsabilidade ainda maior manter este troféu aqui com a gente. É, ainda, uma grande visibilidade para a Cidade Universitária Una de demonstrar sua excelência”, pontua.  

Grupo Porcobá com o professor Sinval, após a vitoria do desafio. Foto: Mateus Felix/Una.

O próximo passo do concurso é levar os pratos vencedores até a Vila Gastronômica do Arraial de Belo Horizonte 2022. Com o clássico jeitinho mineiro, o público poderá experimentar as comidas feitas pelos estudantes, entre outras especiarias, em um espaço de alimentação de destaque na Praça da Estação, no centro da cidade. 

O Arraial de Belo Horizonte chega à sua 43ª edição e retorna à Praça da Estação nos dias 29, 30 e 31 de julho e 6, 7, 13 e 14 de agosto. Sendo um evento com realização da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur, com co-realização do Instituto Periférico e parceria com o Serviço Social do Comércio (Sesc-MG), apoio da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-BH), será mais uma vez um festejo junino representativo da Região Sul e Sudeste do Brasil, pela sua valorização e respeito à cultura e às tradições que envolvem o período. 

Receita do Porcobá

Porcobá. Foto: divulgação PBH.

Descrição: sanduíche de broinha de fubá de canjica com refogado de costelinha e limonete de ora-pró-nóbis

Integrantes da equipe: Bruna Mendes Oliveira, Ana Luiza Borelli, Michelle Françoele Caetano de Oliveira, Eduardo Murilo Pinheiro Homobono e Julia Menezes Antunes

Ingredientes – Broinha de Fubá

  • 400ml de água
  • 80g de açúcar cristal
  • 5g de sal
  • 200g de manteiga
  • 150g de farinha de trigo
  • 150g de fubá de canjica
  • 400g de ovos

Ingredientes – Costelinha

  • 600g de costelinha suína
  • 50g de cebola picada
  • 21g de alho
  • 15g de sal
  • 10g de colorau
  • Pimenta do reino a gosto
  • 50ml de suco de limão capeta

Ingredientes – Limonete

  • 180g de cebola roxa
  • 1 maço de ora-pró-nóbis
  • 125g de pimentão amarelo
  • 75g de pimentão vermelho
  • 50g de cheiro verde
  • 60ml de azeite
  • 50ml de suco de limão capeta
  • 5g de sal

Modo de preparo  – Broinha de Fubá

  1. Pré-aqueça o forno a 165ºC;
  2. Aqueça água, açúcar, sal e manteiga até a fervura;
  3. Adicione a farinha misturada com fubá de uma só vez;
  4. Cozinhe até formar uma casca no fundo da panela, aproximadamente 2 minutos;
  5. Transfira para a tigela da batedeira;
  6. Bata até esfriar um pouco;
  7. Incorpore os ovos, um a um, lentamente, até a massa atingir o ponto (quando a massa cai em V do batedor);
  8. polvilhe fubá sobre a bancada e faça as bolinhas, com aproximadamente 100g de massa cada, com ajuda de uma colher;
  9. Polvilhe fubá por cima, enrole e coloque em uma forma untada e polvilhada com fubá;
  10. Asse a 165ºC por 30 minutos ou até ficar dourada.

Modo de preparo  – Costelinha

  1. Marine a costelinha com sal, alho e pimenta do reino e suco de um limão capeta por, no mínimo, 20 minutos;
  2. Cozinhe a costelinha na panela de pressão por 40 minutos;
  3. Desfie a costelinha;
  4. Refogue a cebola e os alhos picados em brunoise no azeite;
  5. Adicione colorau e acrescente a costelinha desfiada;
  6. Corrija o sal, se necessário.

Modo de preparo – Limonete

  1. Pique a cebola e o pimentão em brunoise;
  2. Pique o cheiro verde;
  3. Rasgue as folhas de ora-pro-nóbis grosseiramente;
  4. junte os ingredientes picados em uma tigela;
  5. Acrescente azeite, suco de limão capeta e sal a gosto.

Corte a broinha ao meio e recheie com costelinha e limonete.

Tempo de preparo: 2 horas

0 496
Um dos pratos do grupo Elementar - vencedor da mostra. Foto: Luísa Bonfioli

Evento aconteceu no dia 18 e contou com grandes nomes da gastronomia mineira

Por: Italo Charles 

A 9ª edição do GastroUna que aconteceu no dia 18 de junho, proporcionou aos alunos uma nova experiência. O evento que pela sua primeira vez foi totalmente online, teve transmissão via Facebook e alcançou mais de mil espectadores, incluindo internautas internacionais. A mostra acadêmica celebrou a conclusão do semestre, viabilizando o contato dos alunos com o mercado. 

De acordo com a idealizadora do GastroUna, professora Rosilene Campolina, o evento é formulado a partir do conceito de inovação e sustentabilidade. “Foi um grande desafio organizar a mostra nesse formato virtual, tendo em vista que os alunos estão habituados a participar do evento fisicamente, produzindo os pratos, recebendo o público e interagindo com o mercado. Mas, como nossa premissa básica é a inovação, buscamos sempre a renovação. Através disso, construímos o evento com parceria entre os núcleos da Una, para transmitir ao público um conteúdo sem perdas”.

Com este novo formato, os alunos dos cinco grupos participantes, apresentaram aos jurados suas propostas de empreendimento gastronômico, que incluem a idealização, gestão, logística, desenvolvimento de cardápio e o preparo dos pratos. Assim como nas edições anteriores, os discentes tiveram que apresentar seus conhecimentos de cardápios e bebidas que contêm as Pancs (plantas alimentícias não convencionais).

A bancada de jurados foi contemplada por vários nomes conhecidos da gastronomia e do turismo mineiro, como: Ana Gabriela Baêta, Carlos Henrique, Eduardo Maya, Isabela Lapa,  Márcia Nunes, Miriam Furtado, Ricardo Rodrigues e o Vice presidente acadêmico do grupo Ânima, Rodrigo Neiva. O Chef e empreendedor Eduardo Maya, que participa como jurado desde a primeira edição, fala sobre o desenvolvimento do projeto durante os anos. “Cada semestre que passa, a cada ano, cria-se uma surpresa agradável, existe uma melhora. O que mais me encanta é o que eu venho dizendo há nove anos que a gastronomia não é só ser Chef, ela vai muito além e os alunos têm entendido isso”.

O vice-presidente acadêmico do grupo Ânima, Rodrigo Neiva, que compôs a bancada de jurados pela primeira vez, ressalta que eventos como o GastroUna, são de extrema importância  para a formação  dos alunos. “Ao participar de mostras desse formato, os formandos desenvolvem competências fundamentais para um gastrônomo, que é pensar a gastronomia em um aspecto mais amplo, considerando a preparação dos profissionais para os desafios do mundo contemporâneo”.

Ainda sobre a fase preparativa para o GastroUna, o aluno Recleir Moreira conta sobre o processo.  “O maior desafio foi fazer as pessoas se sentirem conectadas ao estabelecimento, vivenciando as experiências gastronômicas oferecidas. Para que isso fosse possível, criamos o Instagram com fotos e elementos visuais, além de muitos conteúdos que ilustram nossos pratos, conceitos, ações sustentáveis e a cidade escolhida para a criação do Elementar”.

Falar sobre gastronomia é criar um elo entre a culinária e a cultura de onde está sendo produzida, gerando sensações que refletem na afetividade. A partir disso vemos o turismo como uma linha tênue. “A gastronomia é um importante indutor da atividade turística na cidade, é elemento importantíssimo, é considerada a riqueza de um povo, ela perpetua culturas. Quando a gente fala sobre eventos como esse que promovem o contato entre os acadêmicos e o mercado, contribuímos para que essa cultura seja reproduzida, contribuímos também para a elevação dos empreendimentos, pois eventos assim oportunizam a inserção dos alunos nesse mercado que é dinâmico” comentou a Diretora de Marketing da Belotur, Ana Gabriela Baêta.

Criar um Gastrobar na cidade Mariana, a partir de olhar diferenciado para a gastronomia regional com a utilização de plantas alimentícias não convencionais no cardápio e drinks autorais, garantiu ao grupo “Elementar” composto por Caio Marcini, Clareane Brandão, Daniela Galastro, Gustavo Vasconcelos, Laura Vasconcelos, Luisa Bonfioli, Michele Novaes e Reicler Moreira, a vitória na competição. “O maior aprendizado, sem dúvidas, foi o trabalho em equipe, à distância. Com toda essa experiência, chegamos a conclusão que cada um sempre tem algo a acrescentar, e que um empreendimento tem maior potencial de sucesso se for construído por uma equipe capacitada”, comentou Reicler.

O segundo lugar das batalhas ficou com o grupo “Q Harmoniza”, que apresentou a proposta de empreendimento que preza pela harmonização de suas geleias com queijos e vinhos. A representante do grupo Natália Carvalho comentou sobre sobre o aprendizado adquirido para a formação  profissional dos componentes do grupo. “Não é fácil começar um empreendimento do zero, ainda mais com uma ideia original. O processo envolve muita pesquisa, trabalho e números. E  mesmo que o produto seja bom, ele se torna inviável se não encontrarmos o seu público alvo. Tivemos um semestre para realizar esse projeto e ainda assim foi muito corrido! Foi uma experiência incrível e que levaremos para o resto de nossas vidas!”, finalliza. 

Premiação
As equipes vencedoras foram premiadas com almoço nos restaurantes Dona Lucinha e Jotapê, kits de produtos da Cristina Misk, do Chefachef com Cafés Segafredo, Cimsal Flor de Sal, vouchers para eventos no Mineirão pós-pandemia, Camisas Atlético/Cruzeiro/América e kit love wine oferecidas pela professora de Eventos Priscilla Machado, convite para participação na Feirinha Aproxima e em festejos juninos de BH, kit da Sabarabuçu, : convite para aula show no Instituto Gourmet, vouchers Assacabrasa, cursos Academia Nova Safra e certificados personalizados da Una.

 

Não assistiu ao GastroUna? Então clique no link e assista o evento completo.

 

*A matéria foi produzida sob a supervisão da jornalista Daniela Reis