Tags Posts tagged with "Contramão"

Contramão

0 161

Libertadores chega às semifinais com três brasileiros e um argentino, mas todos de olho em vaga na finalíssima no Rio de Janeiro

Por Ney Felipe

Nada como uma noite de libertadores, quando são duas é ainda melhor! Hoje (04), sai o primeiro finalista. Única certeza é que será um clube brasileiro. No gigante da Beira-rio, no Rio Grande do Sul, Inter e Fluminense se enfrentam em partida valendo vaga na final que, neste ano, acontece no Maracanã.

No jogo de ída, semana passada, os clubes empataram por 2 a 2 em uma partida bem movimentada. Gols de Germán Cano para o Flu e Hugo Mallo e Alan Patrick para o Inter. A partida tomou ares de tensão quando ainda no final do primeiro tempo Samuel Xavier foi expulso. Com isso, o Fluminense jogou com um a menos por toda etapa complementar de jogo.

Com o empate na ida,  nenhuma das equipe tem vantagem e um novo empate leva a partida para os pênaltis.

Onde assistir

  • TV Globo e o ge transmitem ao vivo para todo o Brasil.
  • Paramount +

Palmeiras e Boca Juniors com atenções dividas entre hoje e jogo de quinta

O outro lado da chave tem confronto entre Brasil e Argentina. Após um jogo truncado em La Bombonera, o verdão paulista segurou um empate por 0 a 0 e trouxe para o estádio Allianz Parque a decisão podendo vencer por qualquer resultado e carimbar novamente a sua passagem para o Maracanã.

O time paulista conta com o bom retrospecto e, até com a supertição. O Palmeiras já foi campeão da Copa Libertadores jogando no Rio. Na ocasião, o Santos era o adversário que saiu derrotado. Já o Boca, conta com o centroavante uruguaio Cavani, artilheiro por onde passou. O atacante experiente é a esperança Xeneize.

Onde assistir

  • Partida exclusiva ESPN, STAR +.

Festival Interamericano de Cinema Universitário exibido no Cine Santa Tereza

No dia 04 de outubro às 16:30, o Cineclube Joaquim Pedro de Andrade do Cine Santa Tereza irá exibir o filme “Expurgo”, do aluno Henrique Canazart.
Também serão exibidas outras duas produções premiadas de alunos de universidades da Bahia e de Fortaleza. O Lumiar é coordenado pelos professores Sávio Leite e Daniel Veloso, em conjunto com os alunos participantes.
Agora você terá a oportunidade de conferir as produções premiadas em um dos cinemas mais charmosos de BH.

Curtas da edição do festival Lumiar de 2022 a serem exibidos:

EXPURGO / Henrique Canazart / UNA/ 2022 / 14´36”
Maria se encontra em uma realidade distorcida, andando por u espaço labiríntico. Tentando sair desse lugar, ela ressignifica e exorciza suas lembranças para poder seguir em frente.

PROCURA-SE BIXAS PRETAS / Vinícius Elizário / UFBA (Universidade Federal da Bahia) / 2022 / 25´
Durante a audição de um teste de elenco, os concorrentes realizam um monólogo no qual contam as vivencias sobre afeto e identidade de duas personagens.

NA ESTRADA SEM FIM HÁ LAMPEJOS DE ESPLENDOR / Liv Costa e Sunny Maia / Vila das Artes de Fortaleza CE / 2021 / 11´32”
Uma vez, ela disse quando fui embora de mim, adeus era tudo o que eu tinha para dizer. Nessa viagem, talvez não exista uma chegada. Só um caminho infinito.

Aproveite!

0 189

Por André Duarte, Igor Teixeira, Jaqueline Dias

Em partida válida pelo primeiro jogo da semifinal do campeonato mineiro sub-20, o time do Atlético Mineiro venceu o Cruzeiro por 3×1 no campo do Sesc em Venda Nova na tarde do último sábado (17).
Em um jogo sem muitas movimentações nos primeiros minutos, o time do atlético teve uma oportunidade de abrir o placar aos 30 minutos do primeiro tempo em uma cobrança de pênalti feita pelo atacante Isaac, mas acabou parando nas mãos do goleiro Otávio, do Cruzeiro. Mas a alegria do time celeste durou pouco. Dois minutos mais tarde, aos 32 minutos, o jogador Caio Ribas acertou uma cabeçada indefensável e colocou o time alvinegro na frente do placar. O Cruzeiro encontrou muitas dificuldades para se arrumar em campo, desde o início não teve uma saída de bola com qualidade para que chegasse com perigo ao gol do adversário.

No segundo tempo, o momento inesperado ficou por conta de um recuo de bola do zagueiro Pedrão para o goleiro Otávio que se enrolou completamente com a bola e logo viu ela morrendo no fundo da rede, isso fez com que a torcida atleticana presente pegasse no pé do jogador. Aos 27 minutos, o meia Alisson, que já jogou no time principal do Atlético com o treinador Felipão, estufou a rede em uma bela cobrança de falta ampliando o placar. O jogo ainda reservava um gol para o Cruzeiro, que veio da cabeça de Pedrão que pode se redimir no final depois da falha ocorrida no segundo gol do rival descontando o placar.

Com a vitória, o galinho pode até perder por um gol de diferença que leva a vaga para a final, em caso de diferença de dois gols para os crias da toca, o jogo será decidido nos pênaltis. O jogo da volta está marcado para o próximo domingo (24), às 16h na Toca da Raposa II.

No fim da partida, conversamos com o técnico Eduardo, do Galinho:

https://youtube.com/shorts/hJi7eGzuVxM

 

Ensaio da marca LED no Mercado Novo. Foto: Gustavo Romanelli/Divulgação.
Ensaio da marca LED no Mercado Novo. Foto: Gustavo Romanelli/Divulgação.

Como ponto de encontro, Mercado Novo deixa para trás o passado de andares vazios e se torna casa da moda mineira

Por Keven Souza

Andar por aqueles corredores é uma provocação aos sentidos. A luz ofuscante que atravessa os cobogós, os objetos antigos que compõem os espaços e o cheiro envolvente de comida, inspiram a criatividade. Inspirações essas que pulsam e apontam à moda autoral e disruptiva de Minas Gerais. 

O Mercado, já conhecido pela gastronomia, agora reúne nomes e marcas que carregam a identidade do estado. Ali, em um ambiente efervescente e diverso, está o contraste entre o estilo modernista e as linhas contemporâneas da moda atual – aquela mais alternativa, plural, divertida, consciente e responsável.

Você, certamente, encontrará um mercado mais gourmetizado, que, antenado ao estilo boêmio da capital, é a nova casa da moda mineira. Reunindo, da bolsa ao calçado, peças autênticas e artesanais produzidas por quem vive e conhece a riqueza histórica, cultural e artística, que é a moda feita do ‘jeitinho’ mineiro. “É lindo o espaço ter o que há de melhor no nosso estado, afinal a moda é uma das grandes vertentes de Minas Gerais e é fundamental contar com ela, especialmente a mineira”, diz Luiz Filipe de Castro, curador dos espaços do Mercado Novo. 

Nessa nova roupagem – que vai na contramão de um Mercado que surgiu há 60 anos -, conheça duas lojas que estão representando o DNA da moda mineira e são queridinhas do público circulante. 

 

Efeito sinestésico 

 

Paredes brancas, design industrial e pontos de luz. É o que caracteriza a loja da O Jambu presente no segundo andar, no Mercado Novo. A marca exibe prateleiras suspensas, além de vários espelhos pelo espaço, envolvidas com a criatividade e com os modelos das bolsas e mochilas que praticamente compõem o espaço e o deixam mais único.

Espaço da Loja O Jambu. Foto: divulgação.
Espaço da Loja O Jambu. Foto: divulgação.

É a partir dos poderes de uma planta da região amazônica, das mais cheias de brasilidades e famosa por deixar a boca dormente, que inspira e dá nome a marca fundada por Carol Maqui e Swami Cabral. O “casamento” da dupla nasce do desejo de oferecer uma experiência sinestésica aos clientes: ela, do norte de Minas Gerais, ele, paraense. “É a diversidade da flora deste país que guia a nossa missão: oferecer bolsas e mochilas para todes”, explica Swami. 

Bom gosto, criatividade e sofisticação é o que não falta por aqui. A estética descolada, mas ao mesmo tempo conceitual, traz a irreverente sensação de pot-pourri (mixagem de ideias) em seus produtos. Com isso, grande parte das bolsas e mochilas possuem design menos óbvios e caretas, mas mais divertidos, ligados à moda atual.

As peças chamam atenção e ganham o coração dos amantes do Mercado. Vitor Milani, cliente da marca, afirma que toda vez que vai ao Mercado Novo visita a loja. “O ambiente é bonito e descontraído, e chama atenção para, pelo menos, olhar uma bolsa. Costumo dizer que sou cliente fiel e consumo os produtos pela qualidade, versatilidade e aparência das bolsas, que são lindas”, destaca.

Fonte: O Jabum. divulgação.
Fonte: O Jabum. divulgação.

Além de “abraçar” a diversidade, a O Jambu busca, em sua essência, um raio-x dos valores cosmopolitas atrelados ao contexto urbano e às suas manifestações culturais. Tudo isso com origens mineiras e nortistas. 

 

Vintage com estilo

 

Muitas araras e objetos vintages, essa é a personalidade do brechó Belle Époque presente no segundo andar do Mercado Novo. A loja é um reduto cultural e imagético da moda vintage, que trabalha com o conceito da ressignificação do velho e da economia circular, sustentável.

Ali, em poucos metros quadrados, é como se o tempo tivesse parado nos anos 50 e 60 resgatando o passado e as lembranças da infância em casa de vó. Graças a ambientação de época que chama atenção.

Ele existe há 6 anos e surgiu a partir de um gosto pessoal de Sandra Cruz, designer e proprietária da marca. “Sempre consumi em brechó, pela qualidade e exclusividade das peças. Quando estava na faculdade sempre ia com algumas coisas mais diferentes e minhas amigas sempre perguntavam da onde vinha as peças, querendo comprar. Daí surgiu a ideia de abrir o Belle Époque”, relata. 

Fachada da loja. Foto: Keven Souza.
Fachada da loja. Foto: Keven Souza.

No começo era apenas o digital, nada de araras e objetos vintages como decoração. “Comecei vendendo online e participava, algumas vezes, de feiras. Logo depois, senti a necessidade de ter um espaço físico, e foi aí que conheci o Mercado Novo”, explica a proprietária. 

Agora, há mais de 4 anos no Mercado, o brechó vem ganhando espaço entre os consumidores por proporcionar uma experiência de compra diferente em diversos sentidos. É o que acredita Isabella Leandra, apaixonada por moda e consumidora do brechó. “Passar pelas araras e olhar cada peça me faz visitar um passado que não vivi. Então, imaginar quantas histórias e memórias aquelas roupas construíram é sempre uma experiência marcante”, diz. 

Com a proposta um pouco diferente da O Jambu, o Belle Époque expõe vestuário, acessórios, luminárias, aleḿ de outras peças que você certamente vai se apaixonar. Tem camisas de botão, casacos coloridos, jaquetas jeans, sapatos arrojados, muitas bijuterias e outros produtos apegados à moda de outras décadas. Isso, claro, a partir de uma curadoria específica ligada à moda circular – peças não descartadas, inseridas no processo de reuso.

Sandra destaca que o Mercado é um estímulo da moda de BH, por reunir marcas genuinamente locais. Um lugar que deve dar orgulho aos mineiros e ser para os turistas uma síntese do que a cidade tem para oferecer. 

Foto: Belle Époque/divulgação.
Foto: Belle Époque/divulgação.

Por isso, faz sentido estarem lá. Indo lado a lado com a economia criativa do Mercado Novo. “A moda ali (no Mercado Novo) é bem forte. Abriga grandes nomes do setor, como o estilista mineiro Ronaldo Fraga. E ter o meu brechó neste espaço cultural, pra mim é maravilhoso. Sou completamente apaixonada!”, pontua.

Por João Paulo

No sábado (6), o Cruzeiro enfrentou o Santos no Independência inaugurando a 4° rodada da Série A. O time celeste venceu o Peixe por 2 a 1 com dois gols do atacante Wesle

Foto: Cris Mattos /STAFF IMAGES / CRUZEIRO
Foto: Cris Mattos /STAFF IMAGES / CRUZEIRO

y, enquanto ngelo descontou para a equipe alvinegra.

Com o resultado, o Cruzeiro chegou aos 9 pontos no campeonato e está na 3° posição e

terminará a rodada no G4. Já o Santos fica na 14° colocação, com quatro pontos.

No domingo (7) às 11hrs, o América foi derrotado pelo Cuiabá por 2 a 1 no estádio Independência. Aloísio abriu o placar para o Coelho, já o Dourado marcou com Marlon contra e Ronald de falta, após expulsão do goleiro Matheus Cavichioli.

Foto: Mourão Panda / América
Foto: Mourão Panda / América

O América-MG está na lanterna do campeonato, e ainda não pontuou. Já o Cuiabá, está na 13° colocação com 4 pontos.

Ainda nesse domingo, o Atlético foi derrotado pelo Botafogo por 2 a 0 no Estádio Nilton Santos. Os gols do glorioso foram marcados por Victor Sá e Matheus Nascimento.

Com a derrota, o Galo caiu para a 15° colocação com 4 pontos. O Fogão é líder com 12 pontos e único 100% no Brasileirão.

Foto: Pedro Souza / Atlético
Foto: Pedro Souza / Atlético

PRÓXIMOS JOGOS:

Os três mineiros jogam na quarta-feira (10) pela quinta rodada do Brasileirão.
O América viaja para enfrentar o Bragantino às 19hrs. Já o Atlético jogará contra o Cuiabá também fora de casa às 20hrs. Por fim, o Cruzeiro volta ao Mineirão para pegar o Fluminense às 21h30.

Positive carefree woman smiles broadly points at her perfect even teeth indicates at corners of lips looks away wears casual blue jumper isolated over white background with blank copy space.

Por Júlia Garcia

Criado em 2007, o Dia Mundial da Saúde Bucal tem o objetivo de aumentar e incentivar a conscientização, o compromisso e ações para promover a boa saúde da boca. 

De acordo com a pesquisa feita pelo Ministério da Saúde, em parceria com o  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no período de 2013 a 2019, cerca de 90% dos brasileiros higieniza a boca até duas vezes por dia e 63% usam escova, pasta de dente e fio dental.

Segundo a dentista Drielly Horrany, a saúde bucal dos brasileiros evoluiu até os dias de hoje, mas tem muito a melhorar. “Há uma falha muito grande na acessibilidade de tratamento da saúde bucal para a população. Vemos que o cidadão não é orientado o suficiente a prestar a devida atenção”, diz.

Fonte: Acervo Pessoal
Fonte: Acervo Pessoal

Minha boca é saudável?

A saúde bucal vai além de dentes brancos e limpos, é preciso reparar a gengiva, língua e mucosas. Horrany destaca que uma boca saudável é composta de uma gengiva sem sangramento e inchaço e as mucosas sempre rosas, mas nem muito escuras ou muito claras. “A língua sempre rosa e limpa, sem aquela aparência esbranquiçada, porém sem estar lisa demais ou marcada nas laterais. E por fim, não deve haver sinais de acúmulo de placa bacteriana ou tártaro”, afirma a dentista.

É de extrema importância a higienização da saburra lingual, mais conhecida como língua branca. A limpeza deve ser diária e pode ser feita com um limpador específico. Caso sinta necessidade, as cerdas da escova de dente são essenciais para remover os detritos acumulados.

Quais cuidados devo ter?

Sempre surge aquela dúvida de quantas vezes é preciso escovar os dentes durante o dia, não é mesmo? A dentista conta que é ideal realizar a escovação após cada refeição ou pelo menos três vezes ao dia. O creme dental adequado deve conter flúor, com baixa abrasividade para evitar o desgaste dos dentes. Existem vários tipos de cremes dentais: anti bacterianos, anti tártaro, clareadores, para tratamento de gengiva, infantil, dentre outros. O ideal é que o dentista oriente um específico de acordo com a necessidade individual de cada um”, explica.

E quanto a escova, por qual devo optar? A escova deve ter cerdas macias, o cabo reto e a cabeça pequena, para facilitar a limpeza em todos os dentes, inclusive aqueles de difícil alcance”. 

Além da escolha certa da pasta e escova de dente, alguns cuidados com a alimentação não devem ser esquecidos. É preciso evitar alimentos açucarados, pois eles podem acarretar bactérias, ocasionar cárie e outras lesões. 

Outras indicações

Podemos encontrar vários itens para a higiene bucal, além dos tradicionais. Um deles é o enxaguante bucal. Mas o produto não é responsável pela limpeza da boca e não substitui a escovação.

A dentista Drielly Horrany conta que o enxaguante bucal promete combater as bactérias e eliminar o “bafo”, porém não apresenta eficiência para controlar o mau hálito, pois o seu efeito é momentâneo. “O primeiro fator que deve ter em mente é que o enxaguante pode desequilibrar a microbiota da boca, ou seja, ele elimina também as bactérias boas. Devido a isto o uso excessivo promove um efeito contrário, colocando em risco a saúde da boca”, informa.

Mais do que os cuidados com os produtos, a ida ao dentista é necessária e não deve ser somente ao sentir dor. A especialista indica fazer uma consulta de rotina pelo menos de 6 em 6 meses.