Tags Posts tagged with "Cultura"

Cultura

0 1007

A data foi escolhida como forma de homenagem ao jornalista Osvaldo da Silva Almeida, que nasceu dia 14 de Setembro de 1882, ele teria sido o inventor da palavra Frevo lançada em sua coluna no “Jornal Pequeno”, no dia 12 de Fevereiro, do Carnaval de 1908, em Recife .

Porém, o pesquisador Evandro Rabelo afirmou em um artigo que em 09 de Fevereiro de 1907, O Clube dos Espalhadores do Feitosa, noticiou no “Jornal Pequeno” o repertório de marchas carnavalescas com os seguintes títulos: Amorosa, O Sol, O Frevo, entre outras. Comprovando que o vocábulo já estava presente nos clubes carnavalescos.

Desde então 09 de Fevereiro, também é considerado o dia oficial do Frevo em Pernambuco, local de origem da dança.

Origem do Frevo – Uma história de amor, luta e arte.

frevo2

As últimas décadas do século XIX, e as três primeiras do século XX podem se considerar o período de estruturação do carnaval brasileiro. Nessa época, o jogo carnavalesco do entrudo foi proibido várias vezes pelos governantes do Brasil Colônia alegando que tinha espírito pertubador da ordem. Em 1857, foi decidido pelo Congresso das Sumidades Carnavalescas, que o carnaval brasileiro teria as características do carnaval europeu.

Todas as regiões do Brasil aceitaram a mudança, exceto Pernambuco, que na ocasião, iniciava um movimento contra a proibição do Governo quanto á saída dos capoeiras, chamados de desordeiros. Por conta disso Recife se transformou foco da agitação política, pregando o nacionalismo e expulsão dos portugueses, vários pernambucanos foram presos e fuzilados e quase metade do território de Pernambuco foi entregue a Bahia como castigo aos levantes contra o Império.

A medida do Governo gerou uma reação de mais confronto, os capoeiras andavam pelas ruas a procura de brigas, mas era através da dança que chamavam mais atenção. Segundo o historiador Pereira da Costa “O desfile desse pessoal era feito em moldes de verdadeiro delírio, pulando, gingando, jogando capoeira, armados de cacetes e aos gritos, desafiando adversários para a luta.”

Seriam esses capoeiras que teriam dado origem ao frevo, enquanto os passos teriam influência da quadrilha, maxixe, a polca e o dobrado, de acordo relatos dos descendentes do frevo escritos em  Marcha nº 1 do Clube Lenhadores,1903 por Juvenal Brasil.

Patrimônio

Em 2007, o frevo foi declarado como Patrimônio Imaterial do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

No dia 05 de Dezembro de 2012, a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) aprovou o frevo, expressão artística do carnaval do Recife, como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. O reconhecimento ocorreu durante a 7ª Sessão do Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial, na sede da Unesco, em Paris, na França.

Grupo de Dança em BH

Em Belo Horizonte o grupo Sandeiros, fundado em 1 de janeiro de 1980, é uma Companhia de danças folclóricas brasileiras considerada uma das melhores do país. O grupo disponibiliza cursos de dança gratuitos para mais de 500 pessoas por semestre. Clique aqui e saiba mais.

Texto: Gabriella Pimentel

 

Lucas D'Ambrosio
  • 70º Exposição de Miniaturas – Miniatura Esporte Clube

Data: 13.08.2016

Local: Xico da Carne – Cidade Nova

Encontro de colecionadores que acontece mensalmente, com a participação de vários colecionadores com miniaturas de diversos temas e escalas. Além da exposição também tem um “mercadinho” de trocas e vendas já famoso entre os colecionadores e o público em geral. A partir das 13:30h até as 18:00h, aberto ao público.

E-mail: miniaturaesporteclube@yahoo.com.br

  • Ainda te pego

Data: de 13.08.2016 até 14.08.2016

Local: Teatro Santo Agostinho

No espetáculo, a atriz Nilmara Gomes interpreta a personagem Maria Lúcia, uma mulher solitária que está prestes a conhecer pessoalmente Fernando, seu namorado virtual. O momento que antecede este encontro é contornado por momentos de ansiedade, loucura e romantismo, além de “algumas” doses de calmantes, que rende muito humor ao público.

Informações Adicionais:

Sábado às 21h, dom. às 19h.

https://www.teatrosantoagostinhobh.com.br/home

Telefone: 31 2125-6810

  • Cine Sesc – Precisamos conversar (+) sobre o Brasil

Data: de 13.08.2016 até 03.09.2016

Local: Sesc Venda Nova

Este ciclo de filmes nacionais nos oferece a possibilidade de conversar mais sobre nossa história do ponto de vista de uma cinematografia contemporânea, que tem algo importante a dizer sobre nosso passado, presente e o que almejamos para o futuro.

Informações Adicionais:

Sessões os sábados às 15h.

https://www.sescmg.com.br/

Telefone: 31 3270-8100

Entrada Franca

  • Mercado Minas Áfricas Aki – Exposição temática

Data: de 13.08.2016 até 31.08.2016

Local: Centro Cultural Liberalino Alves de Oliveira (CCLAO )

Aqui o público terá chance de conhecer a história, o rol de produções atuais e as novas tendências da moda e da arte afro-brasileiras. Artistas expositores: Bruna França (MG): trajes, João Sales (BH): fotos, Wander Marcilio (MG): biojoias em cerâmica. Curadora de Vanicléia Santos (UFMG). O Mercado contará também com cerca de vinte marcas de produção em moda afro-brasileira.

Informações Adicionais:

2ª a 6ª das 8h às 17h.

https://www.bhfazcultura.pbh.gov.br/

Telefone: 31 3277-6077

Entrada Franca

  • Dia dos Pais

Data: 13.08.2016 – 10:30

Local: Mercado Central

Em homenagem ao Dia dos Pais, o Mercado Central irá oferecer um curso de preparação de churrasco e harmonização de cervejas com Chef Penninha.

https://mercadocentral.com.br/

Telefone: 31 3274-9434

Entrada Franca

  • Gaby Winehouse – Tributo a Amy

Data: 13.08.2016 – 19:00

Local: Teatro Marília

O Teatro Marília receberá um show em tributo a Amy Winehouse, com Gaby Winehouse.
Criada em 2015, a banda interpreta as músicas da cantora inglesa Amy Winehouse na voz de Gaby Winehouse (personagem criado por Gabriel Freitas: idealizador do projeto)

https://www.sympla.com.br/

Telefone: 31 3277-4697

  • Gigantes pela Própria Natureza

Data: 14.08.2016

Local: Praça Floriano Peixoto

O espetáculo recria artisticamente o sincretismo das encanteiras, cerimônias semelhantes à pajelança nas quais seres espirituais denominados moços encarnam em médiuns, os ditos aparelhos.
Trata-se de uma orquestra de rua sobre pernas de paus, formada por artistas e integrantes da Companhia. No repertório, música popular, danças dramáticas e teatro musicado. Inspirado nas músicas tradicionais indígenas, africanas e europeias, referência a obra do modernista Mário de Andrade, transbordando para realidade urbana e fazendo um paralelo entre a tradição e contemporaneidade. O roteiro propõe explorar coisas, pessoas, plantas, bichos e invenções
tomando Albert Einstein e Mário de Andrade por faróis.

Informações Adicionais:

Às 11h e às 16h.

https://www.facebook.com/events/159801517759437/

Entrada Franca

  • Manhãs Musicais

Data: 14.08.2016 – 11:00

Local: Fundação de Educação Artística

Especialista em Ernesto Nazareth (1863-1934), Maria Teresa Madeira dedica-se à obra do compositor desde a década de 1980. Em 2013, foi agraciada com o Prêmio da Música Brasileira da FUNARTE para gravar toda a sua obra para piano. São 215 obras divididas em 12 CD’s, registrando composições famosas como Odeon, brejeiro, apanhei-te cavaquinho, Batuque, e obras raras e inéditas como Encantador, Capricho, Polca para mão esquerda, entre outras. O concerto tem como finalidade apresentar esse trabalho feito com grande dedicação e homenagear o compositor que fez tanto à musica Brasileira.

https://www.fundacaoeducacaoartistica.org.br/

Telefone: 31 3226-6866

Foto: Leo Lara/Universo Producao

Há 18 anos, o mês de janeiro marca um momento de efervescência cultural na pequena Tiradentes, em Minas Gerais, é quando ocorre a Mostra de Cinema, considerada o maior evento do cinema brasileiro contemporâneo. Esse ano a mostra chega a sua 19ª edição com realização entre os dias 22 e 30 de janeiro, apresentando uma programação diversa, com mais de 100 produções entre curtas e longas de 12 estados brasileiros.

A edição deste ano traz como tema “Espaços em Conflito”, que casa com a obra do grande homenageado da mostra, o cineasta Andrea Tonacci. Seu filme “Serras da Desordem” será exibido na abertura do evento, às 21h, no Cine-Tenda e marcará uma década desde sua primeira exibição em Tiradentes, em 2006. O longa que mistura ficção e documentário aborda as questões indígenas no Brasil e é descrito como “a maior referência de uma mudança de paradigmas no olhar estético e na maneira de se fazer cinema brasileiro independente e de autor”.

A Mostra Tiradentes apresenta o que terá de novo no cinema nacional, inaugurando o cenário de produções independentes em pré-estreias mundiais e nacionais em 2016. Cléber Eduardo, Francis Vogner e Pedro Maciel Guimarães, a equipe de curadores do evento, foram os responsáveis por analisar as centenas de obras inscritas e preparar a lista final. Os filmes serão exibidos em três espaços: Cine-Tenda, Cine BNDES na Praça e Cine-Teatro Sesi e distribuídos em diversas mostras conceituais. A curiosidade das escolhas de exibições para 2016 é a forte presença de cineastas veteranos que são aguardados com suas novas obras, Walter Lima Jr., Ruy Guerra, Julio Bressane e Helena Ignez são alguns nomes.

Durante os nove dias de programação, além das exibições cinematográficas a mostra reunirá diversas manifestações artísticas, homenagens, oficinas, seminários, debates, performances, lançamentos de livros, teatro de rua e shows musicais, a programação completa é gratuita. O evento se encerra com a pré-estreia do longa de ficção de Aly Muritiba, “Para Minha Amada Morta” (2014).

Texto: Gael Benitez

 

#FériasnoCircuitoCultural

“Poesia das Férias”

“Nós somos as férias , muito prazer …

Nós ressuscitamos a alegria de viver !

Nós somos irmãs do feriado ,

Que é alegre e animado !

Nossa mãe é a folga cheia de harmonia ,

Emoção , surpresa e fantasia !

Nosso pai é o descanso total ,

Fenomenal e especial !

Nós somos as musas do trabalhador ,

Que trabalha com suor e ardor !

Nós somos o remédio para o “ stress “ e para a fadiga …

Para quem está nervoso , somos as melhores amigas !

Nós gostamos de uma praia quente …

E de um parque fremente !

Nós somos as férias , muito prazer …

Nós ressuscitamos a alegria de viver .”

Poesia de: Luciana do Rocio Mallon

#FÉRIASNOMUSEU

No mês de janeiro o Espaço do Conhecimento UFMG oferecerá ao público uma programação especial para o período de férias. As atividades são gratuitas.

Oficina “Black Soul Music”

14, 15 e 16 de janeiro, às 15h

Estimativa de duração: 1 hora

Classificação indicativa: Livre

Número de vagas: Livre

A intenção dessa atividade será integrar a pluralidade cultural do Brasil e, especificamente, de Belo Horizonte, com o movimento do Quarteirão do Soul, sediado na Praça 7 e no Viaduto Santa Tereza, nos finais de semana. Esperamos despertar no público o “comichão” para o começo da dança – algo livre, inerente ao nosso ser, seguindo apenas nossos instintos e a vontade de nosso corpo, após escutar a musicalidade presente nesse ritmo de Black Soul Music.

Para mais informações sobre as atividades e oficinas que serão oferecidas, clique aqui .

  • MUSEU MINEIRO

Mostra PAREIDOLIA do artista Roberto Marques

A mostra apresenta ao público cerca de 80 obras em colagem com papel colorplus, sendo 20 trabalhos inéditos, concebidos especialmente para a ocasião. As obras fazem parte das séries elaboradas por Roberto Marques, comoSertão Encarnado, Grafismo, BH 100 anos, 5 cidades, entre outras.

Data: até 13 de fevereiro de 2016

Entrada: Gratuita

Local: Museu Mineiro – Sala de Exposições Temporárias

         Av. João Pinheiro 342 – Funcionários – Belo Horizonte – MG

Horário de Funcionamento:

Terças, Quartas e Sextas – de 10h às 19h

Quintas – de 12h às 21h

Sábados e domingos – de 12h às 19h    

  • CENTRO DE ARTE POPULAR – CEMIG

O Toque Mágico de Ricardo Costa – Esculturas

A religiosidade expressa na arte é o tema mostra O Toque Mágico de Ricardo Costa – Esculturas, em exposição no Centro de Arte Popular – Cemig. A mostra apresenta ao público uma seleção de 22 peças feitas em madeira, pedra-sabão e cascalho, de pequeno, médio e grande porte. As obras transitam entre temas religiosos por meio da representação de madonas, cristos e profetas. Outra faceta do trabalho do artista é refletir sobre a questão animal usando de sua inventividade.

Período da Exposição: até 14 de fevereiro de 2016

Entrada: Gratuita

Horário de funcionamento:

Terças, quartas e sextas-feiras: 10h às 19h

Quintas-feiras: 12h às 21h

Sábados e Domingos: 12h às 19h

Endereço: Rua Gonçalves Dias, 1608 – Bairro Funcionários    – Belo Horizonte/MG

Informações: (31) 3222-3231

MMGerdauMuseu das Minas e do Metal

DINÂMICAS

Classificação Livre

Horário: 12h30 às 17h

Exceto: Contação de Histórias – sessões às 13h, 15h e 17h

Hipertrunfo e Desvendando os sentidos: dia 21/01, às 16h e 21h

Espelhos e Mão aqui, pé acolá: dia 28/01, às 16h e 21h

Caça do Tesouro: Essa dinâmica propõe ao participante, por meio de brincadeiras e charadas, desvendar os segredos de nossa história e do universo dos minerais, utilizando a ciência e a tecnologia, presentes nas atrações do Museu, como principais meios para encontrar um grande tesouro escondido. Dias 8, 13, 16, 19, 27 e 30 de janeiro, de 12h30 às 17h00

Contação de História: O teatro de sombras “O retorno da rainha ao mar – a história de Iemanjá” e o teatro “Cinco pedrinhas saem em aventura” vão despertar a curiosidade da criançada. E ainda tem a história da implantação da nova capital de Minas Gerais e suas lendas urbanas! Outros contos e histórias também podem acontecer no MM Gerdau. Dias 6, 8 e 15 de janeiro e dia 5 de fevereiro, sempre às 17 horas

Dinâmica de Cosmogonia: Cosmogonia é uma palavra de origem grega que, em sentido lato, significa “O Nascer do Mundo”. É assim o nome dado às narrativas míticas que desenvolvem respostas para o grande mistério da Origem. Assim, pretende-se discutir com os participantes diferentes cosmogonias na atração da Matéria-Prima. Os participantes serão convidados a contarem suas histórias e elas poderão ser postadas, posteriormente, no canal do Museu no YouTube. Dia 2 de fevereiro, às 17 horas

Dinâmica Desvendando os sentidos: Os participantes serão vendados e direcionados para uma atração onde serão estimulados a sentir e expressar as sensações do espaço por meio dos demais sentidos (audição, tato, paladar, olfato). A ideia é provocar diferentes percepções do espaço. Dias 13 às 12h30,16 às 16h00 e dias 21 e 27 às 21h00

Dinâmica Mão aqui, pé acolá: Na atração Chão de Estrelas, com o objetivo de descobrir as diferenças entre os minerais (forma, cor, tamanho, brilho) e suas possíveis utilizações, os participantes serão convidados a se desdobrarem com mãos e pés para identificarem os minerais! Dois dados serão jogados simultaneamente e o desafio é posicionar uma parte do corpo no mineral que o dado mandar! Tem que ter jogo de cintura! Dias 7 e 16 às 15h00, dia 20 às 19h00 e dia 23 às 12h30  

OFICINAS

Classificação Livre

(Exceto Oficinas de Cristais e Light Painting e Hologramas, a partir de 7 anos)

Horário: 12h30 às 17h

Exceto: Oficina Um Selfie no Museu, dia 14/01, das 15h30 às 19h

Oficina Light Painting e Holograma, dia 21/01 e 28/01, das 19h às 21h             

Oficina Alquimistas no Museu: Em um laboratório, os participantes poderão realizar experiências, cujos temas perpassam por questões abordadas no Museu, de forma lúdica e didática. Para fomentar essa ação, os experimentos feitos pelos participantes serão transmitidos no videowall e, posteriormente, postados no canal do Museu no YouTube. Dias 19, 20, 21, 22 e 26, 27, 28 e 29 sempre às 12h30

Oficina Holograma de Bolso: Será apresentada a técnica de criação de holograma portátil com a utilização de tablets e/ou celulares. Os participantes terão a oportunidade de produzirem seus próprios moldes de acetatos para reproduzirem, no mesmo instante e posteriormente, seus hologramas. Dias 22, 28, 29 às 15h00

Oficina de Light Painting e Holograma: Apresentar a técnica fotográfica de Light Painting (pintura com luz), que possibilita o registro de movimentos de origem luminosa, criando imagens surreais, que somente poderão ser vistas por meio dos registros fotográficos. E, também, apresentar a técnica de criação de hologramas conhecida comoPapper’s ghost, desenvolvida em 1858, pelo químico britânico John Henry Pepper. Hoje, essa técnica é muito utilizada no teatro e em alguns truques de magia que fazem o objeto desaparecer e reaparecer, ficar transparentes ou transformar-se noutros objetos . Dias 21e 28 às 15h00

Oficina de Máscaras: A partir de imagens de máscaras de diferentes etnias e tempos históricos, os participantes terão a oportunidade de confeccionar máscaras de diversas culturas. Faça sua própria máscara e leve-a para casa! Dias 2, 3, 4 e 5 às 12h30

Oficina Um selfie no Museu: Já que a moda é o selfie, por que não fazê-lo no Museu? Técnicas e dicas básicas para fotografar com celular ou tablet serão apresentadas, além de estimular o “olhar” fotográfico para o registro de paisagens e ambientes. As fotos serão tiradas nos espaços do Museu a fim de estabelecer conexões entre memória e patrimônio. Todos os dias de funcionamento entre 12h30 e 17h00

Obs: os participantes deverão ter seus próprios aparelhos móveis dotados com câmera fotográfica e cabos para descarregar as fotos.

Para mais informações sobre o circuito de férias acesse ao link.

 

Por Amanda Aparecida

Foto de: Julia Guimarães

 

#FDS

SEXTA- FEIRA

a-tempestade-imagem-destaque

Foto: divulgação

Nos dias 27, 28 e 29 de novembro, o Cine Theatro Brasil recebe o espetáculo “A Tempestade”.

A obra se passa numa ilha remota, onde Próspero, duque de Milão por direito, planeja restaurar sua filha Miranda ao poder, utilizando-se de ilusão e manipulação. Próspero tem a seu serviço Caliban, um escravo em terra, homem adulto e disforme, e Ariel, o espírito servil e assexuado que pode se metamorfosear em ar ou fogo. Os poderes eruditos e mágicos de Próspero e Ariel combinam-se para invocar uma grande tempestade, visando assim atrair seu irmão Antônio, que lhe usurpou a posição de duque, e seu cúmplice, o rei Alonso de Nápoles, para a ilha. Lá, suas maquinações acabam por revelar a natureza vil de Antônio, provocando a redenção do rei, e o casamento de Miranda com o filho de Alonso, Ferdinando.

A Tempestade é uma história de vingança, amor, conspirações oportunistas, e também de reconciliações e perdão. “Temos A Tempestade nas mãos, e isso não é pouco. Trata-se de um dos textos mais importantes de Shakespeare e o que ele tem de mais atual é o fato de tratar do desejo”, comenta Celso Frateschi. “Tenho atração e encantamento por obras que traduzem o universo mítico, onírico e poético, como A Tempestade“, complementa o diretor Gabriel Villela.


Datas:

27/11/2015 – Sex às 21h

28/11/2015 – Sab às 21h

29/11/2015 – Dom às 20h

Local: Cine Theatro Brasil -Rua dos Carijós, 258 – Centro – Telefone:(31) 3201-5211 ou (31) 3243-1964

Valores:

Pateia 1:R$ 60,00 (inteira) | R$ 30,00 (meia)

Plateia 2:R$ 50,00 (inteira) | R$ 25,00 (meia)

Gal Costa

gal-costa-imagem-destaque

Foto: divulgação

No dia 27 de novembro o Sesc Palladium recebe a cantora e compositora Gal Costa.

A cantora e compositora reconhecida nacionalmente pela sua voz encantadora apresenta o novo trabalho intitulado “Estratosférica”. Além de canções inéditas o público pode esperar uma retrospectiva dos seus grandes sucessos e releituras.

Show Gal Costa – Estratosférica

Hora: 21h

Local: Sesc Palladium

Ingressos:  Plateia I – R$200 (inteira) e R$100 (meia) / Plateia II – R$160 (inteira) e R$80 (meia) / Plateia III –

R$130(inteira) e R$65 (meia)

Grande Teatro do Sesc Palladium

Classificação: 14 anos

Duração: 90 minutos

  Forfun   

forfun

Foto: divulgação

Belo Horizonte recebe o show de despedida da banda Forfun, dia 27 de novembro no Chevrolet Hall.

Após 14 anos de carreira, o Forfun decidiu encerrar as atividades. pra celebrar essa transição e dar um merecido “até logo” a todo o público, a banda decidiu fazer uma pequena turnê de despedida passando por algumas capitais do Brasil.

 

Local: Chevrolet Hall

Endereço: Av. Nossa Senhora do Carmo, 230 – Savassi

Abertura da casa: 20:30

Horário do show: 22:00

Classificação: 16 anos (14 e 15 anos permitida a entrada acompanhados de pais ou responsável legal)

Valores:

PISTA LOTE 2: R$50

PISTA LOTE 3: R$60

PISTA LOTE 4: R$70

“Zeitgeist: Arte da Nova Berlim”

festa-carlos-capslock-imagem-destaquefoto: divulgação

O CCBB BH será tomado pelo underground techno dos clubes de Berlim na madrugada do dia 27 de novembro, com a festa Carlos Capslock que traz performances e projeções. Neste dia a exposição estará aberta até às 2:00, programe sua visita. Uma verdadeira imersão na cultura dos famosos clubes berlinenses.

A exposição “Zeitgeist: Arte da Nova Berlim”, de curadoria de Alfons Hug, apresenta a festa Carlos Capslock, inédita em Belo Horizonte.

Festa: a partir das 23h00 com capacidade máxima é de 300 pessoas.

Local: Centro Cultural Banco do Brasil

Endereço: Praça da Liberdade, 450 – Funcionários Belo Horizonte/MG

A entrada é por ordem de chegada.

Sujeito à lotação do espaço

Entrada permitida para maiores de 18 anos

SÁBADO

29_10MARCOS10708

Foto: divulgação

MARCOS & BELUTTI

No dia 28 de novembro o Chevrolet Hall recebe a dupla sertaneja Marcos e Belluti.

Com fãs espalhados por todo o Brasil, os músicos acumulam sucessos como os hits de sucesso “Será Que Vai Rolar”, “Dupla Solidão” e atualmente a música “Aquele 1%”.

Em show mais intimista, eles cantam sucessos como “Domingo de Manhã”, “Então Foge”, “I Love You” e “Irracional”.

Data: Sábado, dia 28 de novembro de 2015.

Horário: 22h.

Local:Chevrolet Hall – Belo Horizonte (MG)- Av. Nossa Senhora do Carmo, 230 – São Pedro

Ingressos: de R$ 30 a R$ 560.

Classificação etária: 14 e 15 anos: permitida a entrada (acompanhados dos pais ou

responsáveis legais).16 anos em diante: permitida a entrada (desacompanhados).

Abertura da casa: 1h30 antes do espetáculo.

Para mais informações no site Guia BH – https://www.guiabh.com.br/show/marcos-e-bellutti

“Relações Aparentes”

relacoes-aparentes-imagem-destaque

Foto: divulgação

No dia 28 de novembro, sábado, o Palácio das Artes recebe a comédia “Relações Aparentes”, com Vera Fisher no elenco. A peça, uma das principais comédias de Alan Ayckbourn, marca o retorno de Vera Fisher aos palcos após 9 anos, e conta a história de Greg e Ginny, um casal que vive junto e tem a confiança abalada por uma suspeita de traição.

Uma série de mal-entendidos são usados para ironizar o mundo da alta classe média londrina tratando do rompimento dos cânones familiares com a traição entre casais, jamais se abstém da elegância e da inteligência em seu linguajar literário puro.Com direção de Ary Coslov e Edson Fieschi, o elenco conta ainda com Tato Gabus Mendes, Michel Blois e Anna Sophia Folch. A partir das 21h.

Relações Aparentes

Data: 28/11/2015 – Sáb às 21h

Endereço: Av. Afonso Pena, 1537 – Centro    Telefone: (31) 3236-7400

Ingressos:

Plateia I e II

R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia-entrada)

Plateia Superior

R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia-entrada)

Classificação etária: menores de 12 anos acompanhados dos pais.

Intervenção de Artes Visuais #sernegroé

Rafale-Boneco-fotodedivulgação

Foto: divulgação

Data: 28/11/2015 de 06h00 às 18h00

A intervenção #sernegroé, do artista plástico Rafael Boneco, propõe a realização de uma instalação interativa na qual um biombo, transformado pelo grafiti, e por tinta de quadro negro, se tornam espaço de escrita para o público negro. Este, provocado pela questão que dá nome à intervenção: ser negro é?, deixa ali seu registro num ato de interação e reflexão sobre uma questão que é tão cara para o orgulho e empoderamento negro.

Local: Parque Municipal – Avenida Afonso Pena, 1377

Espaço de Leitura + Árvore Baobá –  Árvore da Palavra – FANZINHO*

Data: 28/11 de 10h00 às 16h00

Local: Parque Municipal – Avenida Afonso Pena, 1377

Espaço destinado à leitura e interação *voltada para o público infantil.

 

Oficina construção da boneca Abayomi

Data: 28/11 ás 10h

Local: Parque Municipal – Avenida Afonso Pena, 1377

Construção da boneca Abayomi. A palavra abayomi tem origem iorubá, e costuma a ser uma boneca negra, significando aquele que traz, felicidade ou alegria. Bonecas de pano artesanais, muito simples, a partir de sobras de pano reaproveitadas, feitas apenas com nós, sem o uso de cola ou costura e com mínimo uso de ferramentas, de tamanho variando de 2 cm a 1,50 m, sempre negras.

Obs: A oficina não precisa de inscrições prévias.

Projeto: Pauta em Movimento Espetáculo Chica – Cia Étnica

Concepção e direção de Carmen Luz; Cia Étnica de Dança; Teatro Cacilda Becker, RJ; 21 a 31/05/2015

Foto: divulgação

Data: 28/11  as 19h00

Local: SESC – Grande Teatro – Rua Rio de Janeiro, 1046

A Companhia Étnica foi criada na cidade do Rio de Janeiro em 1994 por um desejo de intervenção na cena contemporânea da dança carioca: o de pôr em foco os sujeitos e objetos da diáspora africana. Suas criações traduzem, em forma singular, pesquisas e reflexões sobre a ancestralidade africana no Brasil e o multiculturalismo brasileiro.

A entrada pode ser mediante 1kg de alimento não perecível para o Mesa Brasil Sesc ou R$10. Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo têm 15% de desconto no valor da inteira. O espaço está sujeito a lotação.

Bazar do Projeto Aluga-se!

COMPRAS, VENDAS e TROCAS + EXPOSIÇÕES e INSTALAÇÕES

Sábado, 28 de novembro de 2015, das 9h às 18h30 e Domingo, 29 de novembro de 2015, das 10h às 14h.

Rua: Batista Figueiredo, 30 – Vila Paris, BH.

Oficinas:

DATA: 28 e 29/11

– 10:30h: Oficina de Caixinha de presentes – Rosângela Míriam

– 14:30h: Design Sistêmico, Empreend. e Coworking – Rosângela Míriam

– 16:00h: GAMES – Oportunidades e Desafios – Umbu Games

DOMINGO, 29/11

– 10:30h: Hortas Urbanas e Plantas Medicinais – Evandro A. Ferreira

– 12:30h: Oficina de Caixinha de presentes – Rosângela Míriam

INSCREVAM-SE em www.sympla.com.br/sagarana43!
DOMINGO

Encontro de Blocos

Encontro dos Blocos Afoxé Banderê, Bloco baianas Ozadas, Bloco Afro Magia negra, Bloco Afro fala Tambor e as Sambadeiras, Bloco Oficina Tambolê e Bloco Afro llê Aiyê

Local: Praça da estação

Horário: 16h00

Warley Henrique – “Pra quem não me conhece”.

Nesta edição do 8º FAN, você vai conferir Warley Henrique com o show “Pra quem não me conhece”. Ele traz experiências inéditas na música instrumental nos mais diversos gêneros. 29/11, às 18h – Teatro Marília.

Local: Av. Alfredo Balena, 586- Santa Efigênia

 

Por Amanda Aparecida

Foto destaque : Gael Benítez

Além das luzes e das decorações natalinas, o Circuito Cultural Praça da Liberdade recebe novo atrativo. Durante o mês de novembro, visitantes da Casa Fiat de Cultura,  poderão ajudar de forma colaborativa a montar o presépio do Circuito. O projeto que está sob curadoria do artista plástico Leo Piló, é construído com materiais reutilizados.

Entre os materiais utilizados para a construção do presépio estão: plástico bolha, lã de isopor, palets, “rolo de macarrão” de isopor, encosto de bolinhas de madeira, caixas de papelão, tecido TNT e ráfia, todos retirados da Ilha Ecológica da fábrica da Fiat Automóveis, em Betim, além de papéis do Ateliê Leo Piló e da Associação dos Catadores de Papel, Papelão e Material Reaproveitável (Asmare).

A montagem de presépios, que representa o nascimento é costume entre muitas culturas durante as festividades de fim de ano, de acordo com os organizadores a arte da Casa Fiat contará com todos os personagens tradicionais, desde Maria, José, o Menino Jesus, até os pastores e animais.

De acordo com Leo Piló, os visitantes usam criatividade e imaginação para dar uma nova função e forma a estes utensílios. “Por meio da arte, os rejeitos, desprovidos de sua função original, ganham, outra função com múltiplas possibilidades de significação e são lançados novamente ao fluxo da vida por meio das composições artísticas construídas”, ressalta o artista.

A inscrição para participar das oficinas de criação é gratuita e pode ser feita pelo telefone (31) 3289-8910. Os interessados vão por a mão na massa aos sábados e domingos, das 14h às 18h. O presépio ficará pronto no dia 25, um mês antes do Natal.

Texto: Victor Barboza

Imagem: Casa Fiat de Cultura