Tags Posts tagged with "Drogas"

Drogas

0 124

Por Daniela Reis 

Amanhã, dia 23, completam-se dez anos da morte de Amy Winehouse. Ela foi uma cantora e compositora de destaque da música britânica que faleceu aos 27 anos vítima do uso abusivo de drogas.

Amy Winehouse nasceu em Londres no dia 14 de setembro de 1983. Aos 16 anos Amy começou a participar em grupos de jazz fazendo apresentações. Um amigo chamado Tyler James mostrou uma fita demo de Amy a uma gravadora e ela foi contratada pela Island/Universal.

Em 2003 a cantora e compositora gravou o seu primeiro disco, chamado Frank. Com a fama também surgiram os primeiros rumores de descontrole e do vício. Em 2006 Amy lançou o seu álbum mais famoso: Back to black. Celebrado pelo público e pela crítica, a criação arrebatou cinco Prêmios Grammys, batendo o recorde na ocasião.

Quando morreu, Amy contava com o impressionante número de mais de 4 milhões de discos.

Problemas com o vício

Em agosto de 2007 a cantora entrou em coma após uma overdose. Apesar de ter se recuperado do episódio, seguiu consumindo drogas lícitas e ilícitas.

Em janeiro de 2008 foi flagrada em vídeo usando crack, o que a levou a frequentar uma clínica de reabilitação.

Amy Winehouse faleceu em casa em Canden Town (Londres), no dia 23 de julho de 2011, vítima de uma intoxicação alcoólica aos 27 anos.

Documentário

Para relembrar a vida da artista, familiares e amigos relatam a sua trajetória em um novo documentário narrado pela mãe de Amy, Janis Winehouse-Collins. A produção batizada de  “Reclaiming Amy” apresenta imagens caseiras, fotos de família e entrevistas com amigos próximos que relembram os tempos mais felizes, mas também os sombrios, da cantora seis vezes vencedora do Grammy.

Winehouse-Collins, que tem esclerose múltipla, raramente fala sobre sua filha publicamente, mas compartilhou sua versão dos acontecimentos no documentário, encomendado pelas britânicas BBC Two e BBC Music, que irá ao ar na sexta-feira.

Winehouse, que lutou contra problemas com bebida e drogas durante grande parte de sua carreira, morreu de intoxicação por álcool em sua casa, no norte de Londres, em 23 de julho de 2011. Ela tinha 27 anos.

O documentário, que aborda os relacionamentos de Winehouse, a bulimia e seus problemas de saúde mental, detalha as tentativas sem sucesso de sua família e amigos em ajudá-la.

Nesta primera reportagem da série a equipe do contramão apresenta uma discussão sobre as políticas sociais e um panorama do consumo das drogas na capital mineira.

Os dados do Observatório Brasileiro sobre Drogas (OBID)  apontam que pelo menos 23% da população brasileira fez uso de algum tipo de substância considerada ilícita. Quando o assunto é o crack, os números são alarmantes, a estimativa é que mais de 1,5 milhão de pessoas sejam viciadas na droga.

Para o Presidente interino do Conselho Municipal Sobre Drogas, Nilton Ferreira Bittencourt Júnior, é preciso criar ações preventivas para que as pessoas não venham a usar drogas. “Quanto aqueles que já são usuários um acompanhamento para que saim o quanto antes do vício”, esclarece. De acordo com Ferreira, uma ação importante da Prefeitura de Belo Horizonte é o serviço do consultório de rua que age diretamente nas cenas de uso.

Por outro lado, o coordenador da Pastoral da Sobriedade, Eduardo Soares, acredita que é preciso  união de todos. “O Problema é de todo mundo, temos quer criar uma estratégia e combater o consumo, não adianta combater o tráfico tem que combater o consumo”, analisa.

Por João Vitor Fernandes e Hemerson Morais

Foto  Blog Sem Drogas

Vídeo

Imanges Hemerson Morais e Ana Carolina Vitornio

Edição: João Vitor Fernandes

Um dos assuntos que está em alta na política social de todo o país é o combate e a prevenção às drogas. A dependência química é vista hoje como o principal problema social no País, porém, o que se observa é um quadro de invisibilidade em que os usuários são submetidos. Até que ponto nos preocupamos com quem se envolve com as chamadas drogas ilícitas?  Até onde percebemos as drogas como um problema social? O que você acha da internação compulsória?

Inspirados pela observação dos repórteres do Jornal Contramão, vamos apresentar nas próximas três semanas uma série de matérias sobre o consumo de drogas no centro de Belo Horizonte. Nossa reportagem vai mostrar os pontos de consumo, o combate feito pela polícia militar e as políticas sociais de prevenção e reabilitação dos usuários.

Por João Vitor Fernandes

Imagem: Blog Sem Drogas