Tags Posts tagged with "dst"

dst

0 6263
Teste rápido de HIV, Hepatite B e C e Sífilis - Foto:Cristine Rochol / PMPA

O novo Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) será oficialmente inaugurado próximo ao carnaval, mas, já está funcionando. Destinado para diagnóstico e prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), é possível realizar gratuitamente os exames para Hepatite B e C, Sífilis e HIV. O CTA fica localizado no 5º andar dos Centros de Saúde – Centro-Sul da Rua dos Carijós, 508, no centro da capital mineira.

O atendimento no CTA é totalmente sigiloso e tem como objetivo diagnosticar e aconselhar as pessoas sobre as dsts, independente do resultado do exame. Os testes demoram, em média, 45 minutos. Os exames são simples, basta um furo no dedo para coletar uma amostra de sangue para o diagnóstico de Hepatite B e C, Sífilis e HIV. O teste é seguro.

Segundo a coordenadora e farmacêutica do CTA, Rosangela Nascimento, as pessoas com resultados positivos são encaminhadas a um infectologista ou para suceder a exames complementares. “Daqui a pessoa é encaminhada para os serviços de referência. Às vezes, ela vai para a fila do serviço especializado, mas, é orientada até sair a consulta”, explica.

O número de DSTs aumentou nos últimos anos por falta da utilização de camisinha. Em 2016, o estado de Minas Gerais registrou 8027 casos de sífilis. Já em 2015, Boletim Epidemiológico Mineiro (BEM) informa que desde 2010 o número de casos de HIV crescem 10% ao ano. O diagnóstico antes da evolução de um vírus, pode proporcionar uma vida saudável mesmo com uma de qualquer doença.

O CTA começou a funcionar no dia 29 de dezembro e de acordo com Nascimento, como ainda não foi inaugurado, a procura está sendo mais baixa que os outros centros de testagem.  Porém, mesmo que o movimento esteja sendo baixo,ela diz que do dia 29 de dezembro até 17 de janeiro já atenderam quase 200 pessoas.

O horário de atendimento para coletagem é de 08 horas às 12 horas e de 13 horas às 16 horas, mas o CTA fica aberto até as 17 horas.

Texto: Amanda Eduarda

Em parceria com a Associação das Prostitutas de Minas Gerais (APROSMIG), a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) realiza a I Semana de Promoção à Saúde das Prostitutas. A campanha é realizada no 3º andar do Shopping UAI e vai até o dia  07 de junho. O objetivo é conscientizar as profissionais do sexo sobre a importância da prevenção contra as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e melhorar o acesso desse público ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Priscila de Moura Franca, referência técnica em prevenção da Coordenação de DST e AIDS da SMSA explica que a ação visa levar os serviços de vacinação e testagem para mais próximo das prostitutas. “A ideia surgiu em razão da dificuldade que as meninas encontram em sair no seu horário de trabalho e se deslocar até um centro de saúde para realizar os exames”, explica. A campanha também pretende criar um vínculo entre a classe e os centros de saúde. “A medida em que o resultado positivo é encontrado, é feito o encaminhamento aos serviços secundários”, esclarece.

Durante a execução do teste de HIV/AIDS, é realizada a vacinação contra hepatite e gripe. O resultado é divulgado em 30 minutos. Enquanto a verificação é processada, os técnicos oferecem aconselhamento sobre prevenção e orientam as profissionais do sexo acerca dos serviços disponibilizados pela SMSA. Priscila ressalta que do início dos trabalhos até o meio-dia desta quarta-feira 170 pessoas já foram testadas. “O processo está dinâmico, as meninas comparecem aos poucos, não há tumulto e temos testado uma média de 80 mulheres por dia”, avalia.

A APROSMIG se encarregou da divulgação entre as prostitutas nos hotéis. Mônica compareceu e elogiou a campanha: “facilitou por ser mais rápido, o posto é longe e a gente tem que deixar o trabalho”. Outra participante que preferiu não se identificar contou que tomou conhecimento do evento pela televisão. “A campanha é maravilhosa, o meu teste está em dia, mas eu quis comparecer mesmo assim”, declara.

Por: Fernanda Fonseca
Foto: Fernanda Fonseca