Tags Posts tagged with "evento"

evento

0 229

Evento será gratuito, totalmente online e acontece entre 09 e 11 de novembro

*Por Italo Charles

Nos dias 09, 10 e 11 de novembro acontecerá a Maratona de Fact-checking: Eleições – Jornalismo, evento 100% on-line promovido pelo Centro Universitário Una. A maratona tem como objetivo debater a problemática das fake news a partir do movimento de checagem nesse período eleitoral, que sabemos ser propício para a circulação de informações falsas. 

Para fomentar as discussões sobre o tema e elevar a troca de saberes entre os participantes, a jornalista Ethel Rudnitzki, da Agência Pública, apresentará no primeiro dia de evento o projeto de checagem Truco, desenvolvido durante as eleições de 2018.

No dia 10, o professor da Una Luiz Lana será o responsável por apresentar ao público o projeto Checkbot, este que está inserido no cenário atual que passa por grande inquietação devido a disseminação de informações falsas na esfera pública.

O fechamento do evento será  através de uma roda de checagem, onde os convidados levarão aos participantes as metodologias de apuração.

 

Programação

Ethel Rudnitzki da Agência Pública fala sobre o projeto de checagem Truco nas eleições 2018

9 de novembro 

Das 18h às 19h

Sobre Ethel Rudnitzki

Formada em jornalismo pela Escola de Comunicações e Artes da USP. Realizou intercâmbio acadêmico na Universidade de Coimbra em Portugal, onde estudou jornalismo com especialização em Estudos Europeus. Trabalhou também como editora e repórter da Revista Viração e do portal Agência Jovem de Notícias, participando de coberturas e eventos internacionais como a Terceira Conferência das Nações Unidas sobre Moradia e Desenvolvimento Urbano Sustentável e a 22ª Conferência das Partes sobre Mudança do Clima. Na Pública, fez parte do Truco – projeto de fact-checking – durante as eleições de 2018, e produz reportagens sobre redes sociais e desinformação.

 

Professor Luiz Lana apresenta o projeto de extensão CheckBot

10 de novembro

Das 18h às 19h

Sobre o projeto CheckBot

Este projeto se insere no contexto atual de intensa preocupação com o impacto da propagação da desinformação na esfera pública e no crescente crédito atribuído às agências de fact-checking como estratégia de enfrentamento das fake news para atestar que, não o bastante a expansão dessas iniciativas no Brasil e a consolidação de uma literatura sobre a temática, há no país uma escassez de mecanismos dedicados a entender e combater as notícias falsas.

 

Rodada de checagem – 11 de novembro – Das 18h às 19h

Após as conversas com os profissionais nos dias 9 e 10, acontecerá uma rodada de checagem.

As inscrições são gratuitas, acesse: bit.ly/Maratona_eleições

 

**Edição: Dani Reis

O Palácio das Artes recebe nos dias 30 de novembro e 1° de dezembro, shows e palestras que fazem parte do BH Beatle Week, um festival que ocorre todo ano na cidade de Liverpool, na Inglaterra, e agora chega à capital mineira. O evento contará com a participação de bandas que irão homenagear o quarteto inglês, como o Grupo Voz e Cia Big Beatles e a Orquestra Ouro Preto.

No dia 1° às 15h, na Sala Juvenal Dias, o público poderá assistir à palestra com o autor do livro Magical Mystery Tours – Minha vida com os Beatles, Tony Bramwell, que conviveu com os integrantes da banda, e a brasileira Lizzie Bravo que gravou a canção Across the Universe com o grupo. Além do show com a banda Pocket Beatles.

Para os fãs do 4Fabs, como são conhecidos, o evento é uma oportunidade de estabelecer contato com mais histórias da banda. “Sou muito fã dos Beatles. Sempre que posso, vou a algo relacionado a eles. Exposições, shows de bandas cover”, declara a estudante de jornalismo Evellen Barrows.

O festival ainda contará com convidados especiais e uma atração surpresa.

Confira a programação completa do BH Beatle Week.

Por Ana Carolina Vitorino e Rute de Santa

Foto: Divulgação do evento

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (ABRASEL) promove, a partir de hoje (1º), a sexta edição do Festival Bar em Bar. Este ano, 34 estabelecimentos do Estado participarão de evento. A maioria (28) está localizada na capital. A campanha deste ano tem como slogan “A alegria é por nossa conta” – os bares e restaurantes participantes oferecerão pratos com o valor de R$ 10,00. “Esperamos vender bastante. Já participamos de edições anteriores e o movimento cresceu bastante”, afirma Ana Lúcia Pereira, 38, gerente do Assacabrasa há sete anos.

O festival apresenta também uma maneira descontraída para estimular a conscientização dos clientes, “Os dez mandamentos do cliente do bar”, dentre os mandamentos estão: ”Não dirigirás após consumir bebidas alcoólicas”, “Não incomodarás vizinhos e outros clientes”, “Não fumarás em ambientes fechados” e “Não estimularás a violência”.

Não é somente o preço o atrativo para os clientes, os bares apresentam também petiscos criativos ao misturar ingredientes tradicionais com inusitados, como o prato “Coma suíno, mas use filtro solar” – uma combinação de carne de sol suína servida com redução de aceto com tangerina e rapadura e acompanhamento de minibatatas com bacon – servido no bar Rima dos Sabores (situado no bairro Prado). Entre os estabelecimentos participantes estão Assacabrasa, Bhar Savassi, Bar Ideal e Maria das Tranças (Lourdes e Savassi).

O evento vai até o dia 18 de novembro, sempre das 18h até às 21h. Confira todos os estabelecimentos participantes aqui.

 

Por Marcelo Fraga e Rafaela Acar

Foto: Rafaela Acar

Em uma época em que as pessoas andam apressadas, preocupadas com o trabalho e em conseguir acender socialmente, pouco resta tempo para cuidar da saúde e manter hábitos saudáveis. O stress do cotidiano numa cidade como Belo Horizonte é uma das grande motivações para surgimento de doenças. Na busca de uma melhor qualidade de vida, há quem procure mudar o endereço de residência, redefinir a alimentação, reprogramar o horário de trabalho, dedicar ao exercício de uma boa leitura e apreciação da cultura, tirar umas boas férias e se entregar às terapias milenares de relaxamento.

O 4º Festival Internacional Andando de Bem com a Vida discute essas questões que gravitam em torno do bem estar. O conceito central do evento é o de rede: todos os fatores externos, como a preservação do meio-ambiente, a educação, a reeducação alimentar e a utilização de fontes alternativas de energia estão diretamente ligados a um melhor aproveitamento do espaço em que se vive e um melhor funcionamento de todos os organismos, incluindo, os seres humanos.

Para amenizar o quadro que projeta uma sociedade negligente em relação às questões de saúde e respeito ao planeta, o idealizador do festival, Ulisses Martins, acredita que “o contato com conhecimento é a única ferramenta capaz de mudar o ser”. Professor e médico, Ulisses diz que “é o momento de se repensar e modificar o estilo de vida, essa redescoberta é fundamental para as novas gerações, de modo que elas possam viver num mundo de múltiplas possibilidades no que tange a busca da qualidade de vida”.

Ulisses Martins, idealizador do festival
Ulisses Martins, idealizador do festival

A estrutura do festival começou a ser montado hoje e ele terá uma programação ampla com workshops, palestras, diálogos científicos, aplicações de massagens e outras técnicas para o bem estar e conexão com o planeta. A abertura será na sexta-feira, 24, às 17 horas na Praça da Liberdade e segue até o dia 26, com a abordagem dos mais diversos assuntos relacionados à “Biodiversidade Cultural”, tema do evento. A entrada para todas as atividades é gratuita. Mais informações no site do evento.

Ana Silvia Rabelo conserva hábitos saudáveis como passear com os seus cães
Ana Sílvia Rabelo, 17, estudante, conserva hábitos saudáveis como passear com os seus cães

Por Felipe Torres Bueno

Fotos: Felipe Torres Bueno

Os documentários “O Aleijadinho”, de Joaquim Pedro Andrade, e “O barroco da alegria”, de Moacyr Laterza, foram exibidos, hoje, no anexo Francisco Iglésias, da Biblioteca Pública Luis de Bessa, dentro da programação da mostra “Barroco: arte do ouro e da poesia”.

Ao longo do mês de maio, foram exibidos vários curtas-metragens e documentários sobre a História do Barroco em Minas Gerais. Segundo a coordenadora da biblioteca, Alessandra Gino, a idéia de exibir os filmes na biblioteca, é de mostrar o outro caminho de informação que o leitor pode encontrar além dos livros. “O nosso projeto tem como objetivo é mostrar um jeito mais dinâmico de abordar diferentes temas. Todos os meses abordamos temas que despertam o interesse do público”, enfatiza.

  • Corrdenadora Alessandra GinoCoordenadora Alessandra Gino
  • No próximo mês, o tema será “O Meio Ambiente”. O assunto abordará conceitos e práticas ambientais.


    Por: Marina Costa

    Foto: Felipe Bueno

    0 517

    Em comemoração ao Dia Internacional do Trabalho, a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais apresentou, ontem, sob regência do maestro Marcos Arakaki, composições de Strauss e Tchaikovsky. O concerto integra a série “Clássicos no Parque”. Dentre músicas interpretadas destaca-se O Guarani: abertura, de Carlos Gomes.

    A apresentação reuniu pessoas de diversas idades. A costureira Vicentina de Paula, 51, aprecia a apresentação a Orquestra acompanhada do sobrinho, Miguel, de aproximadamente oito meses. “Gosto de estar presente, gosto de ouvir”, garante, “também vou quando é realizado no Parque Municipal e levo sempre o Miguel, para acostumar desde cedo a ouvir música de boa qualidade”, conclui.

    Vicentina de Paula acompanhada do sobrinho Miguel
    Vicentina de Paula acompanhada do sobrinho Miguel

    Os amigos Daniel, 16, Heron, 17, e Lucas, 17, são fãs de rock, mas também apreciam música clássica. “Estudo violoncelo há dois anos”, informa Daniel se referindo a um dos instrumentos usados na orquestra. Estudo violoncelo e gosto bastante, eu acompanho esse tipo de evento sempre”, garante Lucas. “Não esperava que o evento tivesse essa dimensão, ainda mais na Praça da Liberdade, não achava que a praça teria acústica para isso”, avalia Heron.

    Os amigos Daniel, Heron e Lucas
    Os amigos Daniel, Heron e Lucas

    Próxima apresentação “Clássicos no Parque” será 05 de junho, às 11horas, em Betim – Praça Milton Campos

    Texto: Anelisa Ribeiro e Marina Costa

    Foto: Marina Costa