Tags Posts tagged with "Exposição"

Exposição

0 640

O cérebro humano e todo o sistema nervoso até parecem obras de arte abstratas na exposição denominada paisagens neurais, realizada em homenagem a Santiago Ramón y Cajal. Nela, estão expostas, em quadros, imagens do sistema nervoso de Cajal e  de seus discípulos comparadas com as de artistas de vanguarda. As imagens mostram a evolução do pensamento de Cajal sobre o sistema nervoso até os dias de hoje. A exposição acontece do dia 21 de julho a 1º de setembro no Palácio das artes, espaço Mari’Stella Tristão.

Santiago Ramon y Cajal nasceu em maio de 1952 em Petilla de Aragon (Navarra) e morreu em Madri 1934, estudou medicina e foi professor universitário. Os desenhos de Cajal são cópias fiéis de proporções histológicas que mostram as microorganizações do sistema nervoso.

Ele realizou inúmeras e importantes contribuições para o estudo do sistema nervoso. Publicou diversos artigos científicos e livros no campo neurológico.  Foi uma figura importante no desenvolvimento da ciência e da cultura espanhola. Em 1906, ganhou o prêmio Nobel em fisiologia ou medicina por suas descobertas sobre a estrutura básica do sistema nervoso.

Cajal via de forma clara detalhes que passavam desapercebidos aos olhos de outros cientistas. Nas paredes da exposição o público podia também ler frases do estudioso, como esta: “O jardim da neurologia contempla o cientista com espetáculos cativantes e emoçoes artísticas incomparáveis.” Flávia coelho, professora de artes, que visitou a exposição considerou-a muito interessante pelo fato dela ligar áreas tão diferentes, que são a biologica e a artística. A professor disse que ali a biologia é vista como uma arte abstrata.

Por: Natália Oliveira

1 829

dsc_24232

Em breve, os órgãos públicos, que funcionavam nos prédios no entorno da Praça da Liberdade, se tornarão um dos principais circuito cultural do país. Nele, o público irá usufruir de livrarias, cafés, teatro, salas de dança e outras atividades. A intenção é fazer um cenário de convívio, aprendizado e entretenimento. Para explicar este processo de reestruturação foi montada, na alameda da praça, a exposição “Arte e Conhecimento”.

Um pavilhão de 70 metros de comprimento dividido em três partes, detalha como será organizado o circuito. No início, é possível conhecer um pouco da história das secretarias e da praça. Em seguida, são apresentadas algumas cidades do Brasil e do mundo onde prédios históricos passaram a ser espaço para atividades culturais, como exemplo o Museu do Louvre, antiga sede do governo francês. Por fim, o público confere, em um mapa gigante, as obras finalizadas e informações sobre as atividades de cada prédio.

Para Daniela Eugênia, 26 anos arte-educadora, a reforma é bastante válida uma vez que circuito cultural ficará de portas abertas para o público. “Li algumas opiniões contra essa reestruturação, mas acredito que ela é necessária. Os prédios voltarão a ganhar vida com a abertura do circuito”, ressalta.

O projeto, anunciado em 2005, tinha conclusão prevista para 2006, mas não ficou pronto no prazo. O atraso e o surgimento de rumores sobre a administração levaram o Ministério Público a investigar as obras. No ano seguinte a justiça negou a liminar.

Apesar da polêmica, o projeto recebe aplausos de turistas. Glauco Gonçalves, 18 anos, está na capital há 2 meses e foi conferir a abertura da exposição. “Achei legal porque a Praça da Liberdade é o cartão postal de BH. Quem visita a cidade passa por aqui, então muitas pessoas terão acesso ao centro cultural”, considera o estudante.

Já Vera Lúcia Batista, professora universitária acredita que pode ser muito interessante, porém destaca que é preciso ver a efetivação. “Ano que vem vamos ter acesso a todas essas mudanças e aí teremos condições de avaliar um pouco melhor. Até agora o que vimos são as notícias de jornais e fotos e planejamentos nessa exposição.”

A exposição, inaugurada no dia 3 de agosto, contou com a presença do governador de Minas, Aécio Neves e do prefeito da cidade, Márcio Lacerda. No coreto, Gabriel Guedes e grupo entretinham, com suas músicas, quem passava pela praça, enquanto as crianças se divertiam desenhando. O pavilhão ficará exposto na praça até o dia 9 de setembro.

Passeie pela EXPOSIÇÃO

Por Hélio Monteiro e Natália Oliveira.