Tags Posts tagged with "FITBH"

FITBH

0 340
Interativa, performance Looping: Bahia Overdub conduziu o público ao frenesi. Foto: Guilherme Jardim

Evento que entrou de vez para o calendário cultural da capital mineira, o FIT-BH propõe um novo olhar para o teatro, ao trazer espetáculos e companhias que trazem linguagens e estéticas próprias

Por Mateus Araujo, Tawany Santos e Thais Gonçalves*

A abertura da 14ª edição do Festival Internacional de Teatro Palco e Rua de Belo Horizonte (FIT-BH), atração que entrou de vez para o calendário cultural da cidade, reuniu cerca de 5 mil pessoas no Parque Municipal Américo Renné Giannetti, no centro da capital mineira, na última quinta-feira, dia 13. O evento inovou mais uma vez ao trazer para o espaço público atrações que rompem com a linguagem e estética teatral tradicional. As performances “Looping: Bahia Overdub” e “Batucada” foram as responsáveis por abrir a mostra e criar junto ao público uma forte interação.

O tema escolhido para este ano, Corpos-Dialetos, tem o intuito de trazer ao público “Urgências históricas e sociais de indivíduos e grupos não neutros, recusando a ideia de que exista um ‘sujeito padrão’ que possa servir de exemplo ou determinar a experiência de vida das demais pessoas”. No primeiro dia de festival, intervenções teatrais vieram com propostas de quebrar paradigmas e fazer com que o público interagisse com o espetáculo.

A performance baiana Looping: Bahia Overdub, de Felipe de Assis, Leonardo França e Rita Aquino, foi um dos destaques da primeira noite. O espetáculo trouxe referências da cultura afro-brasileira, da música popular e sonoridades urbanas diversas. A plateia ficou contagiada com a interatividade da apresentação. Os bailarinos, incorporados ao público, conduziram uma dança com movimentos propostos por correntes de pessoas.

Em meio à multidão, artistas e público formavam um só corpo, misturavam sensações e contato físico fomentando uma dança coletiva, ao som de batidas baianas e luzes baixas, se assemelhando a uma festa.

O espetáculo contou com cerca de 120 integrantes voluntários inscritos em um edital antes do início do festival. Para a realização da performance coletiva, artistas da companhia chegaram a Belo Horizonte uma semana antes do festival.

“As pessoas precisam de mais cultura, e nós, através desta apresentação, aprendemos que não existe barreira entre artista e público, é possível interagir. Não é só estar em cima de um palco e ser a estrela do espetáculo. Quando o público interage, o trabalho passa a fazer sentido”, afirma a estudante de teatro Bruna Gomes.

Festival Internacional de Teatro Palco e Rua (FIT 2018)

Criado em 1994, o FIT-BH promove sua 14ª edição, com diversos espetáculos através da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), por meio da Secretaria Municipal de Cultura (SMC) e da Fundação Municipal de Cultura (FMC) e Instituto Periférico. O conceito “Corpos-Dialetos”, proposto pela curadoria de Grace Passô, Luciana Romagnolli e Soraya Martins, norteou toda a programação do evento.

O festival se estende entre até o dia 23 de setembro e a programação completa está disponível no site oficial fitbh.com.br e redes sociais: facebook.com/fitbelohorizonte e @fitbh.

*(Os alunos de jornalismo produziram a reportagem sob orientação do jornalista Felipe Bueno).