Tags Posts tagged with "folclore"

folclore

0 819

A data foi escolhida como forma de homenagem ao jornalista Osvaldo da Silva Almeida, que nasceu dia 14 de Setembro de 1882, ele teria sido o inventor da palavra Frevo lançada em sua coluna no “Jornal Pequeno”, no dia 12 de Fevereiro, do Carnaval de 1908, em Recife .

Porém, o pesquisador Evandro Rabelo afirmou em um artigo que em 09 de Fevereiro de 1907, O Clube dos Espalhadores do Feitosa, noticiou no “Jornal Pequeno” o repertório de marchas carnavalescas com os seguintes títulos: Amorosa, O Sol, O Frevo, entre outras. Comprovando que o vocábulo já estava presente nos clubes carnavalescos.

Desde então 09 de Fevereiro, também é considerado o dia oficial do Frevo em Pernambuco, local de origem da dança.

Origem do Frevo – Uma história de amor, luta e arte.

frevo2

As últimas décadas do século XIX, e as três primeiras do século XX podem se considerar o período de estruturação do carnaval brasileiro. Nessa época, o jogo carnavalesco do entrudo foi proibido várias vezes pelos governantes do Brasil Colônia alegando que tinha espírito pertubador da ordem. Em 1857, foi decidido pelo Congresso das Sumidades Carnavalescas, que o carnaval brasileiro teria as características do carnaval europeu.

Todas as regiões do Brasil aceitaram a mudança, exceto Pernambuco, que na ocasião, iniciava um movimento contra a proibição do Governo quanto á saída dos capoeiras, chamados de desordeiros. Por conta disso Recife se transformou foco da agitação política, pregando o nacionalismo e expulsão dos portugueses, vários pernambucanos foram presos e fuzilados e quase metade do território de Pernambuco foi entregue a Bahia como castigo aos levantes contra o Império.

A medida do Governo gerou uma reação de mais confronto, os capoeiras andavam pelas ruas a procura de brigas, mas era através da dança que chamavam mais atenção. Segundo o historiador Pereira da Costa “O desfile desse pessoal era feito em moldes de verdadeiro delírio, pulando, gingando, jogando capoeira, armados de cacetes e aos gritos, desafiando adversários para a luta.”

Seriam esses capoeiras que teriam dado origem ao frevo, enquanto os passos teriam influência da quadrilha, maxixe, a polca e o dobrado, de acordo relatos dos descendentes do frevo escritos em  Marcha nº 1 do Clube Lenhadores,1903 por Juvenal Brasil.

Patrimônio

Em 2007, o frevo foi declarado como Patrimônio Imaterial do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

No dia 05 de Dezembro de 2012, a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) aprovou o frevo, expressão artística do carnaval do Recife, como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. O reconhecimento ocorreu durante a 7ª Sessão do Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial, na sede da Unesco, em Paris, na França.

Grupo de Dança em BH

Em Belo Horizonte o grupo Sandeiros, fundado em 1 de janeiro de 1980, é uma Companhia de danças folclóricas brasileiras considerada uma das melhores do país. O grupo disponibiliza cursos de dança gratuitos para mais de 500 pessoas por semestre. Clique aqui e saiba mais.

Texto: Gabriella Pimentel

 

Hoje, 31 de outubro, no Facebook, muitos usuários celebraram o Halloween, comemoração estadunidense do dia das Bruxas. Porém, poucos se lembraram de um dos personagens mais famosos do folclore brasileiro e que, também, tem seu dia comemorado hoje: o Saci Pererê, eternizado nas histórias de Monteiro Lobato. “Acredito que a cultura nacional tem se misturado a outras culturas, principalmente, a norte-americana, e acho isso lamentável, porque resulta numa “ignorância” da nossa cultura. Os alunos acabam por desconhecer a nossa cultura e não valorizá-la”, explica a pedagoga e professora 4º ano do ensino fundamental Luciana Dell’Areti,.

A estudante de jornalismo Juliana Costa concorda com a pedagoga. “Nós só vemos algo do folclore acontecendo quando estamos no ensino fundamental. A geração de hoje não está interessada em saber se o Saci nasce dentro dos bambus. Ela quer é festa”,  comenta.

A estudante do 2º ano do ensino médio Kézya Tavares também acredita que o brasileiros valoriza a cultura estrangeira. “Eu mesmo nem sabia que existia uma dia para o Saci-Pererê”, reconhece.

Para Luciana Dell’Areti cabe aos educadores resgatar as riquezas do folclore nacional. “Nós buscamos expor aos alunos que o Halloween não pertence ao nosso cabedal de conhecimentos, porém isso não impede que os alunos tomem conhecimento desse tipo de cultura. Agora, deixar de comemorar as nossas datas e festas para comemorar as estrangeiras, ao meu ver, é equivocado e fora do nosso contexto”, avalia.

Nas Redes

Mesmo a grande maioria não sabendo ou simplesmente esquecendo do Saci-Pererê, houve quem lembrasse do nosso personagem. Foi o caso da Fan-page, Halloween não 31 de outubro dia do saci, que foi criada para protestar contra a banalização da cultura nacional. Outro exemplo foi a página da globo internacional que ultilizou o folclore brasileiro para felicitar o dia das bruxas.

Imagem divulgada pela Globo Internacional

Por Ana Carolina Vitorino e João Vitor Fernandes

Fotos: Internet