Tags Posts tagged with "gastronomia Una"

gastronomia Una

0 225

Uma receita super fácil, versátil e irresistível, ideal para o café da manhã ou aquele lanche da tarde!

Quem nos agraciou com essa delícia de panqueca foi a Marina Sol, de 21 anos e ex-aluna do curso de Gastronomia da Una. Ela trabalha com confeitaria e fotografia de alimentos, confira o trabalho no Instagram (@niinacakes).

Rendimento: 12 panquecas médias
Tempo de preparo: 30min
Nível de dificuldade: fácil
Categoria: lanche

Ingredientes:
1 xícara de leite (150ml)
2 ovos e 1 clara
1 e 1/2 colheres de sopa de manteiga
1 colher de sopa de essência de baunilha
1 colher de sopa de mel
2 colheres de sopa de açúcar refinado
2 xicaras de farinha
1 colher de cha de sal
1 colher de sopa de fermento

Modo de preparo:
1. Bata todos os ingredientes no liquidificador até ficar homogêneo.
2. Unte uma frigideira com um pouquinho de manteiga e ligue o fogo baixo.
3. Coloque a massa aos poucos na frigideira (se for uma frigideira grande, você pode fazer várias de uma vez! Basta despejar a massa com cuidado, deixando um espaco entre elas.)
4. Quando começar a dar bolhas em cima, já pode virar!
5. Espere mais alguns segundos para dourar o outro lado e pronto!
6. Agora é só colocar a calda e acompanhamento que preferir e ser feliz! :)

Dicas para servir:
Você pode incrementar com mel, geleias, chocolate derretido, caramelo, manteiga, granola, frutas frescas ou secas… enfim, faça as combinações que você desejar!

 

 

 

 

0 107

Da cozinha afetiva, criativa, de memória, do fogão e do forno à lenha, da simplicidade do campo e da horta de subsistência familiar, extraímos ingredientes que, aliados ao conhecimento de técnicas, nos impulsiona a criar as melhores e mais saborosas receitas.

Recheada com ono pro nobis, calabresa, bacon, paio, champignon e farofa de mandioca temporada, essa EXPERIÊNCIA não podia ficar desacompanhada de uma das principais raízes da culinária brasileira: A MANDIOCA! Essa delícia foi desenvolvida por Luciana Barreto, ex-aluna do curso de Gastronomia do Centro Universitário Una.

Segue a receita:

Barriga suína recheada e pururucada

Porção: 6 pessoas

Grau de dificuldade: média

INGREDIENTES:

2 kg de barriga de porco

2 kg de mandioca

350 g de manteiga

150 g de bacon

150 g de linguiça calabresa

150 g de paio

150 gramas de farofa temperada

100 g de champignons

10 folhas de oro pro nobis

350 ml de cerveja larger

100 g de páprica defumada

100  g de alho

150 g de cebola

3 ramas de alecrim

10 folhas de louro

50 g de ervas finas

500 ml de óleo de soja

 80 g de sal

1 rolo de papel alumínio

Cordão para a amarra

MODO DE PREPARO

Limpe e raspe a pele da barriga; execute corte xadrez (3 à 4 cm) sobre a pele; tempere esfregando a barriga com páprica defumada, ervas finas e sal; acrescente o alegrim, louro e a cerveja larger; deixe marinar na cerveja por no mínimo 10 horas; reserve a marinada de cerveja para o molho.

Recheie a barriga suína com os outros ingredientes, o alho Laminado e 100 g da cebolq; amarre e em uma travessa ou tabuleiro, cubra cuidadosamente com o alumínio (passe duas ou três camadas de papel alumínio para evitar a entrada e saída de ar); leve ao forno por cerca de 4 à 5 horas (dependendo do forno); retire o papel alumínio e volte ao forno por 20 minutos ou até dourar; reserve a barriga e o caldo!

Pururucando a barriga

Esquente 500 ml de óleo de soja e sobre uma grade com um refratário por baixo, distribua cuidadosamente o óleo quente por cima da barriga até pururucar toda a peça. Retire as amarras, corte e sirva!

Mandioca mil folhas

2 kg de mandioca

350 g de manteiga

MODO DE PREPARO

Lamine à mandioca com um mandolim ou um cortador de legumes; derreta a manteiga no micro ondas ou no fogão; mergulhe e escora lâmina à lâmina na manteiga; empilhe as lâminas sobre as outras, coloque um peço sobre elas e leve ao refrigerador do dia para o outro; no forno pré aquecido, à 180° graus, asse a mandioca até dourar por mais ou menos 2 horas (dependendo do forno); deixe esfriar, corte em blocos e sele na manteiga. Sirva!

O MOLHO

Em uma panela, doure 50 g de cebola cortada em brunoise, acrescente a marinada da cerveja, o caldo da barriga e reduza o molho à 50%. Em uma peneira, coe o molho e volte ao fogo até reduzir à 20%. Empratar e servir! Bom apetite!

 

0 189
Foto: Verônica Porto

Por: Italo Charles

Grandes sonhos e projetos podem sim ganhar vida através da sala de aula. Foi assim que surgiu ‘A Essência do Brasil’, projeto gastronômico criado e administrado pelo chef Luís Felipe Castilho, aluno do curso de Gastronomia do Centro Universitário Una.

Com forte referência da avó, Felicidade Castilho, o jovem Luís começou a se apaixonar pela cozinha, o contato era natural, entre almoços em família e reuniões o vínculo se estabelecia. Desde então, o atual chef criou perspectivas para o que hoje se tornaria realidade.

Proprietário do L’essence Gourmet, espaço que proporciona aos clientes experiências gastronômicas, o chef tem a liberdade de experimentação. “O L’essence é onde eu realmente posso me expressar, de uma forma muito aberta para que a pessoa chegue até a mim, me conte sua necessidade e assim eu posso sugerir e criar o cardápio” comenta o Luís.

Conectado ao L’essence, Luis concebeu outro projeto. Durante as aulas de “Cozinha Brasileira e Regional” ministrada pela professora Rosilene Campolina (Una), o estudante percebeu a ausência de conhecimento acerca da gastronomia brasileira, e também viu como era pouco divulgada mundo afora.

A partir desse cenário foi idealizado A Essência do Brasil, projeto que visa difundir a cultura gastronômica regional e nacional com toques simples sem perder a elegância. “Neste projeto que envolve pesquisa e gastronomia, busco apresentar,  transmitir e valorizar a cozinha brasileira e regional. Uma viagem com olhar no simples e tradicional ao reconfortante e bem elaborado da culinária nativa do país, destacando o melhor da fauna e flora brasileira”, salienta Luís.

Evidenciar os ingredientes, conhecer o que há de mais íntimo de cada local e expressar essas relações culturais na culinária. Assim, o chef proporciona aos envolvidos grandes experiências afetivas.  “Vamos passear por biomas, estados, terroirs e cidades, com foco no que há de melhor em nossa história alimentar e apresentar a essência do Brasil em um projeto que une o campo à mesa, os sabores aos saberes e o homem a cultura”, afirma.

Envolto por pessoas que acreditam no seu trabalho, Luís estabeleceu conexões a fim de propagar e enaltecer a gastronomia brasileira. A partir disso foram firmadas parcerias com o Sítio de agricultura familiar Recanto Magini, com Thiago Ribeiro do Caixeiro de Minas, e também com o portal Chef a Chef administrado pela professora Rosilene Campolina, que realizou a abertura do projeto. “Tive o orgulho de realizar a abertura. O ‘Essência’ foi idealizado durante a disciplina que leciono, vejo que é muito promissor e que pode ir muito longe”, comentou Rosilene.

Para acompanhar o trabalho feito pelo L’essence Gourmet e pelo Essência do Brasil siga o instragam @lessence_gourmet.

 

*A matéria foi prodizida sob a supervisão da jornallista Daniela Reis

0 247

*Por Daniela Reis

A receita dessa torta de limão de hoje é para adoçar seu final de semana! Quem nos agraciou com essa delícia foi o aluno do curso de Gastronomia do Centro Universitário Una, Samuel Nolasco.

Vamos ao passo a passo?

Torta de limão com merengue suíço
Quantidade de porções: 14 fatias
Categoria: Sobremesa
Nível de dificuldade: Fácil

Ingredientes:

Base de Biscoito

150 gramas de BOLACHA MAIZENA

5 colheres de sopa de MANTEIGA sem salIngredientes: recheio

400 gramas de CHOCOLATE BRANCO picado

200 gramas de CREME DE LEITE

Raspas de 1 LIMÃO

Suco de 4 LIMÕES

Cobertura (merengue suiço)

4 claras

1 xícara de açúcar

Passo a passo

Base

1. Pré-aqueça o forno a 200°

2. Coloque a bolacha Maizena no processador e triture até virar uma farofa.

3. Adicione a manteiga em temperatura ambiente. Triture novamente até misturar.

4. Arrume na assadeira pressionando no fundo e nas laterais. Se quiser, use um ramekin (potinho) para facilitar esse processo.

5. Leve para assar por aproximadamente 15 minutos.

Recheio

1. Coloque em uma tigela o chocolate branco picado e o creme de leite. Misture.. Misture.

2. Leve para o microondas por 30 segundos, misture e volte para o microondas por mais 30 segundos.

3. OU esquente em banho-maria até obter um creme homogêneo.

4. Adicione as raspas de um limão e suco de 4 limões. Misture até o creme ficar homogêneo.

5. Despeje o creme na assadeira e leve para geladeira por pelo menos 3 horas.

Merengue suiço

1. Em uma tigela em banho maria coloque o açúcar e as claras. Leve ao fogo baixo mexendo sem parar até o açúcar se dissolver.

2. Assim que as claras estiverem pasteurizadas (você não vai sentir nenhum açúcar na mão), jogue a mistura ainda quente na batedeira e bata em velocidade máxima até que fique bem branco e com ondas.

Montagem

1. Desenforme a torta e coloque no prato que irá servir.

2. Decore com o merengue e raspas de um limão.

Sobre o chef

Samuel sempre foi apaixonado por cozinhar. Fez faculdade de gastronomia e atualmente é proprietário da Cakes com Afeto (@cakescomafeto) onde trabalha com bolos tradicionais, bolos decorados e personalizados, além de bolos no pote.

Siga no Instagram e fique por dentro desse doce gtrabalho!

0 163

Conheça o laboratório de Gastronomia do Centro Universitário Una

Por: Italo Charles

Cozinha de amores, sonhos e sabores. Local de harmonização e criação. Hoje, apresentamos a você o laboratório de gastronomia do Centro Universitário Una. O laboratório foi inaugurado junto com o curso de Gastronomia da Una, em 2014, mas em 2015 passou por atualizações e ganhou um novo formato mais moderno e funcional.

Três ambientes compõe a grande estrutura: cozinha principal, cozinha geral (confeitaria e panificação) e uma sala de bebidas. Espaços destinados às aulas práticas, minicursos e diversas atividades para o público externo.

Atualmente, o Laboratório de Gastronomia conta com quatro colaboradores. O líder Daniel Sucasas; Warley Inacio, técnico responsável pelas atividades do turno da manhã; Wessery Zago, técnico responsável pelo turno da noite e o apoio técnico da colaboradora Maria Carolina Alves durante os turnos da tarde e noite.

A partir de um vínculo natural acontece a conexão entre o laboratório e os estudantes, de tal forma, a prática diária fortalece o aprendizado. “É uma relação intrínseca, uma vez que a formação dos alunos permeia uma extensa parte prática. Com isso a vivência dos alunos do curso no laboratório é diária” salienta Daniel Sucasas.

Envolto em várias práticas, o laboratório firma parcerias com o público externo a fim de promover a integração gastronômica em seus diversos âmbitos, além de reafirmar o contato com a acadêmia através de eventos que proporcionam aos participantes experiência e formação para atuarem no mercado.

“Estamos envolvidos com a comunidade em diversas parcerias, que propiciam aos envolvidos uma interação com a gastronomia e suas diversas interfaces: culturais, sociais, econômicas, regionais, nacionais e internacionais” completa Daniel.

Dentro do ambiente acadêmico acontece o tradicional GastroUna, mostra acadêmica que eleva a produção dos alunos através dos princípios básicos: empreendedorismo, inovação e sustentabilidade. Mas além disso, o laboratório de gastronomia está envolvido com grandes eventos externos que estabelecem a conexão cultural e profissional em feiras, festivais e eventos diversos.

Com a palavra, o líder

“Os laboratórios de Gastronomia tem pontos comuns e peculiares comparado com os demais laboratórios da grande área de Economia Criativa. Em comum destaco a ampla possibilidade de criação, desenvolvimento profissional através das práticas e multidisciplinaridade com as demais áreas do conhecimento.

As peculiaridades estão relacionadas as características técnicas e de funcionamento do mesmo. Possuímos uma norma para uso e visitação, amparada pelas normas de vigilância sanitária, Anvisa e demais órgãos responsáveis. Tudo isso para garantir questões como segurança e higiene alimentar, boas práticas profissionais, que são características importantes ao profissional gastrônomo”. 

Fique por dentro

Para conhecer um pouco mais sobre a atuação do laboratório de gastronomia, acompanhe pelas redes sociais Instagram e Facebook.

Lá você vai conhecer mais sobre os projetos e ações que incluem nossos alunos, professores e oportunidades de participar do que fazemos de relevante no cenário gastronômico de BH.

0 178
Uma fantástica receita vegetariana

*Por Daniela Reis

Hummm… mais uma delícia em parceria com o curso de Gastronomia do Centro Universitário Una. E hoje a receita tem um “quê” de fantasia, e além disso, é uma preparação vegetariana que vai encantar aqueles que não consomem proteína animal.

Quem trouxe essa gostosura pra gente foi a ex-aluna da Una, Natália Carvalho. Ela despertou a paixão pela culinária depois de sofrer um acidente de carro e usar a cozinha como uma forma de se distrair e passar o tempo. Daí nasceu uma paixão!

Hoje, a chef além de desenvolver receitas maravilhosas, também escreve sobre a gastronomia de mundos fantásticos no seu blog “A Cozinha Fantástica da Nat”.

Chega de papo, vamos por a mão na massa?

Descrição do prato: Bolinhos fritos de arroz selvagem vegetarianos
Quantidade de porções: 10 bolinhos
Tempo de preparo: 30 Minutos
Categoria: Pode ser servido como acompanhamento, entrada ou petisco
Nível de dificuldade: Médio

Ingredientes:
• 1 colher de sopa de manteiga
• Alho
• 1 alhos poró
• 1/2 copo creme de leite fresco
• 2 copos de arroz selvagem cozido
• 1 ovo
• 1/2 copo de milho
• 1/4 copo de ervilha
• 1/4 copo de queijo mussarela ralado
• 1 colher de chá de sal
• Pimenta do reino
• 1 1/2 de farinha de trigo
• Óleo vegetal para fritar

Passo a passo para a preparação:
• Derreta a manteiga em uma panela com um pouco de alho. Adicione a parte branca do alho poró picada e cozinhe até que fique macio.
• Adicione o creme de leite fresco e deixe reduzir. Retire da panela e deixe esfriar.
• Adicione o arroz selvagem cozido, o ovo, milho, ervilha, queijo ralado, o sal e a pimenta do reino à gosto. Misture.
• Vá adicionando a farinha de trigo aos poucos.
• Pegue uma quantidade da massa, faça uma bolinha e dê uma amassada.
• Frite no óleo quente.

Conheça mais sobre o trabalho da chef Natália Carvalho, acessando o blog e as redes sociais.
Blog: http://cozinhafantasticadanat.com
Instagram: https://www.instagram.com/cozinhafantasticadanat/
Facebook: https://www.facebook.com/cozinhafantasticadanat

Ahhhhh… não deixe de seguir as redes sociais do Contramão (Facebook e Instagram).