Tags Posts tagged with "gastronomia"

gastronomia

0 116

Por Daniela Reis 

O Natal está chegando e o Contramão traz a receita de uma ceia completa, com entrada, prato principal e sobremesa. As delícias são da professora do curso de Gastronomia da Una e proprietária do portal Chef a Chef, Rosilene Campolina. Ela que é nossa parceira e sempre contribuiu para nossas matérias. 

Desejamos a todos um feliz Natal e próspero Ano Novo! Lembramos que entre os dias 22 e 10 de janeiro estamos de férias coletivas, mas voltaremos com muitas novidades e reportagens especiais para você. 

Vamos às receitas! 

Salada Marguerita Tricolor de Natal (entrada)

Ingredientes: 

1 maço de rúcula lavado e higienizado (desfolhado)

250g de mozzarella de búfala em bolinhas

200g de tomate seco em tiras

Flores comestíveis: amor perfeito, borago ou capuchinha para finalizar 

Molho:

30 ml de azeite

1 colher (sopa) de mel ou açúcar

1 colher (chá) de mostarda

2 colheres (sopa) de suco de limão

1 colher de aceto ou vinagre balsâmico (opcional)

Sal e pimenta do reino a gosto.

Modo de Preparo:

– Distribuir a rúcula em volta do prato. Intercalar com as fatias de tomate seco.

– Cortar as bolinhas de mozzarella em rodelas, ou se preferir deixar inteiras.

– Dispor a mozzarella no centro do prato ou em volta. Finalizar com as flores comestíveis. Para o molho, misturar todos os ingredientes (azeite, mel, mostarda, sal e pimenta do reino) e regar a salada a gosto.

 Toque de Chef: este molho pode ser conservado em bisnaga, na geladeira, e ser utilizado em diversas preparações como, carpaccios, queijos, embutidos, etc. 

 

Bacalhau de Natal à Moda do Brás por Rosilene Campolina (prato principal)

Ingredientes:

1 quilo de bacalhau (Porto ou Saithe) dessalgado em lascas grossas

2 cebolas grandes cortadas em pétalas (ou tirinhas à julienne)

4 dentes de alho processados ou amassados

200 ml de azeite português

500 g batata palha

6 ovos ligeiramente batidos

2 pimentas de dedo de moça (sem sementes) bem picadinhas

1 maço de salsa fresca e cebolinha bem picado

150g de pimentão vermelho cortado em julienne (tiras)

150g de pimentão amarelo cortado em julienne (tiras)

150g de azeitonas verdes (sem caroço) picadas

150g de azeitonas pretas (sem caroço) picadas

Azeitonas portuguesas e pimenta dedo de moça para decorar

1 bouquet garni (amarrado de ervas) alecrim, louro, tomilho, salsão ou ervas de sua preferência

1 cebola inteira e dentes de alho para aromatizar a água do cozimento

flor de sal com pimenta e Flor de Sal de ervas

Modo de preparo:

– Deixe o bacalhau de molho na geladeira durante 24 horas, trocando a água três ou quatro vezes.

Coloque-o em uma água nova e leve ao fogo com o bouquet garni. Depois de levantar fervura, conte três ou quatro minutos e retire. Escorra, retire as peles e espinhas e desfie em lascas grossas.

– Doure a cebola e o alho no azeite. Junte o bacalhau e envolva-o muito bem.

– Acrescente os pimentões e adicione a batata palha, misturando bem. Abaixe o fogo.

– Bata os ovos temperados com uma pitada de flor de sal com pimenta, à parte. Verta-os sobre o bacalhau mexendo sempre (fogo baixo) para não talhar;

– Envolva delicadamente o bacalhau e as batatas nos ovos. Continue mexendo até os ovos cozinharem (sem deixar talhar). Mantenha o fogo sempre baixo;

– Acerte os temperos com pimenta e um pouco de salsa e flor de sal. Monte o prato em travessa ou prato individual. Finalize com o restante da salsa picada, azeitonas pretas, pimentas vermelhas, azeite de salsinha e Flor de Sal de ervas. Bom apetite! 

 

Mousse Natalina de Tapioca com Coco e Calda de Jabuticada com Flor de Sal (sobremesa)

Ingredientes:

250g de farinha de tapioca seca (sem hidratar)

1500 ml de leite integral 

200ml de leite de coco

2 latas de leite condensado

400g de coco em flocos úmido ou seco (utilizo da Qualicy) ou fresco

Frutas vermelhas para decorar o quanto baste (ex: cerejas, morangos, framboesas, etc)

Calda de Jabuticaba Sabarabuçu para finalizar (opcional)

Flor de sal tradicional para agregar e finalizar a calda

Modo de preparo:

– Deixe a tapioca de molho no leite por cerca de 12 horas, mexendo de vez em quando.

 – Mantenha-a em vasilha fechada na geladeira. Depois deste tempo, acrescente o leite de coco e o leite condensado. Pode servir em taças individuais regadas com a calda de Jabuticaba Sabarabuçu e polvilhadas com côco e Flor de sal Cimsal. Decore com frutas vermelhas de sua preferência!

OBS: Pode substituir a calda de jabuticaba por outro sabor de sua preferência. 

 

 

0 134

Por Daniela Reis 

Hoje trouxemos uma delícia para os amantes de bacalhau! Uma ótima pedida para entrada ou até mesmo para o tira-gosto do final de semana. Quem nos agracicou com a receita foi a chef de cozinha e professora do Centro Universitário Una, Rosilene Campolina.

 

Casquinha de Bacalhau à Moda Rosilene Campolina

Rendimento: 20 unidades

Tempo de preparo: 45 minutos + tempo de forno

Ingredientes:

  • 1 kilo de bacalhau saithe dessalgado e desfiado
  • 20 casquinhas de siri limpas (compradas em peixarias ou supermercados)
  • 1 lata de molho de tomate refogado ou caseiro
  • 1 colher de sobremesa de açúcar
  • 2 pimentões, sendo 1 vermelho e 1 amarelo bem picadinhos
  • 1 colher (sopa) de azeite-de-dendê
  • 200 ml ou 1 xícara (chá) de leite de coco
  • 6 pães de forma sem a casca picados
  • 1 xícara de azeite (preferência português)
  • 1 colher (sopa) bem cheia de alho triturado ou amassado
  • 2 pimentas dedo de moça bem picadinhas, sem as sementes
  • 1 maço de cheiro verde (salsa e cebolinha) bem picadinho
  • 1/2 maço de coentro bem picadinho (opcional)
  • 2 colheres (sopa) de manteiga
  • 4 colheres (sopa) de farinha de rosca
  • 6 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
  • Sal a gosto
  • Pimenta biquinho, limão e salsa para decorar

Modo de Preparo:

Depois de dessalgar o bacalhau saithepor 24h. Afervente-o por alguns minutos, até abrir em lascas. Escorra a água e desfie-o. Reserve. Coloque o pão numa tigela e cubra com o leite de coco, deixando de molho até amolecer. Numa panela grande, aqueça o azeite de dendê misturado com metade do azeite português e refogue a cebola e o alho. Junte o bacalhau, os pimentões e o molho de tomate misturado ao açúcar.

Acrescente o pão umedecido, o cheiro verde, o coentro, as pimentas dedo de moça e misture bem. Regue tudo com mais azeite e reserve. À parte, misture o queijo ralado, a farinha de rosca e a manteiga. Recheie as casquinhas com o creme reservado e salpique um pouco dessa mistura de queijo ralado por cima. Leve ao forno para gratinar.

Sirva a seguir, regado à azeite e decorado com fatias de limão, cheiro verde e pimenta biquinho.

Toque de chef: o uso do coentro deve ser moderado e pode ser opcional, mas é bom lembrar que, nesta receita ele faz toda diferença!

Quer mais receitas da chef Rosilene Campolina, acesse o site dela:

 www.chefachef.com.br

0 168

Com a colaboração, hub de inovação é criado no terceiro andar do mercadão de BH e se chamará Galeria Una

Por Keven Souza

A sinergia entre empresas e espaços educacionais tem ganhado força em busca de soluções de problemas e criação de projetos inovadores. O Centro Universitário Una, que integra o Grupo Ânima Educação, tem apostado nessa ideia e proporcionado cada vez mais oportunidades para os alunos vivenciarem a área de atuação tendo ao seu favor parcerias externas que fogem dos muros da faculdade e vão além da sala de aula. 

Pensando nesse pilar interdisciplinar da instituição, nos últimos meses foi anunciada a parceria da Una com o Mercado Novo de Belo Horizonte. A Galeria Una é fruto dessa sinergia, um espaço de inovação que propõe exponenciar ideias, negócios e entretenimento, pautado por vivências e aprendizados únicos. “A gente espera que a parceria torne o prédio ainda mais diversificado e completo. Essa sinergia é por si só interessante, pois iremos conseguir integrar a educação em um prédio rodeado de histórias. A Una vem para o Mercado Novo com o intuito de somar e torná-lo polo em outras coisas que não somos.”, diz o curador do Mercado Novo, Luiz Felipe, sobre a parceria. 

O Mercado Novo pode ser considerado um local que abrilhanta a cidade. Apesar do espaço ser contemporâneo, seu prédio é antigo, inaugurado em 1960 na Avenida Olegário Maciel, como um reduto de arte, design, gastronomia, cultura que fomenta a boa convivência e beneficia o entorno. É um local descolado frequentado por jovens de diferentes tribos, sejam moradores ou turistas, por meio de diferentes tipos de negócios que ali se apresentam, como restaurantes, cervejarias, cachaçarias, lojas, prestação de serviços, hortifruti, entre outros. 

Foi a partir dessa expertise do Mercado, de unir a parte empresarial com a juventude, que surgiu o foco principal da parceria, impulsionar o empreendedorismo jovem através da Galeria Una. “Ocupar a cidade com estações de aprendizagem é um dos passos da Una. A Cidade Universitária pretende ir além de um espaço acadêmico no Mercado Novo, a Galeria vem para estimular uma relação mais próxima do entorno para que as pessoas experimentem a nossa marca. Com esse vínculo existirá a interação, universitário, empresa e comunidade local.”, comenta a diretora da Cidade Universitária da Una, Carol Sarmento.

O hub de inovação está no terceiro andar do Mercado Novo, que integra oito lojas, e pretende ser palco para as áreas de Gastronomia, Audiovisual, Estética, Moda e Design. Serão disponibilizados quatro espaços que misturam a essência do Mercado com os valores da Una e personifica a grande galeria atrativa. São eles: 

Espaço gastronômico – dedicado aos alunos de gastronomia e entusiastas.

Espaço fashion hub – dedicado a expor e vender peças de marcas parceiras e coleções feitas por alunos da Una.

Lounge dos guarda-chuvas – espaço de convivência para ampla apropriação social.

Palco para apresentações – destinado a pequenas apresentações de música, exposições de trabalho ou artísticas e outras possibilidades. 

*as imagens foram desenvolvidas pelo aluno de Arquitetura e urbanismo da Una, Gabriel Benzaquen

Além disso, serão oferecidos também cursos abertos de cozinha criativa, fotografia, roteiro, história do cinema, e outros, com professores e especialistas convidados. As obras já começaram e trazem consigo a expectativa da Galeria Una ser aberta ao público em 2022.

Para Ana Karolina de Oliveira Carvalho, arquiteta e urbanista e líder do Laboratório de Arquitetura (Fábrica NAU), atuar com os alunos à frente dos projetos arquitetônicos da Galeria Una foi uma responsabilidade executada cuidadosamente. Ela explica que, trazer inovação ao local sem ao menos deixar perder a originalidade do Mercado Novo, foi uma tarefa árdua, mas gratificante. 

“Tudo foi pensado com muito carinho, desde a escolha das cores e materiais aplicados, até os pequenos detalhes como adesivos e funcionamento de alguns móveis feitos especialmente para o local. Foi de longe um dos projetos mais importantes feitos no laboratório e com certeza um dos que mais nos orgulhamos”, diz.

Segundo ela, que é especialista em Gestão Estratégica de Projetos, o espaço hub vem para somar as raízes da capital, engrandecer a cultura mineira e conversar diretamente com a história do Mercado Novo. “Mais que entregar um projeto acessível e que atendesse as expectativas, a proposta teve como premissa respeitar nossas tradições, princípios estéticos e conversar com toda a estrutura do Mercado a partir de uma extensão da Una dentro dele. O projeto é de Belo Horizonte e para Belo Horizonte!”, pontua Ana. 

Para impulsionar a prática do empreendedorismo jovem é preciso que os estudantes  ocupem os espaços da Galeria Una de maneira orgânica e atuem como os protagonistas dessa parceria. De acordo com a líder do Laboratório de Moda da Una (Fábrica Moda), Letícia Dias, para além de somar a cultura local, a Galeria Una é a conexão ímpar entre ensino e business, significativa para a vivência prática de todos os alunos. 

“O Mercado Novo é a cara do nosso aluno, descolado, autêntico, diverso e em constante movimento, nada mais coerente do que estarmos presentes em ambientes que proporcionam essa liberdade de ser. Estamos atentos em como a cidade tem gerado oportunidade de aprendizado, onde é possível estarmos para garantir experiências únicas fora da sala de aula, promovendo o aprendizado através da interação entre o aluno e o espaço que ele está presente”, comenta. 

Ela, que é especialista em Gestão Estratégica de Marketing, afirma que a Galeria Una será uma vitrine para os estudantes com espaço colaborativo, aberto para negócios, aprendizado e muita criatividade. O Fashion Hub, será um espaço voltado para a geração de negócios à procura de alunos que possam apresentar soluções para os desafios do setor da moda. A iniciativa visa incentivar o ecossistema de inovação da Moda e conectar os grupos às empresas, buscando ideias inovadoras e criativas de forma colaborativa, para trazer resultados mais ampliados.”, ressalta. 

A Galeria Una faz parte das ações em comemoração ao sexagenário da Una neste ano de 2021 e é um presente da instituição para seus alunos. O projeto inclina-se para que empresas, estudantes e frequentadores se apropriem do espaço e sintam-se parte do Mercado Novo por meio do hub de inovação. 

0 105

E hoje é dia de receita aqui no Contramão! A delícia de hoje é da professora do curso de Gastronomia da Una, Carol Haddad e é uma excelente opção para o final de semana.

Gallette Bretone (06 unidades)

Ingredientes

Massa:

Farinha de trigo sarraceno – 130 g

Água – 250 ml ou QB

Ovo – 1 unidade

Sal – A gosto

Óleo – A quantidade que achar suficiente

Recheio:

Cogumelo Paris fresco fatiado – 400 g

Alho – dentes em brunoise

Azeite – 1 colher (sopa)

Óleo – A gosto

ovos – 6 unidades

Sal – A gosto

Pimenta do reino – A gosto

Noz moscada – A gosto

Salsinha picada finamente

Flor de sal para finalizar

Modo de Preparo

Massa:

Num recipiente misture com um fouet o trigo e o sal. Faça uma cavidade no centro e nela coloque os ovos e metade da água. Junte a água restante e, com uma espátula, bata para dar leveza por cerca de 03 minutos, até ficar com uma espessura de uma fita caindo da espátula. Cubra com papel filme e leve à geladeira por pelo menos 04h. Retire a massa da geladeira e misture até estar lisa, cobrindo o dorso do utensílio. Unte a frigideira com óleo e espalhe com papel toalha para tirar o excesso. Leve-a ao fogo e disponha uma concha de massa e deixe que cozinha até começar a soltar das bordas. Vire e repita o processo. Reserve os discos de crepe.

Recheio:

Disponha o azeite em uma frigideira e coloque o alho. Leve ao fogo para refogar, sem dourar.

Junte os cogumelos e deixe que murchem. Tempere com sal e pimenta do reino e finalize com salsinha. Reserve.

Finalização:

Disponha pouco óleo em uma frigideira e “frite” os ovos. Nos discos de crepe, coloque o recheio e, por cima de cada um deles, ovo.

Polvilhe flor de sal e mais salsinha, se desejar.

0 202

Por: Wessery Zago e Keven Souza

A cozinha contemporânea dá asas à imaginação ao combinar classicismo com novos conceitos de restaurantes e inovações tecnológicas. Inspira-se na tradicional cozinha italiana, francesa, oriental, espanhola, árabe, portuguesa e brasileira para, então, surgir repaginada e agradar ao paladar de clientes cosmopolitas. Esse estilo, prima pela estética gastronômica, pelos sabores, pelos aromas e pela qualidade dos alimentos levados à mesa. Essa tendência, ganhou o mundo ao desconstruir alguns conceitos seculares e adaptá-los a novas possibilidades. É assim, que devemos ver um alimento, como possibilidades. Infinitas possibilidades.

Quem vai a um restaurante de cozinha contemporânea está disposto a ser surpreendido. O cliente desse tipo de estabelecimento sabe que está em um território onde a experimentação é permitida. Como em uma obra de arte, combinações inusitadas criam concepções repletas de tonalidades, de cores, aromas e sabores.

Quem acompanha nossas postagens, sabe que na sexta-feira a gente adora trazer aquela receitinha especial! Em comemoração ao Dia dos Pais, o Contramão traz uma receita perfeita para jantar ao lado da família e criar concepções únicas ao lado quem você ama nessa data tão importante.

A receita é do Wessery Zago, técnico do laboratório de Gastronomia da Una.

Chef Wessery Zago

Vamos ao passo a passo?

Bobó de camarão na moranga

INGREDIENTES:

– 1 moranga grande

– 1 kg de camarão frescos e limpos

– 1 kg de mandioca

– 3 dentes de alho picados ou amassados

– 3 cebolas médias (2 cortadas em cubos e 1 em rodelas)

– 2 vidros de leite de coco

– 2 lata de molho de tomate pronto

– 3 pimentões (1 de cada cor)

– 6 colheres de azeite

– 2 colheres de azeite de dendê

– 1 maço de salsinha picado

– Suco de 2 limões

– Sal a gosto

– Pimenta-do-reino a gosto

– Queijo parmesão ou requeijão (opcional)

MODO DE PREPARO

– Tempere os camarões com sal, suco de limão e a pimenta-do-reino, deixe descansar por 1 hora.

– Lave bem a moranga e seque bem.

– Corte no topo uma tampa, e com cuidado retire as sementes e os fiapos do interior da moranga.

– Em seguida, passe azeite em toda a moranga e dentro passe um pouco de sal, cubra com papel alumínio toda moranga e leve ao forno por 25 minutos ou até ela fica macia, porém firme.

– Descasque a mandioca e cozinhe na panela de pressão, por 10 minutos ou até ficar mole, retire do fogo e ainda quente tire os fiapos e amasse.

– Depois bata a mandioca no liquidificador com o leite de coco, reserve.

– Em uma panela, refogue as cebolas, alho e os pimentões, no azeite e doure os camarões, junte o molho de tomate, a salsinha e o sal.

– Deixe cozinhar de 5 à 10 minutos.

– Refogue a cebola em rodelas e o alho, no azeite de dendê e acrescente o creme de mandioca, tempere a gosto.

– Com a moranga cozida, coloque uma camada de queijo ou requeijão e o molho até o topo.

– Finalize com queijo e leve ao forno para gratinar.

– Enfeite com camarões grandes e sirva com arroz branco.

 

 

0 204

Por Daniela Reis 

A receita de hoje é a famosa sopa de beterraba Borscht. Além de gostoso, o prato traz uma disputa entre dois países Rússia e Ucrânia. Ambas as nações “brigam” pela origem dessa delícia de forte coloração vermelha e sabor marcante.

Mas, como a gente aqui gosta mesmo é de uma boa comida, então,vamos deixar as polêmicas de lado e bora para a receita!

Quem nos agraciou com essa maravilha é o técnico do laboratório de Gastronomia da Una, Wessery Zago, e pós-graduando em Gestão de Negócios Gastronômicos. Ele também é jornalista e atua no jornal Pravda. Ele é brasileiro, nascido em Abaeté (MG), naturalizado Russo. Porém essa história, a gente vai contar em uma outra reportagem especial.

Wessery Zago

BORSCHT

PREPARO: 120 MIN

RENDIMENTO: 6 PORÇÕES

INGREDIENTES

3 cenouras médias

6 beterrabas médias descascadas

1 talo de aipo

Salsinha

3 colheres de sopa de azeite de oliva

2 l de água

750 g de carne para sopa

200 g de toucinho

1 folha de louro

1 lata de purê de tomate

Sal e pimenta à gosto

Suco de 1 limão

200ml de creme de leite fresco

Opcional: 2 xícaras de repolho ralado

 

MODO DE PREPARO

Corte  2 cenouras e 4 beterrabas em cubos o aipo em tiras. Aqueça o azeite e acrescente os ingredientes anteriores, mexer bem. Juntar a água, a carne, o louro, o tomate, sal e a salsa.Deixar ferver em fogo baixo até a carne ficar macia – aproximadamente 1 1/2hora.

Retire a carne, corte em cubos, coloque na sopeira e reserve. Leve o caldo ao copo do liqüidificador, deixe bater bem ou use o mixer. Volte a panela e acrescente o repolho e cozinhe por 10 minutos.

Corte em cubos pequenos as 2 beterrabas e a cenoura que sobraram. Junte o limão ao suco e misture ao caldo junto com a pimenta.Coloque na sopeira e sirva com o creme azedo.

Bom apetite!