Tags Posts tagged with "gastronomia"

gastronomia

0 439

Conheça o laboratório de Gastronomia do Centro Universitário Una

Por: Italo Charles

Cozinha de amores, sonhos e sabores. Local de harmonização e criação. Hoje, apresentamos a você o laboratório de gastronomia do Centro Universitário Una. O laboratório foi inaugurado junto com o curso de Gastronomia da Una, em 2014, mas em 2015 passou por atualizações e ganhou um novo formato mais moderno e funcional.

Três ambientes compõe a grande estrutura: cozinha principal, cozinha geral (confeitaria e panificação) e uma sala de bebidas. Espaços destinados às aulas práticas, minicursos e diversas atividades para o público externo.

Atualmente, o Laboratório de Gastronomia conta com quatro colaboradores. O líder Daniel Sucasas; Warley Inacio, técnico responsável pelas atividades do turno da manhã; Wessery Zago, técnico responsável pelo turno da noite e o apoio técnico da colaboradora Maria Carolina Alves durante os turnos da tarde e noite.

A partir de um vínculo natural acontece a conexão entre o laboratório e os estudantes, de tal forma, a prática diária fortalece o aprendizado. “É uma relação intrínseca, uma vez que a formação dos alunos permeia uma extensa parte prática. Com isso a vivência dos alunos do curso no laboratório é diária” salienta Daniel Sucasas.

Envolto em várias práticas, o laboratório firma parcerias com o público externo a fim de promover a integração gastronômica em seus diversos âmbitos, além de reafirmar o contato com a acadêmia através de eventos que proporcionam aos participantes experiência e formação para atuarem no mercado.

“Estamos envolvidos com a comunidade em diversas parcerias, que propiciam aos envolvidos uma interação com a gastronomia e suas diversas interfaces: culturais, sociais, econômicas, regionais, nacionais e internacionais” completa Daniel.

Dentro do ambiente acadêmico acontece o tradicional GastroUna, mostra acadêmica que eleva a produção dos alunos através dos princípios básicos: empreendedorismo, inovação e sustentabilidade. Mas além disso, o laboratório de gastronomia está envolvido com grandes eventos externos que estabelecem a conexão cultural e profissional em feiras, festivais e eventos diversos.

Com a palavra, o líder

“Os laboratórios de Gastronomia tem pontos comuns e peculiares comparado com os demais laboratórios da grande área de Economia Criativa. Em comum destaco a ampla possibilidade de criação, desenvolvimento profissional através das práticas e multidisciplinaridade com as demais áreas do conhecimento.

As peculiaridades estão relacionadas as características técnicas e de funcionamento do mesmo. Possuímos uma norma para uso e visitação, amparada pelas normas de vigilância sanitária, Anvisa e demais órgãos responsáveis. Tudo isso para garantir questões como segurança e higiene alimentar, boas práticas profissionais, que são características importantes ao profissional gastrônomo”. 

Fique por dentro

Para conhecer um pouco mais sobre a atuação do laboratório de gastronomia, acompanhe pelas redes sociais Instagram e Facebook.

Lá você vai conhecer mais sobre os projetos e ações que incluem nossos alunos, professores e oportunidades de participar do que fazemos de relevante no cenário gastronômico de BH.

0 460
Uma fantástica receita vegetariana

*Por Daniela Reis

Hummm… mais uma delícia em parceria com o curso de Gastronomia do Centro Universitário Una. E hoje a receita tem um “quê” de fantasia, e além disso, é uma preparação vegetariana que vai encantar aqueles que não consomem proteína animal.

Quem trouxe essa gostosura pra gente foi a ex-aluna da Una, Natália Carvalho. Ela despertou a paixão pela culinária depois de sofrer um acidente de carro e usar a cozinha como uma forma de se distrair e passar o tempo. Daí nasceu uma paixão!

Hoje, a chef além de desenvolver receitas maravilhosas, também escreve sobre a gastronomia de mundos fantásticos no seu blog “A Cozinha Fantástica da Nat”.

Chega de papo, vamos por a mão na massa?

Descrição do prato: Bolinhos fritos de arroz selvagem vegetarianos
Quantidade de porções: 10 bolinhos
Tempo de preparo: 30 Minutos
Categoria: Pode ser servido como acompanhamento, entrada ou petisco
Nível de dificuldade: Médio

Ingredientes:
• 1 colher de sopa de manteiga
• Alho
• 1 alhos poró
• 1/2 copo creme de leite fresco
• 2 copos de arroz selvagem cozido
• 1 ovo
• 1/2 copo de milho
• 1/4 copo de ervilha
• 1/4 copo de queijo mussarela ralado
• 1 colher de chá de sal
• Pimenta do reino
• 1 1/2 de farinha de trigo
• Óleo vegetal para fritar

Passo a passo para a preparação:
• Derreta a manteiga em uma panela com um pouco de alho. Adicione a parte branca do alho poró picada e cozinhe até que fique macio.
• Adicione o creme de leite fresco e deixe reduzir. Retire da panela e deixe esfriar.
• Adicione o arroz selvagem cozido, o ovo, milho, ervilha, queijo ralado, o sal e a pimenta do reino à gosto. Misture.
• Vá adicionando a farinha de trigo aos poucos.
• Pegue uma quantidade da massa, faça uma bolinha e dê uma amassada.
• Frite no óleo quente.

Conheça mais sobre o trabalho da chef Natália Carvalho, acessando o blog e as redes sociais.
Blog: http://cozinhafantasticadanat.com
Instagram: https://www.instagram.com/cozinhafantasticadanat/
Facebook: https://www.facebook.com/cozinhafantasticadanat

Ahhhhh… não deixe de seguir as redes sociais do Contramão (Facebook e Instagram).

0 383

Alunos terão a possibilidade de participar de ação para movimentar o setor gastronômico e turístico de Belo Horizonte

*Por Italo Charles

Entre os dias 11 e 18 de agosto acontecem as inscrições para a 3ª edição Desafio de Inovação e turismo,  parceria entre o Centro Universitário Una, Sebrae MG e Belotur que tem como finalidade propor aos estudantes grande imersão no mercado de trabalho através de soluções para o setor gastronômico e turístico de BH.

Serão selecionados 40 alunos da Una,de diversas áreas do conhecimento, e 15 estabelecimentos cadastrados pelo Sebrae . A proposta é auxiliar as empresas do setor gastronômico e turístico que estão passando por uma fase delicada devido a pandemia.

No desafio, os alunos criarão estratégias e propostas para solução e reintegração dos estabelecimentos através das demandas identificadas pelos estudantes e empresários. As demandas serão identificadas em diferentes áreas como gestão, comunicação e marketing, gastronomia, dentre outras.  

Para o coordenador do curso de Gastronomia da Una, Edson Puiati, o setor tem passado por grande dificuldade, e essa edição do projeto será de suma importância, pois proporcionará o contato dos estudantes com o mercado, além de instigar e prepará-los para os obstáculos na profissão.“Este é o momento dos graduandos colocarem em prática todos os conhecimentos adquiridos. Serão alunos de vários cursos, inclusive gastronomia, e a partir do contato com os empreendimentos e com os problemas indentificados, eles auxiliarão na solução desses problemas”, saliente. 

O Desafio de Inovação será iniciado no dia 24 de agosto e tem previsão de encerramento no dia 30 de novembro. Durante esse período os estudantes e empreendimentos selecionados trabalharão juntos e ao final, as melhores propostas e estratégias de solução pelos alunos serão premiadas.

Inova Gastronomia e Hackatur 

Destinado a empresários do setor alimentício, o Inova Gastronomia é um programa de inovação atribuído a negócios tradicionais de alimentação fora do lar de Belo Horizonte (bares, restaurantes, etc.), e tem como objetivo reformular os empreendimentos afetados nesse período de crise através de um olhar diferenciado.

Já o Hackatur, é o projeto  designado aos estudantes de graduação e possui o intuito de preparar os participantes através de uma maratona, elaborando estratégias e soluções para aprimorar o desempenho dos empreendimentos durante e após a pandemia.

Serviços:

11/8 – Desafio de Turismo e Inovação – Inova Gastronomia e Hackatur 

Lançamento do programa

Hora: 19h

Inscrições Inova Gastronomia:  3 a 18/8

Inscrições Hackatur:  11 a 18/8

Mais informações: 3379-9179 

Acesse o link para inscrição da palestra de abertura. 

*A matéria foi produzida sob a supervisão da jornalista Daniela Reis

0 581

*Por Daniela Reis 

Hummmm… hoje é dia de receita! Essa gostosura de hoje é uma opção excelente para o tira-gosto do final de semana, que foi compartilhada com a estudante do curso de Gastronomia do Centro Universitário Una, Shirley Figueiredo (confira sua página no Instagram)

Lagarto Desfiado
Tempo de preparo: 1:30 h
Categoria: Tira gosto
Nível de dificuldade: Fácil
Ingredientes:
– 2 kg de carne bovina lagarto
– 1 pimentão grande de cada: amarelo, vermelho e verde (retirar toda a parte branca interna e as sementes, pois senão fica com gosto amargo);
– 1 cebola média: branca e roxa;
– Azeitonas (150 gramas, picadas, sem caroço);
– Alcaparras (1 vidrinho pequeno / dica: escorrer o líquido e lavar em água filtrada para retirar o excesso de sal);
– 50ml de molho shoyo + 50ml de molho inglês + 50ml de  molho para carnes;]
– 200ml de azeite.

Passo a passo para a preparação:
Picar o lagarto em cubos de +/- 3 dedos, não retirar a gordura para a mesma não ficar dura. Temperar considerando uma colher (sopa) para cada kg de carne. Cozinhar a carne em panela de pressão por +/- 20 minutos. Retirar, deixar amornar para desfiar a carne e reservar. Picar os demais ingredientes e misturar na carne, posteriormente colocar o molho de preferência e o azeite extra virgem de preferência.

 

0 463

A tartelete é uma espécie de minitorta ou uma empada doce aberta. Em pequenas forminhas, você assa uma massa pra lá de especial e pode colocar variados recheios.

Quantidade de porções: 10 unidades

Tempo de preparo: 60 minutos

Categoria: Sobremesa

Nível de dificuldade: Fácil

Ingredientes:
395 g de leite condensado
200 ml de creme de leite
2 limões
2 xícaras de farinha de trigo
4 colheres de sopa de manteiga
2 claras de ovos batidas em neve
2 gemas

Passo a passo para a preparação:
Bata no liquidificador o creme de leite, o leite condensado e o suco dos limões por 5 minutos e leve à geladeira. Em seguida, misture a farinha de trigo com a manteiga em temperatura ambiente até que forme uma massa homogênea. Para finalizar, coloque as duas gemas e misture novamente até firmar. Coloque a massa nas forminhas, fure toda a massa com a ponta de um garfo e leve ao forno pré aquecido a 180°C até dourar.

Retire a massa do forno e espere até ficar totalmente fria. Coloque o creme de limão (que você deixou descansando na geladeira) sobre a massa e finalize colocando as claras em neve, leve ao forno rapidamente só pra corar as claras e coloque raspas de limão pra enfeitar.

A receita é da aluna do curso de Gastronomia do Centro Universitário Una, Talita Rodrigues Magalhães. Proprietária da Tatá Doces Gourmet.

0 689

Evento celebrou o aniversário de 89 anos do Mercado Central, contou com a presença vários chefs e também professores e alunos da Una

Por: Italo Charles

Muitos sabem que um dos tira-gostos mais apreciados pelos mineiros é o fígado com jiló. A partir disso, o Festival Cultural do Mercado Central que aconteceu no ano de 2018 realizou uma parceria com doze chefs de Belo Horizonte para tentar alcançar a marca de “Maior chapa de fígado com jiló do mundo”.

O evento que comemorou os 89 anos do Mercado garantiu o título esse ano (2020). A chapa que tinha por extensão 16 metros, foi montada na avenida Augusto de Lima e operada por dezenas de chefs, contando também com a participação de alunos e professores do curso de Gastronomia do Centro Universitário Una. 

Nomes da gastronomia mineira, como Flávio Trombino (Xapuri), Edson Puiati (Coordenador do curso de Gastronomia Una), Eduardo Avelar (Territórios Gastronômicos), Rosilene Campolina (Docente na Una e administradora do portal Chef a Chef), Marcos Proença (Patorroco), Jaime Solares (Borracharia), Ivo Faria (Vecchio Sogno), Rodrigo Zarife (Ro.ZA Gastronomia), Ilmar Antônio de Jesus (Casa Cheia), Valdez Maranhão (Buteco do Maranhão), Ronaldo Marques da Silva (Bar Fortaleza) e Wellington Paulo Nunes (Bar da Lora), foram os chefs responsáveis pela chapa.

A professora da Una, Rosilene Campolina, única chef mulher a participar da chapa contou um pouco sobre experiência de ter participado do festival. “Foi uma sensação de orgulho e ao mesmo tempo de responsabilidade, porque estive representando o segmento feminino dentro da gastronomia que muitas vezes é esquecido. Mas, também tive que ‘dar conta do recado’ por estar ao lado de vários outros chefs que são  grandes nomes da gastronomia”.

Um dos principais pontos para conquista do título, era valorizar a cultura e a gastronomia local, fomentando o uso de ingredientes regionais como explica o chef Michel Douglas Duda (participou do evento ainda enquanto aluno). “Foi uma sensação maravilhosa, senti que além de representar nosso país, estava valorizando meu estado, minha cultura e minhas raízes através da gastronomia. Hoje, vejo como grande importância, pois conquistamos com um recorde muito difícil de ser quebrado, porque pra mim não são só números, trata-se da valorização da cultura alimentar do nosso berço que é Minas gerais”.

“O título de maior chapa de fígado com jiló do mundo concedido pelo Guinness Book, apresenta ampla importância, pois gera reconhecimento profissional, reconhecimento da cultura local, uma vez que o título cria uma repercussão mundial, nos proporciona uma posição de abertura, potencializando o turismo, fomenta a economia e valoriza ainda mais nossa gastronomia. Enquanto docente, avalio o reconhecimento como uma forte referência para os alunos, mostrando-os como algo ‘nosso’, genuíno que muitas vezes é popular pode ser tornar sofisticado”, completa Rosilene.

 

 

*A matéria foi produzida sob a supervisão da joornalista Daniela Reis