Tags Posts tagged with "GastroUna"

GastroUna

0 172

Por Bianca Morais 

O curso de Gastronomia do Centro Universitário Una é referência não apenas em Minas Gerais, como em todo o Brasil e muito se deve à postura que a faculdade e seu corpo docente assumem em buscar maneiras diferenciadas de conectar o aluno com o mercado. 

Dentro dessa proposta de empregabilidade ao aluno, nasceu o GastroUna, o principal evento de Gastronomia da instituição. Com dez edições bem-sucedidas, o projeto propõe aos estudantes do último período do curso a elaborar um projeto técnico científico, que consiste na criação de um negócio, que envolve desde nome, logomarca, plano de negócio, planejamento estratégico, ações de marketing, construção de cardápio, definição do público-alvo e execução. A mostra acadêmica é uma proposta com visão empreendedora que tem a função apresentar e inserir os participantes no mercado de trabalho, sua realização acontece sobre três eixos temáticos, sendo eles: visão empreendedora, sustentabilidade e a inovação.

Todo semestre, os estudantes se reúnem em grupos e trabalham em seus projetos, no dia do evento, eles se apresentam à bancada de jurados, que é sempre composta por grandes nomes da Gastronomia, o que proporciona a eles além da experiência, a possibilidade de estabelecer uma rede de contatos, uma verdadeira vitrine para quem está ingressando na área.

O GastroUna sempre foi um trabalho interdisciplinar, que permite aos alunos fazerem essa ligação com os vários campos que a academia oferece, e para isso, eles contam com o auxílio não só dos professores, mas com toda uma rede de colaboradores da Una. O curso de Cinema, por exemplo, é muito ativo no evento, sempre produz vídeos que são divulgados antes, durante e após o evento. Já no dia, o Cinema une-se ao Jornalismo para realizar a cobertura, entrevistando alunos, júri e convidados. Atendendo as demandas dos alunos eles também recorrem a cursos como Publicidade e Propaganda e Design Gráfico para construção dos negócios e o que for necessário para o sucesso de suas apresentações.

O início de tudo

Rosilene Campolina é chef de cozinha e professora do curso de Gastronomia, além disso é idealizadora do projeto GastroUna. Em 2016, ela ministrava a matéria de Projeto Interdisciplinar e foi quando teve a ideia de renovar aquela disciplina que trazia em sua ementa a inovação. “Já que trabalhávamos nesses projetos com foco no empreendedorismo, nada mais interessante do que fazer essa conexão, estabelecer essa ponte entre o aluno e o mercado de trabalho, com profissionais da área todos envolvidos”,  explica Rosilene.

No começo, o GastroUna era um evento apenas com barraquinhas distribuídas no pátio da instituição, onde cada grupo preparava sua receita e vendia para o público. Rosilene guarda boas lembranças da época e da “Gastrourna”, uma urna onde o público depositava seu voto de melhor prato. “Os alunos vendiam, as pessoas compravam e existia uma disputa entre os grupos, era uma adrenalina danada, porque todo mundo queria vender muito para ganhar”, conta a idealizadora.

O projeto cresceu, saiu daquele modelo mais tímido e tomou conta do auditório da unidade João Pinheiro, ganhando ali um caráter mais objetivo e focado. “Mudamos o formato de feira para a mostra acadêmica, até porque às vezes o aluno focava muito em vender, queria ser o melhor e esquecia um pouco da gestão, da parte administrativa do negócio”, completa a professora.

O GastroUna é um trabalho científico, com apresentação e conceitos bem definidos, além da prática que acontece no dia do evento, por trás os alunos realizam um denso trabalho de pesquisa e fichas técnicas de todos os produtos, obedecendo as ordens da ABNT, com o principal objetivo de tornar aquele estudante um profissional capaz e proativo. 

Segundo Rosilene em dez edições, somando-se a participação de forma direta ou indireta, seja de pessoas assistindo, de empresas patrocinadoras, de professores, alunos de gastronomia e até de outros cursos que atuam de outras formas no evento, como os de arquitetura, comunicação, gestão de negócios, marketing, se tem cerca de 9 mil pessoas que passaram por ele. 

Os parceiros

O GastroUna se consagra como uma vitrine de empreendedorismo para o mercado e envolve o cenário gastronômico, hoteleiro e turístico de BH. Desde a sua primeira edição, o júri técnico, responsável por julgar os trabalhos junto com o popular, conta com parceiros renomados e bem eclético. O evento busca trazer o melhor do mercado, dos setores público e privado, com a intenção de dar aos alunos a abertura para diversas áreas. 

Um deles é o chef Eduardo Maya, idealizador do Comida di Buteco e da Feirinha Aproxima, parceiro consagrado do GastroUna, presente desde a primeira edição do projeto, está sempre proporcionando grandes oportunidades, não apenas aos vencedores, mas a todos os alunos que participam.

Em uma das edições, o grupo “Bom Caldin”, foi convidado por ele para participar do “Uaini Night”, na Casa Fiat de Cultura, festa que Eduardo estava planejando para um público de cerca de 500 pessoas. “Ele tinha montado muitos stands no jardim da Casa Fiat para vender os pratos que fossem acompanhar os vinhos, gostou tanto dos caldos que esse grupo fez, que me perguntou se eles dariam conta de participar do evento, todos ficaram muito empolgados de atuarem em um evento grande, fizeram muito bonito e venderam tudo”, relembra Rosilene.

Eduardo Maya também já convidou os vencedores do evento para participarem da feira gastronômica Aproxima, e do festival Django Beer, em todos eles os alunos têm a oportunidade de vender os pratos que fizeram e o lucro fica com a equipe

“É um projeto inovador, muito bem executado e elaborado, ele procura transportar os alunos para o universo real, a vida real, o emprego real, o trabalho real e a empresa real, gosto muito desse projeto”, comenta Eduardo Maya.

Márcia Nunes, do restaurante Dona Lucinha, é outra jurada de peso que sempre marca presença no GastroUna. Marcia seguiu o legado da mãe que dá nome ao estabelecimento, administra o restaurante, é escritora e historiadora. Desde a primeira edição, o conceituado restaurante de Belo Horizonte, proporciona aos vencedores um almoço ou jantar para toda a equipe.

“É surpreendente o envolvimento dos estudantes dentro desse projeto, porque o que traz de experiência para eles do ponto de vista de maturidade, de conhecimento para empreender logo quando estão se formando, é um preparo, um pé no terreno daquilo que será a realidade prática deles. A academia fornece todo suporte teórico, mas eles precisam compreender o mercado, então a Rosilene teve uma sacada muito genial de trazer o mercado para dentro da academia”, reforça Marcia Nunes.

Além dos jurados que sempre apoiam o projeto, ele ainda tem parcerias muito importantes, como da Prefeitura de Belo Horizonte, Belotur, Abrasel, Capim Cheiroso, Sabará e Sabor, Sabarabuçu, Emater-MG, entre outros.

Alunos de sucesso

O Gastrouna já cumpriu seu dever na vida de muitos dos estudantes que passaram por ele, além de terem tido a oportunidade de trabalhar em diversos festivais gastronômicos, como o Festival de Sabará, de Congonhas, Caxambu, e criar um imenso network, muitos alunos conseguiram também se emplacar no mercado.

Carol Silva, é uma dos exemplos de sucesso, hoje a campeã de 2018 do GastroUna administra um buffet, um delivery, além de ser distribuidora de uma marca de utensílios de cozinha, a Royal Prestige, multinacional americana, que conheceu através do evento.

No ano em que venceu, ela e seu grupo foram convidados para participar do Arraial de Belo Horizonte. Na época, estavam selecionando os melhores grupos de cada faculdade de Gastronomia, a seleção da Una foi através do GastroUna, assim eles foram escolhidos para venderem seus pratos juninos na festa, participaram dois finais de semana consecutivos, ganharam ingressos, foram entrevistados pela imprensa, uma grande visibilidade.

“Meu prato foi um dos premiados, através dessa premiação eu tive visibilidade em vários jornais e isso foi muito importante para o meu crescimento como profissional, isso me fez crescer muito”, conta Carol.

A chefe de cozinha garante que o GastroUna foi um divisor de águas em sua vida, é muito grata com tudo, já que para ela foi uma experiência muito importante e que trouxe grandes ensinamentos

“Ele me ajudou muito no quesito de gestão de negócios, me preparou para ser a empreendedora que eu sou hoje, então foi muito importante para mim, abriu muito meus olhos para o negócio, abriu várias portas, me ensinou muito a como me comportar, buscar parcerias. Cresci muito como empresária, como mulher, como chefe de cozinha, e tudo através do GastroUna”, completa ela.

Carol Silva é apenas um dos vários talentos revelados pelo GastroUna.

O formato online

O evento sempre aconteceu de forma presencial, que dava ao júri e plateia a experiência gastronômica de provar todos aqueles pratos incríveis produzidos pelos grupos. No entanto, com o início da pandemia, ele precisou se adequar, e suas últimas duas edições virtuais foram de muito sucesso.

O formato remoto proporcionou novas propostas ao evento, como a participação, por exemplo, do chef Paulo Rodrigues, chefe da embaixada brasileira no México e diretor da federação latina americana de gastronomia, que apenas pode ser pelo padrão online, o evento também foi transmitido pelo youtube com intérprete de libras, e por isso teve um alcance muito grande sendo assistido por pessoas de todo o mundo. 

Nessa última edição online, ainda teve o lançamento do primeiro e-book do GastroUna em comemoração a décima edição, onde foram divulgados as receitas dos grupos e seus empreendimentos.

“Essas iniciativas são muito importantes, porque os alunos já aproveitam seu repertório, aquilo já faz parte do seu sonho, e a gente tá aqui, como mediador, para ajudá-los a realizá-lo, o ajudando a criar portfólio e contatos” acrescenta Rosilene.

O reconhecimento

Em 2017, o GastroUna foi tema do terceiro Congresso Nacional de Metodologias Inovadoras no ensino superior, o GIZ, realizado pela Universidade Federal de Minas Gerais. Rosilene foi representar a Una, com o projeto que nasceu pequeno com a feira e hoje é uma mostra acadêmica que a cada ano se supera em números e participações.

Em sua última edição, o evento recebeu uma honraria concedida pela Prefeitura de Belo Horizonte, através da Secretaria Municipal de Assistência Social, Alimentar e Cidadania, a professora Rosilene Campolina, foi agraciada com o certificado de mérito por colaborar com o desenvolvimento da gastronomia no município, entendendo que o GastroUna contribui para a cadeia produtiva da gastronomia, com formação que potencializa inovação, empreendedorismo, responsabilidade social e o uso sustentável dos alimentos, unindo tradição e modernidade. Com essa trajetória o GastroUna contribui e fortalece o título de cidade criativa da gastronomia de Belo Horizonte. 

“Eu fico com um sentimento de mãe, de realização e satisfação, de um projeto que deu certo, que acreditei nele, começou pequeno mas com as buscas por parcerias de pessoas que eu conhecia de dentro do mercado foi crescendo, motivando alunos. É um evento trabalhoso, mas que é muito gratificante e eu espero que ele possa continuar colhendo bons frutos”, complementa a idealizadora.

O GastroUna é o encerramento do ciclo da aprendizagem do aluno na faculdade e a sua entrada no mercado de trabalho. Dentro de suas principais contribuições, inclui-se destaque dado ao planejamento dessas aulas com tecnologias inovadoras, utilizando visita técnica, conexão com o mercado, promovendo a interlocução entre a produção acadêmica e a prática da gastronomia sustentável, com visão empreendedora, o diálogo interdisciplinar, para atender essa complexidade da formação do aluno, aprofundamento dos conhecimentos acadêmicos e a interface de culturas locais e globais, contemplando a dimensão científica a ética, estética e produtiva no contexto da gastronomia.

O GastroUna é mais um dos projetos Una, que há 60 anos busca envolver o aluno a experimentar sua área de atuação, a inclusão social e o desenvolvimento local transformando o seu redor.

 

Edição: Daniela Reis 

0 2668

A receita de hoje é uma excelente opção de entrada ou de aperitivo que une duas paixões dos mineiros: o pão de queijo e a carne de lata.

A delícia foi desenvolvida pelo grupo Tempero da Serra que participou do último GastroUna. Confira o passo a passo!

Crostini Mineiro

Ingredientes

5 pães de queijo pequenos assados e cortados ao meio 200g de carne de lata desfiada

50g de geleia de jabuticaba

Modo de Preparo

Em cada metade de pão de queijo dispor

Um pouco da carne desfiada e finalizar com um pouco de geleia. Fazer isso com as 10 metades e servir.

Curiosidades: O processo para se chegar na “carne de lata” foi utilizado antes do século XX, antes de se popularizar os refrigeradores no Brasil.

 

Essa e outras receitas estão no ebook do GastroUna. Para baixar, acesse o link.

0 197

Sexta é dia de gastronomia no Contramão! E para iniciar as nossas postagens deliciosas de 2021 traremos uma série de receitas especiais que estão no e-book do GastroUna. Para quem não sabe, o GastroUna é a mostra acadêmica do curso de Gastronomia do Centro Universitário Una. O evento foi idealizado pela chef e professora Rosilene Campolina.

E para dar esse “start” trazemos para você uma receita da própria idealizadora.

Bolo de Mandioca com Coco e Queijo “Mané Pelado”

Ingredientes:

1 kg de mandioca crua processada ou ralada grossa

800 ml de leite integral

200 ml de leite de coco Qualicy

4 ovos ligeiramente batidos

2 a 3 xícaras de açúcar

200g de coco em flocos Qualicy

200g de queijo minas (tipo canastra) ralado

2 colheres (sopa) de manteiga amolecida

Canela e erva doce a gosto (opcional)

Modo de Preparo:

Misture todos os ingredientes, colocando por último o leite.

Mexa bem com uma colher de pau.

Vire está mistura (de consistência bem líquida) em refratário untado com manteiga e asse em forno moderado (180 graus) por cerca de 1 hora ou até corar.

Polvilhe canela e açúcar de confeiteiro a gosto.

Se desejar, acrescente erva doce e canela em pó na massa antes de assar.

 

Toque de Chef: decore com paus de canela e anis estrelado, como na sugestão do Portal Gastronômico www.chefachef.com.br

Não deixe de baixar o e-book do GastroUna 2020 no link, é gratuito!

 

 

0 325

O evento é a mostra acadêmica dos estudantes do curso de Gastronomia da Una

Por: Italo Charles 

No dia 09 de dezembro aconteceu a 10ª edição do GastroUna. O evento que encerra o semestre acadêmico do curso de Gastronomia do Centro Universitário Una foi transmitido ao vivo pelo Youtube e contou com a participação de grandes nomes da gastronomia mineira e também de espectadores internacionais.

A edição comemorativa  uma grande  novidade. Durante o semestre letivo a UnaCom (Agência experimental de Comunicação da Una) desenvolveu junto com alunos de gastronomia um e-book com as receitas criadas pelos grupos participantes. 

De acordo com Rosilene Campolina, chef e idealizadora do projeto, o Gastrouna sempre busca inovar. “A cada ano o Gastrouna se supera, por edição são mais de 80 produtos que os alunos lançam, entre receitas, pesquisas, produtos e cardápios. São muitas coisas, mas desta vez o destaque vai para o e-book”, comentou.

O material pode ser baixado gratuitamente no link.

Premiação da PBH

Outra grande surpresa do evento foi a homenagem concedida à professora Rosilene Campolina e ao Centro Universitário Una pela  Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania. Rosilene foi agraciada com o certificado de mérito por colaborar com o desenvolvimento da gastronomia na cidade de Belo Horizonte.

Segundo Rosilene, a edição comemorativa foi de muito sucesso. “Foi um grande desafio organizar a mostra nesse momento de pandemia. Mas nós conseguimos realizar o evento com grande sucesso, tivemos alcance internacional e ao final recebemos uma homenagem e certificação por contribuir com o desenvolvimento da gastronomia no município”.

De acordo com Rodrigo Neiva, vice-presidente acadêmico do grupo Ânima,  o fortalecimento de eventos como o GastroUna é de grande importância para o desenvolvimento técnico dos estudantes. “Quando o aprendiz participa de eventos nesse formato ele desenvolve competências fundamentais que um profissional precisa ter”.

Apresentações

Durante a programação, os estudantes dos quatro grupos participantes apresentaram aos jurados suas propostas de empreendimentos gastronômicos que incluem a idealização, gestão, logística, desenvolvimento de cardápio e o preparo dos pratos. 

A bancada de jurados foi contemplada por vários nomes conhecidos da gastronomia, turismo e gestão, como: Ana Gabriela Baêta (Belotur), Antônio Terra (Una), Darklane Rodrigues (PBH), Eduardo Maya (Gastronomo),  Márcia Nunes (Dona Lucinha), Matheus Daniel (Abrasel), Paulo Rodrigues (Chef Embaixada Brasileira), Roberta Zampetti (Jornalista), e o Vice presidente acadêmico do grupo Ânima, Rodrigo Neiva.

Criar um restaurante aos pés da Serra da Moeda com intuito de promover experiências gastronômicas e favorecer os pequenos produtores locais, proporcionou ao grupo “Tempero da Serra” composto por: Breno Marques, Guilherme Righi, Júlio César Cândido, Kerolem Gomes, Luís Felipe, Ryan bonino, Vanessa Grasielly, Victor Dornas. a vitória na competição. 

“Foi muito trabalhoso, mas nós desenvolvemos um projeto muito bom, as pessoas do grupo são muito boas. Em alguns momentos tivemos conflitos, mas a professora Rosilene nos ajudou a resolver, estávamos esperançosos, mas também apreensivos pois os outros trabalhos estavam muito bons, entretanto nós ganhamos e foi muito gratificante”, comentou Júlio.

Elementos utilizados e pratos desenvolvidos pelo grupo vencedor

Para Vanessa Grasielly, componente do “Tempero da Serra”, participar do GastroUna a proporcionou uma grande experiência. “O projeto agregou muito para mim, consegui ver a realidade de como seria abrir um negócio, chorei, sofri, levantei e renovei as forças em vários momentos porque sabia que daria certo e que se desse o meu melhor tudo se encaixaria e o resultado seria uma consequência de tudo isso, ou seja, seria uma jornada concluída com sucesso”.

Grasielly contou ainda sobre os desafios e os ganhos gerados durante o desenvolvimento do projeto. “Desde o início ocorreram muitos desafios, nas ideias ou no processo, mas posso dizer que os ganhos foram muito  maiores.  Aprendi que o trabalho em equipe vence qualquer barreira, que juntos somos mais fortes e que quando um não está bem, tem um grupo ali pra apoiar e dar força, que o verdadeiro trabalho em equipe supera as adversidades que surgem, pois cada integrante possui um talento e a soma desses conhecimentos traria um resultado positivo”, finalizou.

Premiação

Equipe Tempero da Serra vence a 10ª edição do GastroUna

A equipe vencedora, Tempero da Serra, foi agraciada com um almoço no restaurante Dona Lucinha e, kits de Cafés Segafredo, Cimsal Flor de Sal, produtos da Sabarabuçu e Sabará & Sabor/derivados da jabuticaba, artesanato da Vovó Helê e da Sabor de Fada Angelina Almeida, Cachaça Capim Cheiroso, camisetas personalizadas da WA Dolmãs, convites para participação na Feirinha Aproxima e do Arraial de Belo Horizonte e certificados do Centro Universitário.

Não assistiu ao GastroUna? Então clique no link e assista o evento completo.

 

*A matéria foi produzida sob a supervisão da jornalista Daniela Reis.

0 259

O evento acontecerá no dia 9 de dezembro e será transmitido pelo Youtube com intérprete de libras

*Por: Italo Charles

Elevar a gastronomia para além da cozinha, onde se constroem sonhos e sabores, é transmitir ao apreciador uma parcela de sensações e sentimentos. E, através de conhecimentos adquiridos ao longo da vida e de práticas cultivadas na academia, a paixão e o sonho se unem para tornarem realidade.

Neste âmbito, o GastroUna, um dos principais eventos de gastronomia do Centro Universitário Una celebra a sua 10ª edição. A mostra acadêmica que marca a conclusão do semestre, já foi tema do III Congresso Nacional de Metodologias Inovadoras no Ensino Superior (o GIZ), em 2017, na UFMG. Isso só reforça a vocação deste evento como excelente oportunidade para os alunos se conectarem com o mercado e terem a experiência completa da criação de um empreendimento, desde a sua idealização, os custos, estratégias de marketing, planejamento, cardápio até sua abertura.

Marcado para o dia 9 de dezembro a partir das 8h30, o evento será transmitido pelo Youtube com intérprete de libras para todo mundo. Desta vez, com base em um olhar diferenciado e com foco no cenário atual levando em conta a visão empreendedora, a inovação e sustentabilidade, os grupos apresentarão aos espectadores as propostas de empreendimentos.

A novidade que a edição comemorativa do GastroUna traz é a divulgação do E-book produzido pelo UnaCom (Agência experimental de comunicação), com receitas referentes aos cardápios dos grupos participantes. 

Para a professora do Centro Universitário Una e idealizadora do GastroUna, Rosilene Campolina, a segunda edição virtual da mostra, traz ao público a valorização e reinvenção da gastronomia em tempos como este. “Mesmo com as dificuldades da pandemia que estamos vivendo, os alunos mostraram persistência e dinamismo, visto que é possível desenvolver projetos baseados em propósitos e sonhos. E, eles se adaptaram de forma inovadora, nas ideias e na construção dos trabalhos, o que reforça a capacidade de profissionais para o mercado que irão atuar na capital eleita como cidade criativa da gastronomia pela Unesco”.

A programação da 10ª edição do GastroUna inclui além da abertura e apresentação conduzida pelo radialista e professor do Centro Universitário Una, Elias Santos, o show da cantora Fabíola Otoni (ex-aluna do curso de gastronomia da Una), e o musicista José Carlos de Souza (mais conhecido como Zé), que culmina a valorização da cultura mineira.

Os trabalhos serão avaliados por jurados que são personalidades importantes para o cenário da gastronomia em Minas Gerais e no exterior, entre eles, estarão:

Ana Gabriela Baeta – Gerente de Marketing e promoção turística da Belotur.

Antônio Terra – Coordenador dos cursos de Gastronomia, Publicidade e Propaganda, Jornalismo, Relações Públicas e Moda da Una.

Darklane Rodrigues Dias – Subsecretária de Segurança Alimentar da Prefeitura de Belo Horizonte.

Eduardo Maya – Gastrônomo, promotor de eventos, Idealizador da Feirinha Aproxima, Festival “Minas é o Mundo” e proprietário da Rede Pitza 1780. 

Márcia NunesHistoriadora, proprietária e administradora do Restaurante Dona Lucinha.

Matheus Daniel – Presidente da Abrasel MG, Administrador, Membro da FGM e Proprietário de vários empreendimentos gastronômicos.

Paulo Rodrigues – Chef da Embaixada Brasileira no México, diretor Acadêmico The Masters Entreprise, diretor da Federacion Latino America de Gastronomia para Centro América e Embaixador de Marcas do Food Service.

Rodrigo Neiva – Vice presidente Acadêmico da Ânima Educação e coordenador da área de Turismo & Hospitalidade.           

Roberta Zampetti – Jornalista, escritora, apresentadora de TV, diretora do programa Sou 60 e idealizadora do programa Brasil das Gerais na Rede Minas. 

*Sobre a professora idealizadora do Gastrouna, Rosilene Campolina:  

Administradora do Portal Gastronômico: www.chefachef.com.br,  Docente no Centro Universitário Una, coordenadora do Projeto LEIA Hortas Urbanas Sustentáveis e Projeto GastroUna, Membro da FGM – Frente da Gastronomia Mineira e FIC – Federazione Italiana Cuochi, Apoiadora da Fundação Casa Sara e Projeto Viva Down, Madrinha do Outubro Rosa na campanha contra ao câncer de mama.

Empreendimentos concorrentes

BANC’s

Integrantes: Ana Luiza Silva Brochado, Bruno Moreira Malta, Fernanda Repollez de Barros, Gleiciele Rodrigues da Silva Rocha, Lucas Fernandes Afonso SIlva, Pedro Augusto Milagre Leão.

A BANC’s – Bebidas Alcoólicas Não Convencionais é um inovador bar por delivery que objetiva levar até o cliente a experiência de finalizar e saborear drinks e petiscos com sabores diferenciados. A BANC’s traz como conceito a perspectiva da sustentabilidade com foco no uso das PANC’s (plantas alimentícias não convencionais), na criação e elaboração dos drinks e petiscos. O nosso delivery traz uma visão empreendedora, trabalhando a logística reversa com embalagens recicláveis e retornáveis, proporcionando ganho econômico e ambiental, tanto para o cliente como para o empreendimento.

CADIM DE MINAS

Integrantes: Alexandre Augusto, Ana Clara Araújo, Dora de Lima Lyra, Júlia Almeida, Murilo Antônio Tavares,Talita Rodrigues Magalhães.

A cafeteria Cadim de Minas, é um lugar onde a cultura e os alimentos se encontram, com um cardápio incrível e eventos culturais mostrando a arte local e regional do estado de Minas Gerais.  

JACI CAFÉ

Integrantes: Ana Julia Porto, Ana Carolina Azeredo, Fabrício Ruzzene, Guilherme Dornelas, Matheus Amaral, Raquel Menezes, Raynara Novais.

Uma cafeteria especializada em brunch, inspirada nos diferentes cafés da manhã das regiões brasileiras. O empreendimento tem como objetivo apresentar ao público o quanto o Brasil é diverso e rico, mostrando realmente o que as pessoas consomem na primeira e mais importante refeição do dia. A Jaci café foca no conceito slow food, trabalhando a ecogastronomia e valorizando a sustentabilidade. O estabelecimento possui uma horta agroecológica onde seus produtos são utilizados no preparo dos pratos. A cafeteria trabalha com o aproveitamento integral dos alimentos (conceito AIA), utilizando a compostagem e reaproveitando a água da chuva para irrigação da horta entre outros usos. Através disso, o Café Jaci favorece a otimização dos seus  produtos e prioriza o KM 0. 

TEMPERO DA SERRA

Integrantes: Breno Marques, Guilherme Righi, Júlio César Cândido, Kerolem Gomes, Luís Felipe, Ryan bonino, Vanessa Grasielly, Victor Dornas.

O Tempero da Serra é um empreendimento gastronômico aos pés da Serra da Moeda, com o legado de usar o máximo de insumos no Km 0, ou seja, insumos locais de pequenos produtores. O restaurante proporá além de uma boa comida, uma experiência em que o cliente possa visitar a horta, almoçar com uma bela vista e ainda observar uma lagoa durante a estada. O espaço dispõe de um cardápio sazonal para que seja possível aproveitar o máximo de sabor e usar da melhor forma os ingredientes.

Programação:

Abertura e apresentação – 9h

BANC’s – 9h30

Cadim de Minas – 10h

Jaci Café – 10h30

Tempero da Serra – 11h

Resultado/Premiação/Encerramento com atração musical da dupla Fabíola e

 José. – 11h30 

Premiação:

A equipe vencedora será agraciada com almoço no restaurante Dona Lucinha e, kits de Cafés Segafredo, Cimsal Flor de Sal, Produtos da Sabará & Sabor e da Vovó Helê/derivados de jabuticaba, Camisetas personalizadas da WA Dolmãs, convites para participação na Feirinha Aproxima e no Arraial de Belo Horizonte e certificados personalizados da Una.

Patrocinadores e Parceiros:

Restaurante Dona Lucinha, Restaurante Alambique & Armazém Jotapê, Cachaça Capim Cheiroso, Cafés Segafredo, Cimsal Flor de Sal, ABRASEL, Belotur, PBH, Emater, Portal Chef a Chef, WA Dolmãs, Vovó Helê/derivados de jabuticaba, Moinho Globo, Farinha Venturelli, Cachaça Capim Cheiroso, Sabor de Fada e FGM – Frente da Gastronomia Mineira. 

A cobertura jornalística será realizada pelo Jornal Contramão, Portal BH Eventos e Portal Gastronômico Chefachef.

O evento conta com o apoio da Fábrica, que é o coletivo do Laboratório de Economia Criativa da Una e do Líder do Núcleo de Gastronomia, Daniel Sucasas. 

Acesse o evento pelo link: bit.ly/gastrouna2020

 

**A matéria foi produzida sob a supervisão da jornalista Daniela Reis

0 339
Um dos pratos do grupo Elementar - vencedor da mostra. Foto: Luísa Bonfioli

Evento aconteceu no dia 18 e contou com grandes nomes da gastronomia mineira

Por: Italo Charles 

A 9ª edição do GastroUna que aconteceu no dia 18 de junho, proporcionou aos alunos uma nova experiência. O evento que pela sua primeira vez foi totalmente online, teve transmissão via Facebook e alcançou mais de mil espectadores, incluindo internautas internacionais. A mostra acadêmica celebrou a conclusão do semestre, viabilizando o contato dos alunos com o mercado. 

De acordo com a idealizadora do GastroUna, professora Rosilene Campolina, o evento é formulado a partir do conceito de inovação e sustentabilidade. “Foi um grande desafio organizar a mostra nesse formato virtual, tendo em vista que os alunos estão habituados a participar do evento fisicamente, produzindo os pratos, recebendo o público e interagindo com o mercado. Mas, como nossa premissa básica é a inovação, buscamos sempre a renovação. Através disso, construímos o evento com parceria entre os núcleos da Una, para transmitir ao público um conteúdo sem perdas”.

Com este novo formato, os alunos dos cinco grupos participantes, apresentaram aos jurados suas propostas de empreendimento gastronômico, que incluem a idealização, gestão, logística, desenvolvimento de cardápio e o preparo dos pratos. Assim como nas edições anteriores, os discentes tiveram que apresentar seus conhecimentos de cardápios e bebidas que contêm as Pancs (plantas alimentícias não convencionais).

A bancada de jurados foi contemplada por vários nomes conhecidos da gastronomia e do turismo mineiro, como: Ana Gabriela Baêta, Carlos Henrique, Eduardo Maya, Isabela Lapa,  Márcia Nunes, Miriam Furtado, Ricardo Rodrigues e o Vice presidente acadêmico do grupo Ânima, Rodrigo Neiva. O Chef e empreendedor Eduardo Maya, que participa como jurado desde a primeira edição, fala sobre o desenvolvimento do projeto durante os anos. “Cada semestre que passa, a cada ano, cria-se uma surpresa agradável, existe uma melhora. O que mais me encanta é o que eu venho dizendo há nove anos que a gastronomia não é só ser Chef, ela vai muito além e os alunos têm entendido isso”.

O vice-presidente acadêmico do grupo Ânima, Rodrigo Neiva, que compôs a bancada de jurados pela primeira vez, ressalta que eventos como o GastroUna, são de extrema importância  para a formação  dos alunos. “Ao participar de mostras desse formato, os formandos desenvolvem competências fundamentais para um gastrônomo, que é pensar a gastronomia em um aspecto mais amplo, considerando a preparação dos profissionais para os desafios do mundo contemporâneo”.

Ainda sobre a fase preparativa para o GastroUna, o aluno Recleir Moreira conta sobre o processo.  “O maior desafio foi fazer as pessoas se sentirem conectadas ao estabelecimento, vivenciando as experiências gastronômicas oferecidas. Para que isso fosse possível, criamos o Instagram com fotos e elementos visuais, além de muitos conteúdos que ilustram nossos pratos, conceitos, ações sustentáveis e a cidade escolhida para a criação do Elementar”.

Falar sobre gastronomia é criar um elo entre a culinária e a cultura de onde está sendo produzida, gerando sensações que refletem na afetividade. A partir disso vemos o turismo como uma linha tênue. “A gastronomia é um importante indutor da atividade turística na cidade, é elemento importantíssimo, é considerada a riqueza de um povo, ela perpetua culturas. Quando a gente fala sobre eventos como esse que promovem o contato entre os acadêmicos e o mercado, contribuímos para que essa cultura seja reproduzida, contribuímos também para a elevação dos empreendimentos, pois eventos assim oportunizam a inserção dos alunos nesse mercado que é dinâmico” comentou a Diretora de Marketing da Belotur, Ana Gabriela Baêta.

Criar um Gastrobar na cidade Mariana, a partir de olhar diferenciado para a gastronomia regional com a utilização de plantas alimentícias não convencionais no cardápio e drinks autorais, garantiu ao grupo “Elementar” composto por Caio Marcini, Clareane Brandão, Daniela Galastro, Gustavo Vasconcelos, Laura Vasconcelos, Luisa Bonfioli, Michele Novaes e Reicler Moreira, a vitória na competição. “O maior aprendizado, sem dúvidas, foi o trabalho em equipe, à distância. Com toda essa experiência, chegamos a conclusão que cada um sempre tem algo a acrescentar, e que um empreendimento tem maior potencial de sucesso se for construído por uma equipe capacitada”, comentou Reicler.

O segundo lugar das batalhas ficou com o grupo “Q Harmoniza”, que apresentou a proposta de empreendimento que preza pela harmonização de suas geleias com queijos e vinhos. A representante do grupo Natália Carvalho comentou sobre sobre o aprendizado adquirido para a formação  profissional dos componentes do grupo. “Não é fácil começar um empreendimento do zero, ainda mais com uma ideia original. O processo envolve muita pesquisa, trabalho e números. E  mesmo que o produto seja bom, ele se torna inviável se não encontrarmos o seu público alvo. Tivemos um semestre para realizar esse projeto e ainda assim foi muito corrido! Foi uma experiência incrível e que levaremos para o resto de nossas vidas!”, finalliza. 

Premiação
As equipes vencedoras foram premiadas com almoço nos restaurantes Dona Lucinha e Jotapê, kits de produtos da Cristina Misk, do Chefachef com Cafés Segafredo, Cimsal Flor de Sal, vouchers para eventos no Mineirão pós-pandemia, Camisas Atlético/Cruzeiro/América e kit love wine oferecidas pela professora de Eventos Priscilla Machado, convite para participação na Feirinha Aproxima e em festejos juninos de BH, kit da Sabarabuçu, : convite para aula show no Instituto Gourmet, vouchers Assacabrasa, cursos Academia Nova Safra e certificados personalizados da Una.

 

Não assistiu ao GastroUna? Então clique no link e assista o evento completo.

 

*A matéria foi produzida sob a supervisão da jornalista Daniela Reis