Tags Posts tagged with "Jornal Contramão"

Jornal Contramão

0 354
Liverpool massacrou o Manchester United pela 25° rodada da Premier League (PAUL ELLIS/AFP)
Liverpool massacrou o Manchester United pela 25° rodada da Premier League (PAUL ELLIS/AFP)

Por Lucas Matheus

Liverpool fez história na última tarde de domingo. Goleou seu maior rival por 7×0 e após 128 anos, o clássico tem, de novo, a maior goleada de sua história. Esse jogo pareceu um filme, de várias nuances, várias histórias. Os gols foram marcados por Gakpo (2), Darwin Nuñez (2), Salah (2) e Firmino.

PRIMEIRO TEMPO EQUILIBRADO

Nos primeiros 15 minutos de jogo, o Liverpool parecia aquele do começo do jogo contra o Real Madrid. O time brigava muito e roubava muitas bolas, tentava chegar com perigo, mas não conseguia. Já o United, esse chegava com mais perigo, era mais incisivo. Antony e Bruno Fernandes poderiam ter colocado o time a frente, a do brasileiro, o goleiro Alisson pegou, a do português foi para fora.

No finalzinho do segundo tempo, Casemiro chegou a abrir o placar, mas o impedimento foi corretamente assinalado e o jogo continuou empatado. Quando pouco se esperava do fim do primeiro tempo, numa movimentação perfeita de Robertson e Gakpo, o escocês lançou o holandês que cumpriu sua lei de quase ex.

Gakpo finaliza com perfeição e colocou o Liverpool a frente do placar contra o rival (JOHN POWELL/LIVERPOOL FC)
Gakpo finaliza com perfeição e colocou o Liverpool a frente do placar contra o rival (JOHN POWELL/LIVERPOOL FC)

SEGUNDO TEMPO HISTÓRICO

Quando Andy Madley apitou o recomeço do jogo, a sentença já estava dada, apenas os espectadores e o Manchester United não sabiam. Aos 3 minutos Darwin marca de cabeça, aos 50 Gakpo marcava um golaço, após jogada genial de Salah. Aos 21’, o egípcio entrou definitivamente para a história do Liverpool e da Premier League. Ele se tornou o maior artilheiro da história do Liverpool pela Premier League.

Aos 30’, Darwin, de cabeça, fez o quinto. Salah aos 38’ marca novamente com assistência de Firmino, o brasileiro teve o favor recompensado e também deixou o seu, após assistência do egípcio. Um grande jogo, único em sua história centenária e que, provavelmente, não acontecerá tão cedo.

Bobby Firmino entrou no segundo tempo, mas ainda conseguiu participar da festa (EFE/EPA/PETER POWELL)
Bobby Firmino entrou no segundo tempo, mas ainda conseguiu participar da festa (EFE/EPA/PETER POWELL)

O DONO DO JOGO

Salah se tornou o maior artilheiro da história do derby do noroeste da Inglaterra (LIVERPOOL FC/GETTY IMAGES)
Salah se tornou o maior artilheiro da história do derby do noroeste da Inglaterra (LIVERPOOL FC/GETTY IMAGES)

Ontem foi um dia muito especial para Mohamed Salah, e isso vai além de ter feito seu melhor jogo na temporada. O egípcio marcou dois gols e deu duas assistências contra o Manchester United e, de quebra, se tornou o maior artilheiro da história do Liverpool na Premier League e do maior clássico da Inglaterra. O único rei aceito pelos Reds, parece estar longe de perder sua majestade.

TEMPO DE DESPEDIDAS E DE BOAS VINDAS

Roberto Firmino, ídolo do Liverpool, anunciou na última semana que seu vínculo com os reds acabará no final da temporada, mesmo com a diretoria querendo renovar seu contrato, o brasileiro não aceitou a renovação. Justo nessa semana, Gakpo e Darwin, jovens que lideram a reformulação do clube, fizeram um belíssimo jogo contra o maior rival, ambos fizeram dois belos gols que contribuíram para a maior goleada da história do clássico.

Gakpo e Darwin são o futuro do ataque do Liverpool (Twitter GloboEsporte)
Gakpo e Darwin são o futuro do ataque do Liverpool (Twitter GloboEsporte)

COMO FICA?

O Liverpool viaja na sexta-feira, dia 10 para Bournemouth, para enfrentar o próprio Bournemouth, para na semana que vem, enfrentar o Real Madrid novamente, desta vez no Santiago Bernabéu, casa do time merengue. O Manchester United volta para a casa e, no Old Trafford, enfrenta o Real Bétis pela Liga Europa na quinta-feira e depois disso realiza uma parada para a data FIFA.

Foto: Vasco da Gama
Foto: Vasco da Gama

Por André Duarte

No começo da noite deste domingo, o Maracanã recebeu um ótimo público para acompanhar o clássico dos milhões. A alegria ficou com os vascaínos, que acompanharam a vitória do gigante da colina sobre o rival Rubro Negro, que por sua vez, liga o sinal de alerta com um início de temporada muito abaixo. O jogo terminou com um placar magro, Flamengo 0 x 1 Vasco, com gol do lateral direito Uruguaio, Puma Rodríguez.

PRIMEIRO TEMPO

O primeiro tempo foi bem equilibrado e bastante corrido. Cada parte do tempo, as duas equipes foram alternando bons momentos. Flamengo e Vasco tiveram bastante chances de abrir o placar, o Vasco sendo salvo por uma boa atuação do goleiro, Léo Jardim e o Flamengo contando com a sorte e ajuda da trave, fazendo com que o primeiro tempo fosse para o intervalo sem gols.

SEGUNDO TEMPO

Na volta para o segundo tempo, o técnico Vitor Pereira mexeu na equipe, tirou o volante Thiago Maia, lesionado e colocou o atacante Everton Cebolinha. O segundo tempo voltou igual o primeiro, intenso e bem disputado. Mas logo aos 3 minutos, Puma Rodríguez acertou um belo chute de fora da área, balançando as redes Rubro Negra e fazendo a festa da torcida vascaína.

Após o gol sofrido, o Flamengo foi para o ataque, tentando revidar o golpe sofrido, mas parou na boa atuação da defesa vascaína.

Com a vantagem no placar, o Vasco começou a usar a velocidade e usar o contra – ataque.

Em uma saída rápida, o Vasco chegou forte ao ataque e dentro da Área, Marlon Gomes foi puxado por Ayrton Lucas, que cometeu o pênalti. O artilheiro Pedro Raúl foi para cobrança e acabou vendo o goleiro Santos fazer a defesa, deixando em aberto ainda o duelo. Mesmo com o pênalti desperdiçado, Vasco conseguiu sair com os três pontos e vencer o rival.

SEQUÊNCIA DO CAMPEONATO

Flamengo perdeu a chance de ser campeão do primeiro turno do Campeonato Carioca (taça Guanabara). Mesmo com a derrota, mantém a liderança, com 23 pontos e agora enfrenta o rival Fluminense, que é vice líder e com 22 pontos, na busca pelo troféu.

Já o gigante da colina manteve o bom momento, quatro vitória nos últimos quatro jogos. Os três pontos muito importante para o Vasco, que voltou a configurar no G4, tirando o rival Botafogo no momento. Vasco defende a vaga em casa, contra o Bangu.

Show de Fábio Júnior, no dia 4 de março, marca a nova fase do espaço, que reabre com estrutura renovada e novos parceiros e serviços

O cenário cultural retorna com força total em 2023 e o antigo Marista Hall, depois de reestruturação e modernização, passa a se chamar Arena Hall e, a partir de março, volta a fazer parte da vida cotidiana de Belo Horizonte, com agenda de shows, espetáculos, congressos, eventos corporativos, teatros e concertos. A noite de estreia, sábado (4), não poderia ser com ninguém menos que o consagrado cantor Fábio Júnior, que abrirá com chave de ouro a temporada 2023 de eventos do espaço, trazendo para BH seus grandes sucessos, além de músicas inesquecíveis de outros cantores, em única apresentação que promete emocionar a todos!

O Arena Hall, complexo de eventos e shows, tem capacidade para até cinco mil pessoas, e sua operação contará com grandes parceiros.  A Estapar irá administrar 340 vagas do estacionamento anexo. A novidade é o serviço integrado que a empresa irá oferecer ao público. As reservas poderão ser feitas previamente pelo aplicativo: Estapar Vaga Inteligente. A Sympla será a ticketeria oficial, a All Star Tenders é o serviço de alimentação e bebidas que irá gerir a parte de “food and beverages”, com as melhores opções para os frequentadores e a SomTec, pioneira em serviços de som e iluminação na capital mineira, chega trazendo qualidade de som de última geração.

A casa possui três pisos: o 1º conta com a recepção, galerias, bilheterias, acesso ao Teatro Dom Silvério e acessos aos 2º e 3º pisos. O 2º piso é destinado a feiras, mostras e exposições temáticas. O 3º conta com a arena destinada a eventos em geral, com capacidade de até cinco mil pessoas.

“O espaço sempre foi um dos favoritos dos mineiros por sua localização privilegiada (coração da Savassi), além de ser repleto de comodidades como estacionamento, espaço versátil, moderno e 100% climatizado. A partir de março volta a receber os melhores shows e eventos da cidade! A casa sempre foi muito querida pelo público e agora recebem este presente novamente”, comenta Rômulo Rocha, sócio diretor do Chevals.

O Arena Hall tem um histórico de importantes eventos de diversos seguimentos. Já sediou jogos da Liga Nacional de Futsal e foi o local onde as Seleções Brasileiras, Masculina e Feminina de Handebol se prepararam para os Jogos Olímpicos de Verão. O espaço já recebeu shows de renomados artistas internacionais, como: Demi LovatoAlanis Morisette, Avril Lavigne, Norah Jones, dentre outros. Além de grandes artistas nacionais como Caetano Veloso,  Gilberto GilMarisa MonteHumberto Gessinger e bandas como Kid AbelhaRosa de SaronCineIra!Capital Inicial e muito mais!

Depois de três anos de portas fechadas, o novo contrato de operação e administração da casa foi firmado em setembro do ano passado, entre o Grupo gestor do Minascentro e o Marista, com prazo inicial de cinco anos, mas podendo ser renovado ou prorrogado. A proposta contempla a locação e gestão direta do espaço, serviços, agenda de eventos e atrações, assim como a exploração de atividades econômicas relacionadas, tais como a exploração e gestão direta e indireta de estacionamento, bares, lanchonetes, camarotes, salas, áreas de exposição, fornecedores e parceiros, além de outras áreas e atividades a serem contempladas via concessão.

Sobre o Show do Fábio Júnior

Dono de uma belíssima voz e sendo um dos artistas mais prestigiados da música brasileira, o cantor Fábio Jr. vai encantar os presentes na noite de abertura do Arena Hall, a partir das 21h. Os fãs vão poder curtir grandes sucessos como “Pareço Um Menino”, “Caça e Caçador” e “20 e Poucos Anos”.

Os ingressos para a apresentação variam de R$60 a R$350, e a classificação etária é de 16 anos. Os ingressos podem ser comprados através do sympla.com.br/arenahall

Arquibancada: R$60 a meia e R$120 inteira

Bronze: R$125 a meia e R$250 a inteira

Prata: R$300 preço único

Serviço

ABERTURA ARENA HALL COM SHOW DO FÁBIO JUNIOR

Data: 4 de março de 2023 (sábado) às 21h

Endereço:Av. Nossa Sra. do Carmo, 230 – Savassi. (antigo Marista Hall)

 

 

 

foto: redes sociais
foto: redes sociais

O balanço divulgado trouxe números positivos, mais segurança e menos ocorrências.

Por Gustavo Meira

Terminou oficialmente no último domingo (26), o Carnaval de Belo Horizonte que foi o maior da história e já deixa saudade nos foliões. Em coletiva de imprensa concedida na manhã desta segunda-feira (27), o presidente da Belotur, Gilberto Castro, informou que Belo Horizonte recebeu 5,25 milhões de foliões no período oficial da festa, de 4 a 26 de fevereiro. Número que ultrapassou a expectativa.  

“Já estamos preparando para o Carnaval de 2024, tiveram alguns pequenos erros, tiveram, mas vamos trabalhar para consertar, porque nós queremos que o Carnaval de 24 seja melhor do que o 23, se é que é possível.”, foi o que disse o prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman.

Foto: Rodrigo Clemente/PBH
Foto: Rodrigo Clemente/PBH

O Governo de Minas Gerais apresentou na última quinta-feira (23) o balanço das ações estaduais no Carnaval de 2023. Os indicadores de turistas superaram as expectativas, com registro de 11,2 milhões de foliões em todo o estado. A movimentação na economia mineira foi de R$ 1,5 bilhão, só na capital, foi R$ 720  milhões. 

240 mil pessoas desembarcaram no Aeroporto Internacional em Confins e 130 mil pela rodoviária de Belo Horizonte, para curtir a folia mineira em blocos de rua, desfiles das escolas de samba e festas privadas de carnaval, que reuniram estrelas da música nacional. 

milhares de pessoas curtindo o bloco Corte Devassa, na rua Sapucaí. foto: redes sociais
milhares de pessoas curtindo o bloco Corte Devassa, na rua Sapucaí. foto: redes sociais

Política pública ligada à economia criativa

Para estimular ainda mais os bons resultados do Carnaval para os mineiros, será lançada, em breve, a Política Estadual da Economia da Criatividade Carnavalesca em Minas Gerais, segundo o secretário de Estado de Cultura e Turismo (Secult) Leônidas Oliveira, “Não podemos fechar os olhos para um estado que tem o turismo cultural, a economia da criatividade como sua grande impulsionadora.” 

Carnaval mais seguro

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) informou redução d

Ações de prevenção a Importunação Sexual da PM em todo o estado: foto: redes sociais
Ações de prevenção a Importunação Sexual da PM em todo o estado: foto: redes sociais

e 75,2% no número de roubos em Minas em comparação com o carnaval de 2020, o último realizado oficialmente no estado. Foram 603 ocorrências naquele ano e 149 em 2023. Em relação aos furtos, a queda foi de 57,7% com 1750 registros no carnaval deste ano contra 4142 em 2020. Já os crimes de importunação sexual caíram de 51 para 38 ocorrências, acompanhados por redução de 33% e 45% nos crimes de estupro e estupro de vulnerável, respectivamente. 

O carnaval também ficou mais seguro nas estradas com a redução em torno de 47% dos acidentes com vítimas fatais. A melhora no índice é atribuída a ações preventivas, como a apreensão de 1,5 mil veículos pela PRF e a condução de 1,1 mil motoristas por embriaguez ao volante. Com redução de roubos, acidentes de trânsito e casos de violência,  Minas está entre os carnavais mais seguros do Brasil. 

O metrô fez falta para o folião da capital esse ano

A CBTU-MG declara que, devido à greve dos metroviários que iniciou em 14 de fevereiro de 2023, quando as estações foram fechadas às 20h, a Companhia estima um prejuízo de R$ 6 milhões, levando em conta, inclusive, o período de Carnaval. No Carnaval de 2020, o metrô transportou quase 800 mil usuários em todo o sistema, de sexta a terça-feira. Só a estação Central recebeu mais de 150 mil passageiros.

O metrô de BH é o transporte mais usado no carnaval, pelo fácil acesso. foto: reprodução
O metrô de BH é o transporte mais usado no carnaval, pelo fácil acesso. foto: reprodução

Campeões do Carnaval de BH

A Escola de Samba Acadêmicos de Venda Nova é a grande campeã da edição de 2023 do Carnaval de Belo Horizonte. A escola embolsou uma premiação de R$ 90 mil, além do Troféu Mandruvá de campeã.

componentes da escola antes do desfile que aconteceu na Av. Afonso Pena. foto: redes sociais
componentes da escola antes do desfile que aconteceu na Av. Afonso Pena. foto: redes sociais

O Estivadores do Havaí foi o grande vencedor entre os sete blocos caricatos que disputaram o título de campeão do Carnaval 2023, com o enredo Uma Noite no Museu. O grupo levou para o barracão na Região de Venda Nova, um prêmio de R$ 30 mil, além do troféu de campeão.

Foto: Redes Sociais

A fantasia fez sucesso e muitos admiradores, além da grana

Por Gustavo Meira

Nos últimos dias, ainda de carnaval, um vídeo de uma ‘’barraca do beijo’’ viralizou nas redes sociais e foi parar em vários portais e páginas de notícia. O motivo? É que essa foi a fantasia de Raphaela Oliveira em um dos dias da folia em Belo Horizonte, onde era cobrado R$ 1,00 o selinho e R$ 5,00 para levar um beijo de língua da estudante de Jornalismo. A barraca fez tanto sucesso, que teve até fila para beijá-la.

Confira pelo link

A barraca do beijo é tradicionalmente usada nas festas juninas. Mas Raphaela inovou e decidiu trazê-la para o carnaval, que esse ano foi o maior da história de BH, reunindo mais de 5 milhões de pessoas. Por ser conhecida como a ‘’beijoqueira’’ em seu grupo de amigos, uma vez foi desafiada a beijar um número x de pessoas. Ela realizou a brincadeira sem cobrar nada, e dessa vez decidiu arrecadar – por que não né?! ‘’Eu queria uma ideia criativa para o carnaval, e lembrei da barraca do beijo. Inicialmente não iria cobrar nada, mas lembrei que o tradicional cobra por beijo, aí decidi fazer a fantasia completa”, conta. 

Instagram/acervo Pessoal

O vídeo a princípio foi postado em seu Tik Tok. Depois de alguns comentários repudiando a atitude, o vídeo foi privado por ela mesmo, mas não teve jeito, ele viralizou em uma página no Twitter e foi tomando proporções gigantescas. Várias páginas de fofocas famosas e portais republicaram o vídeo. Com toda essa exposição, como de praxe, muitas pessoas expressam sua opinião, com comentários enaltecendo ou recriminando a atitude da estudante. ‘’Estou tentando não absorver os comentários negativos, por mais que eu responda alguns. Eu não levo isso pro meu coração e não fico mal com isso, porque sei que é a opinião da outra pessoa. Sei que eu não sou isso que eles estão falando’’, explica.

Comentários no post de Raphaela. Fonte: Instagram/@raphaoliveeira_

O faturamento

A pergunta que não quer calar. Quanto a beijoqueira faturou com a barraca do beijo? Raphaela faturou em torno de R$ 400,00 com a brincadeira. ‘’Não sei quantas pessoas foram, porque tiveram pessoas que pagaram mais de uma vez, pagaram via pix e dinheiro vivo. Esse valor já foi todo gasto, com comida e bebida no próprio carnaval’’, diz ela. 

Raphaela está adorando a repercussão em torno do vídeo, já que ela cria vários outros conteúdos pro Tik Tok que estão tendo um aumento de visualizações e trazendo admiradores nas redes sociais. Agora ela está esperando as propostas para uma futura parceria. Qual será a fantasia usada por ela no próximo ano? Ficaremos na expectativa. 

 

A desculpa de que não sabia que tal fantasia poderia ser ofensiva, não cola mais

Por Gustavo Meira

O Carnaval já está aí. Uma das coisas que o folião mais busca nesse período, são as fantasias, seja montando em casa ou comprando em alguma loja, o importante é arrasar na avenida. Porém o carnaval de hoje não é o mesmo de 30 anos atrás, onde qualquer fantasia era bem vista. Os tempos são outros e o principal é o respeito, por isso é importante ficar atento para não correr risco de alguma fantasia ser desrespeitosa para alguma cultura, minoria social ou povo, mesmo que sem intenção. 

Vamos listar algumas ‘’fantasias’’ que não se deve usar no carnaval:

Índio (a) (indigena):

Apesar de que para algumas pessoas possa parecer uma homenagem utilizar adereços da cultura indigena ou apenas uma brincadeira, a história recente e as pessoas pertencentes a esses grupos dizem que essa apropriação cultural é ofensiva. Se a desculpa para o uso for, por exemplo, uma homenagem aos Yanomamis, vai ser pior ainda. A tribo não quer homenagens, e sim ajuda.

Homens fantasiados de índio no carnaval. foto: rede social
Homens fantasiados de índio no carnaval. foto: rede social

Homem se fantasiar de mulher (e seus desdobramentos):

Quando um homem cis hétero se veste com roupas femininas para ‘’brincar’’ no carnaval, de alguma forma ele menospreza a realidade diária de mulheres brasileiras, já que vivemos em um país machista e misógino. Muitas delas morrem todos os dias por serem mulheres, além da desigualdade em comparação com o homem, o caso é pior quando se trata de uma mulher preta. Por outro lado, este homem também atinge travestis. Homens machistas, homofóbicos e transfóbicos, que menosprezam tudo que é considerado feminino, acabam se divertindo ao usar roupas que representam tudo o que repudiam.

Foto: rede social
Foto: rede social

“Nega Maluca” Black Face 

“Nega Maluca” satiriza as mulheres negras em suas características físicas como cabelo, lábios e formato do corpo, porém são características que devem ser exaltadas, valorizadas, vistas como belas e não como chacota. O uso desta fantasia vem se tornando cada vez mais rara (ainda bem). A prática racista do black face é de meados de 1830,  onde por anos, pessoas pretas foram proibidas de trabalhar no mundo das artes. Dessa forma, no teatro, cinema e televisão, personagens negros eram interpretados por atores brancos.

Foto: rede social
Foto: rede social

Iemanjá ou qualquer orixá

vestir-se como Iemanjá, por mais que pareça uma homenagem, acaba tendo o efeito

Foto: Rede Social
Foto: Rede Social

contrário, porque banaliza religiões de matriz africana perseguidas no Brasil e que sofrem até hoje com preconceito com os rituais e deuses e violência.

 

 

Japonesa, muçulmana, cigana e afins

Vestir-se baseado em trajes típicos de outros países de forma a representar a cultura é uma forma de estereotipar toda uma nação, banalizar os símbolos culturais, seus costumes e tradições. 

Fábio Assunção

A máscara com o rosto do ator Fábio Assunção foi febre no último carnaval. O artista passou a virar piada a partir do momento que sua dependência química veio a público, sua imagem passou a ser associada à desordem, quebra de regras, “vida louca”, irresponsabilidade. Foi então que as máscaras se espalharam fácil. Transformar a dependência química em fantasia é desconhecer a doença e como ela afeta a vida dos dependentes químicos e suas famílias. Os problemas de saúde de outro ser humano não devem servir para o divertimento, pois agravam ainda mais o sofrimento.  

Foto: Redes Sociais
Foto: Redes Sociais

Hitler 

Fazer menção ao nazismo é crime! Hitler é uma das figuras históricas mais terríveis do mundo. No seu comando, cerca de 5 milhões de judeus foram assassinados. As marcas deixadas pelo Holocausto ainda estão presentes nos dias de hoje e respeitar a história e sofrimento de um povo é importante. 

 

Terrorista

Os atentados terroristas ao World Trade Center e Pentágono, no EUA, em 2001, reacenderam o preconceito contra os povos árabes islâmicos em todo o mundo. No Ocidente, é comum associar o terrorismo ao islamismo. Uma coisa não tem a ver com a outra. Usar uma fantasia imitando a imagem de Osama Bin Laden acaba fazendo a associação direta entre as roupas típicas de povos árabes e o terrorismo. Ao fazer isso reforça a ideia de que o islamismo é ruim e de que árabes são perigosos. E não é isso.

Foto: Redes sociais
Foto: Redes sociais

Serial Killers

 

No ano passado, a série da Netflix sobre o assassino em série Jeffrey Dahmer levou vá

Foto: Redes sociais
Foto: Redes sociais

rias pessoas a se vestirem como o criminoso durante o Halloween. A atitude foi fortemente criticada baseada no desserviço em espetacularizar e ‘heroizar’ um homem que vitimou 17 homens nos Estados Unidos, em meio a casos de c@n1b@l1smo e n3cr0fil1a.

Covid-19, Vacinas e relacionados

 

A pandemia causada pelo Covid-19 matou milhões de pessoas ao redor do mundo. Fantasias relacionadas ao tema devem ser evitadas, por se tratar de um assunto muito sensível e ainda presente na vida de muitas pessoas que perderam entes queridos.

Você viu algumas fantasias que não devem ser usadas por serem ofensivas, no carnaval e em qualquer data. Evite-as, e passe esse recado para seus amigos que pensam em usar uma delas, já que embora a princípio não pareçam, fazem apologia a xenofobia, racismo, machismo entre outros. Nada melhor do que curtir sem ofender ninguém, né?

 

Bom carnaval!