Tags Posts tagged with "música pop"

música pop

0 277

Por Keven Souza 

Ontem, dia 30, uma das personalidades mais influentes da América Latina completou seus 29 anos de idade. Talvez você não seja o maior fã ou nem acompanhou a trajetória dela até esta data, mas é nítido, e certamente indiscutível, que se tem alguém na música brasileira que está se tornando cada vez mais um fenômeno, essa pessoa é: Anitta. 

A artista, registrada como Larissa de Macedo Machado, nascida em 1993, é a prova viva de que é preciso ter cuidado com o que sonha, porque há um sério risco de se tornar realidade, visto seus recordes quebrados atualmente. E hoje, o nosso TBT é sobre ela, que o Brasil tanto segue e comenta todos os passos da vida! 

Infância

Fonte: internet/Pinterest

Anitta é sinal de empoderamento, sucesso e talento. Ela é cantora, compositora, atriz, apresentadora e embora seja tão bem sucedida, de alta relevância no cenário pop mundial hoje em dia, essa nem sempre foi a sua realidade.

A cantora passou a infância em uma casa simples e humilde, no subúrbio do Rio de Janeiro, em Honório Gurgel. Lá cresceu ao lado de sua mãe Miriam Macedo, de seu pai Mauro Machado e seu irmão Renan Machado.

Casa da Anitta em Honório Gurgel | Fonte: internet

Desde pequena, por ser muito desinibida, acalentava o sonho de seguir a carreira musical. Começou a cantar aos 8 anos de idade por intervenção de seus avós maternos no coral da Igreja Santa Luzia, na comunidade em que vivia. E já naquela época, era possível observar traços de uma menina sonhadora que dava indícios de que seria cantora.  

Falando em família, a sua é o seu pilar! Os Macedos, parte materna na qual a cantora é mais íntima, passou por muitas dificuldades financeiras até que Larissa se tornasse, de fato, em Anitta. Muito focada, a jovem aos 16 anos terminou um curso técnico de Administração, que garantiu um ano depois uma vaga de estágio na mineradora Vale do Rio Doce. Seu salário era destinado ao sustento da família. 

Anitta e família em sua mansão na Barra da Tijuca no Rio de Janeiro | Fonte: internet

No mesmo período, Larissa começou a investir no desejo de ser cantora. Saiu da mineradora para tentar ser artista independente no funk. A decisão causou turbulências entre a família, seu pai não a apoiava a tentar uma carreira musical e sua mãe estava aberta a dar o devido suporte. E mesmo assim, com todos percalços, a menina sonhadora seguiu sua intuição e foi atrás do seu sonho. 

Reconhecimento nacional

A carreira começou no funk, logo após compartilhar nas suas redes sociais um de seus vídeos fazendo covers de outras cantoras. Em 2010, a produtora Furacão 2000, a principal do segmento daquele época, viu o seu material e resolveu a chamar para um teste. Nessa audição os produtores se encantaram com tamanha simpatia e talento que a jovem demonstrou em frente às câmeras. 

A partir dali, Larissa entrou para o time Furacão. Seu primeiro passo, enquanto funkeira, foi escolher seu nome artístico, e surpreendendo a todos na época, foi adotado o nome baseado na minissérie, “Presença de Anita”, da TV Globo, onde aproveitou o apelido da protagonista e dobrou a letra “T” para seu nome artístico – MC Anitta. 

Anitta na produtora Furacão 2000 | Fonte: internet

Aos poucos sua carreira foi criando forma, ganhando reconhecimento, mas ainda assim, não possuía um planejamento estratégico adequado para fazer sucesso em todo o país. Foi então que, em 2012, a cantora decidiu sair da produtora e se agenciar com a empresária Kamilla Fialho. 

Sem uma gravadora, mas com a assessoria de Kamilla, Anitta gravou o clipe de “Meiga e Abusada” com uma super produção. A música virou um hit e chamou a atenção da gravadora Warner Music, que no ano de 2013 fechou contrato com a poderosa. E essa foi a melhor escolha que ela poderia ter feito. 

Os anos se passaram e Anitta tomou conta das rádios e programas brasileiros com várias músicas de sucesso: Show das poderosas, Na Batida, Bang e Essa Mina é Louca, são algumas delas. O ano de 2017 foi a época em que sua carreira mais alavancou, Anitta se tornou a primeira artista brasileira na lista Top 50 Global do Spotify. 

Anitta no ‘Bloco das Poderosas’ em 2017 no RJ | Fonte: internet

Ela se manteve diversas vezes nessa lista com sucessos como “Paradinha”, “Downtown” e “Vai Malandra”, por exemplo, através de suas próprias ideias de marketing que fizeram e fazem sucesso até nos dias de hoje. E como Anitta é uma artista disruptiva e que não se contenta com pouco, o desejo de alçar novos voos e ultrapassar barreiras veio novamente. Dessa vez para seguir carreira internacional! 

De Honório para o mundo

Depois de se tornar um ícone nacional, Anitta deu mais um passo na carreira: investir fora do Brasil. Ainda no ano de 2017, a empresária começou a fazer diversas parcerias internacionais pensando em conquistar novos públicos. 

Seu primeiro sucesso com proporções mundiais foi um feat com a cantora Iggy Azalea, chamado Switch. Como fruto dessa parceria, Anitta fez algumas aparições em programas americanos como o The Tonight Show, comandado por Jimmy Fallon, e foi ali a primeira vez que o mundo via a brasileira. 

Neste mesmo ano, fez parceria com Major Lazer e Pabllo Vittar, lançando mais um super hit de visibilidade mundial: Sua Cara. A música é hoje uma das faixas com mais streaming da carreira de Anitta, soma mais de 540 milhões de visualizações e 4,9 milhões de curtidas somente na plataforma do Youtube. Um verdadeiro sucesso!

Mais tarde, colaborou com os colombianos Maluma e J Balvin, além das latinas Greici, Becky G e Natti Natasha, e em seguida, deu passos ainda maiores, estabelecendo um feat com ninguém menos que Madonna. “Faz Gostoso” é a faixa que faz parte do álbum da Rainha do Pop, onde Anitta canta com a americana um pop funk que é a “cara” do Brasil. 

Já no ano de 2019, a cantora lançou seu primeiro álbum de estúdio voltado para o cenário internacional: o Kisses.  Na empreitada, a poderosa cantou em inglês, espanhol e português em músicas que demonstram sua versatilidade enquanto artista e a coloca à frente de muitas cantoras. O álbum fez tanto sucesso que foi indicado ao Grammy Latin de 2019, na categoria de Melhor Álbum de Música Urbana. 

Anitta no lançamento de seu álbum ‘Kisses’ em 2019 | Fonte: Warner Music

Ao longo dos anos ela foi apresentadora de TV com o programa “Música Boa” e o “Anitta Entrou no Grupo” do canal Multishow e jurada do “The Voice México”. E soma em sua carreira mais de 162 prêmios vencidos, que foram eles os principais: 

– 3x o Latin Music Italian Awards

– 4x o Melhores do Ano 

– 6x o MTV Europe Music Awards

– 8x o MTV Millennial Awards Brasil

– 9x o Latin Music Italian Awards

– 15x o Prêmio Multishow de Música Brasileira

Em 2020, Anitta não teve do que reclamar, lançou “Me Gusta” ao lado da cantora Cardi B e alcançou, pela primeira vez, a Hot 100 da Billboard contabilizando mais de um bilhão de streams no Spotify. Naquele ano, a plataforma havia também divulgado os artistas mais ouvidos do aplicativo, a carioca estava presente na lista com mais de 1,1 bilhão de streams e 75,5 milhões de ouvintes em 92 países. 

Fonte: Spotify

Anitta é tão versátil que conquistou espaços e atividades muito diferentes. Possui hoje documentário na Netflix, o “Vai Anitta” e o “Anitta: Made in Honório”, que mostram momentos bem específicos de sua carreira pelos bastidores e também da vida pessoal. 

Além disso, participa ativamente de campanhas publicitárias de marcas multinacionais. Hoje, a cantora é diretora criativa da empresa Skol Beats (marca da Ambev), integra o conselho administrativo do banco digital Nubank e é proprietária interina do Grupo Rodamoinho, na qual fundou em 2014, juntamente com a sua família. 

Anitta no topo

Agora, mais do que nunca, podemos dizer que a Anitta é grande no Brasil e em todo o mundo. A cantora vem fazendo história ao estar, ao mesmo tempo, em três mercados musicais diferentes (brasileiro, latino e americano) cantando em mais de cinco idiomas, frequentando espaços que antes eram fechados ao Brasil e construindo uma imagem de diva pop internacional.

Hoje, com mais de 10 anos de carreira, ela é a artista brasileira mais seguida do Instagram – com mais de 60 milhões de seguidores, do Twitter – com mais de 16 milhões, e também do Spotify – com mais de 25 milhões de ouvintes mensais. Números que são resultados de um trabalho árduo, regado a dedicação e foco para ser não só mais uma a fazer do mesmo, mas a primeira a construir uma carreira consolidada fora do país.

Neste 2022, não se fala em outra coisa a não ser o tão aguardado novo álbum dela: “Girl From Rio”, seu primeiro trabalho focado 100% no público internacional com músicas feitas para o streaming e com parcerias estrangeiras de peso.  

Anitta em divulgação do seu novo álbum | Fonte: Internet

O álbum é aguardado pelos fãs desde 2020. Recentemente os Anitters, como são carinhosamente chamados seus fãs, tiveram acesso a algumas faixas-títulos lançadas pela cantora com expectativa de estarem presentes no álbum. Por ora, “Envolver”, “Faking Love”, “Girl From Rio” e “Boy’s Don’t Cry” são elas. 

Os singles já estão abrindo caminhos para Anitta. Na última semana, ela entrou para o Top 50 Global do Spotify atingindo o primeiro lugar do chart com “Envolver” depois de viralizar nas redes sociais um passo seu dançando a música no TikTok. A canção somou mais de 100 milhões de reproduções na plataforma, ouvida por usuários em todo o mundo e dentre as mais tocadas em muitos países. E no Youtube, o videoclipe já soma mais de 94 milhões de visualizações. 

Fonte: Spotify

Esta é primeira vez na história do Brasil que uma artista nacional consegue estrear na 1º posição da lista, bem como também a primeira vez que uma cantora latina alcança tal feito com uma música solo.

Podemos apostar que logo mais teremos outros recordes quebrados pela brasileira, porque, como disse em sua música “Não Para”, ela veio para ficar! E isso é a Anitta, mulher batalhadora, guerreira e destemida. Aquela que não se compara, que voa e voa alto, sem medo de errar! 

Daqui alguns anos, quando não tivermos mais esse fenômeno chamado Anitta, devemos nos lembrar que é graças a ela que hoje a cultura brasileira está sendo ovacionada nos quatro cantos do mundo. E o sentimento que permanece é o de orgulho, orgulho pelo seu legado que está sendo trilhado e certamente não será apagado nem da história e nem do coração de quem a admira. This is Anitta!